História Let Me Love You {Vhope} - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Romance, Vhope, Yaoi
Exibições 152
Palavras 785
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Joguei e sai correndo

Capítulo 10 - Beijo


Fanfic / Fanfiction Let Me Love You {Vhope} - Capítulo 10 - Beijo

  Acordei cedo no domingo, estava ansioso para meu encontro com Hoseok. Tomei um banho rápido e fui escolher a roupa que usaria.


 -Nessas horas parece que as roupas somem do armário. - estava a uns 10 minutos procurando a roupa perfeita. Até parecia uma menina indo ao primeiro encontro.


 -Meu Deus Taehyung, coloca qualquer coisa. Nada vai melhorar sua aparência.


 -Minha aparência? Neide, querida. Nem se você nascer de novo vai melhorar isso que você chama de cara. - ela bufa com raiva. -E quem bufa é vaca amor.


 -O que eu fiz pra merecer isso? - ela pergunta a si mesma, seguro uma resposta e volto a procurar algo que me agradasse.


 Depois de mais 10 minutos, consegui escolher uma roupa que me caísse bem. Passo meu perfume da Jequiti, e pego meu celular em cima da cama, onde havia uma mensagem do Hoseok.


 Hobi mal: hey Tae, eu vou passar aí daqui a pouco


Taehyung: tá bom


   Já estou pronto


 Hobi mal: estou chegando ;)


 Desci as escadas correndo e fui pra sala, Chung-ho estava no sofá assistindo alguma série. Neide veio atrás de mim e se sentou ao lado dele.


 -Só tenha cuidado para não dar netos para seus pais. - Neide ri alto e volta sua atenção para a TV.


 -Aish miga, nem precisa de curso pra ser palhaça né? - vou até Chung e acaricio seus cabelos levemente, percebo que o mesmo se encolhe no sofá, solto uma risada baixa e me afasto dele.


 Logo a campainha toca, abro a porta e vejo um Hoseok sorridente, muito diferente do dia anterior.


 -Annyeon. - faço uma reverência e Seok retribui.


 -Fico feliz que tenha aceitado me ouvir.


 -Só espero que não desperdice essa chance que estou te dando Jung Hoseok.


 -Eita, falou o nome inteiro. Pega na mão de Deus e vai. - nego com a cabeça rindo, fecho a porta de casa e andamos até o carro. Assim que entramos, ele dá a partida e dirige calmamente pelas ruas.


 -Onde vai me levar?


 -Num restaurante aqui perto, vamos comer depois podemos andar um pouco no parque.


 -Tudo bem. - depois desse pequeno diálogo o silêncio reina, decidi ligar o rádio onde tocava Cypher 4. Logo Hoseok e eu começamos a cantar.


[...]


 Chegamos no restaurante em pouco tempo, assim que adentramos o local o gerente indicou nossa mesa. Nos sentamos e pegamos o cardápio para fazer o pedido.


 -Quero um… Japchae. - Hoseok pediu, eu também pedi a mesma coisa. Demos os cardápios ao garçom que se retirou com nosso pedido.


 -Hey Hoseok, o que você queria me dizer?


 -É… eu gostaria de pedir desculpas, eu não sei o que deu em mim ontem. Quando te vi com seu amigo… sei lá, fiquei irritado. - ele dá um suspiro fundo e fita meus olhos. -Eu fui um babaca, sei disso. Por isso quero seu perdão, prometo que não farei isso de novo. Me desculpa?


 -Eu… realmente fiquei chocado com seu comportamento. Fiquei sem entender nada, e quando estávamos na festa Jimin veio falar comigo…


 -O que Jimin te falou?


 -Ele disse que você estava com ciúmes. - corei um pouco ao dizer isso, desviei meu olhar para o garçom que se aproximava. O mesmo deixou os pratos na mesa e se afastou.


 -Talvez ele tenha razão…


 Ele disse baixo mas mesmo assim ouvi, como estava comendo quase engasguei com o que ele disse, por pouco a comida não sai pelo meu nariz. Apenas continuei comendo sob o olhar preocupado de Hoseok.


~Momentos depois~


 Andávamos pelo parque observando as crianças brincando. Por ser um domingo à tarde, o parque estava cheio de pais e seus filhos, alguns casais…


 -Tae, vou pegar sorvete você quer? - assenti sorrindo de lado e fomos até um moço que estava vendendo. Pego um de chocolate e Hoseok de morango. -Vamos sentar ali.


 Fomos até um banco vazio, e quando íamos sentar sinto alguns pingos de chuva, estranho já que estava sol até uns minutos atrás. A chuva aumentava a cada segundo, terminamos rapidamente o sorvete e fomos correndo até uma cobertura de algum comércio mais próximo, já que o carro estava longe.


 Faltava um passo para chegar lá, mas acabei tropeçando na sarjeta e Hoseok me segurou. Ele me levou para baixo da cobertura e ficamos assim por um tempo, com nossos rostos próximos.


 Podia sentir sua respiração ofegante, meu coração estava batendo loucamente no peito. Eu observava cada traço de seu rosto, sentia seu perfume, sua pele…


 -Hobi… - tentei falar, mas sou interrompido por seus lábios macios e um pouco frios. Tinha ainda o gosto de morango do sorvete, que era melhor ainda senti-lo daquela maneira.


 Acho que agora, morango e chocolate seria minha combinação preferida.


Notas Finais


Obrigada por ler amores e finalmente teve beijo👏🌚
*Yeaahhh*
Comentem o que estão achando pelo amor de Jéquison
Beijos pra vocês❤🌟


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...