História Let Me Take Care of You - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, F(x), Girls' Generation, SHINee, Super Junior
Personagens Amber Liu, Jessica, Krystal Jung, Taeyeon, Tiffany, Yuri
Tags Kryber, Taeny, Yulsic
Exibições 76
Palavras 3.031
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Sorry, demorei demais >< Bom sem enrolar mais, boa leitura *-* Até lá em baixo


Ps.: Midia é a roupa da Amb.

Sorry qualquer erro ><

Capítulo 12 - Capítulo 12 - Interview


Fanfic / Fanfiction Let Me Take Care of You - Capítulo 12 - Capítulo 12 - Interview


 

Krystal Jung P.O.V - 

 

CESTAAAA!! Todos que estavam na arquibancada, explodiram em comemorações, ninguém esperava que o time dos novatos iria ganhar. Mas tudo se devia aquela garota. Depois do primeiro quarto, ela organizou o time e montou todas as jogadas, sempre montando chances para seu time pontuar. Com pouco tempo ela percebeu que cada um tinha um talento em especial, desde lançamentos de três pontos, até bloqueios. 

Mas o que me preocupou durante o jogo todo, foram os últimos segundos. A morena estava com a posse de bola, e a quicava lentamente chamando a marcação. 

Kai sempre fora alguém orgulhoso, que gostava de ganhar todo o mérito e ser o melhor do time. Penso, que ele tinha a expectativa de roubar a bola, e partir em contra-ataque.

Mas nem sempre tudo que pensamos em fazer é realizado.

Os dois se encaravam, e a bola serpenteava entre os dois. Era perceptível que a morena estava provocando. 

O mais velho tinha um olhar furioso cada vez maior, quando atacava e errava o bote. A morena parecia se divertir com tudo isso, um sorriso zombeteiro moldava seu rosto. Ela percebeu a irritação do maior, e fez uma finta, que se fosse eu ali, eu teria quebrado minha coluna, deu pra perceber que meu lugar é na arquibancada neh?

O maior levou um tombo tão...hm como posso dizer... vergonhoso... mas logo estava de pé observando a garota que tinha acabado de fazer a cesta.

O tempo acabou, e só pude ver o maior avançando na tomboy.

Uma rodinha se formou e desci a passos rápidos até a quadra correndo até eles, quando abri passagem, a morena estava prestes a acertar um soco no rosto do mais velho.

Sem que eu percebesse, soltei um grito que pedia para ela parar. Vi seu corpo todo se travar, e seu rosto virar até me olhar. Havia um pedido de desculpas em seu olhar, mas o mesmo sumiu enquanto ela se levantava e fitava o maior. 

Percebi o professor e uma loira parados observando tudo. A loira tinha um olhar frio, e o mesmo se dirigia a morena.

A tomboy caminhou até ela, enquanto eu corria até o mais velho e afagava seu rosto procurando algum machucado.

Quando olhei de canto, a loira me olhava e seus braços se fechavam em torno do corpo da garota.

Suspirei balançando a cabeça e tentei levantar o maior e o levar embora. O clima seria muito tenso depois desse ocorrido. Era minha única certeza.

 

A semana passou rápido e já era final de semana. Amber Liu,  a morena, sim eu havia stalkeado a mesma depois de segunda-feira, não havia aparecido na escola durante a semana toda. 

Seu caderno estava em minha frente, sobre minha cama, eu não tinha como devolver não sabia onde ela morava e ela não ia pra escola. Abri o caderno dessa vez olhando a primeira página, havia apenas três dados ali, nome, telefone celular e os horários de aula.

Rapidamente peguei meu celular salvando seu contato, e procurei em todas as redes sociais seu nome. Mas nada eu achava.

- Aish... - bufei irritada - Essa garota é muito...muito...ahn... sinistra.

Depois da briga de segunda, todos na escola implicavam com Kai, e o moreno voltava a ficar irritado. Se meteu em outras brigas por causa disso, mas sempre era liberado de qualquer castigo pelo papaizinho diretor.

Kai era um bom amigo, mas, ele era um babaca, sempre se aproveitando do pai. 

Parei de viajar em meus pensamentos quando ouvi batidas na porta e Jessica a abrir devagar colocando apenas sua cabeça pra dentro.

- Posso entrar ? - Assenti e a mesma entrou logo fechando a porta. - O que está fazendo ?

 

Pude perceber seu olhar no caderno e logo a mesma voltar a me observar enquanto se sentava na cama.

 

- Estava tentando entrar em contato com a dona. - disse olhando o caderno e voltando a olha-la. - Só que ela não tem nenhuma rede social nem nada, apenas número de telefone.

Fiz um biquinho e parei para observar a mais velha, ela estava com uma calça preta justa ao corpo, definindo suas curvas, uma camisa social branca, e um blazer preto. Minha irmã estava gata. Voltei a atenção para seu rosto quando a escutei falar.

- Hm... devolva na próxima semana de aula Krys. E... eu sei que estou gata nem precisa me dizer. - ri baixinho de seu olhar convencido - Preciso ir a uma entrevista de emprego.

- Mas você não tinha ido no meio da semana com a Tiffany ?

Perguntei meio confusa, a ruiva havia entrado em contato com minha irmã avisando sobre um estágio em uma das melhores empresas da Coréia, lógico que as duas começaram a surtar e logo entraram em contato, sendo respondidas logo em seguida marcando entrevista pra duas durante a semana.

- Sim... mas pelo que me foi dito, a ultima entrevista que temos que fazer é com a dona da empresa, ouvi boatos que ela é uma carrasca, insuportável. Mas a morena, hm, seu nome se eu não me engano é Kwon Yuri, me disse que iria tentar conversar com a chefe para que essa entrevista seja feita logo... ou seja...

- Ou seja... a chefe está enrolando para fazer as entrevistas e acha que é uma brilhante ideia faze-la em um sábado?

Minha irmã riu de meu sarcasmo mas logo assentiu.

- Vem comigo, papai e mamãe estão viajando, então não quero te deixar sozinha, podemos ir no cinema depois.

- Novidade... - revirei meus olhos e me levantei  depois de alguns segundos - vou tomar um banho e me arrumar.

 

Ela assentiu e saiu do quarto enquanto eu caminhava pro banheiro.
 

Ao terminar de me arrumar, encontrei o caderno da morena no chão. Estava aberto em algum desenho, eu iria olhar mas quando Jessica me chamou, apenas o peguei do jeito que estava e deixei sobre a mesinha logo correndo e indo de encontro com minha irmã.

 

Chegamos na empresa e me espantei com todo o luxo do primeiro andar, a recepção, nos sentamos e logo vimos uma cabeleira ruiva chegar e sentar ao nosso lado. As duas estavam nervosas, e eu apenas ria enquanto jogava Angry Birds no celular.

Acho que nem ficamos dez minutos esperando e uma morena veio caminhando a nosso encontro. 

O modo como ela passava e as pessoas as reverenciavam, me fez pensar que ela seria a chefe. As meninas se levantaram e a reverenciaram com um “Srta. Kwon” me fazendo revirar os olhos.

Os olhos da morena caíram em minha pessoa me analisando e logo um sorriso moldava seu rosto, ela se virou para as mais velhas com o mesmo sorriso. Mas seu olhar estava focado em minha irmã.

Tem caroço nesse angu.

- Hwang e Jung, peço perdão por ter que chama-las em uma sábado mas nossa querida Presidente, estava disposta a fazer a entrevista hoje. Vocês irão subir comigo e podem esperar na recepção lá em cima. É muito mais confortável e com aperitivos. 

Ela tinha um sorriso brincalhão enquanto nos dirigia até o elevador. Seu olhar era sempre fixo em minha irmã, eu estava ficando incomodada, quem ela acha que é pra ficar secando minha irmã? 

Puxei minha irmã mais perto e sussurrei em seu ouvido.

- Vocês já se pegaram ?

Jessica arregalou os olhos e me olhou com uma cara de “que porra você está falando?”.

Olhei de canto para a morena, e ela arregalou ainda mais os olhos soltando um, " Você ta louca?  " gritado deixando não apenas eu assustada mas Tiffany também. Já a morena, mantia um sorriso no rosto e ria baixinho olhando pra porta. A vagabunda sabia que eu estava falando dela. Aaaah eu mato ela quando ficar sozinha com ela.

Chegamos no andar e empurrei as meninas pra fora, mandei que elas ficassem ali fora e me virei para a morena. Assim que as portas se fecharam, ela caminhou até o painel e enfiou uma chave, creio eu que impedia o elevador de se mover.

- Pode falar Srta. Jung...

Sua voz saia em tom zombeteiro apenas por causa de seu sorriso, revirei os olhos e apontei um dedo em sua direção.

- Olha, você não vai fazer nada com minha irmã, sei que você é a dona desse treco aqui mas nem pense em encostar um dedo nela sua pervertida. E se eu souber que você a rejeitou nessa empresa por causa dessa nossa conversa, você vai se ver comigo Kwon.

 

Fiz o máximo que pude para deixar minha voz ameaçadora mas a morena apenas segurava o riso enquanto me observava.

- Bom, não posso negar que sua irmã me encanta, mas eu posso te prometer que nunca faria nada que ela não quisesse... e sobre a entrevista... por mim sua irmã e sua amiga estão dentro da empresa, não houve um curriculum melhor que os delas. Agora acho que seria legal você fingir gostar de mim para caso sua irmã não ache que você pode ser um motivo pra que a Kim desista de contrata-la. Combinado ?

Eu estava embasbacada, a morena dizia com a maior naturalidade, em minha cabeça, eu ouvia a sua frase da seguinte maneira.

"Sei que sua irmã é gostosa e vou comer ela, se ela quiser, coisa difícil ela não querer, mas ela será contratada para ser minha escrava tanto pessoal tanto sexual. Seja a irmã boazinha e finja que goste de mim assim como eu finjo que gosto de você."

Eu pisquei diversas vezes balançando a cabeça enquanto a morena retirava a chave e as portas se abrindo. O som de sua risada, preenchia o local e minha reação foi apenas sorrir falsamente enquanto era empurrada pra fora delicadamente pela morena.

Jessica andava se um lado para o outro e quanto me viu se preparou para me encher de tapas mas foi logo cortada pela morena.

- Deixe disso Srta. Jung, sua irmã apenas estava me perguntando como seria sua rotina aqui e se ela perderia sua companhia durante os finais de semana. 

Minha irmã ficou com as bochechas coradas e me puxou me abraçando e sussurrando em meu ouvido.

- Eu te mato quando a gente chegar em casa.

Senti todo meu corpo tremer e meu cérebro enviar um pedido de socorro para todo meu corpo.

A morena nos guiou a frente, onde havia uma sala, que, céus, aquela arquitetura era maravilhosa, sabe aqueles filmes em que é tudo harmonioso e ostentação, era assim que era aquela sala de espera. Tons de branco, preto e dourado, eram as cores predominantes do local. Pude ver pelas paredes vários certificados, onde nomes como Kwon e Kim eram sempre citados. Frigobar e prateleiras cheias de guloseimas davam um olhar descontraído para o local. 

Ouvimos portas sendo abertas e nos viramos em direção ao som. 

Amber estava parada na porta e céus, aquela menina estava maravilhosa. Em suas pernas uma calça jeans preta, em seu tronco, uma camisa branca acompanhada de um colete preto e uma gravata da mesma cor. Quase babei. 

Meus olhos encontraram os seus e foi como se uma corrente elétrica passa-se por meu corpo. A voz de Kwon se fez presente, mas meus olhos apenas continuavam subindo pelo corpo da morena, espera, loira ?

ELA ESTAVA LOIRA ?

Pisquei meus olhos devagar e sentindo um beliscão, olhei pra minha agressora e Jessica me olhava com cara de “que porra você está fazendo menina”. Esfreguei o local e observei a morena, não, loira a minha frente, sua mão estendida em um comprimento. 

Foi ai que percebi, ela havia cumprimentado minha irmã e Tiffany enquanto eu babava nela. Olhei para sua mão novamente e pisquei meus olhos, todas as lembranças de segunda-feira vieram a toda e fiquei um pouco amedrontada. Vai que ela me batia.

Ao perceber que todos esperavam uma reação e que a morena, digo, loira, já havia recolhido sua mão, a reverencie, já que claramente, se ela estava ali, tinha uma grande influência entre todos os funcionários ali.

Após esse momento de mico, Amber apenas assentiu levemente com a cabeça, e se virava para Kwon, elas travavam uma conversa com olhares e logo caminhavam até uma sala, que penso eu, era a sala da presidente.

Kwon apenas nos disse para nos sentirmos confortáveis e adentrou a sala. Esperamos alguns segundos e nos jogamos nos sofás.

- Que porra foi essa Soojung?

A voz de Jessica se fez presente e suspirei passando a mão por meu cabelo.

- Ela é a menina que te falei, a da briga e dona do caderno.

Agora os olhos das duas ali estavam arregalados, mas a única que disse algo foi a criatura cor de rosa que ainda insisto em chamar de amiga.

- E você ficou deixando a garota desidratada ? Krystal... eu não sabia que você já tinha ido pelo lado colorido da força.

Minhas bochechas ficaram vermelhas e passei a dar tapas na mais velha. Que atrevimento minha gente.

- Eu apenas estava analisando suas vestimentas, vocês sabem que quero fazer faculdade de Moda, então estou sempre observando essas coisas.

Arrumei uma das desculpas mais esfarrapadas do mundo, mas que não deixavam de ser verdade.

- Aham sei...

Agora a voz de Jessica se fazia presente, arregalei os olhos e fiquei com vontade de matar a mais velha. 

Porém, vozes altas e quase gritos, se faziam presentes na sala da presidente. Nós nos entreolhamos e ficamos extremamente curiosas, mas as portas se abriram e rapidamente uma Liu saiu voando passando por nós.

- Eu não mandei você ir embora Liu.

Levei meu olhar a porta novamente, e uma loira, pude reconhecer ser a loira que veio buscar Amber na escola  segunda-feira. O olhar frio, indiferente, sua postura seria e traços fortes, eram característicos. 

Liu travou no corredor e suspirou, fechou os olhos e se virou reverenciando a loira. 

- Sim senhora estarei esperando.

A mesma arrumou a postura e partiu em direção a parede de vidro.

- Senhorita Jung pode entrar.

Ela se virou e adentrou a sala. Kwon saiu da mesma a passos largos e parecia ter um rosto abatido, fiquei meio confusa, e curiosa, o que aconteceu para as três ficarem dessa maneira?

Minha irmã entrou e as portas se fecharam. Olhei pra Tiffany e a mesma estava tão focada em observar os certificados na parede que nem percebeu todo o clima tenso ali.

Ao se virar e me observar, perguntou por Jessica e a disse que ela havia entrado.

Nos sentamos no sofá novamente, e meu olhar estava nas costas da loira, ela subia as mangas de sua camisa, com certa dificuldade, me levantei a passos apressados e caminhei até a mesma segurando lentamente seu braço. 

A mesma se assustou, deu um passo pra trás puxando o braço e seu olhar se fixou no meu. Ela respirou devagar, parecia travar uma batalha consigo mesmo sobre me entregar o braço ou não e quando abri minha para pedir desculpas, ela estendeu seu braço. Sorri internamente, e fui subindo sua manga, dobrando da melhor maneira. Vários desenhos preenchiam seu braço, e estavam enrolados por um plastico. As tatuagens pareciam ser recentes, mesmo com o plastico eu podia ver que os traços eram perfeitos. Algumas pareciam estar em relevo mas quando fui tocar a loira apenas virou o corpo me entregando o outro braço. 

Eu sentia olhares em minhas costas, eu sabia quem estava me olhando, mas não esperava que a morena também estivesse me observando.

Tiffany sorria de maneira maliciosa me fazendo revirar os olhos e Kwon me olhava de maneira bem, não sei como interpretar, mas me parecia que seu sorriso demonstrava que a mesma estava contente.

Após esse momento constrangedor, voltei a me sentar no sofá. Eu babava pelas tatuagens da loira.

Queria pedir pra que ela me mostrasse cada uma, mas minha cota de passar vergonha já havia estourado.

Depois de meia hora, Jessica saiu da sala com um semblante estranho. Disse que a Kim pediu para que Kwon entrasse e logo as portas se fechavam novamente.

A mais velha se sentou ao meu lado. A observei e ela piscava lentamente.

- Está tudo bem ? Você conseguiu ?

Perguntei devagar e a observei a mesma me olhar.

- Uhum...

Tiffany comemorou e eu apenas estranhava minha irmã estar daquela maneira. Eu sentia um olhar sobre mim, e me virei olhando a loira.

- Você bebe senhorita Jung?

Sua voz se dirigia a minha irmã que assentiu levemente. A loira, colocou um pouco de Jack Daniel’s em um copo quadrangular, e caminhou até minha irmã o entregando.

- Não fique assustada, ela não morde, e tenho certeza que você será muito bem tratada aqui. Bem vinda a Empresa.

Um sorriso estava em seu rosto, e minha irmã apenas agradeceu pegando o copo.

- Você trabalha aqui?

Tiffany perguntou e a mesma negou.

- Em um futuro próximo eu talvez trabalhe, mas no momento eu só cuido da segurança do prédio. Minhas “irmãs” - ela fez aspas com os dedos - são as donas, Kwon cuida da parte de contabilidade. E a Kim cuida de todo o resto, desde administração total, até os pequenos problemas que acontecem na empresa.
 

Tiffany assentiu e logo voltamos a escutar vozes em tons altos dentro da sala, percebi Amber contrair seu corpo enquanto observava a ruiva.

As portas se abriram em uma empurrada só, e a Kim passa voando por todos, e seu corpo desaparece após cruzar o corredor, até estiquei a cabeça para ver se via algo, mas nada. Ela... sumiu...

Me virei olhando as outras ali e sussurrei fraco.

- Ela sumiu...

Disse com apenas com um fio de voz e olhei para as demais ali.

- Ela deve ter entrado na minha sala... - a voz de Yuri se fez presente e suspirei - mas, voltando ao assunto... Srta. Hwang também está contratada, será a secretária da Kim, e Srta. Jung a minha secretária. Já que as faculdades que as duas fazem são semelhantes as nossas.

Percebi Tiffany soltar um suspiro, e se sentar, ri internamente e observei todas ali com uma cara de tacho.

- E Amber... Você será a motorista de Soojung...




Notas Finais


Então pessoinhas do meu core <3 Me desculpem por ter demorado três séculos, mas é que estou com probleminhas aqui e não sei se vou ficar com o notebook (que é por onde escrevo), mas de qualquer maneira, tentarei atualizar mais duas vezes hoje pra vocês não ficarem na mão. Amo Vocês <3 O apoio que vocês me dão comentando, favoritando, na biblioteca ou até mesmo os fantasminhas é muito importante e gratificante pra mim <3 Obrigado pessoinhas lindas <3 Até mais tarde s2 (quanto coração mds)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...