História Let Me Take Care of You - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, F(x), Girls' Generation, SHINee, Super Junior
Personagens Amber Liu, Jessica, Krystal Jung, Taeyeon, Tiffany, Yuri
Tags Kryber, Taeny, Yulsic
Exibições 87
Palavras 2.419
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Ficção Científica, Hentai, Romance e Novela, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Suicídio
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Demorei umas horinhas mas cheguei >< Desculpe qualquer erro, até lá em baixo <3 Boa leitura *-*

Capítulo 14 - Capítulo 14 - New Dress


Fanfic / Fanfiction Let Me Take Care of You - Capítulo 14 - Capítulo 14 - New Dress


 

Amber Liu P.O.V - 
 

Eu sabia que Taeyeon estava chateada, magoada, e revoltada com tudo aquilo que Yuri estava fazendo. Mas a loira não percebia que além de aquilo beneficiar as meninas,beneficiava ela mesma. Era uma chance dela poder se relacionar com sua escolhida. Eles não podem dizer que Taeyeon não pode falar com a garota. A garota é secretária de Taeyeon. é impossível que um bom trabalho ocorra se não houver diálogo.

Após Kim sair voando da sala e sumir no corredor, dei graças a Yuri solucionar o pequeno problema. Krystal era muito observadora. Ela notava tudo o que ocorria ao seu redor.

Eu podia dizer que minhas bochechas estão vermelhas até agora. A morena me surpreendeu, nunca achei que ela se aproximaria depois que briguei com seu namoradinho. Até lembrar desse fato começa a me estressar.

Passei a semana toda trabalhando com o pessoal da segurança e sempre treinando o máximo que meu corpo aguentava. Eu havia perdido muita coisa na escola, mas creio que conseguirei pegar tudo com alguém.

Sai de meus devaneios quando escutei Yuri dizer que eu seria motorista pessoal de Krystal. Todo o conteúdo do copo que eu bebia estava agora no carpete assim como meus olhos arregalados.

- AH! QUAL É YURI?

Bufei irritada, não era o fato de eu ser a motorista da minha escolhida. Mas poxa. Isso é tentação demais. Se vocês vissem Soojung ao seu lado entenderia o porque de todo meu drama.

Nos meus olhos eu implorava para que Yuri estivesse apenas brincando. Ao perceber que não fechei meu rosto e cruzei meus braços me apoiando no balcão.

- Você vai cuidar de todas as despesas do carro.

- Senhora Kwon, não acho necessário que eu tenha um motorista.

A voz de Krystal me fez voltar minha atenção para a mesma e a observei lentamente, ela estava com as bochechas coradas. Seu coração batia mais rápido e suas mãos estavam suando. Travei meu maxilar e suspirei, ela estava com medo de mim.

- Nada disso senhorita Jung, por ser parente de alguém que se tornou parte da nossa família, devo proteger e fazer qualquer coisa possível para que as três estejam seguras e confortáveis. E Liu é a melhor pessoa que conheço para esse trabalho. Ela daria a vida por você assim como daria pelas outras.

Sabe aquele momento. que por mais que você ame muito uma pessoa você tem uma vontade imensa de mata-la ? Estou assim nesse momento.

Observei Tiffany e Jessica sorrirem de maneira maliciosa e ao mesmo tempo diabólica pra mim e suspire. Daí-me paciência pra aguentar essas três.

Soojung me observava, parecia me analisar.

- Eu sou a ultima pessoa que vai encostar um dedo em você Senhorita Jung.

Disse de maneira formal, e peguei minhas chaves no bolso, olhei pra Yuri e sorri de maneira divertida.

- Bom, já que Taeyeon não vai voltar tão cedo pra sua sala, você vai ter que ficar cuidando de TUDO Dona Yuri. Então faça um serviço bem feito.

Ri baixinho e observei as garotas ali.

- Peço que as senhoritas me acompanhem até a garagem, de lá Senhorita Jung, me dirá pra onde irei dirigir.

Elas assentiram e caminharam para o elevador, menos Krystal. Suspirei passando em sua frente indo em direção até as outras duas e senti uma mão delicada segurar a minha. Meus olhos se arregalaram, enquanto uma corrente elétrica passava por meu corpo, me arrepiando por inteira. Meus batimentos se aceleraram e eu tive que me controlar para não deixar um sorriso idiota sair.

- Me chame de Krystal, ou pelo meu nome, sem formalidades por favor.

Assenti lentamente e a observei suspirar. Ela percebeu finalmente que não teria como voltar atrás nas palavras de Yuri.

Fomos em direção a garagem presidencial.Sim tinhamos tanto ciumes de nossos carros que eles ficavam em local diferente dos outros. 

As meninas olhavam os diversos carros ali embasbacadas, enquanto eu apenas guardava a minha chave no suporte e pensava em qual carro seria mais confortável.

- YAAAAH!!! PODEMOS IR DE MUSTANG ?

Arregalei meus olhos ao escutar o grito da mais nova e me virei para olha-lá. Ela estava tão fofa, com seus olhinhos brilhando enquanto passava os dedos pela lateral do carro. Sorri pegando a chave do mesmo, e destravando o alarme. A morena deu um pulinho pra trás pelo susto mas logo sorria de orelha a orelha.

Quando ela deu a volta e estendeu a mão para pegar na maçaneta soltei um grito assustando as três ali.

- NÃO!

Ela me olhou no estilo aqueles memes com um ponto de interrogação no lugar do rosto e me aproximei o mais rápido possível.

- Nunca abra a porta para você mesma. Esse é meu trabalho, e além disso, uma dama não deveria fazer algo do tipo, quando se tem alguém que irá faze-lo com o maior prazer.
 

Ela assentiu lentamente ainda assustada e abri a porta, puxei o banco pra frente e antes de eu conseguir perguntar quem iria atrás, a castanha e a ruiva se aproximavam a passos rápidos com sorrisos maliciosos. Aish, ainda hoje eu mato essas duas. As ajudei a entrar, e voltei o banco ao normal, agora dando passagem para a mais nova entrar o carro.Fechei a porta devagar logo dando a volta e me sentando no banco do motorista. 

- Então... qual é o destino Soojung?

Ela me observou e franziu o cenho, eu sabia que ela não gostava muito de quando chamavam ela assim mas eu me sentia única. Já que os outros que a chamam assim são os membros da própria família.

Ela se voltou para a irmã e sorriu.

- Vamos para o shopping Liu.

Assenti, pedindo para todas colocarem os cintos de segurança, logo eu estava fazendo o mesmo.

Durante o caminho até o shopping elas conversavam animadamente e eu apenas focava na estrada, quer dizer, eu tentava ao máximo. já que havia uma morena a menos de um metro ao meu lado que me deixava louca.

De repente algo foi passando de mão em mão até chegar na mão de Krystal e dela ir parar no rádio. Um Pendrive, ri baixinho balançando a cabeça e seguimos o final do trajeto escutando as musicas que a DJ Jung colocava.

 

O shopping estava lotado, demorei um pouco para achar uma vaga e sai abrindo a porta para as meninas saírem. Ao travar o carro, me virei para as meninas, mas elas já estavam quase na entrada do shopping. Revirei os olhos e as acompanhei mantendo a distancia para dar privacidade as mesmas. Eu apenas me aproximava quando elas me perguntavam algumas coisas.

Quando digo elas, digo Tiffany e Jessica.

E quando digo perguntavam, na verdade bisbilhotavam minha vida perguntando de tudo, até minha opção sexual. Vê se posso com isso?

Depois de uma voltinha pelo shopping, que segundo elas, estavam apenas reconhecem o território,elas decidiram assistir a uma comédia romântica. Eu tive que as acompanhar, e esse, foide longe a pior ocasião do dia. Quase vomitei vendo toda aquela viadagem na tela. E quando não era isso, era os idiotas dando em cima da Krystal. Sorte que eu e Jessica estavamos ali para afastar os urubus.

Saíram do filme secando as lagrimas enquanto eu arrumava meu cabe que estava todo bagunçado devido a uma cochilada na poltrona. Elas decidiram ir comer e dessa vez eu fiquei de longe as observando.

A tarde vai chegando e eu já estava com duas sacolas da Krystal, três da Jessica e cinco da Tiffany. Me pergunto pra onde vai tanta coisa. 

Elas entravam, vestiam quase a loja toda e no final, gostavam apenas de duas peças. Se eu trabalhasse nessas lojas eu dava umas porradas nessas meninas.

Na décima sacola colocada em meus braços, avisei que iria deixar no carro e elas apenas assentiram, ao sair da vista das meninas, fechei meus olhos e quando abri, dei um jeito magico de abrir o porta-malas equilibrando tudo aquilo.

Antes de ir até as meninas, passei em uma loja de equipamentos e comprei três pares de escutas e fones, e um avulso que conectava com mais de um. Explicação? Um para Krystal se comunicar comigo, o mesmo ocorre com as outras duas meninas com minhas irmãs, mas dessa parte elas não fazem ideia, e o ultimo para o motorista que depois será chamado para ficar com as melhores amigas.

Eu havia configurado tudo e guardado os outros três no bolso. Coloquei o meu e me dirigi a loja no qual havia deixado as meninas.

Ao chegar, observei a castanha e a ruiva sentadas nos sofás e me aproximei, entregando os fones e explicando como funcionava. Deixei claro que o mesmo apenas funcionava caso elas apertassem o botão para transmitir a fala. Permanecendo assim a privacidade delas. Também expliquei que o mesmo apenas funcionava entre uma distancia de 600 metros a 1 quilômetro.

Assim que terminei de explicar, perguntei sobre Krystal, elas me apontaram o provador,apenas assenti e fiquei esperando, não iria invadir a privacidade da garota. Podia esperar ela sair para explicar.

- Jessie? Pode vir me ajudar?

Escutei a voz da mais nova e me virei pra castanha, ela sorria de orelha a orelha e me apontava com a cabeça. QUE ? ELA TAVA QUERENDO QUE EU ENTRASSE LÁ ? ELA TÁ LOUCA? E SE ELA TIVESSE APENAS DE LINGERIE ? AI MEU DEUS , O QUE EU FAÇO?

A castanha apenas disse que seus pés doíam e me mandou ir. Tiffany me encorajou. As duas tinham um sorriso malicioso no rosto. Vê se eu posso com isso minha gente, o que ta acontecendo aqui? O que eu perdi?

Engoli em seco quando a morena chamou novamente e me aproximei da cortina, segurei a mesma e deslizei um pouquinho apenas para passar minha cabeça. De olhos fechados, sussurrei com minhas bochechas totalmente vermelhas.

- Sua irmã está com os pés doendo e pediu para que eu viesse. Posso ajudar? Ou você prefere que...

- Er... Não precisa... apenas... feche o zíper por favor...

Quando ouvi essa frase, meu coração parou emeu corpo travou. Com muito esforço consegui assentir e entrei no provador junto a mesma fechando a cortina  minhas costas.

Abri meus olhos devagar, e fitei as costas da morena nuas a minha frente, seu cabelo puxado para frente fazendo minha boca salivar.

Balancei a cabeça e suspirei devagar, peguei o zíper e fui subindo o mesmo com cuidado. Ao terminar, ajeitei o pano do vestido em sua cintura e subi meu olhar para o espelho a nossa frente. Ela me observava, me pergunto a quanto tempo? Será que ela me viu a secando?

Nossos olhos se encontraram pelo espelho e posso me dizer que me perdi entre os mesmos. Senti as mãos da mais nova contra as minhas tirando de sua cintura e prendi minha respiração ao perceber que elas estavam ali esse tempo todo. Ela se virou lentamente e seus olhos encontraram os meus.

Minha respiração estava descompassada, e meu coração acelerado. E eu sentia que a mais nova fazia a mesma coisas para se manter calma.

- Vou te fazer algumas perguntas e peço que as responda, se não puder responde-las passe para a próxima. - ela disse em tom baixo me fazendo observar aqueles lábios maravilhosos - Pode ser? 

Ela esperou por uma confirmação e apenas assenti, minha garganta estava seca, e eu apenas me esforçava para manter os olhos nos dela.

-Por que faltou a semana toda? Posso ver suas tatuagens ? O que a loira é realmente sua ? Por que pintou o cabelo? Onde mora ? Por que brigou com Kai ? E o que achou desse vestido? Por que é tão educada comigo? E como sabia meu suco favorito e meus bolinhos favoritos?

Eram tantas perguntas que tive que prestar muita atenção para responde-las sem me perder.

- Fui suspensa,mas ninguém estava sabendo e o diretor não passou para os professores. Pode, já as mostro. A considero como uma irmã e como uma mãe para mim, os pais dela me adotaram desde que eu nasci. Yuri disse que ficaria legal. Próxima. Foi ele quem me atacou primeiro.Você está linda nesse vestido. Sou educada com todos que quero bem. Foi apenas um palpite.

Ao terminar, observei a careta da menor tentando processar tudo aquilo, aposto que estava tentando se lembrar das próprias perguntas. Peguei o fone que estava em meu bolso e a observei novamente.

-Preciso que use isso... - lentamente e com cuidado o encaixei em sua orelha e voltei a olhar seus olhos - Quando precisar de mim, é só apertar e falar. Eu sempre irei ouvir, e estou a sua disposição vinte e quatro horas por dia.

Expliquei todas as informações para a mais nova e ela assentia as vezes. Ela pediu para que eu a deixasse sozinha para que ela se trocasse e apenas sai encontrando as meninas no sofá.
Krystal se arrumou e decidiu que levaria o vestido outro dia, enquanto elas davam mais uma volta, comprei o vestido e tratei de leva-lo para o carro sem que elas percebessem.

Essa brincadeira de shopping durou até as oito horas da noite. Elas estavam exaustas e eu apenas queria minha cama.

Deixei Tiffany na casa dela,e segui para a casa das Jung’s. Ao estacionar abri a porta para as garotas,  e as ajudei com as sacolas, fechando o porta-malas antes que Krystal vê-se a caixa. 

Me despedi das garotas, e voltei para o carro, busquei um post-it e escrevi no mesmo, logo o colando sobre a caixa.

Fechei meus olhos e ao abir deixei o mesmo sobre a cama da mais nova. Voltei para o carro e quando liguei o mesmo, ouvi a voz da morena no fone.

- Obrigada Liu, sabe que não posso aceitar mas como posso perceber que é teimosa iria ficar com muito bom grado. - convencida ri baixinho e balancei a cabeça - E você está me devendo uma olhada em suas tatuagens. Boa noite Liu.

Sorri alisando o volante e logo pressionei o pequeno botão no fone.

- Segunda-feira será a primeira a ver. Boa noite Jung, mesmo que não seja o meu trabalho dizer isso mas você deve arrumar um apelido para mim ou me chamar pelo meu nome, me sinto uma idosa quando me cham de Liu. - ri baixinho e suspirei - Boa noite Princess Jung...

Sussurrei essa ultima parte, e rezei para que ela não tivesse ouvido. Acelerei o carro logo saindo dali, antes que eu voltasse e ficasse a observando. 
 


Notas Finais


Kryber <3 Bom isso ai, volto final de semana que vem e vou tentar deixar escrito durante a semana, para eu conseguir postar certinho >< Boa noite pessoinhas do meu core <3 Qualquer coisa me chamem no chat u.u


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...