História Let Me Take Care Of You (ChanBaek) - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Lay, Lu Han, Sehun, Suho
Tags Chanbaek, Huhan, Kaisoo, Sulay
Exibições 640
Palavras 2.494
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Lemon, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem pelos erros.. Ta meio bosta.. Espero que gostem

Capítulo 17 - SIXTEEN


Fanfic / Fanfiction Let Me Take Care Of You (ChanBaek) - Capítulo 17 - SIXTEEN

A noite logo chegara e o céu já estava todo estrelado, a lua clareava as florestas e as ruas. Os homens que já estavam todos reunidos em uma imensa mesa de uma cafeteria, estavam satisfeito com o reencontro. Menos Kyungsoo, Baekhyun que pareciam realmente desconfortáveis com a presença dos dois homens que eles tinha tanto amor e raiva ao mesmo tempo.

- Então Chanyeol, oque andou fazendo no exterior por todo esse tempo? - Sehun perguntou
- Eu estava estudando, quando terminei o ensino médio fui trabalhar por lá mesmo, até que recebi uma proposta de emprego aqui e voltei. - respondeu sorridente
- Ah, e todo esse tempo arranjou alguém? - falou Lu Han olhando para dentro do copo cheio de café, nem percebeu os olhares sobre ele, até que levantou a cabeça. - Oque? Eu disse alguma coisa errada? - Sehun apertou a coxa do mais velho no pedido de ele fechar a boca.
- Sim, eu estou namorando. - falou sério, então olhou para Baekhyun que estava de cabeça baixa.
- Oh, entendo. - um silêncio se formou naquele local. Até que Kai quebra o silêncio
- Eu estava realmente feliz quando soube que você iria voltar. - falou sorridente. - e sobre você está namorando, você deveria apresentar para nós.
- Ele é tão cara de pau, quer até a namorada dos outros. - Kyungsoo tentou falar para si mesmo, mas era impossível pois Kai ouviu tudo perfeitamente.
Kai o fuzilou com o olhar, o menor apenas contínuo encarando o outro.
- Eu preciso ir ao banheiro. - Baekhyun falou chamando a atenção de todos, principalmente a de Chanyeol.

Se levantou e seguiu para o banheiro, chegando lá encarou seu próprio reflexo no espelho, passou água no rosto e respirou fundo.
- Você consegue Baekhyun, é só por um tempo. - falou para si mesmo e olhando para as mãos trêmulas. - não! Você não consegue, você sempre foi um perdedor. - voltou a falar e encarar o espelho.
- Você nunca foi um perdedor Baekhyun. - uma voz grossa ecoou por todo o local fazendo o menor se assustar.
- Chanyeol, é…eu só estava…falando. - sorriu fraco e abaixou a cabeça.
O maior se aproximou do mesmo ficando em frente o mesmo e encarando o topo de sua cabeça por ser tão pequeno.
- Você! - Chanyeol falou sério, então suspiro. - eu senti sua falta.
Falou por fim, então abraçou o menor sem nenhuma permissão, sentiu o cheiro doce e suave de sempre. Baekhyun logo sedeu o abraço, e então pode respirar novamente.
- Eu senti tanta sua falta. - nessa hora o menor já estava chorando. - eu esperei todo esse tempo por você, e você não cumpriu a promessa.
Baekhyun se separou do mesmo e o encarou, começou a dar vários tapas aonde pegava em Chanyeol.
- Por que? Por que você fez isso? - falou estérico, estava nervoso e com raiva. Chorava feito uma criança, o maior apenas o puxou e abraçou o mesmo com força. - você me deixou aqui sozinho, porque fez isso comigo? Hum?
- Baekhyun. - o maior falou em um sussurro. - eu ainda amo você.
Baekhyun ficou quieto na mesmo hora, se afastou do maior e o encarou. Chanyeol começou a acariciar o rosto encharcado de lágrimas então se aproximou do mesmo e selou seus lábios. Baekhyun desejou que aquele beijo nunca mais acabasse, todo o tempo que havia se separado, foi uma fase muito difícil para ambos. Um beijo calmo e lento, o menor passava suas mais pequenas pelo pescoço do outro, que abraçava o outro pela cintura o puxando para mais perto de seu corpo enorme.
O clima estava bom, estavam apenas os dois ali, era oque ambos desejava fazi tempo.
- Eu só estou com a Boram por causa do meu pai. - falou calmo ao se separar do beijo. - Eu prometo que vou voltar para você, só pra você. - sorriu e selou novamente os lábios do menor.
Uma voz do lado de fora do banheiro ecoou pelo local fazendo ambos se assustarem e se separar do beijo.
- ME DEIXA PASSAR, EU QUERO FALAR COM O OPPA! - Chanyeol logo identificou quem estava gritando. Pegou no braço do menor e o puxou para fora do banheiro indo  direção a garota que gritava feito louca.

- KYUNGSOO ON -

Já fazia um tempo que Baekhyun foi ao benheiro com Chanyeol e eles ainda não vieram, eu espero que estejam se acertando.
- Do que você está rindo D.O? - Sehun falou me tirando de meus pensamentos, nem havia percebido que estava rindo abertamente ao pensar em Baek e Chanyeol juntos.
- Não é nada. - falei e fiquei sério novamente.
Kai não parava de me fitar, eu não ficaria com ele tão cedo, enquanto ele for desse jeito, eu não vou ficar perto dele, ou da bola para ele.
- Você está namorando Kyungsoo? - Lu Han perguntou com um sorriso malicioso no rosto.
- Não. - respondi frio e calmo. Olhei novamente para Kai que me fuzilou com o olhar, apenas peguei minha xícara de café e comecei a beber.
A porta da cafeteria se abre então uma jovem, na base de 19 anos eu acho, entra no local ofegante.
- Onde está Chanyeol Oppa? - pergunta tentando recuperar o fôlego.
- Ele está ocupado agora, você deveria voltar depois. - Lu Han fala chateado, ele sabia que aquela era menina que Chanyeol estava "namorando" e ele não queria que ela atrapalhasse os dois.
- Eu preciso falar com ele, agora! - falou tentando por um fim na conversa. Lu Han se levantou e foi em direção da moça. Sehun pois uma das mãos na cara, com certeza iria agarrar Lu Han pela cintura daqui a alguns minutos para ele não poder bater na menina.
- Você não vai falar com ele agora! Ele está ocupado. - falou então a mesma tentou passar mais o mesmo o impedia, aquilo estava ficando interessante.
- ME DEIXA PASSAR AGORA. - começou a gritar feito louca, que menina chata.
- NÃO! QUEM VOCÊ PENSA QUE É PRA GRITAR AQUI SUA PIRRALHA? - a mesma começou a gritar mais ainda. Então avisto Chanyeol e Baekhyun vindo do banheiro.
- Ei, oque pensa que está fazendo? - Chanyeol falou calmo, a menina correu para o seus braços e o agarrou com força.
- Oppa, ele estava gritando comigo. - apontou para o Lu Han e formou um bico nos lábios. Chanyeol revirou os olhos então a afastou de si.
- Ei, eu não gritei com você, você que é estérica. - falou e sentou no colo de Sehun.
- Vá pra casa agora! - falou autoritário.
- Não, só vou com você. - a garota sorriu e abraçou novamente o maior. Baekhyun se afastou dos dois e sentou em uma cadeira ao lado de Kai, fitando novamente as mãos trêmulas. Tadinho do Baek, ele não merece isso.
- Eu já disse para ir! - Chanyeol tentava conter a raiva mais era impossível.
- Ei, você dois. Saiam daqui, agora. - Baekhyun falou então encarou Chanyeol. - Agora! - agora ele estava encarando a garota chata.
- Baek eu…
- Amanhã conversamos direito Chanyeol, agora leve ela pra casa. - falou e fitou novamente as mãos. Chanyeol deixou o local, parecia triste.
- Baek, vamos para casa. - falei e segurei nas mãos do mesmo.
- Não, você vem comigo! - Kai se levantou e pegou meu braço, me arrastou pra fora do local e me jogou dentro do carro.
- OQUE PENSA QUE ESTÁ FAZENDO? - gritei e ele não respondeu. Colocou meu sinto e acelerou o carro.

- NARRADORA ON -

Foi uma noite bem difícil para Baekhyun, o menor já se encontrava sozinho dentro do local escuro. Ele sabia que se deixasse esse amor que sentia por Chanyeol crescer, seria ainda pior. Se levantou e saiu da cafeteria trancando a mesma. Sehun e Lu Han estavam do lado de fora do local, ambos estavam se beijando e não prestaram muito atenção na presença de Baekhyun. O menor limpou a garganta e os dois se separaram.
- Você já vai pra casa? - Sehun perguntou
- Não, vou para uma boate com uns amigos. - mentiu sobre os amigos, mais iria para a boate.
- Ah, vamos para casa. O Lu está com sono. - sorriu e segurou na mão do mais velho. - nós já vamos, tome cuidado.
Se retirou do local e sumiu da vista de Baekhyun. O menor estava sozinho ali, respirou fundo e suspirou então seguiu a caminho da tal boate.

***

Baekhyun já estava bêbado, no meio da enorme pista de dança o menor dançava apenas de calça jeans. Mulheres e homens o desejava, passavam pelo mesmo e alisavam o corpo curvado e exposto de Baekhyun.

- CHANYEOL ON -

Eu não consigo achar Baekhyun por nehum canto, já liguei para Kyungsoo e ele não atende. Depois que eu deixei aquela garota doida em casa, fui atrás dele. Quero deixar bem claro meu sentimento por ele. Com certeza Sehun sabe onde ele está. Peguei o celular e liguei para ele.

~ Ligação On

- Sehun, você está com Baekhyun?
- Não, ele foi para uma boate com alguns amigos.
- Sabe qual é essa boate? Onde fica?
- Acho que é a boate XxxX.
- Tudo bem, vou desligar agora

~ Ligação Off

Peguei as chaves do meu carro e segui para a boate onde ele estava. Estacionei ao lado do local e desci do carro, olhei para placa da boate cujo o nome erano mesmo.
Depois de bastante esforço me deixaram entrar. O local estava lotado de pessoas bêbadas, dançando, se esfregando uma nas outras, eu estava a procura de Baekhyun.
- Vira, Vira, Vira,Vira. - as pessoas faziam coral no meio de uma roda, me aproximei e vi Baekhyun com uma garrafa de bebiba virando a mesma na boca. Entrei no meio da roda e o puxei para perto de mim, o mesmo me encarou e sorriu largo. Estava vermelho por causa do excesso de álcool.
- Oque está fazendo aqui? - o hálito forte do álcool quais me matava, ele deve estar muito mal para beber isso tudo.
- Vamos para casa! - falei e tentei puxa-lo do meio daquela roda.
- NÃO! eu estou me divertindo com meu amigo. - falou, então abraçou um homem que estava ao seu lado, já ia beija-lo então o puxei novamente.
- Vamos agora. - o arrastei para fora da boate, só então percebi que o mesmo estava sem blusa, o corpo dele está mais bonito.
- Oque você quer? Eu estava com meu amigo. - falou e tentou voltar para dentro do local, o puxei novamente e colei seu corpo ao meu. - você quer me beijar? - perguntou com um sorriso doce no rosto.
Baekhyun estava tão lindo com aquelas bochechas coradas, eu iria ser um pervertido se tentasse algo com ele naquele estado, o peguei no colo, o mesmo descansou a cabeça em meu ombro e agarrou meu pescoço. Botei ele deitado dentro do carro, tirei meu casaco e o enrolei. Liguei o carro e segui em direção de sua casa.

***

- NARRADORA ON -

Kai parou o carro em um lugar escuro, mais era muito bonito, de onde os dois estava, dava para ver toda a cidade. Aquele local era o local que todos foram quando estavam juntos na adolescência. Desceu do carro, abriu a porta onde Kyungsoo estava e o puxou para fora. O mesmo ficou parado na frente de Kai e finalmente o fitou.
- Oque? Vai me jogar daqui de cima? - falou com um sorriso no rosto.
- Não, eu não vou. - falou frio - eu só quero que você me escute.
- Pode falar. - falou sem interesse algum.
- Por todo esse tempo, eu nunca tinha percebido ou aberto meus olhos para ver oque você estava passando ou sofrendo ao meu lado, eu sinto muito por as vezes eu lhe tratar como um lixo. - respirou fundo e continuou. - eu pensei muito no que diria a você quando esse dia chegasse, e finalmente ele chegou. Kyungsoo me perdoa por tudo que fiz com você, eu realmente sinto muito. - falou e então deixou uma lágrima cair de seu olho. - eu não sou um monstro. - sussurrou as últimas palavras.
Kyungsoo abraçou o maior, o outro sedeu o abraço. Kyungsoo se sentia mal por ter falado tudo aquilo com ele, mais estava aliviado por ele ter desabafado e falado tudo que sentia.
- Está tudo bem. - falou e começou a acariciar os fios de cabelo do outro. - você não é um monstro.
Ambos ficaram ali, sentindo o ar fresco que corria pelos seus corpos.

~ Dia seguinte.

Baekhyun tenta abrir os olhos e identificar onde estava, o mesmo deu um pulo da cama quando viu que estava no quarto de Chanyeol. Se levantou e tentou sair do quarto, quando ia abrir a porta escutou a voz do pai do maior chamando pelo mesmo.
- Chanyeol está aí dentro? - falou batendo na porta, so então o menor percebeu que Chanyeol dormia calmo enrolado nas cobertas. Se aproximou do mesmo e tentou acordo-lo
- Ei, acorda. - sussurrou balançando o outro que acordou e deu um sorriso largo ao ver Baekhyun a sua frente. - Ei, acorda. Seu pai está te chamando lá fora.
Chanyeol cossou os olhos e se levantou indo em direção a porta, antes mesmo que chegasse foi interrompido.
- Ei, e eu? Oque eu faço? - Baekhyun perguntou tentando se esconder em algum canto.
- Não faz nada. - abriu a porta e encarou seu pai. - oque você quer? - falou frio.
O homem adentrou seu quarto olhando para o jornal em mãos, quando levantou o olhar viu Baekhyun o encarando com certo medo.
- Oque esse garoto está fazendo aqui? - perguntou já com raiva.
- Esse garoto tem nome. - Chanyeol falou e segurou a mão de Baekhyun. Estava tudo se repetindo como da última vez.
- Você é ridículo não é mesmo? - falou com Chanyeol, o mesmo apenas riu e revidou.
- Oque você vai fazer? Me bater? Eu já sou de maior, posso fazer minhas próprias escolhas, e você não tem o direito de se meter na minha vida. - falou e viu o olhar de negação de seu pai.
- Boram tem algo importante para lhe contar. - sorriu vencido e então a garota adentra no quarto de cabeça baixa. - conte a eles Boram.
- Oppa…eu estou…gra….grávida. - falou baixo, mais deu para entender tudo, Chanyeol apertou a mão de Baekhyun com força. Não poderia acreditar que tudo estava acontecendo com os dois novamente.
Quando finalmente estão prontos para serem felizes, acontece alguma coisa para atrapalhar ambos.
Tudo de novo.~ pensou Baekhyun com os olhos marejados.


Notas Finais


Então, esse cap ficou um pouco besta. O próximo vai ser melhor, eu prometo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...