História Let Me Take Care Of You (ChanBaek) - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Lay, Lu Han, Sehun, Suho
Tags Chanbaek, Huhan, Kaisoo, Sulay
Exibições 671
Palavras 2.700
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Lemon, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Postei logo os dois hoje.. 💙
Desculpem pelos erros.

Capítulo 18 - SEVENTEEN


Fanfic / Fanfiction Let Me Take Care Of You (ChanBaek) - Capítulo 18 - SEVENTEEN

~ Nossas almas se cruzaram, você não pode mas se separar de mim. Eu estou destinado a te amar.

A tensão que estava na casa de Chanyeol deixava Baekhyun desconfortável com tudo aquilo que estava acontecendo. Ele sabia que tudo aquilo era por sua causa, se não fosse por ele Chanyeol estaria vivendo bem, e tinha o mesmo relacionamento adorável com seus pais.

- Eu vou indo agora. - Baekhyun falou de cabeça baixa, prestes a deixar o quarto silencioso.
- Sim, e faça o favor de não aparecer mais. Você sabe não é mesmo? Boram agora está grávida, vai ter um filho com Chanyeol, coisa que você nunca poderia dar a ele. - cuspiu as palavras em Baekhyun, Chanyeol não se conteve em revidar.
- Oque pensa que está fazendo? Hum? - perguntou tentando manter a paciência. - você é apenas um homem que eu chamei de pai, hoje para mim você não é nada, nada além de um preconceituoso que destrói aa vida de qualquer pessoa com palavras.
Chanyeol segurou na mão de Baekhyun e o levou para fora de casa, entrou no carro e saiu acompanhado com o menor.

- BORAM ON -

- Sogro, você está bem? - o SR.Park estava com uma das mãos em seu peito e tentava se apoair na parede, até que caiu já desmaiado no chão.
- EI, OQUE VOCÊ TEM? - entrei em desespero e comecei a chamar a mãe de Chanyeol, que logo adentrou o quarto tentando socorrer o homem caído no chão.
- CHAME UMA AMBULÂNCIA AGORA! - gritou e eu apenas obedesi.

***

Estamos a caminho do hospital, a Sr.Park não parava de chorar, eu sabia que tudo aquilo tinha sido culpa minha. Se eu não fosse inventar essa história de gravidez nada disse teria acontecido.
Chegamos no hospital logo saímos da ambulância, eu ia ligar para Chanyeol se não tivesse que ajudar a sua mãe que estava no chão chorando.
- Vai ficar tudo bem. - falei abraçando a mesma.
Depois que eu acalmei ela, a sentei em uma das cadeiras de espera e me afastei da mesma, para ligar para Chanyeol.

~ Ligação On

- Onde você está?
- Oque te e interessa onde eu estou? Você! Você me paga.
- Estou no hospital com sua mãe e seu pai.

Silêncio…

- Oque está falando?
- Depois que você saiu, seu pai desmaiou…estou no hospital com sua mãe agora.
- Eu estou indo pra ir.

~ Ligação Off

Eu iria dar uma boa explicação para ele, se eu não gostasse tanto dele, desistiria de tentar conquista lo, mais é impossível quando ele ama apenas uma pessoa.

- BAEKHYUN ON  -

- Baekhyun você sabe que eu sempre te amei! - estávamos em um lugar isolado, o lugar era realmente bonito.
- Chanyeol. - falei frio então ele me encarou atento - você sabe? Você foi o meu amor. Por todo esses anos que você ficou longe, eu te esperei. E agora, é mais difícil para mim, porque todos esses anos eu estive sozinho, então eu me acostumei sem você ao meu lado. - eu sabia que se eu terminasse de falar, todo o amor que sentíamos um pelo outro iria acabar, isso era a última coisa que eu queria no mundo. - Eu…estou deixando você ir.
Chanyeol me encarou assustado, então vi que seus olhos começara a marejar.
- Não, eu não quero que você me deixe. - falou me abraçando, eu tinha que ser forte, eu tinha de todo jeito fazer ele ir embora. Por mais que eu o ame com toda as minhas forças eu tinha que deixa lo partir, ele iria ser pai, ia ter uma  família, coisa que comigo nunca iria acontecer.
- Você tem que cuidar de seu filho e de sua futura esposa, ela vai te dar tudo oque eu não posso. - falei entre sussurros, ele me apertou contra seu corpo.
- Eu já tenho tudo com você, eu já sou feliz de ter você ao meu lado. - respondeu entre soluços.

Meu belo e adorável Chanyeol, eu queria poder viver feliz com você, por toda minha vida. Mas você deve cumprir com suas obrigações, eu estou deixando você partir agora.

- NARRADORA ON -

Depois da ligação que Chanyeol recebeu, o maior deixou Baekhyun em casa e seguiu para o hospital. Chegando no local correu para dentro do hospital r foi em direção de sua mãe que estava sentada na cadeira de cabeça baixa.
- Omma. - falou e abraçou a mulher que chorava baixo. - me desculpe omma, eu que fiz isso tudo acontecer.
- Não, você não tem culpa. - falou limpando a lágrima dos olhos do maior. - ninguém escolhe quando vai amar.
Ficaram mais um pouco abraçados, até se separaram e se apoiarem um no outro. Chanyeol tinha que ser forte o suficiente para deixar sua mãe bem. Boram estava em pé na frente do dois, até que decide contar tudo para Chanyeol.
- Oppa, podemos conversar? - falou baixinho e sentou ao lado de Chanyeol, a mãe do mesmo estava dormindo então ela tentou falar o mais baixo que pôde.
- Oque você quer? - falou encarando a parede branca a sua frente.
- É…que, eu…eu não estou grávida. - falou entre gagueijos e Chanyeol a encarou.
- Oque? - perguntou surpreso - oque você disse?
- Eu não estou grávida, aquilo tudo foi porque se pai pediu. - ela falou e abaixou a cabeça. Chanyeil sorriu aliviado e encostou a cabeça na parede gélida.
- Woooah. - com o sorriso aberto suspirou. - isso é um alívio.
Ambos se levantaram quando o medido saiu pela porta de onde seu pai havia entrado.
- Ele está bem? Oque ele tem? - Chanyeol perguntou nervoso. Sua mãe acordou e se pois de pé rapidamente.
- Ele está bem? - fez a mesma pergunta que Chanyeol, o médico encarou ambos então falou.
- Ele tem problemas no coração, ele está bem. - falou então os três ficaram mais aliviados. - mas, infelizmente pelo estresse, por todas as coisas que ele estava passando, o raciocínio dele ainda não voltou, ele ficará de coma por alguns dias, ou meses.
Terminou de falar e saiu, Chanyeol sentou novamente na cadeira e apoiou o rosto nas mãos, sua mãe sentou ao seu lado e começou a dar leves tapas em suas costas.

- KYUNGSOO ON -

Baekhyun chegou em casa e passou direto para o quarto, nem me cumprimento. Oque será que ele tem? . fui até seu quarto e bati na porta.
- Baek, posso entrar? - perguntei
- Claro. - ouvi a resposta do outro lado da porta, então adentrei o quarto. As coisas de Baek estava todas reviradas, tinha aduas malas no chão e algumas roupas dentro.
- Pra onde você vai? - perguntei curioso.
- Viajar! - ele falou fechando as malas. - volto daqui a 6 meses.
- E eu? E a titia? Como agente fica? Você enlouqueceu? - o encarei sério, os olhos dele estava marejados, ele se aproximou de mim e me abraçou, retribui o abraço. Ele estava passando por bastante coisa, não seria atoa essa viajem.
- Ele vai ter uma família agora Kyung. - pobre Baek, sempre amou muito Chanyeol ao ponto de enlouquecer pelo mesmo.
- Vai ficar tudo bem, isso vai passar. - e realmente iria passar, existe amores que não dura para sempre.
- Você tem que me prometer que vai cuidar da mamãe. - falou limpando as lágrimas. - não é pra falar a ninguém que eu estou indo.
- Tudo bem. - o abracei novamente e acariciei seus cabelos. - vai ficar tudo bem.

- SEHUN ON -

Eu estava jogado no sofá, Lu Han estava preparando alguma coisa para comemos. Meu celular tocou e vi que era Baek.

~ Ligação On

- Oh hyung, aconteceu alguma coisa?
- Não, só liguei pra dizer que vou passar alguns meses fora.
- Você vai sem ao menos se despedir de mim?
- Sim, perdoe seu hyung só dessa vez hum?
- Para onde está indo?
- Não sei ainda. Mais vou ficar bem, vou desligar agora, o táxi chegou. Eu amo você.
- Eu também te amo Hyung, se cuida.

~ Ligação Off

Baekhyun não era de fazer viagens, ainda mais sozinho alguma coisa está errada.
- Quem era? - Lu Han perguntou e sentou em meu colo.
- Era o Baek, ele está indo viajar.
- Pra onde ele vai?
- Eu não sei. - falei, Lu Han pulou de meu colo quando escutou o barulho do microondas apitar.
Eu acho que devo avisar o Chanyeol, com certeza Baek ainda não controu para ele.

Mensagem On

[ 12/10/16 ] 11:30 AM
Chanyeol, você está sabendo sobre a viagem de Baekhyun?
[12/10/16] 11:31 AM
Não, pra onde ele está indo? Ele não me avisou nada.
[12/10/16] 11:31 AM
Acho que ele está saindo de casa agora, se você for rápido consegue se encontrar com ele a tempo.

Mensagem Off

Fico mais aliviado por Chanyeol saber que ele está indo.

- KAI ON -

Passei quais a manhã toda sem falar com Kyungsoo, já estou com saudades. Vou buscar ele, quero passar um dia tranquilo com sua presença.
Peguei as chaves do meu carro e segui em direção para sua casa. Chegando lá desci do carro e vi o mesmo correr em minha direção, tão fofo.
- Eu estava com saudades. - falei e o abracei forte.
- Eu também. - me encarou e me deu um beijo rápido.
- Vamos passar o dia juntos hoje, por favor. - falei e fiz um bico na boca.
- Claro que vamos. - me puxou e me deu outro beijo.
Entramos no carro e fui em direção de minha casa, eu ia tentar convence lo de dormir hoje comigo, me sinto tão sozinho sem seu braços pequenos. Quando estou com ele é quais impossível se concentrar em algo. Chegamos e o levei para fora de casa, a piscina estava limpa, azul feito o céu. Tirei a blusa e pulei dentro fazendo com que a água gelada em seus pés.
- Ei, você! - falou chateado, sai de dentro da piscina, comecei a correr atrás dele por toda a borda da piscina, finalmente quando o peguei pulei dentro da água junto com o mesmo.
A água estava gelada, Kyung se tremia todo em meus braços, eu não estava conseguindo me segurar, toda vez que olhava para a cara dele chateado eu gargalhava.
- Ei, eu vou matar você. - começou a rebolar água em minha cara, começamos uma briga dentro da água. Já estava cansado de tentar segura lo, ele não parava de se mexer dentro da piscina.
Não fiz muito esforço para puxar seu corpo e colar junto ao meu, selei nossos lábios em um beijo molhado. Ele afastou nossos lábios e começou a beijas e deixar alguns chupões em meu pescoço. Puxei o mesmo para meu colo e tirei a blusa que estava pregada em seu corpo, tirei seus cabelos da testa, começou fazer trilhas de beijos descendo para seus peitos amostra. O levantei devagar e tirei sua calça jeans acompanhada da box branca. Tirei o short jeans que eu usava, não estava de cueca então não tive muito esforço. Posicionei meu membro em sua entrada, o mesmo se agarrou em meu pescoço e segurou forte meus cabelos. O penetrei e comecei levantar o mesmo para cima e para baixo. Kyungsoo gemia em meu ouvido, fazendo eu me arrepiar, estava tão gostoso está ali dentro. Comecei a dar estocadas fundas, ele cravou as unhas em minhas costas e começou a deixar beijos molhados e quentes em meu pescoço.
- Ah, está frio. - sussurrou de olhos fechados de prazer. Retirei meu membro de dentro do mesmo, puxei ele pelo braço e o tirei de dentro da piscina pegando um roupão que estava encima da mesinha e o enrolei por completo.
- Vamos entrar. - ele concordou. Entramos e fui em direção ao quarto, peguei uma roupa e vesti, logo dando uma blusa enorme para ele.
- Eu vou ficar só de blusa? - perguntou com os olhos arregalados de frio.
- Sim, você vai. - gargalhei e deixei o quarto.
Preparei um chocolate quente para ele e um chá para mim, sentei no sofá e esperei o mesmo descer do quarto. Quando escutei o barulho da porta abrindo voltei meus olhos para o mesmo que estava esticando a blusa no corpo.
- Essa blusa ficou pequena. - fez um bico nos lábios e se aproximou de mim. O puxei e o sentei de lado em meu colo.
- Olha oque eu fiz pra você. - entreguei a xícara, ele sorriu largo e começou a beber.
- Woooaah, que delícia. - falou lambendo os lábios, e que lábios. Beijei sua bochecha e o abracei forte. Passamos a manhã assim, uma manhã agradável como eu nunca havia tido em toda minha vida.

- NARRADORA ON -

Depois da ligação que Chanyeol recebeu, correu para o aeroporto. O maior já estava chorando quando adentrou o local enorme, chamava pelo nome do outro mais não obtia resposta. Se ajoelhou no chão e começou a chorar alto e chamar pelo nome de Baekhyun, sentiu alguém tocar suas costas e quando olhou levantou o olhar para ver quem era, chorou ainda mais aliviado, levantou de uma vez só e agarrou Baekhyun. Chorava entre os braços do outro.
- Eu pensei que tinha te perdido para sempre. - o maior estava soluçando, não conseguia conter as lágrimas. - não me deixe Baekhyun, não me deixe nunca.
Chanyeol sabia que mesmo se demorasse mil anos ou mais, ele iria se arrepender eternamente se deixasse Baekhyun partir, seu coração sempre pertenceu ao menor.
- Ela não está grávida, foi armação do meu pai, então por favor, não me deixe. - o menor sorriu aliviado, não conteve as lágrimas então as deixou cair. Abraçou o maior com mais força. Recebiam vários olhares das pessoas, mas ambos não ligavam, pois quando estavam juntos era uma das melhores sensações de suas vidas, eles eram realmente gratos por terem um ao outro.
- Eu amo você Baekhyun.
- Eu também te amo Channy.

***

Baekhyun e Chanyeol estavam sentados no mesmo banco onde o maior pediu o outro em namoro, o lugar estava vazio, o parque que era ajitado, estava completamente vazio e silencioso, eram só os dois naquele lugar agradável.
- Baek, lembra quando eu te pedi em namoro?
- Sim, foi um dos melhores dias da minha vida. - sorriu largo.
- Baek vamos se casar? - o outro perguntou com os olhos arregalados.
- Oque? - Baekhyun gargalhou e bateu fraco nos ombros do outro.
- Vamos se casar, eu amo você e você me ama, oque está esperando? - Chanyeol parecia uma criança quando se tratava de seu relacionamento com o menor.
- Sim, vamos casar. - falou irônico.
- Sério? - sorriu largo feito uma criança que acaba de ganhar doce. - sério mesmo?
- Claro que sim. - gargalhou e abraçou o maior.
Baekhyun selou seus lábios em um beijo calmo e doce, aproveitou cada momento. Foram atrapalhados com o celular de Chanyeol tocando.
- É minha mãe, eu preciso atender. - sorriu fraco e atendeu.
- Oh Om…- ficou sério na mesma hora. - Oque você está falando?
Seus olhos inundaram de lágrimas, então o mesmo desligou o celular, estava estático. Estava apenas encarando Baekhyun que não entendia nada do que estava acontecendo.
- Ei, Channy oque houve? - o menor perguntou preocupado.
- Meu pai…está…mo…morto. - Baekhyun sentiu uma pontada em seu peito, e pode sentir tudo que Chanyeol estava passando. Abraçou o maior sem falar nada. Mais uma vez, quando a vida de ambos estavam se acertando, acontecia algo para os deixarem tristes. Baekhyun acreditava que em sua vida, nunca iria ser completamente feliz, sua vida sempre o decepcionava e sempre vazia as pessoas que o ele mais amava sofrer. Todos os dias ele pedia aos céus que toda a dor das pessoas que ele amava passasse para ele, só assim ele poderia sentir tudo sozinho e poder deixar todos felizes.


Notas Finais


Então neh, foi isso. Gente eu juro que vou deixar os capítulos mais interessantes e menos chato. Eu te amo vocês ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...