História Let the breeze guide us - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Life Is Strange
Tags Drama, Pricefield, Romance
Exibições 16
Palavras 974
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Super Power, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Nudez, Pansexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Sempre tem que haver um erro...

Capítulo 1 - Um novo amanhã 'normal' e quente tbm


Fanfic / Fanfiction Let the breeze guide us - Capítulo 1 - Um novo amanhã 'normal' e quente tbm

Max estremeceu acordando, sentando-se um pouco de início e olhando ao redor da sala. O sol espreitou por entre as cortinas enquanto ela segurava suas fronhas, um grande buraco abriu-se em seu peito. Está foi a terceira vez que ela tinha acordado de um pesadelo sobre o quarto escuro. Levaria alguns dias para superar isso, ela sabia.

O tempo era uma coisa que ela tinha em suas mãos, e em abundância. Mas, depois de tudo o que tinha acontecido, ela estava feliz de deixar o tempo por alguns dias para fazer suas próprias atividades normais no presente sem voltar atrás. Não havia pressa, afinal. Quem sabia quando as aulas iam começar de novo? Ou se Blackwell sequer iria reabrir?

Ela acomodou-se para a cama, sua respiração se estabilizou. Ao seu lado, sua companheira agitada e rolou para um lado, esticando um braço sobre Maxine e puxando-a para perto. Max sorriu, e se aproximou ainda mais de seu corpo, devolvendo a carícia e esfregando o rosto no cabelo azul neon. O braço ao redor dela segurou-a firmemente, e sua mão suavemente acariciou suas costas.

"Eu tenho você", Chloe murmurou, dando Max outro aperto de luz, "Eu estou aqui e eu tenho você." Max apenas deitou em seus braços em silêncio, sorrindo e deixando a lavagem de calor de Chloe sobre ela. Ela era magra e ossuda, e nunca conseguia lavar o cheiro de fumaça de cigarro, mas não havia lugar que Max preferiria estar do que em seus braços, quente e segura e amada.

Eles estavam deitados por alguns minutos. Max enterrou o rosto no pescoço de Chloe, e Chloe passou as mãos pelo cabelo de Max. Com o tempo, os dois inclinaram o rosto um para o outro, olhos azuis encontrando os olhos azuis. O coração e respiração de Max acelerou novamente, mas por uma razão deliciosamente diferente, seus lábios se tocaram…..

……………………………………………………………………………………………………..


 

"Nós provavelmente devemos sair da cama", comentou Max, embora ela não fez nenhuma tentativa de se mover a partir da curva do braço de Chloe. A garota mais alta estendeu a mão para o criado-mudo em seu lado da cama e pegou seu telefone, verificando o tempo.

"Nós temos duas horas antes do check-out", ela protestou: "E se perdermos isso, nós podíamos ficar mais um dia. Nada demais." Max suspirou e aninhou contra o ombro de Chloe um pouco, querendo apenas ficar lá para sempre. Mas um deles teria que ser o adulto, e Max supôs que teria que ser ela.

"Pelo menos mande uma mensagem para Joyce e deixe ela saber que você está bem" Max implorou: "Quantas vezes ela explodiu seu telefone nos últimos dias?"

"Esta não é a primeira vez que eu estive ausente," Chloe respondeu, embora Max podia vê-la começar uma mensagem com o canto de um olho. Um barulho sinalizou que a mensagem foi enviada, e Chloe deixou o telefone em cima da cama, trazendo sua mão recém-liberado em torno de cabelo de Max. Eventualmente, a menina menor gentilmente se contorceu para fora do abraço e sentou-se, mais uma vez puxando as cobertas até o peito.

"Por que está se escondendo nessas cobertas?" Chloe provocou, "Você sabe que eu já te vi….muito mais do que deveria há 13 minutos atrás " Max corou e pegou seu próprio telefone, ligando e verificando o segmento de e-mail Blackwell.

"Agora é diferente" Max murmurou, "Você está huh..olhando e-e….." Ela olhou para Chloe que tinha sido parcialmente exposto nu quando ela sentou-se.

"Seu corpo é perfeito e tem que ser exposto" Chloe riu enquanto tirava as cobertas de Maxine. Sentou-se e colocou os braços ao redor da cintura de Max, olhando por cima do ombro da morena para ver o e-mail. A maioria dos estudantes foram contabilizados. Ela olhou para longe antes que ela chegasse a quantos alunos não tinha feito isso.

"Bem, eu estou hella suado," Chloe declarou depois de mais alguns minutos de afago, "Eu vou tomar banho." Ela saiu da cama e entrou no pequeno banheiro, tomando seu tempo e não se preocupar com qualquer tipo de modéstia. Deixando a porta aberta frágil, ela ligou a água, entrou em cena, e fechou a cortina translúcida.

Max puxou os joelhos até o peito e segurou-os ali por um momento, olhando para o espaço vazio na cama. Ser tocado, olhado, desejado ... Ela não tinha pensado muito sobre isso antes destes últimos dias. Bem, ela tinha , mas de um modo abstrato. Ela era bonita o suficiente? Ela seria bom o suficiente nisso….? Será que alguém acharia estranho...? Esses pensamentos nunca tinha tido uma total ligação e ninguém nunca havia feito isso com ela exceto o Sr. Jefferson que havia a tocado, olhou para ela, e desejava-a, e ela odiava o quão suja ela se sentia só de lembrar disso. Mas agora Chloe foi a tocá-la, olhando para ela, e desejando-a, e ela amava como estimado que a fazia sentir. Exceto quando tocar, sentir, e desejando a lembrava de Jefferson.

Ela balançou a cabeça e saiu da cama se esticando. Depois de tudo o que tinha acontecido, cobrindo-se e se escondendo na frente de sua amiga mais antiga, a menina que ela tinha certeza que ela amava, parecia uma coisa quase infantil de fazer. Como ela poderia atravessar o tempo e espaço para uma menina, e , ser tímido demais para ficar apenas nu em sua frente? "Todo mundo tem um corpo nu," sua mãe lhe dissera uma vez, a leitura de um daqueles livros que pais devem ler com seus filhos depois de seu primeiro período. Chloe tinha um corpo nu. Um corpo nu sexy, lindo ...perfei...

"O chuveiro é todo seu, Super Max!" Chloe anunciou,caminhando para fora do banheiro. Ela parou quando viu Max descoberto, e sorriu. Corando, Max correu para o banheiro e fechou a porta. Isso ia levar algum tempo para se acostumar, muito tempo...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...