História Letal Wish 2 - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Madison Beer
Personagens Justin Bieber, Madison Beer
Tags Criminal, Justin Bieber, Madison Beer, Romance
Visualizações 152
Palavras 1.963
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


O capítulo ficou beeeeeeeem gay,serio mesmo,foi todo tão Jaddie ❤
Mesmo assim,espero que gostem.
Obrigada pelos comentários e favoritos,como eu já disse,vocês são demais ❤😍

Capítulo 15 - Boy or girl?


Fanfic / Fanfiction Letal Wish 2 - Capítulo 15 - Boy or girl?

Abri meus olhos devagar,tentando me acostumar com a claridade.

Senti todo meu corpo doer,inclusive minha cabeça.

-Maddie!-vi Justin me olhar com uma expressão preocupada.

Pousei a mão em minha barriga e fechei meus olhos com força,tentando não chorar.

-Meu filho-minha voz saiu fraca.

-Maddie-Justin segurou em meu braço,me ajudando a sentar naquela cama de hospital.

-O que aconteceu com nosso filho Justin?-perguntei,temendo a resposta.

-E...

-Fala Justin!-me exaltei.

-Eu não sei,o médico não me disse nada -suspirou.

Eu não disse nada,apenas engoli seco,sentindo meu coração se apertar.

-Olá!Se sente melhor senhora Bieber?-O médico adentrou no quarto.

-Primeiramente,é senhorita-corrigi-E não é Bieber,é Collins.

-Me desculpe senhorita,achei que ele fosse seu marido -disse.

-Agora me diga,me dê notícias sobre o meu filho-falei impacientemente.

-Bom,você teve uma lesão grave na coluna,e quase tivemos um aborto espontâneo-disse.

-Quase?-Justin sorriu-Isso significa que ainda vou ser pai?

-Exatamente-o médico sorriu,fazendo eu sorrir também-Mas é uma gravidez de risco,devido a lesão,quase houve um descolamento da placenta.Você deve ter repouso absoluto,e nada de passar nervoso.

-Meu trabalho não me permite ficar em "repouso"-bufei.

-Se quiser ter uma gestação saudável,vai ter que se privar de certos esforços-anotou alguma coisa na sua prancheta.

-Até de transar?-Justin perguntou me fazendo rir.

O médico ficou totalmente sem graça.

-Isso é algo natural senhor,fazendo com cuidado e calma,não tem problema.

-Ainda mais a gente que vai foder com calma-Justin bufou-Isso é porque você não conhece essa mulher,aqui é fogo meu caro.

-Justin!-O repreendi.

-É claro! Você nunca vai conhecer-completou.

-Já posso ir embora?-perguntei,mudando de assunto.

-Claro-sorriu-Mas tome cuidado,e bom repouso.


Justin dirigia bem devagar,eu só não estava entendendo o porquê.

-Algum problema?-perguntei,fazendo ele me olhar.

-Não, por que?-voltou a olhar para a estrada

-Está dirigindo devagar.

-Não quero correr o risco-olhou para minha barriga,me fazendo rir.

-Não seja tolo,isso não vai fazer diferença-revirei os olhos.

-Nunca se sabe -sorriu de lado.

-O que aconteceu mesmo ali?Eu não me lembro direito-forcei a memória.

-A Jennifer te empurrou da escada-me olhou por alguns segundos,voltando a olhar para a estrada novamente-Eu fui te socorrer,então ela e a Lucy fugiram.

-Não quero ser uma mãe como ela-falei atraindo seu olhar para mim novamente-Acha que vou conseguir amar essa criança?

-Você não é igual à ela.Tenho certeza que é capaz de amar-colocou sua mão em cima da minha,que estava em minha perna-Precisamos dessa viagem mais do que nunca.

(...)

POV.JUSTIN

Eu não pretendia ser pai por agora.Eu acho que um filho coloca muitas coisas em risco.Principalmente ele mesmo.Mas era algo que eu não podia evitar em ficar feliz.Eu adoro crianças,e ainda mais sendo filho meu,e da mulher que amo.

Segurei em sua mão enquanto caminhava pelo aeroporto.Pela primeira vez não iríamos em um jatinho particular.

-Odeio ficar na fila -resmunguei pela décima vez.

-Não é tão ruim assim-riu.

-Sabe,já se passou uma semana e ainda não comentamos sobre nosso filho-a abracei por trás,depositando um beijo em sua nuca.

É,uma semana havia se passado.Nossa viagem teve que ser adiada,devido a presença ilustre da minha mãe.

-E o que quer falar?-perguntou ainda de costas.

-Ah sei lá!Acha que é macho ou fêmea?-perguntei,fazendo ela me olhar rindo.

-É homem ou mulher Justin -revirou os olhos.

-Isso aí -dei de ombros.

Ela estava tão diferente nas últimas semanas.Acho que a gravidez realmente mexe com as emoções das pessoas.

-Eu acho que é menino -passou os braços em volta do meu pescoço.

-Tenho certeza que é uma princesa-beijei seus lábios carinhosamente.

-E por que tem tanta certeza?-arqueou uma sombrancelha.

-Porque eu sempre sei das coisas -apertei sua cintura.

-Beleza-roçou seus lábios nos meus-Se for menino eu escolho o nome,e se for menina,você escolhe.

-Feito!-mordi seu lábio,o puxando para mim.

-Agora vem.Porque a fila já andou-ela puxou meu braço.


Aluguei o melhor hotel de Miami,na cobertura,com uma vista privilegiada para o mar.

Assim que o cara deixou as malas no nosso quarto,tomei um banho rápido e me joguei no sofá,ligando a TV,a procura de algo bom.

-Não acredito que vai assistir televisão em um lugar como esse-Maddie parou na frente da TV,me impedindo de ver o basquete.

-O que quer fazer?-bufei.

-Podemos ir a praia,ou a piscina-revirou os olhos.

-O que acha de tomar café?-propuz-Estou morrendo de fome.

-É uma boa.Também estou faminta -sorriu.

Depois que esperei 40 minutos só para a Maddie trocar de roupa,descemos até o restaurante,na onde estavam servindo o café da manhã.

-Bom dia -a garçonete disse fazendo a Maddie revirar os olhos.

-Bom dia-ela disse seca.

-O que vão querer?-perguntou olhando para mim.Até que ela era jeitosinha.

-Quero um suco de maracujá, natural tá fofa?Porque estou grávida,não é amor?-Maddie disse,fazendo a moça a olhar.

Ela havia percebido que a mulher estava se oferecendo.E concerteza querida mostrar que eu era comprometido.

-E o que mais?-perguntou.

-Algumas panquecas,torradas e um copo de salada de frutas -disse.

-E o senhor?-voltou a olhar pra mim.

-Quero um suco de laranja e algumas torradas -pedi.

-Com licença-ela disse e se retirou.

-Garota estúpida -revirou os olhos.

-Ciúmes?-provoquei.

-Não viaja Drew -bufou.

Alguns minutos depois a mesma garçonete trouxe nossos pedidos.A Maddie devorou tudo em poucos segundos.

-Como por dois agora-disse enquanto terminava de abocanhar uma torrada.

-Cara,nunca pensei que seria pai tão cedo-ri pelo nariz.Maddie me olhou um pouco desconfortável-O que foi?

-Tem certeza que é isso que quer?-perguntou.

Ela estava insegura?Era isso?

-É claro que tenho-fui firme.

-Hum...-soreiu fraco-Vamos para a praia?-Se levantou.

Eu era bipolar,mas essa garota...Puta que pariu.

POV.MADISON

Tirei meu short jeans e minha regata,ficando apenas de biquíni azul turquesa.

-Passa pra mim?-estendi à Justin o protetor solar.

-Claro-sorriu malicioso.

Me deitei de bruços na espreguiçadeira,e logo pude sentir suas mãos geladas tocarem minhas costas.Ele passava o protetor bem devagar.Suas mãos desceram até minha cintura,e em seguida minha bunda,onde ele fez questão de ficar mais tempo.

-Já está bom Justin-me levantei,fazendo ele bufar-Na frente pode deixar que eu consigo passar.

-Vou tomar uma água de coco-se levantou,caminhando até um quiosque alí perto.

Terminei de passar o protetor,e me deitei novamente na espreguiçadeira.Mas agora com a barriga para cima.Tapando meu rosto com uma toalhinha.

-Esse biquíni é um pouco pequeno, não acha?-ouvi Justin murmurar.

-Eu achei um pouco grande-brinquei.

-Todo mundo estava te olhando-disse e eu retirei a toalha do meu rosto,para que eu pudesse vê-lo.

-E qual o problema?-perguntei.Ele estava irritado?Por causa disso?

-Eu não gosto que olhem para o que é meu-jogou a tolha em cima dos meus seios.

-Não seja ridículo-revirei os olhos-Todo mundo usa biquíni aqui tá?Duvido se não estava olhando pra bunda desses projetos de quengas.

-É diferente-disse me fazendo rir.

-Diferente? Então eu também posso olhar para os homens?

-Não!-foi grosso-E...eu não estava olhando.

-Quer saber Justin-joguei a toalha no chão,me levantando em seguida-Vá se fuder -peguei minhas roupas e saí chutando areia.

Garoto estúpido.

Já estava anoitecendo e nada do Justin aparecer.Eu me encontrava no nosso quarto,deitada na cama e olhando pro teto.

A porta foi aberta,com Justin passando pela mesma.Sem ao menos me olhar,se dirigiu até o banheiro,fechando a porta com extrema força.

Ele queria provocar? Então era isso que ele ia ter.

Caminhei até o closet,e escolhi um vestido super justo e curto,com um belo decote.Fiz uma maquiagem bem marcada,calcei meu saltos e me sentei em frente à penteadeira,para que eu pudesse passar meu perfume.

Justin saiu do banheiro,enrolado em uma toalha e parou assim que me viu arrumada.

-Vai sair?-perguntou.Pelo espelho mesmo eu pude ver seu rosto queimar de raiva.

-Vou-falei simples.

Me lavantei e caminhei até o criado-mudo,pegando minha arma.

-E eu posso saber para onde?-perguntou me fazendo olha-lo com um sorriso nos lábios.

-Não -passei por ele,caminhando até a porta,mas fui impedida de chegar até a mesma,pois ele segurou meu braço com força.

-Você não vai à lugar nenhum-disse entre dentes.Seu maxilar estava travado e sua respiração descompassada.

-Ah é?E quem vai me impedir?-provoquei.

-Eu-empurrou meu corpo contra a parede.

-Se liga Justin,você pode ficar o dia inteiro fora,e eu não posso sair?-perguntei totalmente irritada.

-Entendeu rápido meu bem-ironizou.

-Nos seus sonhos-sorri-Você não é ninguém,pra mandar em mim.

-EU SOU SEU NAMORADO PORRA-berrou.

-Belo namorado,que deixa a namorada grávida sozinha em um quarto de hotel-cuspi as palavras-Pode voltar a comer as putas com quem estava agora a pouco-abri a porta-Porque eu.Vou me divertir-passei pela porta,batendo a mesma.

Quem esse idiota pensa que é?Se ele pode comer várias putas,eu também posso dar para outros caras.

Parei na calçada,esperando algum táxi aparecer.Quando avistei um livre fiz sinal e entrei no mesmo.

-Para onde vai senhorita?-O taxista perguntou me olhando pelo retrovisor.

-A boate mais próxima-falei.

Ele acentiu e pisou no acelerador.Em poucos minutos ele parou em frente à uma boate que estava bem cheia.

-Eu não trouxe dinheiro,pode ficar com minha pulseira de diamantes-falei a tirando do meu pulso.

-Claro!-sorriu.Lhe estendi a pulseira e saí do carro,caminhando até a entrada da boate.

-Nome?-O segurança me barrou.

Olhei para cima,tentando ver seu rosto,já que ele tinha o dobro do meu tamanho.

-Ham...-pensei-Sou uma das putas-sorri safada.

-Nome?-insistiu.

-Ah vai ser danar cara,me deixa entrar qual é?Essa não é nem uma das melhores das boates-falei irritada.

Ele me olhou de cima à baixo e mordeu o lábio.

-Só se me der algo que quero-disse olhando para os meus seios.

-Nunca que vai encostar suas mãos nela -senti uma mão em meu ombro e uma voz irritada dizer.

Olhei por cima do meu ombro,vendo um Justin furioso atrás de mim.

Ele estava apenas com uma bermuda.É,ele estava sem camisa,no meio de todo mundo.

-Quem pensa que é garoto?Minha conversa é entre eu e ela-o segurança disse.

-EU SOU NAMORADO DELA.PODE TIRAR O OLHO-berrou.

-Você não é nada meu-tirei sua mão de mim e o olhei-Que inferno,me deixa em paz.

-Você não vai ficar daqui-segurou meu braço com força-Ainda mais vestida assim.

-Eu não vou com você-tentei me soltar dele.

-Vocês vão entrar ou não? Tá atrapalhando a fila-o segurança disse.

Justin ignorou o que ele havia dito e começou a me arrastar para fora dalí.

-ME SOLTAAA-berrei.

-Para de escândalo-disse sem me olhar.

Assim que ele me soltou,levantei minha mão e acertei um tapa em seu rosto.Ele respirou fundo e me lançou um olhar mortal.

-Eu só não te bato...

-POR QUE?POR QUE EU ESTOU GRÁVIDA?-berrei-Pois não seja por isso Bieber.Me bate!

Sustentamos o olhar por alguns segundos,até que ele desviou.

-Entra no carro-ordenou.

-Não!-cruzei os braços e me virei de costas.

-Entra no carro Collins - alterou o tom de voz.

-Eu não vou com você Justin-falei firme.

-Eu não estou brincando Madison,ENTRA LOGO NESSA PORRA DE CARRO-berrou.

-Escuta aqui Justin,eu não sou obrigada a ficar com alguém como você,que na hora da raiva,por uma briguinha atoa,sai para Deus sabe aonde e fica com não sei quantas mulheres-falei completamente irritada.

Ele me olhava com bastante atenção,tentando entender cada palavra dita.

-Eu não fiquei com nenhuma mulher-foi tudo que ele disse.

-Aaah para Drew,ficou fazendo o que o dia inteiro?Passeando?-ironizei.

-Isso aí-se aproximou cautelosamente-Eu queria te provocar então fiquei o dia inteiro andando na praia,para que você pensasse outras coisas -revirou os olhos.

-Vamos embora-abri a porta do carro,e me sentei no banco do passageiro.

Justin deu a volta no carro e entrou do lado do motorista,dando partida.

-Eu não quero ficar brigado com você-quebrou o silêncio-São nossas férias,pra relaxar.

-Tudo bem-suspirei fazendo ele me olhar.

-Podemos ir à uma festa de verdade amanhã-desviou o olhar da estrada para me olhar.

-Seria legal-dei de ombros.

Chegamos no hotel e eu me joguei na cama.Senti o colchão afundar e logo Justin surgiu em cima de mim,se apoiando nos braços.

-Não fica bolada-beijou carinhosamente meus lábios.

-Está tudo bem,eu já disse -falei olhando em seus olhos.

-Não,não está-arqueou uma sombrancelha.

-Não acredito que foi atrás de mim seminu-mordi o lábio.

-Eu ia de toalha,mas achei que não seria boa idéia-riu.

-Eu tive vários pensamentos quando te vi assim-passei a mão em seu abdômen,vendo seu corpo reagir ao meu toque.

-Imagino-selou nossos lábios-Eu também tive vários pensamentos em te ver com esse vestido.

-Ah é?Tipo o que?-desci minhas mãos pelo seu corpo até chegar na barra de sua bermuda.

-Tipo,em te ver sem ele -beijou meu pescoço,fazendo eu me arrepiar toda-Ou usando apenas esse sapato.

Senti minha intimidade latejar.

-Então porquê não faz isso?Me deixa apenas de sapato-pedi apertando seu membro por cima da bermuda.

-Seu pedido é uma ordem.

2 meses depois.

Tudo estava normal,tirando o fato de que o Henry estava muito quieto,isso estava nos deixando loucos.

Hoje eu completava 13 semanas de gravidez,e estava indo para minha terceira consulta.

-Madison Collins-a médica chamou,fazendo eu e Justin nos levantarmos de onde estávamos sentados.

Apertei a mão de Justin,desmontrando meu nervosismo.Hoje saberíamos o sexo.

-Fica calma-Justin sussurrou.

A médica passava aquele aparelho na minha barriga,em cima do gel que estava espalhado.

-Está tudo bem com o bebê-ela sorriu-Está se desenvolvendo bem rápido e forte.Querem saber o sexo?

-Sim-falei sentindo minha mãos suarem.

-Só um minuto-disse.

Não sei o porquê de eu estar tão nervosa.Eu só iria saber o sexo.

Não era nada demais.


Notas Finais


Ops,não saiu kkkk,não me matem por favor...No próximo vocês saberão.
Mas quais são seus palpites?Boy or girl? Rsrs.
Beijos,até o próximo 💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...