História Let's not fall in love - (G-Dragon) - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Big Bang
Personagens D-Lite (Daesung), G-Dragon, Personagens Originais, Seungri, Taeyang
Exibições 64
Palavras 1.088
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura 💜
Não esqueçam de favoritar e comentar 💙

Capítulo 6 - Capítulo 6


Fanfic / Fanfiction Let's not fall in love - (G-Dragon) - Capítulo 6 - Capítulo 6

- Taeyang... o que faz aqui? - JiYong bufa.

- Sua namorada? - o homem pergunta com um sorriso maldoso enquanto olha para mim, nessa hora JiYong apertou mais ainda minha mão.

- Não te interessa. 

- Você realmente nunca aprende. Nos vemos por aí G-Dragon. - o homem fala e sai de nossa vista, senti JiYong relaxar quando ele foi embora.

- G-Dragon? - pergunto.

- É um apelido meu. - ele responde com um sorriso nervoso.

- O que aquele homem queria com você?

- Não liga pra ele, é só um antigo conhecido. Vamos? - JiYong entrelaça nossas mãos novamente e saímos andando até o restaurante.

Aquilo foi estranho, era evidente que JiYong estava com medo e raiva quando aquele  homem apareceu, mas eu mal o conheço para pedir alguma satisfação, resolvi deixar isso quieto mesmo.

Chegamos no restaurante e sentamos em uma mesa no lado de fora, estava muito calor e o vento ali fora era refrescante. Meu pedido foi um tanto pequeno, não queria JiYong gastando muito dinheiro comigo, ele insistiu que eu pedisse mais porém eu não aceitei.

- Então, vai mesmo querer ir agora na sua antiga casa? - JiYong pergunta pela milésima vez, era muito fofo ele estar preocupado desse jeito.

- Vou sim, não se preocupe. Aliás, você vai comigo, não é? - pergunto e ele concorda sorrindo.

Explico onde ficava minha casa e saímos andando mesmo até lá, não ficava tão longe. JiYong puxava assunto e fazia suas palhaçadas durante o caminho, com ele tudo era mais simples e divertido. Rimos o tempo inteiro e logo chegamos em minha antiga casa. Me aproximo do quintal e pego a chave da porta que ficava dentro de uma pedra falsa. Destranco a porta e entro de mãos dadas com JiYong, para a minha sorte parecia que Daesung realmente não estava ali.

- Espere aqui, só vou pegar uma coisa. - JiYong assente e eu vou até meu antigo quarto. 

Abro a gaveta do armário e tudo parecia estar do mesmo jeito que eu deixei a última vez que estive aqui. Sorri vitoriosa ao achar meu cartão de crédito ainda escondido dentro de uma meia minha, o peguei e voltei até a sala onde JiYong me esperava.

- Pronto. - falo sorrindo e mostrando para JiYong o que eu havia pego.

- Só vai pegar isso? - ele pergunta.

- Sim.

- Que horas ele volta? - JiYong pergunta se referindo a Daesung.

- Geralmente pelas sete.

-  A gente podia dormir um pouco. - JiYong fala se esticando no sofá.

- O que? Não! Ele pode voltar antes! 

- Eu tava só brincando sua chatinha. - JiYong se levanta rindo do sofá. - Vamos? - ele pergunta e eu concordo.

- Cadê a chave? - pergunto ao tentar abrir a porta.

- Essa aqui? - JiYong levanta a chave acima de sua cabeça.

- Sim, me dá.

- Não. - ele fala sério e eu o olho confusa. - Quero algo em troca.

- O que? - pergunto receosa.

JiYong se aproxima e me puxa com força, fazendo seu corpo colar no meu, meu braço doeu um pouco com o impacto mas eu ignorei aquilo. 

Ele me prensou delicadamente na parede e aproximou seus lábios dos meus, iniciando um beijo lento mas cheio de desejo, levei minha mão até sua nuca e fui baixando a mesma até seu abdômen arranhando levemente o mesmo por baixo de sua blusa, senti JiYong estremecer com meu toque e logo romper nosso beijo e começar a dar atenção para meu pescoço, deixando diversos selares demorados ali.

- Hye. - ele sussurra cessando os beijos. - Você ouviu isso? 

- Isso o que? - pergunto apavorada.

- Shh, venha. Rápido. - ele me puxa pela mão direita e sai correndo em qualquer direção até que paramos dentro do depósito que tinha no pátio da casa. Se olhasse pela janela do depósito teríamos a visão perfeita para a cozinha e a sala da casa.

- O que aconteceu? - pergunto em um sussurro, JiYong apenas aponta para a sala e logo pude ver Daesung adentrando a mesma.

Meu corpo estremeceu naquele momento, meu coração batia a mil por hora e eu suava de nervosa. Ver Daesung me trazia à tona todos os momentos felizes que vivemos, e como eu amava aquele homem. Mas uma só lembrança me fazia entristecer e pensar que esse amor nunca existiu, pelo menos não por parte de Daesung.

- Ele só deve ter esquecido algum coisa. - falo ainda sussurrando e JiYong apenas concorda com a cabeça. Eu estava me aguentando ao máximo para não chorar, era muito difícil olhar para Daesung depois do que aconteceu.

Segurei forte a mão de JiYong, cada vez eu apertava mais, devia estar quase quebrando a mão do coitado.

- Calma. - ele sussurrou e me abraçou.

- Ele já foi embora. - JiYong fala depois de uns 5 minutos, sinto que meu corpo inteiro relaxou.

- Melhor sairmos daqui. - ele concorda e saímos da casa, deixando a chave em seu respectivo lugar. Por sorte aquela chave era apenas reserva e Daesung tinha a sua própria, por isso não notou a ausência dela.

O caminho todo até a casa de JiYong foi em silêncio, eu estava perdida demais em meus pensamentos, só acordei quando finalmente chegamos em casa. JiYong destranca a porta e entramos.

- Hye, você está bem? - ele segura meu rosto com sua mão direita.

- Estou. - sorri fraco.

- Não fique assim, vá dormir um pouco. Seu quarto é o segundo à direita. 

- Tudo bem. - ele me sela e eu vou até o quarto. 

Era um quarto bem maior do que eu estava acostumada, fechei a porta atrás de mim e me atirei naquela enorme cama de casal, pronta para ter o melhor sono de minha vida.

[…]

Acordo totalmente relaxada, realmente acho que foi o melhor sono da minha vida. Sento na cama, esfrego um pouco meus olhos e dou uma ajeitada em meu cabelo bagunçado. Levanto e vou até a porta, escuto JiYong falando em um tom meio alto com alguém. Sei que é errado, mas resolvo espiar abrindo apenas uma fresta da porta.

- Nem pensar. - JiYong fala meio alto ao telefone.

- Eu não tenho obrigação nenhuma de fazer o que você pede Taeyang, não se atreva a chegar perto de mim e nem de ninguém. - JiYong fala irritado e encerra a chamada, logo senta no sofá e apoia sua cabeça em suas mãos esfregando forte seus fios ruivos.

Taeyang... era o homem de mais cedo, lembro de JiYong ter chamado ele assim. O que está acontecendo, esse homem quer machucar JiYong? Provavelmente isso é só neurose minha, mas estou começando a ficar preocupada.




Notas Finais


pelase volta pro winner taehyun, ainda n superei 😭


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...