História Let's not fall in love - (G-Dragon) - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Big Bang
Personagens D-Lite (Daesung), G-Dragon, Personagens Originais, Seungri, Taeyang
Exibições 44
Palavras 1.038
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura 💕

Capítulo 7 - Capítulo 7


Fanfic / Fanfiction Let's not fall in love - (G-Dragon) - Capítulo 7 - Capítulo 7

- Você está bem JiYong? - pergunto me aproximando e o mesmo me olha com um tranquilo sorriso em seu rosto.

- Estou sim. Está com fome? - era evidente que ele estava mentindo, mas sinto que eu não podia fazer nada.

- Um pouco. - sorri timidamente.

- O jantar está quase pronto, olhe um pouco de tv enquanto isso. - ele se levanta e vai para a cozinha.

Ligo a tv e fico olhando um canal onde passavam alguns clipes de música. Fico sentada no sofá por uns dez minutos, eu não prestava atenção na tv, apenas pensava naquele tal de Taeyang. Será que esse homem é perigoso? 

Sou tirada de meus pensamentos quando JiYong senta ao meu lado no sofá com dois pratos bem servidos de Yakisoba. Esse homem realmente é um sonho, mais qualidades que JiYong só Deus. Ele me entrega o prato e os hashis, começo a comer com bastante dificuldade, não era muito boa com esses malditos palitinhos.

- Quer ajuda? - ele pergunta segurando o riso.

- Não precisa. - tento levar a comida até minha boca mas acabo lançando os dois palitinhos longe, corei violentamente nesse momento.

- Pelo visto precisa. - JiYong pega o Yakisoba de meu prato com seus hashis e leva até minha boca.

- Não precisa JiYong, eu já comi bastante. - falo corada.

- Você não gostou, não é? - daonde ele tirou isso? Aquilo era dos deuses.

- Gostei, muito! - falo meio desesperada.

- Então coma. - ele praticamente enfiou a comida na minha boca.

- Viu só, não doeu em mim e nem em você. - ele ri. - Acho que vou comprar um garfo pra você.

- Amanhã eu vou sair pra comprar algumas roupas, deixa que eu compro meu garfo. - falo e ele concorda rindo.

Terminamos de comer, JiYong levou os pratos para a cozinha e os lavou. Me sentia mal de não poder ajudar, mas enquanto eu tivesse esse gesso no braço eu não poderia fazer muita coisa.

- Já quer dormir? - JiYong pergunta e eu concordo com a cabeça.

- Eu também já vou. - ele fala e saímos andando até nossos quartos.

- Boa noite JiYong.

- Boa noite Hye. - ele deixa um selar em minha testa e vai para seu quarto.

Eu não estava com muito sono, mas não demorei tanto para dormir, aquela cama era confortável demais.

[…]

3:42

Sonhei novamente com Daesung, acordei com meus próprios gritos. Eu estou bem com JiYong, me sinto feliz novamente, mas Daesung não sai de meus sonhos. Acordei ofegante e com lágrimas escorrendo de meus olhos, cerca de cinco segundos depois JiYong entra no quarto com um semblante preocupado.

- O que aconteceu? - ele senta ao meu lado na cama.

- Foi só um pesadelo, desculpe te acordar. - falo ainda chorando.

- Você precisa esquecê-lo. Foi só um pesadelo, não chore. - JiYong fala me abraçando.

- Eu já estou bem, mas ele continua aparecendo em meus sonhos. Eu queria que isso parasse JiYong.

- Eu vou ajudar você. - ele limpa minhas lágrimas, um sorriso doce se fazia presente em seu rosto, aquilo era o suficiente para me acalmar.

JiYong se aproxima de mim e me beija, foi apenas um selinho demorado, mas foi intenso e maravilhoso.

- Eu vou dormir com você. - ele fala deitando na cama e me puxando para o seu lado. Devido ao gesso em meu braço não conseguimos dormir abraçados, então dormimos de mãos dadas. JiYong fez carinho em meu cabelo até que eu dormisse.

[…]

Acordei com JiYong ainda dormindo ao meu lado, meus dedos estavam entrelaçados nos seus e minha mão encostava em sua boca, como se ele estivesse beijando a mesma. Sorri boba com essa situação. Olhei o relógio ao lado da cama e pude ver que marcava nove horas da manhã. Tentei me soltar da mão de JiYong mas cada vez que eu puxava um pouco ele apertava mais ainda nossas mãos, não tive outra opção a não ser acordá-lo.

- JiYong. - o chamo e ele abre os olhos lentamente, abrindo um lindo sorriso ao me ver.

- Bom dia Hye. - ele se aproxima e me beija rapidamente.

- Só queria te avisar que já vou sair para fazer compras.

- Eu vou junto com você. - ele fala se espreguiçando ainda deitado.

- Não precisa JiYong, durma mais um pouco, ainda é cedo.

- Tudo bem. Mas tenha cuidado baixinha. - ele me da outro beijo e cai no sono novamente logo após fechar seus olhos.

Dou uma escovada em meu cabelo, pego meu cartão de crédito e saio de casa. Caminho em direção ao shopping mais perto de casa que tinha, entro no mesmo e compro vários vestidos básicos para se usar no dia a dia. Vou em outras lojas e compro todo o tipo de roupa e materiais para higiene que preciso, e também um celular.

Acabo avistando uma sorveteria, sei que era de manhã mas eu não resisto. Caminho até ela levando em minhas mãos mais ou menos umas 10 sacolas de compras, mas como sou azarada, acabo esbarrando em alguém no caminho e derrubo todas elas no chão, xinguei mentalmente à mim e a pessoa em que esbarrei.

- Nossa, desculpa! - o homem se desculpa enquanto me ajuda a juntar as sacolas.

- Aham, ta. - falo meio seca.

- Meu nome é Seungri. Me desculpe mesmo, eu não vi você.

- Eu sou Hye. Não tem problema.

- Você estava indo tomar um sorvete, não é? Venha, eu vou pagar um pra você. - abri a boca para negar mas ele foi mais rápido.

- Não adianta recusar, eu vou pagar um pra você. - já que não tinha escolha, o segui até a sorveteria. Nos sentamos em uns bancos meio altos que tinham ali e nos servimos. Apesar do meu amor por sorvete não coloquei muito em meu pote, não iria me aproveitar do menino.

- Você não acha que se serviu demais? - ele fala apontando para o meu sorvete e eu entro em desespero.

- E-eu... - ele me interrompe.

- Eu falei ironicamente. - ele cai na gargalhada e logo em seguida eu também começo a rir. Quando Seungri para de rir, o mesmo desvia seu olhar para trás de mim e eu o olho confusa, até sentir uma mão em meu ombro.

- Quem é esse Hye? - Seungri e eu não falamos nada devido ao susto.




Notas Finais


ai


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...