História Let's not fall in love - JiKook - A.B.O - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Abo, Bts, Jeon Jungkook, Jikook, Park Jimin
Exibições 115
Palavras 1.329
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Título: Mentira. ⚓

Gente, provavelmente eu ireu postar durante a madrugada. Que é a hora que eu tenho mais inspirações. Eu sei que tudo está acontecendo muito rápido mais....eu preciso disso. Por que vai ser esse Lemon que irá tomar o rumo da história.
Beijos do Hastings e boa leitura. 💕

Recomendo ler ouvindo:
🔸 Interlude: Wings - BTS
🔸 Sober - BigBang
🔸 Hate - 4minute

Capítulo 2 - 2. Lie ⚓


Jimin continuava a me beijar, seus lábios eram suaves e doces. Ele começa a me beijar e eu o interrompo.

- J-jimin....- Falo, entre baixos gemidos de prazer. 

- Fala, meu Kookie. - O alfa falou dando ênfase no "meu". 

- A- aonde é o banheiro? - 

- Terceira porta a direita. - Jimin fala e sai de cima de mim, e faz um sinal indicando onde era. 

Levanto e vou até o banheiro, arrumo meu cabelo que Jimin havia bagunçado. Mandei uma mensagem para TaeTae falando onde eu estava. Tinha mensagens de Jin mas não dei portância pois a única coisa que me importava no momento era Jimin.

         Jimin's P.O.V

Resolvi fazer uma surpresa para Kookie, subi até meu quarto, tirei meu shorts e fiquei com a minha camiseta e a minha box que mostrava a minha ereção. Ouvi o barulho da porta do banheiro ser destrancada e logo ouvi JungKook me chamando.

           JungKook's P.O.V

Saí do banheiro e vi que Jimin não estava mais na sala. Comecei á chamar se nome, enquanto meus feromonas de preocupação exalavam. 

-Jimin?- Falava, com a voz trêmula. 

- Estou aqui em cima, Jeon.-

Subi as escadas da casa de Park, e vi que a porta do único quarto estava aberta. Entrei e falei baixinho:

- Jimin? - 

Ouvi a porta ser fechada, e passos atrás de mim. Olha aonde eu tinha me metido, Jimin poderia ser um estrupador ou coisa similar. E se ele me matasse? Jeon, para. Você está viajando. 

Sinto uma ereção roçar nas minhas nádegas, e instantaneamente pergunto:

- Jimin? É você? - Falava entre o meu cheiro forte que exalava feromonas de prazer. 

- O que você quer, meu Kookie? - Jimin perguntava, enquanto me cheirava e me abraçava por trás. 

Eu não respondi a pergunta do mesmo, na verdade, respondi, dando um beijo no mesmo. Jimin abriu um sorriso malicioso. Era hoje que eu iria levar.  Eu deitei na cama e Jimin veio até mim no estilo cachorrinho. Ele começou a me beijar e a me dar chupões no peito. A ereção de Park era perfeitamente visível. Ele desceu, começou á chupar meus mamilos enquanto eu gemia - baixinho - o seu nome.

- Jimin.....jimin....pare de enrolação.... - Jimin parou de chupar e me olhou com um sorriso malicioso na cara. 

- É isso que tu deseja, ômega? - Jimin me perguntou, enquanto fitava meu volume entre as pernas.

- É o que eu mais quero, alfa. - Eu respondi - ansioso - com um sorriso no rosto. 

Jimin rapidamente tirou minha calça e ficou acariciando meu membro por cima de cueca, eu apenas gemia baixo e sentia um enorme prazer.  Jimin me beijou com rapidez, e me agarrou por trás fazendo as posições trocarem. Jimin se abaixou até o minha cueca, a abaixou e ficou admirando meu membro. -

- Isso é crueldade, Jiminnie. -

- Jeon......tenha calma. - Jimin, falou em uma calma que era de se admirar.

- É o que menos estou tendo....comece logo Park. - Falei, quase implorando. 

Jimin abocanhou meu membro, e ao mesmo tempo masturbava. Era uma das melhores sensações que eu já tive. Era tão quente e relaxante. 

- Jimin.....como tu podes ser tão bom nisso......sendo um alfa? - Perguntei, entre gemidos abafados.

Jimin não respondeu e continuou chupando. Estava tão bom, poderia ficar com ele ali pelo resto da minha vida. Senti o gozo vindo então resolvi avisar Jimin.

- Jimin, eu vou.....- Falei, quase me acabando na boca de Jimin. 

- JIMIN! - Gritei, enquanto o líquido saia do meu pênis.

Jimin engoliu e deu uma lambida e falou:

- Minha vez, biscoito.-

Nem avisei Jimin, apenas abaixei sua cueca - pois ele estava apenas de cueca e camiseta - e comecei á chupar. O amigo de Jimin era grande. Mas felizmente, cabia tudo em minha boca. Jimin gemia meu nome enquanto eu lhe dava prazer. Jimin revirava os olhos, colocava sua cabeça para trás e quanto eu fazia o ato. Ele estava realmente sentindo muito prazer. Jimin nem avisou, gozou diretamente em minha boca, eu rapidamente engoli tudo e fui até com o intuito de beijá-lo. Mas ele foi mais rápido, Jimin chegou com velocidade e selvageria enquanto me beijava. Ele estava louco de prazer. Apertei suas nádegas macias como algodão, nossos membros roçavam um no outro. 

- De quatro, biscoito! - Jimin ordenou, usando sua voz de alfa. 

Eu obedeci e fiquei na posição que Jimin tinha falado. Aquela estava sendo a melhor noite da minha vida. Aquele alfa me levava ao delírio. Jimin, sem nenhum aviso, me penetrou. No começo, senti uma dor que logo virou prazer. O suor escorria minha face, enquanto eu gemia o nome do mesmo. 

- Ji-jimin......você é ótimo nisso....pelo santo G-Dragon....- Falei, entre meus gemidos. 

- Você também é ótimo, Biscoitinho. - Jimin falava com dificuldade enquanto arfava. 

Jimin começou a estocar mais forte. Ele conseguiu atingir minha próstata, que me levou ao delírio. Jimin era simplesmente incrível! 

- Kookie, eu vou....AAH, JUNGKOOK. - Jimin falou.

Senti seu líquido quente me percorrer, Jimin retirou seu membro de dentro de mim e me beijou. Nós ficamos apenas nos beijando. Depois Jimin e eu fomos tomar um banho. Rolaram algumas mãos bobas, mas nada mais sério. Olhei no relógio e eram 3hs da manhã. Coitados dos vizinhos..... 

Jimin me ajudou a arrumar a cama, trocamos os lençóis e deitamos. Deitei no peitoral de Jimin, enquanto admirava aquele abdômen muito definido. 

        [ QUEBRA DE TEMPO 🔸]

Acordei, com Jimin me observando. 

- Você pode ser lindo até dormindo. JungKook. -  Falou Jimin, não percebendo que eu tinha acordado.

- Bom dia, meu Jimin. - Falei, e Jimin imediatamente abriu seu sorriso. 

Levantei e escovei com uma escova que Jimin tinha me dado. Depois descemos e tomamos café. Depois me despedi de Jimin, e fui embora. 

.- Jimin, esta casa é sua? - Perguntei. 

- Não, daqui dois dias irei me mudar. -

- Até logo ou talvez adeus, Jimin. - Falei, cabisbaixo. 

Jimin veio até mim e colocou sua mão macia em meu queixo e falou:

- Até mais, JungKookie. - Jimin falou, cabisbaixo e acenando com a mão. 

Sai pela porta de Jimin, e liguei o som onde tocava Interlude: Wings. Comecei á refletir. Eu estava vivendo uma mentira. Eu falava pro meu pai que alfas erão horríveis, e outras coisas muito feias. Mas eu amava alfas, e - eu descobri, que talvez - o.amor da minha vida é um Alfa. Essa mentira se tornaria tão grande que iria me consumir a ponto de eu viver em uma grande ilusão, onde tudo é feliz. A mentira. Mentiras são ilusões. Mentiras são coisas que você não pode ou pôde fazer. Mentira é uma droga. Quanto mais você mente, mais feliz você se sente. Uma hora teria que contar ao meu pai sobre os alfa, e - talvez - sobre o Jimin. Aposto que a reação dele seria me expulsar de casa. Liguei o ecrã do meu celular e vi que tinha mensagem de Tae. Não podia vê-las, afinal, estava dirigindo. Cheguei a frente da minha casa e vi que não tinha ninguém em casa.  Fui até a geladeira e vi que tinha um bilhete do meu pai. 

 " Jeon, fui até a casa de TaeHyung e você não estava lá. Quando eu voltar iremos ter uma longa conversa.                                                                     ~ Seu pai. "

Fodeu. Abri as mensagens de TaeHyung e vi

- Jeon, você está fudido. -

- Seu pai descobriu tudo. - 

- Alguém o contou. - 

- Eu falei que tu tinha ido embora mas ele não acreditou. -

- Jeon! É um assunto sério!!! -

Ah não. Quem contou ao meu pai? Que merda, agora terei que falar mesmo. Tirei o bilhete da geladeira e deixei o mesmo cair no chão. Peguei meu carro e fui até a casa de TaeHyung. Parei na frente e entrei. 

- JungKook? - Tae perguntou assustado enquanto comia na cozinha. 

- TaeHyung..- Falei, enquanto andava. 

- Prazer, Jung Hose - 

- Estou sem tempo para apresentações.- Falei, o interrompendo, sendo um pouco grosso.

- O que aconteceu, TaeHyung? - 



Notas Finais


O que será que aconteceu? Quem contou? Qual será a reação do pai do Kookie?
Próximo episódio: Truth.🍃
Twitter: @whoisluigii
Tenho outra fanfic! Let me love you, L3ddy in. Procure talvez tu goste.

Beijos e até o próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...