História Let's not fall in love - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Big Bang, DaeSung, G-Dragon, SeungRi, T.O.P, Taeyang
Personagens D-Lite (Daesung), G-Dragon, Personagens Originais, Seungri, T.O.P, Taeyang
Visualizações 5
Palavras 1.330
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


próximo cap já esta quase pronto

Capítulo 8 - Dia 0


Fanfic / Fanfiction Let's not fall in love - Capítulo 8 - Dia 0

CAPITULO 8

Ultimo capitulo: A viagem foi tranquila, fomos conversando sobre assuntos aleatórios. Acho que essa viagem vai me fazer bem, sair um pouco do ambiente da cidade, sair do lugar onde tantas coisas horríveis me aconteceram com certeza ia me fazer bem. Ou era assim que eu pensava

Após chegarmos de uma longa viagem paramos em um ponto onde tinha espaço para barracas, logo a diretora se pronunciou

Diretora: preciso da atenção de todos por um instante... bem como vocês sabem ano sim ano não realizamos um acampamento com tempo de 1 semana para os 7ºs e 3ºs anos para integração entre alunos. Como essa é a primeira vez de vocês aqui irei explicar como irá funcionar:
1º vocês vão ficar aqui num total de 7 dias, cada dia terá uma atividade diferente, hoje seria o 1º dia, mas esse ano decidimos estender o acampamento para mais dois dias então hoje vocês podem fazer o que quiserem, e no ultimo apenas arrumarem tudo e irem para a escola e de lá irem à suas respectivas casas. Acho interessante lembrar algo, Seung, que é aquele menino la atrás e que é mais alto que todos nós, está na escola a 13 anos e quando ele entrou já fazíamos essa atividade e nunca tivemos problemas nos 14 anos, espero que este ano não precisemos ter complicações.
Agora irei explicar dia por dia, as atividades não levam o dia inteiro então poderão faze-las e aproveitar o resto do tempo livre
1º dia: nesse dia vocês irão fazer uma trilha pela mata. São 3 caminhos diferentes. O menos, médio e maior, a intenção é todos fazerem todos na ordem que preferirem desde que, a cada 3 crianças é preciso ter ao menos 1 maior de 18, e para os mais velhos, não queiram ir direto na maior, vocês irã em todas então peço paciência de vocês, lembrando-lhes, já não são mais criancinhas, vocês já tem 18 anos
2º dia: nesse dia vocês terão a tirolesa, porem para chegar até vocês terão que atravessar a floresta, e na volta será com a tirolesa. A 5 tirolesas então a ordem é: 2 maiores de 18 anos, e 3 crianças do 7º ano. Entenderam?
3º dia: tiro ao alvo, não preciso explicar esse certo?
4º dia: este é um dia menos cansativo, vocês irão apenas aprovar a tarde na beira do rio
5º dia: competições. Neste dia vocês terão de fazer atividades com
-natação
-corrida
-salto
-vôlei
após o termino das atividades vocês podem descansar
6° dia: vocês saíram pela floresta a procura de lixo como forma de limpar um pouco da sujeira no meio ambiente
7º dia: deixamos esse dia também em aberto.
cada um de vocês receberam um mapa e uma folha com tudo o que eu acabei de lhes dizer. Espero que não lhes tenhas mais dúvidas, até semana que vem. E.... *alguém vai falar com ela* bem esqueci de mencionar mas vocês ficaram aqui sem a gente então... se cuidem tchau *entra no carro e vai em bora*

Após ela ter ido em bora, algumas crianças começaram a conversar sobre que fariam, ou que tinham vergonha de falar com alguém mais velho, porem algumas meninas conversavam olhando para mim, ouvi uma elas dizendo coisas como, ‘ela é muito branca, será que não tem vergonha de usar blusa curta?’ outra também disse ‘acho que se fosse ela não aguentaria viver’ aquilo me matou por dentro, como já ainda naquela idade, elas já diziam coisas assim, mas não foi apenas dessas meninas, outra mais velhas, algumas até mesmo da minha turma, falavam e riam. Ao olhar em volta percebi que todos os meninos haviam saído, não tinha ninguém comigo, não parava de surgir comentários cada vez piores sobre mim, até que uma menina da minha sala, que sempre me olhava atravessado, fala

Misa: Lee certo? Não acha estranho você usar calça preta? Quer dizer... o contraste com sua pela é aparente e.... é estranho, talvez se você usasse algo mais claro...

Aquele comentário dela me deixou triste de uma forma que eu nunca havia conhecido. Não era tristeza pela dor, pelos machucados, tapas, estupros, minha depressão, anorexia. Era uma dor de não ser aceita, de ser motivo de piada, não sei qual era a palavra para isso, eu apenas queria sair daquele lugar. E foi isso que eu fiz, quando me dei conta estava correndo floresta dentro, minhas lagrimas não me permitiam enxergar, eu apenas queria sumir, sumir para um lugar protegido do mundo onde ninguém pudesse me ferir verbalmente ou fisicamente, fugir para uma nova realidade. Por que não nasci que nem as outras? Será que realmente foi bom eu ter vindo para cá? Será que realmente vale a pena continuar nesse mundo?
paro de correr e penso na minha última pergunta. Pego um galho grosso com ponta, e sem pensar começo a cortar meus pulsos... estou prestes a fazer isso e me lembro dos meninos. Eles me ajudaram, foram verdadeiros anjos, não conseguia fazer isso com eles. Me deito no chão que não tinha tanta neve, penso em toda minha vida desde que eu me lembro. Só então, percebo o qual desgraçada minha vida foi. Volto a chorar, começa a nevar, meu corpo está frio, meus olhos começam a se fechar lentamente

Lee: talvez seja melhor assim

Falo e logo depois desmaio

P.O.V T.O.P

Após a diretora dar seu discurso entediante, resolvemos ir para a beira do rio, chamamos Lee que apenas assente com a cabeça, então saímos, pensávamos que ela estava nos seguindo, como tinha muita gente, não conseguíamos ver ninguém direito. Caminhamos uns 10 minutos e chegamos em um belo lugar, nele tinha um grande lago com aguas escuras mas que refletiam as arvores de todos os tipos presentes no lugar. Estávamos tão desatentos olhando para a beleza do lago, que nem percebemos algo

Dae: espera! Onde está Lee?

Começamos a olhar para todos os lados e foi ai que percebemos que ela não estava com a gente. Como pude ser tão burro? Não deveria ter soltado da mão dela. Estava preocupado por ela e irritado comigo mesmo por tê-la perdido de vista, começamos a correr atrás dela, chegamos novamente onde estávamos quando a perdemos de vista

GD: alguma de vocês sabe onde ou para onde a Lee foi?

Misa:  ela não aguentou ouvir a verdade e saiu correndo pra lá *diz apontando para a floresta*

GD: PUTA MERDA MISA O QUE VOCÊ DISSE PRA ELA CARALHO?

Misa: ei não precisa gritar, estávamos conversando sobre ela, a mesma que resolveu prestar atenção

GD: você tem sorte, não gosto de bater em cobras

Eu não conseguia dizer absolutamente nada, mas confesso que estava com vontade de dar um soco no meio da cara daquela garota

Começamos a correr na direção que missa havia dito, corríamos e nada, começou a nevar e escurecer, daqui a pouco seria noite e ficaria praticamente impossível de acha-la

T.O.P: prestem muita atenção *dizia ofegante após tanto tempo correndo* quando eu e Bae, achamos ela foi quase impossível por causa da neve... ao menos agora ela está com uma calça preta.

Eles assentem com a cabeça e voltamos a correr, mais 5 minutos e achamos o corpo dela, a mesma está muito fria e inconsciente, mas seu coração ainda bate mesmo que lentamente. Já está de noite, a pegamos no colo e voltamos agora caminhando para o local de onde chegamos, que tinha dormitórios para caso chovesse, nevasse ou ventasse muito. Ao chegar lá algumas pessoas estavam dormindo mas muitas na parte de fora e dentro também conversando. Entramos dentro do dormitório e a deitamos na cama, logo a cobrimos e nos deitamos. Eu me deito na cama do lado, Ji-yong na de cima da Lee, Bae em cima da minha e Dae na do outro lado de Lee.

Fico me mexendo na cama, mas não consigo dormir, não paro de pensar nela, mesmo estando tão perto, parecia estar tão longe. Após 2 horas pensando nela durmo.

 


Notas Finais


espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...