História Let's Not Fall in Love - Capítulo 41


Escrita por: ~

Postado
Categorias Big Bang, G-Dragon
Personagens Cl, D-Lite (Daesung), G-Dragon, Personagens Originais, Sandara Park, Seungri, T.O.P, Taeyang
Tags 2ne1, Bigbang, Kwon Ji Yong
Exibições 283
Palavras 3.061
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oieeeeeeeeeeeee!
É isso mesmo que estão lendo! Vai ter HOT sim e se reclamar terá de novo!
Sei que estão loucos para ler!
Fiquem com o capítulo 41!
Boa Leitura!

Capítulo 41 - Initiative (18)


Fanfic / Fanfiction Let's Not Fall in Love - Capítulo 41 - Initiative (18)

 

Uma semana passou-se desde o dia da reunião na YG. Tudo estava acertado e as criações de YoungRin andavam a todo vapor e isso fazia com que Ji Yong e YoungRin tivessem contato todos os dias.

Mais alguns dias passaram e o Comeback fora lançado e junto a isso as datas e locais que a Tour de volta do BIGBANG seria.

- Japão… Por que não estou surpreendida? - Pergutou YoungRin fazendo Ji Yong que estava deitado no meio do carpete da sala dele gargalhar.

- Se a Haru pedir ao Yang para ir ao Brasil, capaz dele aceitar. - Comentou Ji Yong olhando a filha tentar subir em cima de GaHo.

- Filha, GaHo é um cachorro, não é pra subir nele! - Disse Ji Yong tirando a filha de cima do animal.

- Au au au… - Falou Haru apontando para GaHo.

- Sim! - Disse sorrindo todo babão.

- Teria algum problema se eu levar Haru pelo menos na fase do Japão? - Perguntou YoungRin tirando uma roupa do cabide.

- Claro que não, pensei mesmo em levá-la, assim ela pode ver seus pais e sua irmã. Ela deve sentir muita falta deles. - Disse Ji Yong.

- Vê se gosta… - Pediu Young mostrando uma calça preta com acessórios pratas.

- Vejamos… - Disse ele colocando Haru no carpete e levantou-se.

Ji Yong pegou com cuidado a calça das mãos de YoungRin e analisou. Saiu da sala e foi em direção ao banheiro e trocou as calças que usava pelas de YoungRin e voltou para sala.

- Ficaram perfeitas! - Disse animado. - Estará na coleção de estreia?

- Não… - Negou com a cabeça.

- E então? - Perguntou curioso.

- Foi criada pra você… - Disse sorrindo sem graça o fazendo sorrir e abraçá-la pela cintura.

- Ganhei um modelo exclusivo, foi? - Disse todo bobo.

- S.Sim… - Disse sem graça.

- Merece um beijo, vem aqui… - Disse ele aproximando os lábios dos dela.

- Ji Yong… a Haru… - Disse ela o empurrando suavemente com o rosto corado.

- O que tem? - Perguntou coçando a cabeça.

- Na frente dela não… - Respondeu com o rosto muito vermelho.

- Ah sim, tem razão! - Concordou, voltou a ficar perto e deu-lhe um beijo no rosto dela.

Mais uma semana se passaram e lá estavam todos no Japão.

Ji Yong insistiu a YoungRin para que ficassem em um apartamento do Hotel onde tinham dois quartos, para que ficassem perto um do outro e ele perto da Haru.

Os ensaios para os shows de Osaka foram extremos. Todos estavam cansados por isso, mas Ji Yong estava mais, pois por ser o líder, a responsabilidade de muitas coisas depende dele.

Ji Yong entrou no apartamento esgotado e ao chegar na sala, colocou suas coisas e encontrou YoungRin no sofá assistindo alguma coisa.

- Você está bem Ji Yong? - Perguntou ela preocupada ao ver seu estado.

- Sim, mas dolorido. Mas vou tomar alguns remédios e ficarei bem. - Disse ele.

- Não, você não gosta de tomar remédios, sei disso. Vá tomar um banho quente e me espero no seu quarto, vou te fazer uma massagem medicinal, tudo bem? - Sugeriu ainda em preocupação.

- Tudo bem, vou tomar um banho então! - Disse ele dando um beijo na testa de YoungRin e indo para seu quarto.

1 Hora depois, Ji Yong sai do banho, coloca uma cueca box preta e uma bermuda e vai para seu quarto onde encontra YoungRin vestida com uma camisola azul marinho. Ficou surpreso, pois antigamente ela não usava muitas camisolas, preferia mais dormir de baby dolls, shorts, calças ou blusas largas.

- Desculpe pela demora… - Desculpou-se Ji Yong.

- Tudo bem, foi necessário. Deita na cama de bruços. - Pediu.

 

~* YoungRin ON

 

Me sentia nervosa, faziam dias, para ser específica desde a noite do aniversário de Ji Yong quando o clima esquentou, mas eu recusei algo a mais. Não nego que queria muito, mas tive muito receio de me entregar e tudo voltar a ser como antigamente.

Ji Yong deitou-se em sua cama de hotel de bruços, me levantei da cama e peguei um creme relaxante que havia trago. Subi por cima de seu corpo o deixando dentre minhas pernas.

Comecei a despejar um pouco do creme em suas costas o que o fez retrair por estar gelado, e então iniciei a massagem.

Meus toques eram lentos e um pouco fortes, mas necessário para que seus músculos soltassem. Ji Yong dava alguns suspiros dando sinal que estava gostando do que fazia.

- Onde está Haru? - Perguntou um pouco abafado por causa do travesseiro.

- Dormindo no meu quarto. - Respondi e apertei um pouco suas costas o fazendo dar um gemido. - Nossa Ji, você está bem tenso mesmo! Não acha que esses ensaios vão acabar lhe fazendo mal? Lembro da última Turnê do BIGBANG que você acabou ficando doente.

- Não se preocupe, tenho certeza que você não me deixaria adoecer, mas prometo pegar mais leve. - Disse ele me fazendo corar. Ainda bem que ele não viu.

- Pegue leve mesmo, sei que é a emoção da volta de vocês, mas não lhe quero doente. Me preocupo. - Digo sendo sincera.

- Tudo bem… - Concordou preguiçosamente então subi minhas mãos aos seus ombros tensos, depositando mais pressão, o que fez Ji Yong gemer mais uma vez.

- Isso é muito bom. Você tem a mão melhor que os fisioterapeutas que o Yang coloca pra fazer massagem. - Comentou.

- Ji… Vira por favor. - Pedi sem graça e ele virou-se sem ao menos sair de entre minhas pernas.

Estava de joelhos na cama na altura um pouco abaixo a sua cintura. Nos encaramos e ficamos assim por algum tempo.

Algo me fazia ficar conecta a aqueles olhos. Ji Yong levou uma de suas mãos ao meu rosto, acariciou e levou até minha nuca e acariciou também, fazendo-me arrepiar. Sentou-se na cama me fazendo sentar em seu colo e encostou-se na cabeceira da mesma.

Ji Yong levou seus lábios aos meus e selamos o contanto, depois mordisquei seu lábio inferior e puxei o fazendo arrepiar e suspirar e então no beijamos.

Os beijo era intenso e apaixonado. A cada segundo o clima esquentava e pela primeira vez não quis fugir de Ji Yong.

Afastei nossos lábios e comecei a distribuir beijos em seu queixo, clavícula, até chegar em seu pescoço, onde comecei a dar leves chupadas e mordidas o fazendo ofegar e apertar com força minha cintura.

- Young… A massagem… - Disse ele. Acho que ele tinha medo de seus atos estarem me forçando a algo.

- Acho que sei um jeito melhor de você relaxar… - Disse sussurrando em seu ouvido e mordiscando sua orelha.

- Tem certeza disso? - Perguntou entre suspiros.

- Absoluta… - Respondi e levei minhas unhas por seu abdômen enquanto dava chupões em seu pescoço.

Ji Yong levou suas mãos de minhas costas até meu traseiro e apertou-o. Voltei a me sentar reta e o olhei sorrindo de canto.

- Hoje, não poderá me tocar até que eu diga que pode… - Disse e retirei suas mãos de meu corpo, fazendo Ji Yong sorrir de canto.

Comecei a distribuir meus beijos de seu pescoço até seu abdômen onde também arranhava e dava chupões, deixando minhas marcas.

Desci até suas pernas e cheguei em seus pés onde comecei a massagear um de seus pés.

Não era uma massagem comum e sim erótica. Sabia os pontos certos onde poderiam mexer com um homem apesar de nunca ter testado, queria tentar pela primeira vez com ele.

Ji Yong gemia de forma leve a cada toque meu e jogava sua cabeça para trás.

Troquei para o outro pé e continuei a massagear, recebendo gemidos baixos dele.

Soltei seu pé e inclinei meu corpo para frente, engatinhei por cima de seu corpo chamando sua atenção e deixando meus seios um pouco a mostra. Levei minhas mãos a sua bermuda e a abri e logo a tirei. Levei minha mão ao seu membro ainda coberto pela cueca e o apertei, devagar, mas foi o necessário para fazê-lo gemer com meu toque. Levei minhas mãos a beira de sua cueca e a retirei sem pudor algum. Ji Yong me encarava curioso com minhas atitudes e apenas sorri de canto.

Inclinei meu corpo pra frente, deixando meus seios mais a mostra para Ji Yong que mordeu os lábios com força com o que via. Levei uma de minhas mãos a extensão do membro de Ji Yong e iniciei um vai e vem devagar arrancando suspiros pesados do maior.

Seu membro já estava levemente rígido. Aumentei um pouco a velocidade dos movimentos com a mão e então aproximei meus lábios de seu membro e começo a introduzi-lo lentamente em minha boca enquanto fazia pressão no mesmo com meus lábios.

Ji Yong gemeu em resposta e arqueou seu corpo para trás.

- Me deixa te tocar… - Pediu ele entre gemidos enquanto continuava a fazer o que estava fazendo.

Levantei minha mão e fiz com o dedo indicador que não podia.

- Você tá me enlouquecendo YoungRin… - Disse ele suspirando.

Era isso que eu queria ouvir, só de ouvir Ji Yong tive mais forças para continuar o que estava fazendo.

Minha língua subia e descia pelo membro dele de forma lenta enquanto permanecia fazendo movimentos de vai e vem o deixando cada vez mais excitado.

Após achar que estava bom de provocação e notar que ele não aguentaria por muito tempo, separei meus lábios de seu membro e o olhei.

Subi engatinhando por cima de seu corpo e então Ji Yong abriu seus olhos. Fiquei em sua altura. Sentia sua respiração pesada e ofegante pelos efeitos que lhe causava.

Mordisquei seu lábio com um pouco de força e o puxei lentamente e logo o beijei sendo retribuída de forma ardente imediatamente.

 

YoungRin OFF *~

 

~* Ji Yong ON

 

YoungRin estava diferente, seus toques, suas iniciativas estavam me enlouquecendo. Não sei o que está acontecendo, mas gosto dessa YoungRin, apesar de estar me surpreendendo.

Nos beijávamos de forma ardente e apaixonada, meu corpo estava em febre. Queria tocá-la e proporcionar a ela o que está me proporcionando.

YoungRin sentou-se em meu colo e me encarou. Seu sorriso era malicioso.

- Está vendo esse espelho? - Disse ela sobre o espelho enorme na cabeceira da cama.

- Sim… - Respondi a olhando.

- Quero que me mostre como me vê quando transamos, como disse a tempos atrás no banheiro da sua casa. - Disse me surpreendendo e brotando um sorriso de canto em meus lábios.

- Eu posso te mostrar muito mais que isso se quiser… - Eu disse desafiador.

- Então me mostra… - Disse ela sendo direta.

- Não sei o que deu em você, mas gosto disso… - Disse sorrindo malicioso.

- Você não viu nada Ji Yong. - Disse ela sentada em meu colo e então retirou sua camisola e jogando pelo chão e ficando apenas de calcinha.

Estremeci ao ver seu corpo. Linda como sempre. Gostosa como sempre foi.

- Me desculpa, mas não vai dar pra segurar… - Digo e subitamente giro nossos corpos com o auxílio apenas de minhas pernas e a deixo na cama e fico por cima dela. - Você é minha YoungRin e se prepara que hoje vou te foder e te enlouquecer.

Senti o corpo de YoungRin arrepiar-se. Levei meus lábios ao seu pescoço onde distribui beijos e chupões intensos e molhados enquanto passeava minha mão pela lateral de seu corpo, apertando cada parte.

Levei uma de minhas mãos a um de seus seios e comecei a massageá-lo e em resposta Young suspirou. Desci meus beijos do pescoço até chegar em seu outro seio. Mordisquei seu mamilo, passei minha língua em volta e então comecei a chupá-lo, fazendo YoungRin arfar e cravar suas unhas em minhas costas.

Fui descendo com o chupões pelo seu corpo e ao chegar próximo a sua intimidade, levei minhas mãos a sua calcinha e a puxei a rasgando por completo.

- Ji Yong… Você… - Disse ela tentando me repreender, mas não dei nem tempo de nada. Levei minha língua a sua intimidade e dei um chupão a fazendo gemer.

Movia minha língua lentamente na intimidade de YoungRin e com um dedo estimulava seu clitóris. YoungRin contorcia-se e gemia em resposta. Percebia que ela tentava controlar o volume de seus gemidos.

Introduzi dois dedos em sua intimidade lentamente e comecei a fazer movimentos de vai e vem enquanto que estimulava seu clitóris com a língua.

A cada movimento que fazia lento e forte e a cada chupada que dava em seu clitóris, sentia sua intimidade ficar cada vez mais úmida, e isso aumentava cada vez mais meu desejo.

- Ji Yong… - Chamou ela entre gemidos.

- Hum? - Disse já sabendo o que ela queria. - O que quer querida? - Disse a olhando e aumentando os movimentos com o dedo.

- Ji Yong! - Disse e gemeu mais alto.

- Me diga claramente o que quer YoungRin… - Disse sorrindo de canto tentando atiçar seu lado mais devasso.

- Ji Yong… - Chamou com a voz falha. Suspirou pesado. - Eu quero que me foda sem pena, agora. - Disse ela firme me surpreendendo.

Subi por cima de seu corpo sorrindo maliciosamente, levei minha mão em seu rosto e apertei com pouca força.

- Você quer? - Perguntei enquanto segurava meu membro com a outra mão e roçava em seu clitóris.

- Quero! - Respondeu ela e levou suas unhas ao meu abdômen e arranhou com toda sua vontade, deixando vermelho e me fazer arrepiar.

- Vira pra mim e se apoia na cabeceira da cama. Vou te mostrar como fica quando eu te dou prazer… - Eu disse.

YoungRin virou-se de costas para mim, apoiando suas mãos na cabeceira da cama e encarou nossos reflexos. Ela me surpreendia cada vez mais.

- Não pare de olhar, isso é uma ordem. - Eu disse me inclinando até o criado-mudo onde guardei minha carteira com a camisinha, mas ela impediu segurando minha mão. - O que foi?

- Não precisa. Eu tomo remédio e eu quero sentir você gozar dentro. - Disse ela sem vergonha nenhuma.

- Seu desejo pra mim é uma ordem My Lady! - Respondi voltando a posição anterior. - Levei minha mão aos seus cabelos e os coloquei para trás. - Está vendo essa mulher? - Perguntei me referindo ao seu reflexo.

- Sim…

- É ela quem ocupa minha mente 24 horas por dia, é ela quem eu quero e desejo todos os dias, e acima de tudo é ela quem eu amo. Eu pertenço a ela e ela pertence a mim. - Digo a encarando pelo espelho.

- E quem te garante que ela pertence a você? - Sorriu desafiadora.

- Isso… - Digo e penetro meu membro em sua intimidade sem dó e de uma vez a fazendo gemer alto, mas logo coloco dois dedos em sua boca. - Completamente molhada pra mim. - Digo em sussurro. - Ela só pode ficar assim pra mim. - Digo e começo a me mover devagar estocando com força, arrancando mais gemidos dela.

 

Ji Yong OFF *~

 

Ji Yong movia-se lentamente e com força deixando ambos cada vez mais excitados e entregues.

YoungRin chupava os dois dedos de Ji Yong como fez com seu membro a minutos atrás, atiçando-o cada vez mais.

- Mais rápido… - Pediu ela o olhando pelo espelho e logo levou um tapa forte em seu traseiro.

- Agora não menininha… - Respondeu e estocou com mais força a fazendo gemer alto e com isso ele puxou seu cabelo. - Ta vendo sua expressão? - Perguntou e ela afirmou pelo espelho. - É a que vejo quando transamos…

- E você gosta do que vê? - Perguntou desafiadora.

- Amo… - Respondeu firme.

Ji Yong sentou-se na cama e a puxou.

- Já que tivemos algumas mudanças surpreendentes hoje, vamos tentar fazer uma coisa nova também. - Sugeriu e ela virou-se para olhá-lo. - Senta no meu colo de frente YoungRin? - Pediu sorrindo.

YoungRin afirmou com a cabeça e sorriu. Ji Yong a trouxe pra bem perto de si e a ajudou a posicionar-se . Segurou em sua cintura e inclinou seu corpo, então ela sentou-se em seu colo devagar os encaixando.

Ambos gemeram junto. Ji Yong apertou mais forte sua cintura e então começou a ditar os movimentos se sobe e desce junto a ela.

YoungRin movia-se em um sobe e desce enquanto dava lentas reboladas em cima de Ji Yong e isso o deixava louco, enquanto isso ele mordia, chupava e beijava sua nuca arrancando arrepios.

Querendo provocá-la mais um pouco, Ji Yong levou sua mão direto a intimidade e começou a acariciar seu clitóris com movimentos circulares a fazendo arfar e gemer mais alto.

- Chega! - Disse ele a tirando de cima de si, deitando-a de frente na cama e ficando por cima e sem esperar voltou a penetrá-la.

- Mais rápido Oppa… - Pediu em provocação.

Ji Yong começou a mover-se mais rápido enquanto gemiam juntos.

- Young, eu vou… - Disse ele entre gemidos.

- Goza Oppa, goza comigo… - Respondeu completamente fora de si.

Os movimentos passaram a ser bem rápidos e logo sentiram o corpo tomar conta de um prazer intenso e assim o clímax os envolveu e gozaram no mesmo momento.

As respirações eram descontroladas e as batidas dos corações, descompassadas. Ji Yong esgotado pendeu seu corpo para o lado saindo de dentro dela e deitou-se.

Depois de alguns minutos, um pouco mais controlados, Ji Yong abriu seus olhos e virou-se para olhá-la.

- O que foi isso? - Perguntou fazendo-a olhá-lo e sorrir.

- Que foi? Não gostou? - Perguntou sorrindo.

- É claro que eu gostei, mas me surpreendeu. - Disse sincero.

- Quis inovar um pouquinho. Deixei só meu corpo agir sozinho. - Respondeu sendo sincera, o fazendo sorrir abertamente.

- Você é minha YoungRin, e eu sou seu. Eu me sinto completo com você ao meu lado e dessa vez você não fugirá de mim. - Disse ele aproximando os lábios dos dela.

- E quem disse que quero fugir? - Respondeu e beijaram-se apaixonadamente.


Notas Finais


NOSSA! MEU DEUS NOSSA!
Ta calor aqui não é?
Meu Deus, que houve com a YoungRin? E o Ji Yong? Jesus eu to Pretérita!
O que acharam?

NÃO SE ESQUEÇA DE COMENTAR!
Até o Próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...