História Let's not fall in love - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Big Bang, DaeSung, G-Dragon, SeungRi, Taeyang
Personagens DaeSung, D-Lite (Daesung), G-Dragon, Personagens Originais, Seungri, SeungRi, T.O.P, Taeyang
Exibições 16
Palavras 1.057
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Surpresa!


Narrador on~

No dia seguinte

Taeyang e Daesung acordaram primeiro , fizeram suas higienes matinais e foram para cozinha fazerem café.

- O Jiyong e o Choi estão tão fofos dormindo.- diz Dae sorrindo fritando ovos, enquanto Taeyang fazia café.

- Concordo, só tô preocupado em caso dele não voltar a ser como era antes. Digo, dele se tornar hétero mesmo.- Taeyang faz uma cara de preocupado sem tirar os olhos do bule.

- Eu não tenho tanta preocupação quanto a isso, até quem é "hétero"- fez o sinal de aspas com os dedos- iria se interessar pelo Jiyong.

- Isso é verdade.- Tae responde sorrindo- O café está pronto, só vou preparar as panquecas e a gente arruma a mesa.

[...]

Acabaram de preparar as coisas e arrumaram a mesa, o cheiro estava delicioso.

- Ai que cheiro gostoso.- diz Seungri se levantando e bocejando, logo depois coloca as mãos nas costas.

- Isso é que dá dormir de mau jeito, ainda mais no sofá.- diz Dae e Seungri faz um bico.

Choi on~

Acordei e percebi que o Jiyong ainda estava dormindo no meu colo, só que agora abraçado em minha cintura.

"Imagina se meu pai me visse assim com um homem, o que ele acharia de mim?"

- Jiyong, acorda.- digo o balançando. Deu uma certa dó de ter que acordá-lo, mas eu tinha que fazer isso.

- Ai, me deixa.- ele resmunga se virando para o lado contrário, soltando o abraço.

- Anda preguiçoso, já está tarde.- digo ainda o balançando. Ele abre os olhos e faz um bico enorme, mas não reclama e se levanta.

Jiyong on~

Acordei, contra a minha vontade, e fui me sentar na mesa, deixei pra fazer minhas higienes depois. Choi fez o mesmo, Taeyang lhe ajudou a se sentar. Logo Seungri, Dae e Sol se sentaram com a gente.

- Está melhor Choi?- perguntou Seungri depois de dar uma mordida na panqueca.

- Estou sim, fora o fato de um boi ter dormido nas minhas pernas e eu não ter conseguido me mexer.- ele respondeu se virando pra mim.

- Ah! Desculpa, é porque eu acho pernas mais confortáveis que travesseiros.- disse sorrindo um pouco sem graça. O antigo Choi nunca iria reclamar de uma coisa dessas.

- Pode dormir nas minhas da próxima Ji.- Tae disse sorrindo, ele notou que eu havia ficado sem jeito, retribui o sorriso.

- Melhor assim.- disse Choi sério-  Ainda mais que você estava abraçando a minha cintura, imagina se alguém, se meu pai visse isso? O que ele iria pensar de mim?- fiquei sem resposta.

- Acho que você deveria se preocupar menos com a opinião dos outros, a vida é sua.- disse Dae com a uma cara de indignação.

- Meu pai não é os outros, perdi a fome, licença.- Tae foi se levantar mas foi interrompido- Eu posso me cuidar sozinho, pode ficar aí.- disse e foi para o seu quarto.

- Nossa, que grosso.- Seungri resmungou.

- Licença.- disse e me levantei.

Fui pro meu quarto, perdi a fome também. Me sentei na cama, abaixei a cabeça e comecei a chorar baixinho, me lembrando dos nossos beijos, dos nossos momentos juntos...

Sinto a porta ser aberta, olhei com receio e percebi que era o Seungri.

- Jiyong, não chora...- disse ele se sentando do meu lado, começou a fazer um carinho em meus cabelos. Levantei meu rosto pra poder o olhar nos olhos e ele enxugou minhas lágrimas- O Choi sempre foi meio grosso assim mesmo e vai saber o que o pai dele pôs naquela cabeça dura?- disse dando um sorriso sem mostrar os dentes.

- É, isso é verdade. Obrigado Pandinha!- agradeço sorrindo.

- Não precisa me agradecer Hyung, você faria o mesmo.- disse e me deu um selinho, que logo foi se transformando em um beijo de língua. As mãos dele desceram para as laterais do meu corpo até minha cintura, enquanto as minhas estavam na nuca do mesmo. Ele me deitou na cama e ficou por cima de mim, começou a passar as mãos pela minha barriga e a dar diversos beijos em meu pescoço. Estava tudo ótimo, meu amiguinho e o dele já haviam dado sinal de vida, mas eu não poderia fazer aquilo, pelo menos não com o Choi dentro de casa. 

- Se... Seungri- disse com um pouco de dificuldade por causa do prazer que eu estava sentindo- a gente não pode fazer isso aqui, pelo menos não agora.

- Por que não?- ele parou os beijos para me olhar nos olhos.

- Sabe que os meus gemidos são um tanto quanto escandalosos- ele soltou uma risada concordando- eu não consigo segurar eles, o Choi iria perceber.

- Aish, vou ter que concordar.- disse saindo de cima de mim e se deitando ao meu lado- vou cochilar, não ouse me acordar ou a sair daqui.- disse e fechou os olhinhos me abraçando, acabei apagando também.

[..]

Choi on~

Me sentei na cadeira de rodas e fui em direção a sala, precisava me desculpar com os meninos, principalmente com Jiyong, fui muito grosso. Cheguei lá e só estavam Daesung e Taeyang, que por sinal estavam no sofá sorrindo vendo um programa de TV qualquer.

- Eu queria me desculpar com vocês.- disse me aproximando deles. A atenção que até então estava na TV, passou para mim.- Eu fui muito grosso hoje cedo, minhas desculpas são de coração.

- Tudo bem Hyung, o importante é que você reconheceu seu erro, entendemos seu lado também.- disse Tae colocando uma das mãos em meu ombro direito.

- Está desculpado.- Daesung falou sorrindo.

- Obrigado. Onde está o Jiyong? Tenho que me desculpar com ele principalmente.- pergunto coçando a cabeça.

- Deve estar no quarto dele.- disse Taeyang despreocupado.

- Pode me levar lá?- perguntei e ele assentiu.

Jiyong on~

Eu e o Seungri acordamos praticamente na mesma hora, nós dormimos mesmo, não foi só um cochilo. Vou me levantar e ele me puxa pro lado dele de novo, aproxima nossos corpos e começamos um beijo de língua depois de uma longa troca de olhares.  

Choi on~

Taeyang me levou para o segundo andar, com a ajuda de Daesung. Abri a porta do quarto do Jiyong com cuidado, em caso dele estar dormindo. Quando a abri por completa, tive uma surpresa. Caralho! Seungri e Jiyong se beijando? Eles são gays? 

- QUE PORRA É ESSA?- perguntei entrando no quarto, me olharam assustados. Dae e Tae não pareciam tão surpresos, mas sim preocupados. Eu senti algo estranho, não era raiva, não sou homofóbico, mas não gostei de ver os dois juntos. Não mesmo.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...