História Letters - Capítulo 5


Postado
Categorias Red Velvet
Personagens Irene, Joy, Seulgi, Wendy, Yeri
Tags Irene, Joy, Joyri, Seulgi, Wendy, Yeri
Exibições 18
Palavras 266
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: FemmeSlash, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Galera, desculpa pela demora. :(
A tonta aqui mudou a senha da conta e acabou esquecendo qual tinha colocado, tentei de tudo e não consegui entrar.
Daí a minha amiga conseguiu recuperar pra mim, depois de muito tempo. Por precaução, tô colocando minha outra conta como coautora, pra caso perder essa de novo, poder postar por lá.
Perdão pelo vacilo, tentarei não demorar muito mais pra postar!

Capítulo 5 - Letter Five


Seul, 09 de Outubro de 2016.

Olá, Yeri.

Não precisa pedir desculpas, eu entendo. Semana de provas é um saco mesmo, eu odiava. Meus pais não eram desse jeito, na verdade eles nem ligavam muito pra o que acontecia ou não comigo e com os meus estudos, mas mesmo assim eu me esforçava bastante (ou pelo menos tentava me esforçar, porque tinha vezes que cochilar à tarde era bem mais interessante do que estudar).

A cafeteria em que eu trabalho fica na rua da praça onde se localiza o metrô. Acho que é a única cafeteria da rua, não é difícil de achar. Mas se precisar do nome, se chama Bae Coffee. Os pais da minha melhor amiga Joohyun que são os donos, então foi fácil conseguir um emprego. Caso contrário, duvido que alguém iria me contratar, constando que sou a pessoa mais desastrada desse mundo (ou quase).

Não é que eu seja autodidata, mas me dou melhor aprendendo sozinha. Só que a minha preguiça de sair de casa também me ajudava muito a desistir. Cara, fala sério, você prefere ir ao outro lado do mundo aprender a tocar um violão ou comer e dormir? Ninguém em sã consciência escolheria a primeira opção.

Eu nunca tinha enviado uma carta porque não tinha ninguém pra enviar, mas depois que te conheci, finalmente encontrei alguém. Minha vontade de trocar cartas sempre foi enorme, já que eu adoro escrever (Redação sempre foi minha matéria favorita, apesar de me sair melhor em Física, o que não faz muito sentido).

Mandei-te uma mensagem no celular, espero que tenha recebido.

Beijos,

Joy.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...