História Letters to You - l.p (Book 3) - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Ariana Grande, Chace Crawford, Cher Lloyd, Cheryl Cole, Ed Westwick, One Direction, Zayn Malik
Personagens Ariana Grande, Chace Crawford, Cher Lloyd, Cheryl Cole, Ed Westwick, Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Ariana Grande, Chace Crawford, Cher Lloyd, Cheryl Cole, Ed Westwick, Harry Styles, Liam Payne, Louis Tomlinson, Megan Fox, Niall Horan, One Direction, Zayn Malik
Visualizações 4
Palavras 1.358
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


GENTEEEEEEE
Vai ter video nesse capitulo e esse é o link (caso não consigam abrir abaixo):
https://m.youtube.com/watch?v=Oj-abXIaDpk

Capítulo 12 - T e n


​[ d u d a h ]

- Vim roubar um docinho, posso? - perguntei alegremente a uma das garçonetes que assentiu e saiu rindo me deixando sozinha.

Peguei dois docinhos não me importando se iam reclamar depois.

Tava tão entretida com os docinhos que não percebi alguém entrar e me segurar por trás pela cintura. Virei e empurrei a pessoa.
Zayn.

- Tá louco? - encarei ele - O que você tá fazendo aqui? Chris não convidou você.

- And convidou. - sorriu.

- Eu vou matar a Andrelise - sussurrei pra mim - A Gigi pode ver - dessa vez falei alto suficiente pra ele ouvir.

- Ela não tá nem aí pra mim. Deve tá dançando por aí. - ele chegou mais perto de mim enquanto eu cruzava os braços - Não quero saber dela. Quero saber da gente - colocou mais uma vez as mãos na minha cintura e eu afastava meu rosto do dele.

- Eu já disse que não tenho nada pra conversar contigo.

Quase cai pra trás de tanto que tentava me desaproximar dele.

Quando ele tava quase conseguindo me beijar, ouvimos um barulho da porta se abrindo.

Era Doug.

Esse momento não podia ficar pior.

Tirei Zayn de perto de mim o mais rápido possível.

- Desculpa. Não queria atrapalhar o momento de vocês. - disse cruzando os braços.

Lá vem a famosa "cara de bunda" de Douglas Willians.

- Então se não queria interromper, pode sair por gentileza? - Zayn o enfrentou.

- Para Zayn. - falei pra ele - Não tava rolando nenhum momento aqui. - me dirigi a Doug.

- Aham. Tá bom. - Doug não parava de encarar Zayn e Zayn fazia o mesmo.

- Eu e a Dudah estávamos tentando começar algo de novo, até que você atrapalha. - Zayn mentiu. Mentiroso.

- É verdade Dudah? - dessa vez Doug me olhou ansioso pela minha resposta.

Não sei se eu ficava com mais raiva do Zayn por ser tão mentiroso ou do Doug por fingir que ainda se importa comigo.

- Eu to com vontade de dar na cara de vocês dois, isso sim. - falei.

Me olharam com cara de que não entenderam nada. Sínicos.

- Olha só, eu to cansada de vocês me tratando como troféu. Eu não sou um objeto e muito menos algo de vocês. - soltei - Me esqueçam.

Deixei eles lá e voltei pro jardim.

[ a n d ]

Minha cerimonia de casamento foi perfeita. A festa tava sendo perfeita. Tava tudo perfeito.

A festa estava ocorrendo no jardim da casa de Chris que era bem grande pra mais de 500 convidados. Estava tudo enfeitado de branco, azul e rosa, já pensando no sexo do bebê.

Dudah tinha ido pegar docinho na cozinha, já que ela é ansiosa demais pra esperar até o bolo ser cortado e oferecido. Ela voltou um tempo depois emburrada, mas não questionei.

Chris estava no meio da pista fazendo a declaração mais linda que alguém poderia ter feito pra alguma garota.

Por tanto tempo procurei alguém como você, e agora que encontrei eu não quero nunca te perder, eu não sei o que vai ser da minha vida sem teu amor, sem teus carinhos, eu te amo minha vida, eu te amo muito mesmo! Tenho tanto medo de viver sem você que a cada minuto que passa aumenta esse amor, um amor tão puro e verdadeiro, um amor lindo e perfeito. Depois que te conheci a minha vida mudou, eu ando com um sorriso no rosto, eu sou mais feliz. Você é a única pessoa que me faz tão bem, a única pessoa que está me fazendo feliz. Peço todos dias, todas as noites, para que Deus abençoe nosso namoro e agora casamento, e que possamos ficar juntos pra sempre. Eu quero envelhecer do seu lado, eu quero ser o velho mais chato que existe, mas eu quero estar do seu lado. Eu tenho é sorte de ter te encontrado! Eu te amo muito menininha, e vou te amar pra sempre, vou cuidar de você, do nosso filho ou filha, te mimar, fazer suas vontades, te botar pra dormir e dizer que te amo em seu ouvido eternamente. - leu no pequeno papel que segurava na mão.

Corri e o beijei por todo o rosto fazendo-o soltar um riso abafado.

- Eu tenho uma surpresa pra você - falei em seu ouvido e ele me olhou confuso.

O coloquei sentado em uma cadeira no meio e fui encontrar Natalha e outras duas meninas da Royal junto com a Dudah.

Íamos fazer uma pequena apresentação que preparei especialmente pra essa noite.

- Prontas? - perguntei as quatro garotas e elas sorriram.

(Link aqui https://m.youtube.com/watch?v=Oj-abXIaDpk e nas notas iniciais)

Terminamos a coreografia com todos os convidados na pista junto com a gente.

- Eu amei - Chris falou agarrando minha cintura e eu seu pescoço.

- Que bom - sorri e o beijei - Vou trocar de roupa pra gente ir tá? - assentiu e me beijou mais uma vez.

O deixei conversando com Doug e subi as escadas em direção ao quarto de Chris.

- And - ouvi alguém me chamando e virei. - Antes que você reclame ou fale qualquer coisa, não vim falar merda - Liam disse se aproximando de mim.

Já disse que ele fica irresistível de terno e gravata?

- Espero que não mesmo - sorri - O que foi?

- Vim me despedir. Quando você e Chris voltarem de viagem, quero ser o irmão postiço dele e o seu cunhado. Não quero ser aquele que só quer atrapalhar o relacionamento de vocês. - colocou as mãos no bolso da calça. Provavelmente nervoso.

- Tudo bem.- sorri.

- Ta bom, então, eu vou ir, a Cheryl ta me espetando no carro. - sorri e ele se virou pra ir embora.

- Liam - chamei e ele se virou de novo. - Me dá um abraço?

Ele sorriu e chegou mais pra perto de mim, me abraçando logo em seguida pela cintura e eu pelo seu pescoço.

Ficamos uns minutos no abraço, mas logo depois desfizemos.

- Tchau - falei e sorri quando desfizemos o abraço.

- Tchau - repetiu.

Entrei no quarto de Chris com um sorriso no rosto.

Troquei o vestido curto, que tinha trocado pra festa, por uma calça jeans e camiseta por causa da viagem de lua de mel.

- Olha só - Dudah entrou e falou - porque você convidou o Zayn? - cruzou os braços.

- Além de ser teu ex namorado, ele é meu amigo também. - sorri com a cara de brava dela.

- Tá - resmungou.

Ela ficou em silêncio enquanto eu terminava de colocar o salto alto na cor nude.

Levantei e olhei pra minha amiga. Eu sabia que ela queria falar alguma coisa, mas não queria atrapalhar. Era bem o tipo dela.

- O que quer falar Dudah? - perguntei parando em frente à ela colocando o casaco.

- Não. Nada. - olhou a unha disfarçando.

Ela, definitivamente, não sabe disfarçar algo.

- Fala logo Eduarda.

Ela soltou o ar pesado antes de começar a falar.

- Não é que eu não queira que você fique com o meu irmão, mas é que... - arqueei as sobrancelhas esperando ela continuar - Você e o Liam foram feitos um pro outro. Você é perfeita pra ele.

- Olha só, nem Liam e nem ninguém no mundo vai conseguir me separar do teu irmão. - falei fazendo carinho no seu braço.

- Nem eu? - perguntou.

- Nem você - ri. Ela me acompanhou.

Peguei a carta que tinha escrito a ela no dia anterior e entreguei pra ela.

- É uma carta de amor? - riu.

- Não - ri - É só uma carta. - ela ia abrir, mas impedi - Leia só quando eu sair em lua de mel com o seu irmão. E não conta pra ninguém sobre essa carta. Por favor.

- Tá bom, mas pra que tanto mistério? - ela dobrou a carta de novo.

- Você vai saber quando abrir. - sorri e ela também.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...