História Letters to You - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Jeon Jungkook, J-hope, Jimin, Jin, Jung Hoseok, Jungkook, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Min Yoongi, Park Jimin, Rap Monster, Suga
Exibições 40
Palavras 1.245
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá estrelinhas da terra do Kpop!
Quero dizer que essa é minha primeira fanfic e estou disposta a todo tipo de comentários e dicas.

Eu espero que vocês gostem.

Capítulo 1 - Capítulo 1


Olá, meu nome é Elisabeth, ou apenas Lisa. Estou na Coréia há 5 anos, graças ao trabalho do meu pai, a empresa dele mudou pra cá e então a família inteira veio com ele.
Sem mais nada a dizer.


Mas é lógico que eu tinha que acordar atrasada no meu primeiro dia de aula. Um ano com 365 dias e eu tinha que acordar atrasada justo hoje? Talvez eu devesse evoluir para o Ser de asas para ir para o colégio.
Não vou ter nem tempo de comer. Me arrumei da minha maneira e saí. Meus pais já não estavam em casa.

Corri para o ponto de ônibus e esperei por ele. Assim que ele chegou, entrei e avistei minha melhor amiga, Lee.
Sentei (lê-se: Me joguei) no banco do lado de Lee. Esse era meu primeiro dia de aula e eu estava realmente muito nervosa.

- Sabe, Lisa ... Seria melhor você chegar no colégio com os dedos inteiros, que tal? - Lee disse rindo da minha situação.

- Não consigo me conter, Lee. Apenas não consigo.

Em certo momento, o ônibus parou e entrou um garoto. Céus, como é bonito!

- Por que você parou de roer as unhas? - Lee pergunta-me risonha, já sabendo o porquê.

- Eu não sei, de repente meus dedos começaram a doer. - Tentei disfarçar fazendo uma careta de dor.

- Ah, claro... Ou talvez um menino muito bonito entrou no ônibus, tipo aquele ali de cabelos castanhos... Mas talvez seja só o seu dedo mesmo, não é?
Pois é, a Lee é bem perceptiva, mas pelo menos ela não tocou mais no assunto e permaneceu em silêncio resto do percurso.
 

Já no colégio.


Não tivemos problemas de nos localizar, pegamos nossas apostilas e seguimos para a sala. Nada de novo. Patricinhas fofocando, os nerds e representante de turma puxando saco do professor que havia entrado na sala e os bagunceiros na deles.

Se a sala fosse um sanduíche, eu seria o picles, afinal, ele é feio, tem um gosto horrível e ninguém gosta. Sim, essa sou eu.
O professor perguntou para cada um o seus nomes e como passamos nossas férias. Eu já conhecia grande parte da turma, não tivemos muitas surpresas, mas havia rostos desconhecidos para mim.
O professor que se apresentou como Han, apenas, nos propôs nossa primeira atividade.

- Bom, como esse é o primeiro dia de aula de vocês e a maioria é aluno novo, vamos fazer uma tarefa um pouco diferente. Peguem uma folha do caderno de vocês.
Ele mandou que escrevêssemos o seguinte e nos explicou a atividade:
Gênero (M/F):
Idade:
Preferências:
Mais sobre mim:

Um garoto do fundo da sala perguntou:

- Professor! E como vamos saber quem escreveu cada papel?

- A graça é exatamente essa. Vocês vão ter que conversar uns com os outros para descobrirem.
Assim que terminamos, ela misturou os papéis e entregou aleatoriamente cada papel para cada aluno. 

No meu eu escrevi:
Gênero: Feminino.
Idade: 16 anos.
Preferências: Gosto de música, de ler livros e quadrinhos.
Mais sobre mim: Eu toco piano, guitarra e violino. Sou apaixonada por sorrisos e por fotografias. Odeio homofobia e pessoas com a mente fechada. Sou gentil, até pisarem no meu calo. Cuidado! Amo meus amigos e faria qualquer coisa por eles, mesmo que isso me machuque. 

Fui até o professor e retirei uma carta que estava dentro de um saco plástico.
Abri a carta e comecei a ler.
 

Gênero: Masculino
Idade: 17 anos
Preferências: Gosto de compor e fazer rap.
Mais sobre mim: Minha paixão é a música, leio para aumentar o meu vocabulário. Tenho melhores amigos, não os troco por nada. Um dia, seremos famosos e faremos shows pelo mundo.

Quem é esse garoto que sonha tão grande? Não dei muita importância, mas confesso uma curiosidade.

Depois de 3 longas e cansativas aulas, o intervalo.

Okay, chegou a hora de olhar rostos conhecidos e outros não conhecidos.
Durante as aulas, Lee e eu quase não pudemos conversar.

- Tá bom, gracinha Americana... Vamos dar uma volta. - Lee disse super animada e eu tentava acompanha-la. 
Rodamos o pátio do colégio, nada de interessante... Espera, aquele não é o garoto do ônibus? Sim, era ele... E tinha mais 6 garotos com ele. Todos desconhecidos para mim.

- Aquele não é o bonitinho que você se encantou no ônibus? - Lee perguntou me olhando.

- Ele mesmo. Ele me parece ainda mais bonito todo descontraído assim... - Respondi mais para mim mesma do que para Lee, que riu.

- Eu sabia... - Parei para olha-la. - Eu sabia que você gamou, só não sabia que iria admitir tão rápido assim. - Ela se explicou.

- Mas não admiti nada, apenas disse o óbvio. - Disse para ela.

- Eu gostei mais daquele de cabelo loiro. - Lee apontou discretamente para um garoto de olhos pequenos, eu até tinha duvida se eles estavam abertos quando ele ria. 

- Você não perde a oportunidade... - Eu ri dela. Ela me deu um tapa discreto no braço mas nada disse.
O sinal tocou, hora de voltar para a sala. Teríamos aula de dança.
Confesso que eu não era muito boa em dançar. E eu só fazia isso depois de umas boas doses de álcool.

A professora chegou super animada, fazendo movimentos bem ridículos ao meu ver.
Eu e Lee passamos a aula inteira perto dos mesmos meninos que vimos no pátio... Eles pareciam saber dançar muito bem. Me sinto humilhada.
Não posso negar que estou realmente encantada por aquele garoto do ônibus. Mas eu tenho que parar de pensar nisso... Eu sempre disse para todos que eu morreria sozinha, cuidando de 40 cachorros.

A professora nos passou uns passos de jazz, me perdi em todos eles.

- Você realmente não está preparada pra nada disso. - Lee disse me vendo tentando dançar.

- Lee, eu não estou preparada pra nada na vida, eu nem sei o que estou fazendo aqui. - Fiz ela rir. Não muito longe dali, o garoto me observava... Acho que ele ria internamente da minha tentativa ridícula de tentar acerta um dos passos. Me sinto corada.

Depois de mais algumas aulas, o ultimo sinal tocou finalmente.

- Eu confesso que o dia não foi tão ruim assim. Mas não vejo a hora de chegar em casa. - Falei para minha melhor amiga que caminhava ao meu lado devorando uma fruta.

- Nós conseguimos sobreviver, mas amanhã é outro di... - Lee parou de falar de repente e olhou para frente paralisada. 
Eram eles. 

Timidamente nos aproximamos e esperamos nosso ônibus, no qual todos eles entraram também. 
Eles zoavam um garoto, no qual chamavam de Jungkook. Eu e Lee ríamos discretamente e tentamos nos concentrar o resto do caminho.
Me despedi de Lee e dei uma ultima olhada naqueles garotos divertidos. Eles me encaravam. Lee ria da situação. 

Desci do ônibus e segui para minha casa. Minha mãe terminava de preparar o almoço enquanto me fazia aquelas mesmas perguntas de sempre: Como foi o primeiro dia? Tinha muita gente do ano passado? E os garotos? Algum bonitinho?
Sim, mãe... Tem 7 lindos garotos, mas tem um em especial. Apenas não sei o seu nome ainda.
Fui para meu quarto depois do almoço e me joguei na cama, demorei alguns minutos antes de adormecer. Mas que merecido sono.

Amanhã é um novo dia. Espero descobrir o nome daquele que vem perturbando minha mente desde a primeira vez que o vi. 
 


Notas Finais


E aí, o que acharam? Quero sinceridade.
Prometo mais dos meninos no próximo capítulo.
E quanto ao garoto que encantou Lisa? Já sabem quem é?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...