História Levar um fora nem é tão ruim quanto parece - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Gintama
Personagens Ana Ketsuno, Gintoki Sakata, Kagura, Tsukuyo
Visualizações 37
Palavras 878
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Hentai, Yuri
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Também enviarei essa fic ao Nyah!
Espero que gostem.
Bjs

Capítulo 1 - Capítulo único


 "Droga"

 O samurai de cabelos prateados praguejava de cabeça baixa, enquanto chutava as pedras na rua. Havia levado outro fora. Ketsuno Ana não era o tipo de mulher que dava atenção para os homens. Gintoki sabia muito bem, só que era teimoso demais para aceitar isso. Já havia perdido a conta de quantos foras havia levado só naquele mês. C

hegou em casa e deitou. Não estava com ânimo para beber ou ir à cabarés. Acabou pegando no sono.

 -x- 

Que porra é isso que estou sentindo lá no meu... Ohh um negócio molhado... ESPERA!

 - Ahh!!! - Dessa vez essa pervertida foi longe demais. Acabei de acordar e me deparei com a cena Ayame me chupando, até que não estava ruim. Essa vadia até que me serviria de consolo depois do fora que levei da Ketsuno Ana. Levei minha mão esquerda para a cabeça dela e empurrei, fazendo-a engolir todo meu membro, como uma boa puta que ela é, não engasgou, continuou sugando no mesmo ritmo e me olhando com cara fe safada. Hoje é o dia de sorte dela e vou dar a ela o que ela sempre quis ter. Vou fode-la do jeito que ela merece.

 - Oe, Sa-chan! Minha vez - Acho que não é o dia de sorte da Sa-chan, e sim o meu. Como eu não havia reparado? Tsukuyo apareceu nua do lado da Sarutobi. A de cabelos arrocheados logo tirou meu membro da boca e deu espaço para a loira também, logo as duas disputavam meu pau como duas cadelas. Ayame se levantou, usava uma lingerie típica que ela costuma usar quando vem à minha casa "stalkear". Não gosto de mulheres grudentas, então nunca fui para cama com ela. Não esperava que Tsuki tivesse essa atitude de vir aqui e fazer sexo comigo. Bem que as pessoas me falavam que ela gostava de mim, mas nunca acreditei.

 - Gin-san, coloque a língua para fora - Ayame sentou sobre minha cabeça e se esfregava sobre a minha boca, tratei de aperta-la e prensa-la ainda mais sobre meu rosto, invadindo sua intimidade com minha língua depois de ter afastado sua calcinha para o lado. A sucção sobre o meu membro cessou e então senti meu membro sendo envolvido pela intimidade melada e apertada de Tsukuyo. Para um sádico, estou sendo dominado demais. A loira rebolava em cima de mim e soltava gemidos baixos. Estava indo à loucura, daquele jeito eu iria gozar logo. Empurrei Ayame e inverti minha posição, colocando-me entre as pernas da loira e estoquei-a com força.

 - Sarutobi, quero você de quatro em cima dela, agora. - A garota logo fez o que eu pedi - Não, não... - Sorri de forma sádica para ela - Eu quero que sua boceta fique na direção do rosto dela - As duas logo ficaram enrubescidas. Levei minha boca até a intimidade da Sa-chan e abocanhei com vontade. Daquela forma Tsukuyo poderia ver tudo. Levei 3 dedos na intimidade da loira e comecei a socá-la. Logo o que eu estava esperando aconteceu, quando senti outra língua disputando espaço comigo. Ayame gozou forte e desesperadamente.

 - Agora Tsuki, eu quero que você sugue cada gota da Sa-chan. - A rocheada logo sentou sobre o rosto da loira. Nesse momento, senti a intimidade da loira contraindo nos meus dedos, os retirei e meti com força a intimidade da mulher. Fazia movimentos fortes e frenéticos, o som do baque das virilhas soava alto no local. Puxei o cabelo da outra mulher na minha frente e a conduzi até meus testiculos, ela logo entendeu o que eu queria e os sugou com vontade.

 - Quero as duas de quatro, uma em cima da outra. - Elas ficaram na posição que eu pedi e logo desferi fortes tapas nas nadegas das duas que com certeza ficariam marcadas. Ayame ficou em cima e Tsukuyo em baixo. Logo me posicionei na entrada da Sarutobi e estoquei com força e profundidade, arrancando um grito da mesma, não sei como não comi ela antes, ela era simplesmente deliciosa e quente, o tipo de mulher que aguentaria meu lado sádico na cama. Tsukuyo também não estava se saindo mal.

 Depois de um tempo dentro de Ayame, foi a vez de Tsukuyo. A Sa-chan saiu de cima dela e começou a beija-la. A cena das duas duas nessa situação, beijando de forma escrúpula, me deixou ainda mais excitado. Eu não aguentaria.

 - Vocês, de joelhos na minha frente agora. Abram a boca e fechem os olhos. - Sorri de canto com aquela brincadeira. As duas fizeram o que eu mandei e me desfiz, dando meu líquido para as duas vadias, que brigaram pra ver quem receberia mais.

 - Espero que tenha gostado, Sakata Gintoki. Da próxima, não fique por aí choramingando pela Ketsuno Ana - Tsukuyo disse após terminar de se vestir em seguida saiu pela janela.

 - Precisando, já estarei aqui gostoso - Ayame disse e depois fechou a porta do guarda-roupa, ficando lá dentro "escondida" como de costume. Sorri e fui caminhando em direção à porta, a fim de ir ao banheiro, ao abrir a porta do quarto me deparei com uma kagura com os cabelos bagunçados, pijama e uma expressão de confusão no rosto enquanto me encarava. Engoli em seco.

 - NOOOOO!!!!


Notas Finais


Gostaram pessoal?
Kkkkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...