História Libertad - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Gaaino, Naruhina, Nejiten, Sasusaku
Exibições 160
Palavras 1.389
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Famí­lia, Ficção, Ficção Científica, Mistério, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Eu disse que continuaria!! <3

Capítulo 13 - Tomando ações: Foi o certo?


Fanfic / Fanfiction Libertad - Capítulo 13 - Tomando ações: Foi o certo?

Os cinco já estavam perto da casa e ouviam uivos e gritos femininos. Assim que viraram na rua em que a base ficava, se assustaram. Um lobo estava morto logo na entrada, porém, o que mais os assustou foi que Hinata e Sakura lutavam com o lobisomem alfa. Podia-se saber pelo tamanho do lobo, que era muito maior do que os outros.

 

Agora Sakura sentia seu poder fluindo por seu corpo. Era como adrenalina, lhe dava coragem o suficiente para liberar toda a raiva que sentia. Sabia que havia aparecido marcas em seu corpo e rosto. No centro de sua testa encontrava-se um prisma, que parecia estar incendiado por um fogo verde. Suas mãos concentravam uma aura, também verde, que a ajudava a cortar qualquer coisa que tocasse. Estava mais forte também, e isso tinha surgido de apenas um feitiço, imaginava quantos poderia fazer. Seria invencível com aquilo!

Já Hinata estava um pouco acima do chão, suas asas negras brilhavam com a luz da lua. Estava com uma espada em sua mão esquerda. A espada parecia ser feita por metal azul brilhante que volta e meia podia-se ver raios saindo da lâmina e voltando para a mesma. A parte branca do olho de Hinata tinha sido tomada por uma coloração negra, o que resultou em todo seu olho dessa cor.

Ao lado das duas, um lobo enorme de pelagem branca. Apesar do lobo estar em posição de ataque, ao ver que os outros se aproximavam abaixou a cabeça e colocou as orelhas para baixo, como se estivesse arrependido.

-Fierss. –Sakura sussurrou e virou o pescoço para o lado. Com o sorriso estampado no rosto, a rosada via o lobo repetir o gesto e quebrar seu pescoço. Tinham lidado com aquilo sozinhas.

O lobo que ainda olhava para os cinco que estavam fora. Parecia com medo da reação deles.

-O que aconteceu aqui?! –Naruto olhava os outros três lobos mortos.

-Estávamos correndo igual loucos pra ajudar e…-Gaara estava um tanto chocado. Como descobriram como usar seus poderes?

Neji rangia os dentes com raiva. Sua prima tinha conseguido desenvolver seus poderes de anjo caído e ele não. Ela nem se lembrava de ter sido um anjo! Aquilo era injusto com ele.

-Nós não precisamos mais da ajuda de vocês. –Sakura sorriu satisfeita. Ela se sentia fraca, porém não iria mostrar nenhuma fraqueza. Era a primeira vez que se sentia poderosa, não iria estragar. Respirou fundo enquanto eles se dirigiam para a casa.

-Que cachorro é esse? –Neji perguntou com amargura olhando para o lobo que rosnava para ele agora.

-É a Tenten. –Hinata respondeu fria. Enquanto Sakura estava fraca, Hinata tinha um peso no coração. Era a culpa que os livros falavam. A culpa de ser um caído.

-O que?! –Todos se afastaram quando o lobo começou a uivar e quebrando seus próprios ossos.

Tenten surgia da pele do lobo branco como a neve. Nua, correu para dentro da casa. Suas pernas ainda estavam dormentes e, por isso, acabou caindo no pé da escada. Ino foi correndo para ajudar a amiga. Embora Sakura tivesse tentado, o mundo girou e sua visão ficou escura, a fazendo perder o controle do corpo e quase fosse ao chão se não fosse por Sasuke. O moreno agarrou o braço da garota e a trouxe novamente para cima.

-Vocês foram inconsequentes de novo! –Ele gritava com as garotas. –Vocês acharam que era só usar assim?! Tudo isso tem um preço!

-Me solta! –Sakura falou com a voz embargada. Tentou empurrar o peito de quem estava a segurando, mas a pessoa a segurou mais forte ainda.

-Eu deveria te jogar no chão, Sakura! –Ele estava irritado demais com elas. De novo tentando bancar as heroínas!

Hinata olhava para o chão com o cenho franzido. Lembrava de tudo agora. Olhou para Naruto, lágrimas formavam em seus olhos. Ele tinha as feições daquele traidor. Eram idênticos!

-Por que está me olhando desse jeito, Hina? –O loiro perguntou, já incomodado com ela o encarando.

-Seu pai vendeu minha pena. –Ela arfou frustrada. -Eu concordei com aquilo. Ele…Ele precisava da pena para que as autoridades deixassem você protegido.

-Você matou meu pai?! –Aquilo o atingiu como um soco. Seus olhos mudaram para vermelho e suas unhas cresciam, assim como suas presas. Ele tinha perdido o controle. Os garotos ficaram preparados para controla-lo se fosse necessário.

-Não! –A morena se afastou, abaixando as asas. –Ele foi morto por um Uchiha! Não lembro seu nome! Só lembro de…seus olhos negros como a noite, sua pele suja de sangue, que escorria pela sua cicatriz no peito.

-Cicatriz no peito? –Sasuke voltou sua atenção para Hinata. Não podia ser. Como ela sabia que ele era um Uchiha? –Como você sabe que era alguém da minha família?

-Ele disse algo como “Não sabe o que acontece com quem mexe com os Uchiha?!”. Ele tirou a roupa e…tentou…me… -Sua boca abria e fechava. Seu coração batia devagar e a cada batida, doía mais.

–QUE TIPO DE MONSTRO ELE É?! ELE QUERIA ME VER MORTO, NÃO QUERIA?! POR ISSO NOS MANDOU PRA VIGIAR AQUELA NOITE! –Naruto socou a parede, fazendo um grande buraco na mesma.

-Naruto…-Sasuke queria acalmar o amigo, porém ainda segurava Sakura, que agora estava desacordada.

-Seu pai venderia a pena pra ele, só que alguma coisa aconteceu e ele mudou de ideia. Ele veio atrás de mim ele mesmo! –Hinata parecia estar tendo um flshback, seus olhos corriam pela sala como se visse tudo acontecendo naquele momento. –Eu não entreguei a pena e ele tentou me tomar, falando que Uchihas fazem as coisas do jeito deles, quando eu vi, Minato havia se jogado em cima dele, e foi morto por facadas! Eu! Eu o matei! Eu matei o Minato! Eu era o anjo da guarda dele! ERA PRA EU TER PROTEGIDO ELE! EU SOU A CULPADA DE TUDO!

Hinata gritava como se estivesse em perigo novamente e, apesar de todos estarem sentindo pena dela, não havia o que pudessem fazer. Hinata estava envolta de raios que saiam de sua espada para todos os lugares. Estava descontrolada.

Neji via a cena da prima e seu coração também pesou. Se viu no lugar dela. Ele era o anjo de Tenten…e fez uma coisa que nenhum anjo deveria fazer. Tirou a pureza de sua protegida. Sentiu novamente o desespero que sentiu ao perceber o que tinha feito. Hinata estava passando pela mesma coisa duas vezes e ele fora egoísta o suficiente para ligar apenas para seus poderes. Sentia-se sujo de novo. Era assim que era ser um anjo caído.

-Hinata! –Ele a chamou, esperando que tivesse sido alto o suficiente para que fosse mais alto que o grito de desespero dela. –Não foi sua culpa.

Ele tentava se aproximar da massa de raios que estava se formando, porém a prima se afastada a cada passo que tomava em direção dela. Enquanto Naruto ainda a olhava sem reação, os outros estavam alerto para o que viria.

-Você não entende, Neji… Ele morreu por minha culpa! Eu não consegui ajuda-lo! –Ela puxava os fios de sua cabeça com força. -Eu deixei aquele Uchiha maldito usar meu corpo! Ele se aproveitou de mim! E eu deixei! EU DEIXEI!

Neji apertou os lábios. Não queria chorar na frente da prima. Pioraria tudo. Estavam em uma fina linha emotiva naquele momento. Hinata estava desmoronando em sua frente e ele não era forte o suficiente para construí-la de novo.

Ela era uma mancha no mundo. Não deveria ter caído e sim partido direto para o inferno. Matou o pai de Naruto. Foi a responsável pela morte de Minato e Kushina. Assim que souberam da morte do pai de Naruto, foram atrás de seu filho e Kushina não se rendeu. Morreu como o marido.  Hinata era o anjo. Era pra ter sido a salvação deles e acabou sendo a perdição!

Fechou os olhos caindo no chão de joelhos. Encostando sua testa no asfalto da rua, sentia as lágrimas caindo e junto delas, seu coração ia esvaziando. Não merecia sentir alegria ou qualquer emoção boa.

No momento que veio novamente a ideia de desistir de sua vida, sentiu mãos em torno se seu corpo que tremia freneticamente. Estava sendo abraçada. Não era digna disso.

-Não foi sua culpa. –Era Naruto. Como ele não estava com raiva dela? –Eu te quero como meu anjo da guarda, Hinata.


Notas Finais


O que acharam dessa treta?!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...