História Liberte a mente - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Magia, Romance, Sobrenatural, Suspense
Exibições 11
Palavras 572
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção Científica, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Bissexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 2 - Jonny


-Elena!-Ouvi uma voz suave, parecia ser minha vó- Acorde querida, esta tudo bem.

-Vó?- Digo, abrindo os olhos- Por que estou no hospital? O que aconteceu?

Eu estava em um quarto horrível, tudo tão claro, cores tão neutras, me dava medo. Havia uma cortina que separava o quarto em dois, e eu ouvia vozes vindo do outro lado.

-Querida, aconteceu algo terrível na sala de aula... Mas já esta tudo bem- Ela disse com uma voz suave- Ninguém se machucou gravemente.

-Vó? Foi... Foi eu?- Gaguejei

-Não querida! -Ela respondeu com uma cara de medo- Agora descanse.

A porta se abre e entra uma moça, ela vestia branco, tinha cabelos longos e loiros  e mascava um chiclete excessivamente.

-Acabou o horário de visitas- Disse a moça, com um ar arrogante.

Nesse momento minha vó beijou minha testa e e saiu, junto dela, saiu um casal que vinha do outro lado da cortina.

-Dia difícil hem!- Disse uma voz masculina que vinha do outro lado. Eu conhecia essa voz.

-Quem esta ai?-Perguntei

-Sou eu-Disse a voz. Ele puxou a cortina e pude ver quem era. O cara do ônibus, meu deus, e agora.-Lembra de mim?-Perguntou, como se fosse possível esquecer- Coincidência né?

-O que?-Me fiz de desentendida.

-Eu e você estarmos no mesmo quarto -Explicou- Tudo isso acontecer bem quando você chegou. Isso nunca aconteceu antes, e ainda não conseguiram explicar como aconteceu.

-Esta dizendo que foi minha culpa? -Eu disse, com medo da resposta.

-Não necessariamente -continuou- Mas que é estranho, é!

Dei de ombros.

-Ainda não nos apresentamos -Ele me disse, com aquele jeito fofo- Prazer, sou Jonny.

-Ah, Prazer, Elena -Corei

-Elena... Um belo nome! -Disse, Sendo fofo novamente.

Nesse momento ele virou e dormiu, fiquei admirada com a rapidez que ele caiu no sono. Algum tempo depois, consigo dormir também.

~~~~~~~~~~###~~~~~~~~~~

Já em casa, fico pensando se foi eu que causei aquilo. Será? Eu seria capaz de quebrar aqueles vidros? Se sim, como?

-Elena -Chamou minha vó- Seu irmão esta no telefone, ele quer falar com você.

Meu irmão se chama Danilo, ele mora em outro pais, estuda coisas sobrenaturais.

-Oi Dani- Falo ao telefone.

-E ai Lena, a vovó me disse oque aconteceu, você esta bem?

-Sim Dani, eu to bem -Explico- Só um pouco assustada ainda.

-Vê se não morre hem, vaca! Semana que vem to ai, bay.

-Mas...-Tú Tú Tú- Ele desligou. Por conta de um acidente bobo, meu irmão vai voltar. Espero que ele não torne isso em mais uma de suas pesquisas paranormais. Eu não acredito muito em sobrenatural, já meu irmão acredita em tudo: Vampiros, lobisomem, fadas, bruxas, pessoas com dons paranormais, entre varias outras coisas. Eu acho que ele é louco, mas ele sempre diz:

"Qual a graça de viver sem acreditar no impossível"

 

Me sento no sofá da sala e começo a ler um livro, a porta esta aberta e algumas garotas da escola passavam na rua falando sobre o acontecimento da minha sala.

-Eu ouvi dizer que foi uma garota-

-Sim, estão falando que ela é bruxa-

-Eu ouvi dizer que ela é do diabo-

Nesse momento eu senti meu corpo arder novamente, e então ouço o barulho de um copo caindo na cozinha.

-Vó? -Grito- O que foi isso?... Vó? -então me lembro  que ela havia saído. Vou a cozinha, não tem ninguém.

-Será que fui eu? Não pode ser. O que esta acontecendo comigo? O que eu sou?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...