História Lie - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin
Visualizações 133
Palavras 537
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem 😊

Capítulo 4 - Capítulo II. Prometo que voltarei.


Após dias, semanas, meses voltando naquela mesma cova, eu estava lá mais uma vez, levando flores colhidas do campo e minhas lágrimas junto.

— Já deves estar cansada de mim. — comento sorrindo, imaginando se ela estivesse ali ao meu lado. Eu sentia falta do seu abraço, seu colo de mãe, seu cheiro, eu sentia falta de tudo, e estava sendo realmente difícil viver naquela casa sem ela. Hoseok ainda alegrava minhas tardes, fugindo para o jardim comigo escondido do pai, mas quando minha mãe partiu, se foi uma parte de mim também.

— Sabia que estarias aqui. — a voz do Jung se fez presente em meio a todas aquelas árvores, e eu limpei rapidamente minhas lágrimas. Ele sentou-se ao meu lado e abraçou-me de lado. — Meu pai estás a tua procura, eu falei que você estava junto com outras mucamas colhendo frutas, mas é melhor que voltes logo. — falou com uma voz calma, em seguida, lançou-me um sorriso singelo. Eu assenti devagar e suspirei fundo, antes de me pôr de pé e sacudir o vestido para que a sujeira saísse.

— Precisamos conversar. — ele falou, pegando em minhas mãos, nossos olhos se fixaram e eu o encarei confusa, incentivando-o a continuar. — Eu vou embora.

Meu coração acelerou e o desespero se fez presente dentro de mim. Hoseok, a única coisa que ainda me restava para amar, estava me dizendo que iria embora, eu estaria sozinha... sem minha mãe, sem meu pai, sem Hoseok, sem ninguém.

— C-Como assim? — indaguei, sentindo uma lágrima solitária descer pelo meu rosto. Meu menino de face angelical, levou seu polegar até minha bochecha e acariciou carinhosamente. Meu corpo fora puxado contra o seu de forma sutil, e ele me abraçou.

— Meu pai e eu.... estamos falindo nessas terras. Um comprador apareceu oferecendo uma quantia alta, e meu pai aceitou, iremos para Daegu amanhã. — falou, e a única coisa que consegui fazer foi chorar igual uma criança em seus braços.

— E-Eu não posso acreditar. — falei entre soluços. Ele me afastou e levou seu indicador até meu queixo, o inclinando até que eu conseguisse enxergar seus olhos.

— Eu volto para te buscar, eu prometo. — ele falou. Eu não sabia se era verdade, eu não podia comprometê-lo desta forma, não podia colocá-lo em perigo por conta de uma paixão jovial, seu pai nos mataria se descobrisse que estamos saindo, e ele descobriria de uma forma ou de outra. Eu nunca gostei da ideia de termos um caso as escondidas, mas era esse o jeito, ou eu não o teria para mim, e só em imaginar o mal que isso poderia causar a Hoseok, me fazia pensar em desistir de tudo.

— Não. Vá com teu pai, construa uma família, viva bem, não voltes, ficarei bem. — falei o encarando seriamente. Ele suspirou fundo e negou com a cabeça.

— Eu te amo. Eu voltarei para buscar-te, nem que pra isso eu precise fugir contigo. — falou e eu pude sentir a sinceridade em seu olhar ao pronunciar as primeiras palavras, Hoseok era meu anjo, meu menino que eu amava tanto.

— Eu te amo, Hoseok.

Meus braços o envolveram e demos início a um beijo cálido e cheio de sentimentos. 


Notas Finais


Bye 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...