História Lie {JiKooK} - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jikook, Kookmin, Namjin, V-hope
Exibições 58
Palavras 1.266
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Fluffy, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eu não sei o que dizer. Foi dos capítulos mais difíceis que escrevi até hoje. Eu coloquei todo meu coração nele, todas minhas lágrimas, porque sim, eu chorei imenso escrevendo isto. Com certeza não vão gostar do que aconteceu mas enfim, nos vemos nas notas finais.

Capítulo 16 - Seja feliz...


Fanfic / Fanfiction Lie {JiKooK} - Capítulo 16 - Seja feliz...

Entrei dentro do quarto. Meu corpo termia. Lágrimas se formavam em meus olhos. 

-Oh meu Deus...-falei parando de andar.  

Na cama encontrava-se o corpo de Kim, completamente nu e mal tratado. A mesma se encontrava sem vida.  

Reparei que havia uma cadeira no canto do quarto com cordas. Yoongi... 

Vi o pouco de um pé perto da cama. Estava ali mais alguém. Andei receoso até lá. Tapei a boca em choque  assim que vi o corpo da filha de Yoongi no chão com um tiro na testa.  

Eles as mataram... 

Peguei em meu celular completamente alterado e assustado. Tentei ligar para Yoongi mas não conseguia ver direito devido ás lágrimas que insistiam em cair.  

Assim que consegui ligar esperei que Yoongi atendesse mas isso não aconteceu. 

-Atenda, Yoongi, por amor de Deus- falei desesperado. Yoongi continuou sem atender. Gritei frustrado.  

Guardei meu celular e saí daquela casa. Comecei a correr pelas ruas á procura de Yoongi. O mesmo podia estar em qualquer lugar.  

Ouvi meu celular tocar. Parei de correr e tirei-o do bolso atendendo a chamada.  

-Jungkook?- era Yoongi.  

-Yoongi! Oh meu Deus- chorei descontroladamente- Onde é que você está? 

-Isso não interessa- a voz de Yoongi estava fraca.  

-Ele o fez ver, não fez?-perguntei. 

-Jungkook, faça uma coisa por mim- ouvi Yoongi chorar do outro lado- Mate eles. Mate James. Seja forte. Seja feliz. Lute por si, lute pela sua felicidade- Yoongi chorava alto me partindo o coração. 

-Yoongi, onde é que você está?-perguntei. 

-Eu vou ter com minha família- Yoongi fungou- Vou, finalmente, ser livre com minha família.  

-Yoongi, não faça isso- implorei.  

- Obrigado por me ter ajudado a reencontrar minha família. Lute até o ultimo segundo, aconteça o que o que acontecer. Você sabe que mesmo eu sendo um filho da puta, eu até gostava de você, por isso cuide-se. Minha família me chama, adeus, Kookie- ouvi seu choro novamente. Lembrei-me da primeira fez que falei com Yoongi. O mesmo fez várias piadas com meu nome, ele sempre me chamava de "Kookie" para me irritar. Nossa relação podia não ser a melhor, mas no final ele sempre me ajudava e me apoiava.  

Tinha meu rosto estava lavado em lágrimas.  

Eu não podia deixá-lo fazer isto. 

-Yoongi...Não me deixe- falei me sentindo uma criança chamando pela mãe. De repente a chamada caiu. Apertei o celular com força e deixei-me cair de joelhos. Não conseguia controlar meu choro. 

Assustei-me ao ouvir meu celular tocar. Atendi imediatamente. 

-Yoongi, não faça nada, nós vamos dar um jeito. Por amor de Deus- falei desesperado. 

-Jungkook?- ouvi a voz de Jimin.  

-Jimin, Yoongi vai-se matar- falei me desmanchando completamente. 

-O quê? O que aconteceu?-Jimin perguntou em choque. 

-Sua família foi morta- solucei- Yoongi vai se matar, Jimin. Meu companheiro vai-se matar. A única pessoa que se preocupou comigo durante estes anos vai morrer e tudo por minha causa. 

-Onde você está?- Jimin perguntou apressadamente- Estou saindo de casa, me diga onde está Jungkook!- Jimin exigiu. Falei mais ou menos onde estava- Espere aí por mim- Jimin desligou. Levei as mãos até ao rosto e chorei. Chorei como nunca tinha chorado em toda a minha vida. 

Passado uns minutos vi Jimin correr em minha direção. Levantei-me e fui até ele o abraçando com força.  

-Está tudo bem, eu estou aqui consigo- Jimin acariciou meus cabelos enquanto que eu chorava agarrado a seu corpo. 

-Jimin, eu preciso de encontrá-lo- falei me afastando. Jimin me olhava preocupado.  

-Lamento muito- Jimin falou tentando não chorar.  

-Não existe nada para lamentar, Yoongi ainda está vivo- falei limpando minhas lágrimas.  

-Jungkook...-Jimin suspirou- Eu vou ajudá-lo.  

Jimin ligou para alguém e falou alguma coisa sobre encontrar Yoongi através de seu celular. O mesmo me  pediu algumas informações em relação ás redes sociais de Yoongi. A chamada ainda demorou algum tempo mas eu não me importava desde que conseguisse encontrar Yoongi. 

-Tá bom, obrigado- Jimin falou desligando a chamada- Acho que já sei onde Yoongi está. 

-Como? 

-Meu pai tem pessoas, que conhecem pessoas que por sua vez conhecem outras pessoas, assim sucessivamente- Jimin riu levemente.  

-Me leve até lá- Jimin assentiu, agarrou em minha mão e entrelaçou nossos dedos. O mesmo logo me puxou e fomos até ao seu carro onde seu motorista o esperava. Jimin falou o local onde Yoongi estava. 

-Mas menino, aí não existe nada. É só mato- seu motorista falou. 

-Não interessa, nos leve até lá- Jimin exigiu. O mesmo se sentou comigo nos bancos de trás- Vai correr tudo bem, nós vamos conseguir- Jimin falou acariciando minha mão. Assenti.  

Passado uns 15 minutos, o motorista de Jimin deixou-nos no começo do mato. Saímos rapidamente. Não perdemos mais tempo e começamos a procurar por Yoongi. 

-Yoongi!!-eu e Jimin gritávamos mas nada. Fomos andando e andando e andando e nada- Yoongi!!- gritei pela milésima vez.  

Parei de andar assim que vi algo no chão bem longe de nós.  

-Jimin!- falei apontando para o que tinha visto. Corremos até lá completamente desesperados.  Yoongi estava ali- Yoongi...- coloquei-me de joelhos e peguei-o no meu colo. Peguei em seu rosto e o virei para mim. Comecei a chorar assim que vi um tiro na lateral de sua cabeça. 

Jimin me abraçou por trás.  

-Lamento imenso, meu amor- Jimin falou com a voz trémula.  

Puxei Yoongi para mim e o abracei com força. 

 Porra!! Porquê ele?  

Ele tinha uma família! Tinha uma criança para ver crescer.  

O apertei ainda mais contra meu corpo. 

-Me desculpe- falei chorando cada vez mais.  

-A culpa não é sua- Jimin falou. 

-Era suposto ele me ajudar a lutar contra James e Stefan e todos os outros. O que é que eu faço agora? 

Continuámos ali ainda durante algum tempo. Depois Jimin me convenceu a ir embora mesmo contra a minha vontade. Antes de voltarmos para o carro tive de tirar meu casaco pois estava manchado de sangue.  

Jimin levou-me para sua casa. O mesmo me guiou rápidamente para seu quarto para não sermos vistos. 

Jimin foi até ao banheiro e logo voltou.  

-Se quiser ir tomar um banho, tem toalhas lavadas. Eu vou só lá baixo colocar seu casaco a lavar. Também tem pijamas no armário é só procurar- Jimin falou me olhando atentamente. Fui até ele e o beijei. Jimin correspondeu.  

-Obrigado- falei assim que nos separámos. 

-Não tem de agradecer- Jimin sorriu levemente.  

-Eu sei que você também está a sofrer com tudo isto e por causa do que seu oppa fez- falei passando a mão pelo seu rosto. Jimin suspirou e olhou profundamente em meus olhos.  

-Você sabe... 

-Eu vi quando passei por cá naquela noite.  

-É...nada é perfeito, não é verdade?- assenti- Bom, eu vou lavar seu casaco. Tome um banho e se quiser pode usar a cama para descansar. Eu já volto- Jimin afastou-se e logo saiu do quarto. Fui até ao banheiro e fiz o que Jimin falou. Logo depois fui até ao quarto e vesti um de seus pijamas. Adorava seu cheiro.  

Deitei-me na sua cama e fiquei ali o esperando. Eu não queria ficar sozinho. Estar sozinho só me fazia pensar mais em Yoongi.  

Remexi-me na cama. 

Não conseguia evitar as lágrimas que escorriam por meu rosto.  

Ouvi a porta sendo aberta. Felizmente estava de costas e Jimin não conseguia ver que estava chorando. Jimin entrou na cama e me abraçou por trás.  

-Chore tudo o que precisar, meu amor- Jimin falou. Virei-me de barriga para cima nem me importando se Jimin via ou não, não valia a pena esconder minhas emoções dele, Jimin me conhecia. Senti  meu corpo ser abraçado - Eu ficarei aqui o consolando até sua dor desaparecer.  


Notas Finais


Bom, espero que tenham gostado. Nos vemos no próximo capítulo!
Jikisses! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...