História Lies - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Claudio Marchisio, Daniel Alves, Douglas Costa, Gianluigi Buffon, Gonzalo Higuaín, Paulo Dybala, Sami Khedira
Personagens Claudio Marchisio, Daniel Alves, Douglas Costa, Gianluigi Buffon, Gonzalo Higuaín, Paulo Dybala, Personagens Originais, Sami Khedira
Visualizações 270
Palavras 1.245
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura.

Capítulo 2 - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction Lies - Capítulo 2 - Capítulo 1

--- Angelina ---

Arqueei minha sobrancelha assim que Lucca deitou sua cabeça no meu colo.

- Folgado. 

Ele riu e pegou o controle colocando em um canal de desenho. Olhei pro teto e suspirei pesado.

- Eu vou desistir da faculdade. - Lili falou abrindo a porta da casa. 

- Você sempre fala isso. Lucca me dá minha bolsa? - Ela revirou os olhos.

- Mas eu agora eu falo comconvicção, eu não aguento mais. - Choramingou.

Eu ri e balancei a cabeça, ouvi a porta sendo aberta de novo e vi Dybala entrando por ela. Revirei os olhos e peguei meu esmalte que estava dentro da minha bolsa.

- Minha casa virou hotel agora? - Ele falou.

- Nossa casa. - Lucca reclamou e Dybala o encarou com uma cara de tédio.

Vi uma camisa vindo em minha direção e não tive tempo de reagir. Soltei um grito e acabei derrubando o esmalte na minha blusa.

- FILHO DA PUTA, EU VOU TE MATAR. - Gritei e Paulo subiu as escadas rindo. - Eu odeio esse insuportável. Que ódio, sujou minha blusa. 

- Ainda bem que não caiu em mim. - Lucca suspirou aliviado e saiu do meu colo.

Levantei e tirei a blusa ali mesmo ficando de sutiã, eles já me viram assim mesmo.

- Olha a putaria na minha casa. - Ryan falou descendo as escadas.

- Nossa casa. - Lucca repetiu e Ry revirou os olhos.

Fui em direção a porta e sai da casa deles.

- Desgraçado, filho da puta, nossa eu vou matar esse garoto. - Sussurrei irritada.

Peguei a chave no meu bolso e abri a porta da minha casa. Subi as escadas e abri a porta do meu quarto, fui até o closet e peguei uma blusa qualquer. Nós íamos almoçar na casa dos meninos, então sai de casa indo em direção a deles. Era sempre assim, as vezes comíamos na nossa casa e as vezes na casa deles. Eu e Lili estamos pensando em morar com eles, mas morar na mesma casa que aquele babaca não é uma idéia que eu concorde. 

Abri a porta da casa deles e entrei, indo direto pra cozinha.

- Cheguei. - Falei e Dybala soltou uma risadinha, ele estava sentando na cadeira e de costas pra mim, fiquei atrás dele e dei um tapa no braço. Ele gritou e me olhou indignado.

- Você ficou louca? - Eu ri e dei de ombros. - Eu nunca odiei tanto uma pessoa em toda a mim vida... 

 Sentei em cima da bancada e olhei pra Lili que cozinhava alguma coisa no fogão enquanto Lucca a ajudava.

- Vocês vão no jogo amanhã? - Respondemos um sim em coro. - Certo.

- Quase cai na faculdade hoje, eu tava andando e...

- Guarde essa informação pra quem se importa. - Paulo me interrompeu.

- Olha aqui garoto...

-Ah calem a boca. - Ryan reclamou.

- Vai tomar no seu cu. - Eu e Dybala dissemos ao mesmo tempo. Trocamos olhares e ele me mostrou o dedo do meio, revirei os olhos.

- Infantil, idiota, babaca... 

- Olha, eu não aguento mais vocês dois. - Lili reclamou.

- A porta é bem ali. - Dybala disse indiferente.

- Grosso. 

- Grosso e grande.

- Ai garoto. - Lili fez cara de nojo e saiu da cozinha. Segurei o riso.

Hoje provavelmente vamos ter uma briga séria, sempre acontece. Isso é só o começo. É sempre assim, o dia começa com brigas bobas e depois em algum momento um de nós fala alguma merda e nós brigamos. Bufei com esse pensamento.

Desci da bancada e quase cai quando Dybala colocou o pé na minha frente, o olhei irritada e sai da cozinha.

- Tô cagado de fome. - Ryan reclamou.

- Da pra parar de me seguir? - Reclamei quando vi Paulo atrás de mim.

- Ficou louca? Eu só tô andando. 

Dei de ombros e suspirei, me joguei no sofá.

- Que horas é o jogo? 

- Três e meia.

- Merda, não vou chegar a tempo. - Bufei.

- Porque? 

- Vou estar na casa do Caique. - Nessa hora Dybala resmungou. Arqueei minha sobrancelha pra ele.

- O que?

- Nada. 

Caique é um companheiro da faculdade, e nós temos um trabalho juntos, e Paulo tem um birra com ele, que até hoje eu não entendi.

Ficamos horas ali assistindo um filme qualquer e logo em seguida eu e Lili voltamos pra casa. Subi as escadas correndo e quando cheguei no topo a campainha tocou.

- Ah você tá de sacanagem. 

Desci as escadas lentamente e abri a porta.

- Ah claro que é você. - Ele sorriu irônico e entrou na minha casa sem ser convidado. - Ei...

Ele foi até a sala e começou a procurar alguma coisa, achou e sorriu e eu fechei a cara assim que vi que era o controle da minha televisão.

- O que você pensa que tá fazendo?

- Ryan jogou o controle da televisão na piscina, e como a sua televisão é igual a nossa eu vim pegar o controle de vocês.

- Você não pode fazer isso. 

Não me provoca.

- Posso sim. - Sorriu e passou por mim, puxei seu braço e ele revirou os olhos. - Daqui a pouco eu devolvo.

Sim eu podia imprestar pra ele e não, eu não vou fazer isso.

- E como você acha que eu vou assistir televisão?

- Troca de canal no receptor. 

- Por que VOCÊ não faz isso? - Ele deu de ombros.

- Para de ser tão egoísta. - Cruzei os braços e o encarei. Fui até ele e tentei pegar o controle da sua mão, começou um puxa-puxa ridículo.

- Eu não sou egoísta seu lixo. Eu só prefiro não ter nada ligado à você.

- Sim você é. - Senti meu rosto ficar vermelho de raiva.

- Você não sabe nada sobre mim. - Ele riu irônico.

- Mas é claro que sei. Você é egoísta, mimada, filhinha do papai, conseguiu tudo de mãos beijadas...

Respira.

Inspira.

Não pira.

É não deu muito certo. 

Soltei o controle e o empurrei. Eu falei que algum de nós ia falar alguma merda.

- Você vai me olhar, me julgar e tirar conclusões precipitadas... e ainda não vai me conhecer.

Puxei o controle da sua mão e joguei no chão e ele se despedaçou.

- Problema resolvido.

Entrei em casa e sai correndo pro meu quarto. Tranquei a porta e entrei no banheiro, me apoiei da pia e suspirei.

Drama.

Tirei a roupa ali mesmo e entrei no chuveiro tomando um banho gelado pra esfriar a cabeça. Sai banheiro e vesti meu pijama que era apenas um shortinho rosa curto e uma blusa rosa que formava conjunto com o short.

Sai do quarto e fui até o sótão e subi até o telhado por lá. Agradeci por já estar de noite, deitei sobre o telhado encarando a poucas estrelas que estavam no céu. Olhei pra frente e vi Lili tentando subir, fui até lá e ajudei. Nos deitamos uma do lado da outra.

- Hmm... Tudo bem?

- Sim.

- Ryan disse que você e o Paulo brigaram por um controle de televisão. 

- Falando assim parece idiota.

- Mas é. - Revirei os olhos.

- Você não sabe o que ele falou pra mim. - Falei me sentando e abraçando minhas pernas.

- Dybala falou pro Ryan que falou pra mim, você quebrou o controle? - Ela perguntou rindo.

- Quase quebrei na cara dele. - Falei.

- Eu juro por Deus que não entendo vocês dois.

- Ele é um babaca.

- Vocês dois são.

- Seu cu. - Ela riu.

- Isso é amor. - Gargalhei e ela me olhou séria e eu fechei a cara.

- Você tá falando sério?

- Sim. Os apostos se...

- Nem termina. - Falei me levantando e saindo do telhado.









Notas Finais


Espero que tenham gostado 💕.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...