História Lies of a Young Heart - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Amor, Drama, Friend Zone, Grande, Lesbicas, Romance
Visualizações 21
Palavras 3.045
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Esporte, Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Saga, Visual Novel, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Um tiro no coração de cada um ai S2

Capítulo 9 - Tempos Frios


Fanfic / Fanfiction Lies of a Young Heart - Capítulo 9 - Tempos Frios

Eu acordo, se é que eu consegui dormi realmente depois da conversa que Katy e eu tivemos ontem, eu não sabia quem estava mais confusa, eu por ouvir as palavras de Katy, ou Katy por ver minhas reações, eu pensava “que piranha, depois de tanto tempo deixar meus sentimentos novamente confuso” e mais confuso do que sempre, eu poderia citar vários motivos para não ficar com Katy no passado, mas agora o que vinha a minha cabeça era apenas uma pergunta, “por que não”, mas para a minha tristeza a resposta vinha logo em seguida, “por que Katy é hétero, por que Katy namora, por que eu namoro, por que isso pode estragar nossa amizade, por que a família de Katy era idiota e preconceituosa como disse Elena.

-Lauren? – Ouço a voz da minha mãe batendo na porta.

-Já vou levantar mãe. – Digo cobrindo a cara.

-Você tem visita.

-É a Katy?

-Não.

-Tássia?

-Não.

-...Alex?

-Não, acho melhor você descer.

Então eu visto uma calça jeans, uma bota, uma blusinha e um sobretudo, e desço, quando chego na sala está uma morena bonita sentada de costas para mim.

-E-Emmy? – É quando ela vira e vem me abraçar.

-Que saudade.

-Nossa Emmy, você está tão....

-Diferente?

-Sim, tão bonita, o que aconteceu com você?

-Fiz umas dietas aí, e você cara, você está tão...

-Igual?

-Adulta, olha seus peitos, caramba!

-Vamos subir para conversar Emmy!

-Mas você não tem aula?

-Droga, é mesmo, você vai para a escola comigo né? Pera ai, e suas aulas?

-Já acabaram.

-Tudo bem, vou subir e me arrumar e já desço. – Digo abraçando ela novamente.

Eu subo, tomo banho, ponho um blusão cinza de manga e uma jaqueta preta por cima, com bostas e calça jeans, sacudo o cabelo um pouco e desço, assim que desço as escadas vejo Alex na porta conversando com Emmy, então corro e puxo Emmy pelo braço.

-Sai fora Ally, essa aqui você não vai converter não.

-Ela é de ouro Lauren?

-Não, essa aqui é de diamante.

-Ah para, você já tem a Elena, a Tássia e a Katy, com quem eu....

-Katy? Pera ai, Katyrina Kaidah? – Pergunta Emmy.

-É.

-C-Como vocês... vocês duas?

-É, uma longa história.

-E ai, você tem pego muitas garotas?

-Muitas não, eu estou ficando com uma garota agora.

-Sério? Qual o nome dela?

-Tássia.

-Vocês estão namorando?

-Bem que a Lauren queria... – Disse Alex.

-Ué, e por que não namora com ela?

-Ela não é assumida. – Respondo.

-E você Emilly, namora? – Diz Alex entrando no meio de nós duas.

-Ãn... quem é você?

-Eu sou o que você quiser.

-Você pode ser invisível?

-Ãn, não funcionou né? – Pergunta Alex olhando para mim.

-Alex, a Emmy é hétero. – Digo.

-Que bom, adoro desafios.

-Escuta, Alex, não sou uma garota difícil, apenas... não gosto de garotas, e você em especifico, não me faria mudar de opinião. – Diz Emmy.

-Vamos sair hoje, aposto que mudo sua opinião.

-Eu não quero mudar de opinião.

-Não vai rolar Alex, Lauren, fala sobre a Katy, ainda sente “aquilo” por ela? – Diz Emmy tentando não ser muito explicita.

-Não precisa esconder Emmy a Alex sabe, ela descobriu.

-Descobriu por que você ainda sente algo?

-Sim. – Diz Alex.

-Não! – Retruco.

-E aconteceu algo entre vocês duas desde que eu fui embora?

-Provavelmente! – Afirma Alex.

-Não! Cala a boca Alex, não aconteceu nada.

-Então deixa eu entender, vocês ficaram amigas, mas não se pegaram? Você está na fried-zone, o que aconteceu?

-Ela amarelou.

-É amarelei, e não me arrependo, eu e Katy somos amigas agora e é a melhor coisa que poderia acontecer.

-Você está mentindo. – Diz Emmy.

-É Lauren, admite, a Tássia pode até ser gostosa para o maldito caralho, mas você gosta da Katyrina, melhor que gostar, você ama a Katyrina. – Diz Alex.

-Parem, as duas, vocês não sabem o que eu sinto pela Tássia, isso sim é real, eu gosto dela, ela gosta de mim, Katy está com alguém, eu estou com alguém, pronto, é só isso que vocês precisam saber, e definitivamente é só isso que eu preciso sentir, nenhum sentimento à mais. – Digo andando na frente.

Quando chegamos na escola vejo Justin e Katy logo na entrada, ela vem na minha direção sorrindo, mas quando avista Emmily fecha o sorriso na hora e a comprimenta.

-Oi Emmily. – Diz o tanto quanto desconfortável.

-Oi Katy, quanto tempo.

-Você está muito bonita.

-E você continua bonita Katy.

-Por que está todo mundo aqui fora? Já vai dar 7:15, já deveríamos estar em sala. – Pergunta Alex.

-As aulas foram cancelada, disseram que hoje vai ter uma chuva de granizo. – Responde Justin chegando e envolvendo Katy pela cintura. – Escutem garotas, eu e uns garotos vamos ir para o bar aqui do lado, vocês topam?

-Com chuva de granizo vindo por ai? Não obrigada. – Diz Emmily.

-Também recuso, a Emmily aqui já é fria o suficiente para mim. – Diz Alex, e paramos a conversa quando vemos Elena chegar.

-Oi Lena. - Diz Katy.

-“Lena”. – Debocha Alex.

-Que foi Alex, pensei que você estava congelada pela “Emmily”. – Retruca Katy.

-Perdi alguma coisa? – Pergunta Elena.

-Não tem aula. – Digo.

-Ãn, prazer, sou Elena. – Diz Elena notando a presença de Emmily e estendendo a mão para cumprimenta-la.

-Emmily. – Diz Emmy sorrindo e à cumprimentando.

-Vamos ficar paradas aqui...? – Pergunta Katy.

-Ãn... Estou esperando a Tássia. – Digo.

-Devem ter ligado para os pais dela, os riquinhos têm.... A olha ela chegando. – Diz Alex apontando para ela.

-Nossa! Quanta gente. – Diz Tássia chegando e envolvendo minha cintura com um dos braços.

-Não tem aula, a gente tem que ir para algum lugar. – Digo.

-Claro, o que tem em mente? Café Primo Pátio? – Pergunta Tássia.

-Não abre à essa hora. – Diz Katy.

-Já sei! – Exclama Alex.

-Lá vem. - Digo.

-Shh Lauren, deixa ela falar. – Diz Katy.

-Vamos fazer um piquenique!

-Hum, boa ideia, o South Side é aqui do lado. – Diz Katy.

-Não, provavelmente todos vão para lá, vamos um pouco mais longe.

-Lá vem.... – Diz Katy.

-Shawnee State Park.

-Só duas horas daqui, eu topo. – Diz Tássia.

-Parece legal, também vou. – Diz Elena.

-Precisamos só da comida então. – Digo.

-Ok, vamos todos para casa, nos arrumar e pegar comida, e nos reunimos na casa da Lauren para ir para lá. – Diz Katy.

-Parece perfeito. – Concorda Emmy.

Emmily e eu vamos para minha casa e ela me ajuda a pegar algumas comidas da geladeira.

-E ai... Você e Tássia são bonitas juntas, mas eu não vi nenhum beijinho.

-É, é bem difícil ficar com ela em público.

-Mas você e Katy....

-Não, esse assunto de novo não. – Digo fechando a geladeira e a bolsa de comida.

-Tabom!

-É melhor eu pegar um casaco para você, lá é perto do lago, faz frio.

-E se as garotas chegarem?

-A Alex sempre chega primeiro, em tudo, é só você ignorar ela. – Digo subindo as escadas para pegar um casaco para Emmy, quando vejo no topo do meu armário a caixa de fotos e desço com ela na mão, logo Emmy vê.

-Não acredito, você ainda guarda a caixa.

-Guardo sim.

-Nossa, olha essa aqui do parque de diversões, lembra que meu órculos caiu da roda gigante e...

-... a gente teve que ir embora por que você enjoava sem órculos.

-É isso ai, olha essa, a gente na piscina do Josh, você teve que ir embora correndo por causa que...

-... a patricinha da Esther chegou.

-É, ela sempre te zoava.

-É eu odiava ela. – Digo rindo.

-Nossa Lauren, é incrível como depois de todos esses anos nós ainda somos melhores amigas. – Diz ela me abraçando forte quando ouvimos alguém bater na porta.

-Estou interrompendo? – Diz Katy que tinha trocado a calça por um short e vinah sem casaco.

-Katy... én... você vai ficar com frio. – Digo disfarçando.

-Não, não estou com frio, ãn... melhores amigas né, eu também acho a amizade de vocês foda para caralho. – Diz Katy (Soltando um palavrão, coisa que ela só fazia quando estava irritada.) – Isso ai é a caixa de foto de vocês, posso ver?

-Claro! – Diz Emmy.

Katy chega perto da mesa e olha as fotos.

-Nossa tem muitas fotos.

-É Lauren e eu éramos agitadas, vocês duas devem ter um monte também.

-Não temos, por que... o que você diz mesmo Lauren? Que odeia tirar fotos né? – Diz Katy olhando para mim com um olhar quase que assassino.

-Nessa época ela gostava, ela tinha até deu nome para uma máquina de fotografia, o nome era...

-...Van Gogh. – Completo.

-Isso ai, você ainda tem o Van Gogh Lauren?

-Tenho sim.

-Podia pegar ele para completarmos nosso algum de Best Friends.

-É Lauren. – Diz Katy. – Pega o Van Gogh.

-Hum... daqui a pouco eu pego, sabe eu tenho que subir de novo... e deixar vocês a sós...

-E ai Emmily, vai ficar por muito tem, vou embora amanhã à noite, meus pais vão para meus tios, em Nova York, por quê?

-Amanhã a noite tem minha festa, minha amiga Alex fez pra mim, por que você não vai?

-Eu vou tentar ir.

É quando Alex chega com várias bolsas quase não conseguindo carregar e às joga na mesa.

-Urf, eu não sabia que laranjas pesavam tanto. – Diz Alex quase sem fôlego. – Eu preciso malhar, as outras ainda não chegaram?

-Não, somos só nós quatro. – Respondo, e logo em seguida ficamos em silêncio por alguns segundos.

-Ta bom, o que eu perdi? – Pergunta Alex.

-Nada Alex. – Diz Katy.

-Galera, primeira regra da Alex: não briguem longe da Alex!

-Não brigamos Alex, cala a boca. – Digo.

-Você me mandou calar a boca muitas vezes nessa fanfic.

É quando Elena e Tássia chegam trazendo mais algumas bolsas.

-Nossa, vocês sabiam que a Elena mora perto da minha casa? – Diz Tássia um pouco ofegante.

-Um, então eu posso enumerar vocês duas, riquinha um, e riquinha dois. Diz Alex.

-Alex... – Diz Tássia.

-Já sei: cala a boca.

-Isso aí. E aí, vamos?

-Vamos, só estávamos esperando vocês. – Digo.

Eu subo pego a câmera e vamos para o parque de ônibus, Eu sento ao lado de Tássia que apoia a cabeça no meu ombro, Alex vai ao lado de Emmily perturbando ela e sendo ignorada e Katy e Elena sentam juntas e vão caladas a viajem toda, quando chegamos no parque, quase deserto, forramos os panos no chão, nos sentamos e colocamos a comida nos panos.

-O sol está começando à aparecer. – Diz Elena.

-Vamos jogar um jogo. – Diz Alex.

-Seu último jogo não foi dos melhores. – Digo.

-Ah esse vai ser fácil. - Diz Alex tirando a bebida da bolsa.

-Já sei, ou diz ou bebe?

-Não, trouxe a cerveja por que eu estou com sede. É fácil, a mestre, que sou eu é claro, faz uma pergunta, leve, e vocês respondem.

-Pode ser. – Dizem as garotas, mas eu fico calada sabendo que é uma péssima ideia.

-Então tá, começa com meu lado esquerdo, Elena, nunca, tipo NUNCA ficou com nenhuma garota ou quis ficar?

-Ãn, na minha outra escola tinha uma garota bem bonita, mas acho que eu só achava ela bonita, não era atração. – Responde Elena.

-Para Elena, quando eu te vi meu gaydar nem emitiu alerta, ele só explodiu.

-Só por que eu me visto com algumas roupas não tão femininas não quer dizer que eu sou lésbica, só quer dizer que eu não me visto com roupas femininas. – Justifica Elena.

-É gente, por que as pessoas têm essa mania de achar que o que você é por fora define quem você é por dentro, olha a Tássia, se alguém dissesse que ela era bissexual e apostava meu cabelo que não. – Diz Katy.

-Ah fala sério, vocês estão acusando uma gay de preconceito. – Diz Alex.

-Não.... – Diz Elena.

-Sim! – Diz Katy.

-Ta, desculpa Lena, próxima, Emmily, você tem ciúmes da Katy com a Lauren?

-ALEX! – Exclamo.

-É uma pergunta amistosa, deixa ela responder. – Diz Alex.

-Ãn, não, a minha amizade com a Lauren é impossível de ser superada, eu gosto que a Lauren tenha alguém para me substituir quando enquanto estou longe.

-Substituir?! – Grita Katy.

-N-não, ELA NÃO TE SUBSTITUI. – Digo para Emmy. – Você não substitui ela. – Digo para Katy.

-Isso, está começando a esquentar, Katy, sua vez. – Diz Alex. – Você gostou quando a Emmy foi embora e deixou a Alex só para você?

-Ãn, é claro que eu gostei, não tem como eu negar, quando a Emmy foi embora eu consegui me aproximar da Lauren, se ela tivesse ficado, a gente provavelmente não seria amiga. – Responde Katy.

-Então você tem ciúmes da Lauren com a Emmy?

-Ãn... – Hesita Katy.

-É uma pergunta só idiota. – Digo brava.

-Ok, é sua vez! Se você fosse para uma ilha, com qual garota daqui você iria, não vale eu.

-Sério? Era minha primeira opção. – Debocho. Quando olho para meus lados Tássia, Emmy e Katy estão me olha aflitas, é quando vejo Elena olhando para umas borboletas. – Ãn a Lena.

-Hum, ótima saída, ao invés de se ferrar muito com duas pessoas, se ferrou pouco com as três. – Diz Alex.

-Defina pouco. – Diz Tássia.

-Ah Tássia, agora é você. – Diz Alex.

-Estou pronta.

-Se você ama mesmo a Lauren, por que você não assume ela?

-Ãn... amar é uma palavra forte... e-eu gosto da Lauren, muito, mas é muito cedo.

-Menos uma para ilha. – Diz Alex deixando um clima mais frio do que já estava e tirando o casaco e a blusa.

-Aonde você vai? – Pergunta Elena.

-Nadar. – Diz Alex levantando.

-Sério? Nesse frio? – Pergunta Katy.

-É....

-Eu vou com você. – Diz Elena levantando tirando as partes de cima e deixando o corpo sublime que estava escondido dentro de alguns trapos aparecer. Logo em seguida Katy se levanta, mas sem tirar a roupa.

-Katy, vai nadar também? – Pergunto.

-Nem brincando! Vou nadar ao redor do lago, sabe, admirar a paisagem. – Diz Katy parecendo meio triste.

-Eu vou comprar alguma coisa não alcoólica, eu não bebo. – Diz Emmy levantando também.

Naquela hora eu sabia que tinha escolhas à fazer, podia ignorar as três e entrar no lago, ir atrás de Emmy, minha amiga de infância, ficar com Tássia, minha crush suprema, ou ir passear com Katy, que naquele momento, parecia se encaixar nas duas categorias, eu continuo sentada por uns segundos, mas logo levanto e vou atrás da Katy correndo.

-Katy... Katy espera. – Digo caminhando ao lado de Katy.

-O que foi Lauren?

-Ãn, você sabe que não é fácil escolher, eu conheço a Emmy desde....

-O tempo, essa é sua escolha Lauren.

-Você sabe que eu não posso ignorar minha história com a Emmy.

-Mas pode ignorar a nossa?

-Eu não estou ignorando nossa história, mas você mesma ouviu Katy ela vai embora amanhã e...

-Eu vou voltar a substituir ela.

-Não Katy que droga, você é minha melhor amiga, e a Emmy também, sendo que à ela eu não vejo à 4 anos.

-E-eu sei, mas, que droga Lauren, eu não quero sentir ciúmes, desculpa eu não queria sentir, mas eu sinto, você não pode me culpar! Ainda mais que agora eu tenho que competir com a Tássia, com a Emmy....

-Você não precisa competir com ninguém. – Digo puxando ela pela mão e ficamos alguns segundos caladas nos olhando.

-Eu preferia quando você era uma gótica solitária. – Diz rindo e esfregando os ombros de frio, então eu tiro meu casaco e dou para ela.

-Eu preferia quando éramos só nós duas também.

-Sem Tássia?

-Sim.

-Sem Elena?

-Sim.

-Sem Alex?

-Não, sem Alex nunca.

-É, eu também gosto da Alex, em falar nisso, cadê elas?

-Nossa a gente se afastou muito delas, vamos voltar?

-Ãn, agora?

-Não, agora não.

Então nós sentamos na areia, conversamos, fazemos cosquinhas....

-Eu trouxe o Van Gogh

-O qu... Ata a câmera.

-Vamos tirar uma foto.

-Não precisa, você nem gosta de tirar fotos.

-Mas eu gosto de você, e quero me lembrar de você sempre que eu olhar para essa foto.

-Não precisa, eu vou estar sempre por perto.

-Eu sei. – Digo abraçando ela para tirarmos a foto.

Quando acabamos de bater a foto Katy se apoiou no meu ombro e eu me apoiei na cabeça dela, foi quando ela levantou um pouco do meu ombro e chegou a boca dela perto da minha dando um suspiro longo e profundo, mas se afastou e disse:

-Acho melhor a gente voltar. – Disse se levantando e me levantando também.

Então nós vamos caminhando até o lugar onde estávamos, quando chegamos vimos Elena e Alex abraçadas cobertas por um dos panos de piquenique, eu me sento ao lado de Tássia e abraço ela, Katy entra debaixo do cobertor junto com as meninas.

-Qual vai ser nosso nome? – Pergunta Elena.

-Fumou o quê? – Debocha Alex.

-Somos seis, a gente deveria dar um nome para o nosso grupo.

-Que tal, Alex e As Outras?

-Somos só cinco agora, tchau Alex. – Diz Katy.

-Cala a boca.

-Vamos fazer uma fogueira? – Pergunta Elena. – Está muito frio.

-Eu ajudo você a pegar madeira. – Diz Alex.

-Eu também. – Diz Emmy.

Então as três levantam, mas Katy segura Elena e faz sinal para que ela deixe Alex e Emmy sozinhas.

-Lena, você não vem? – Pergunta Alex

-E-Eu, vou ficar aqui... olhando a areia.

-Louca. – Diz Alex indo para dentro da floresta com a Emmy.

-A Emmily vai dormir na sua casa hoje? – Pergunta Tássia acariciando.

-Provavelmente. – Respondo. – Dorme lá também.

-Hoje eu não posso. – Diz me dando um beijo.

-Por quê?

-Meu irmão vai viajar com uns amigos da faculdade hoje, tenho que me despedir.

-Tudo bem.

-Caramba, elas estão demorando demais, vou ver como elas estão. – Diz Lena levantando e entrando na floresta também.

Nesse meio tempo Tássia e eu ficamos nos beijando, eu fico um pouco desconfortável, pois Katy está olhando para nós, é quando Alex volta falando alguma coisa no ouvido de Elena que parece meio insegura e então Emmy parece brigar com as duas enquanto chegam perto da fogueira.

-Sobre o que estão discutindo? – Pergunta Katy.

-Ãn.... – Elena fica nervosa ao dizer.

-Sobre nada. – Diz Alex colocando os troncos de madeira e acendendo a fogueira.

Nós ficamos no parque vendo o por do sol, enquanto Alex, Lena e Emmy pareciam esconder um segredo, Tássia me beijava, e Katy parecia olhar para mim dizendo “Nossa!” e eu mandava um olhar respondendo “Eu sei!”.

 

 

 


Notas Finais


O que tá mais quente? A fogueira ou o clima entre Lauren e Katy?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...