História Life - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Magcon
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Hayes Grier, Jack and Jack, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Jacob Whitesides, Mahogany LOX, Matthew Espinosa, Nash Grier, Personagens Originais, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Exibições 68
Palavras 1.405
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Amo a Grey e vou defendê-la! JAJSHAKSHAJ

Amo todas as personagens que vocês me mandaram, cada uma tem uma particularidade que me faz amar escrever por elas. (Falei da Grey hoje porque é dia de P.o.v delaaaa)

Capítulo 17 - Cinza


P.O.V Grey Louise 

Era engraçado no Twitter e em todas as minhas outras redes sociais como todo mundo achava que me conhecia. 

O.k. Existiam certos aspectos da minha personalidade que eram meio óbvios. Tipo que eu não era nem um pouco tímida, ou que eu gostava de dançar e acho que sou divertida. 

O que elas em imaginam é que no fundo no fundo, sou só mais uma menina que procura um amor de verdade. Meu próprio príncipe. E que na maioria das vezes tenta não parecer tão carente.

Mas, isso não existe na vida real. Eu aprendi essa lição depois tentar e de quebrar a cara muitas vezes. Muitas mesmo.

As pessoas no colégio gostam de dizer que eu sou louca de ficar com vários garotos. E que eu queria atenção. Que eu era só menininha que gostava de ficar no centro de tudo. 

Nada é feito sem motivos, e a busca por um amor de verdade é o meu para ficar com vários garotos.

Elas não sabem de nada na verdade. Eu não quero ser nada. Eu sou só a Grey. (Lou, para meu pai) E é só isso que eu quero ser. 

Mas, por tudo que eu já vivi eu não acredito mais que vá existir um menino que se divirta comigo, e me ame de verdade. Que chegue e me dê buquês de flores por nada. Que que grite que me ama, que ande de mãos dadas, que faça coisas fofas e não se canse de mim. 

Toda minha vida eu assisti e li histórias de romance, e na vida real o que eu via era o casamento fracassado dos meus pais, motivo pelo qual meu pai aceitou a proposta de se mudar pelo emprego. Não que isso tenha sido uma coisa totalmente ruim, já que foi graças a mudança que eu tive coragem de fazer a minha "pequena vingança" contra os babacas lá da escola, e graças a isso eu estou aqui agora. 

A maioria dos meninos que eu fiquei só queriam brincar comigo, e depois de fazer sucesso com os vídeos foi pior ainda, porque eles queriam me usar para fazer sucesso também. 

Então, prazer, essa sou eu: Grace Louise Mendes. Uma desiludida com o amor, que ainda assim bem lá no fundo sonha com um amor de verdade.

Deu para perceber que aquele filme de romance que eu vi ontem antes de dormir me deixou mexida?

-O ônibus chegou, time, vamos! - Bart chamou me tirando dos meus devaneios, ainda bem que ele fez isso, se não era capaz de eu começar a chorar e isso não ia ser nada legal. 

Eu puxei minha mala de rodinha e a bandana azul que estava amarrada nela caiu. 

Taylor. A bandana obviamente era dele. "Você fica ótima de azul. E fica ótima com a minha bandana" 

Ele é um garoto muito legal e eu to fazendo muito esforço para não criar expectativas, pelo que eu já vi, ouvi e percebi, ele é do tipo galinha. Bem galinha mesmo. Sabe aquele tipo "Sou fofo, mas sou assim com todas. Você não é especial". A gente nunca vai ter nada sério, é fora de cogitação pensar nisso. 

O.k, minha parte racional diz isso. Mas, como eu faço para meu coração não acelerar com o sorriso dele, ou toda vez que ele faz alguma gracinha? Como eu faço para parar essa vontade louca de beijar ele até o ar acabar toda vez que a gente tá perto demais conversando? Como faz?! Odeio me apegar rápido demais as pessoas. 

-Você não falou quase nada desde de manhã. Devo me preocupar? - Taylor perguntou e só então eu percebi que ele já estava do meu lado. 

-Não, não - Dei meu melhor sorriso - Só estou cansada, fui dormir tarde ontem porque fiquei vendo um filme. 

-Que filme? 

-About Time. 

-É bom? 

-É. Tem uma lição legal sobre a vida.  

Ele me olhou nos olhos por um tempo e parecia procurar por alguma informação que eu não tinha dado. Eu sorri para ele e me concentrei em achar  alguma playlist boa para ouvir durante a viagem. Ele ficou estranhamente quieto do meu lado também, acho que rabiscando em um papel, ou algo assim. 

Eu botei na playlist que a Mel tinha compartilhado comigo, ela tinha me apresentado uma banda que chama "Never Shout Never" e eu amei as músicas deles! 

Eu super me identifico com o Chris e os problemas que ele transforma em música. Ótimas musicas, por sinal. 

Nota mental: Agradecer a Mel mais tarde por essa ótima indicação de música, e pela ótima indicação de filme ontem. 

"What is Love?" Começou a tocar e eu relaxei e tentei não pensar em nada. E funcionou, até eu sentir o olhar de Taylor novamente sobre mim. Pausei a música, tirei o fone e olhei para ele também. 

-Posso te contar um segredo? - Ele me perguntou

-Conta.

-Eu sempre sonhei com uma ruiva. 

-Posso te contar um segredo também? - Eu suspirei e ri baixinho - Ouvi dizer que você é um galinha. 

-E você se importa? 

Eu me importo? Eu não tenho porque me importar, não é? Eu não posso me importar. 

-Não. Acho que não. 

-Ainda bem - Ele se inclinou me deu um selinho - Vamos porque a gente chegou! - Só então eu percebi que já estava todo mundo descendo. Eu estou realmente desatenta hoje.

Ele se levantou para sair do ônibus, e deixou em cima de mim um papel dobrado. Eu fiquei sentada tentando absorver aquela conversa estranha, e abri o papel que ele tinha deixado comigo...Era o desenho de uma rosa, um desenho bonito. E na beira estava escrito 

"Para Lou."

"P.s.: Não quero mais te chamar de Grey por que não consigo associar teu sorriso com nada 'Cinza'" 


Que? O que é isso? Desde quando um menino gato desse jeito fala essas coisas bonitinhas para mim, sendo que a gente passou só se conhece a alguns dias e ficou só uma vez? E ele nem precisa de mim para fazer sucesso! 

Não. Não é sério. Só pode ser brincadeira comigo. Isso não é vida real e eu to sonhando. 

-Grey!! - Isa se aproximou e sussurrou em meu ouvido - finge que a gente tá em um assunto super sério, porque se não o Cameron vem atrás de mim. 

-Isabela! A gente tem que conversar agora - eu puxei ela pelo braço e fiz cara de séria. Ela se virou para trás de seu de ombros para Cam, que ficou com uma cara nada feliz vendo ela "escapar". 

Quando já estávamos longe dele na porta do nosso quarto eu falei para ela:

-Deixa de ser péssima, Isabela! Ele tá babando horrores por ti, e você só brincando. 

-Vai dizer que ele não merece nem um pouco? Só to fazendo ele ver que não é a última coca-cola do deserto. 

-E onde o Carter entra nisso? Porque se ele for mais uma peça do joguinho isso vai dar merda. Eu não consigo nem quantificar o tamanho da merda que vai dar. Deixa o Carter fora disso. 

-Quem disse que ele é só um joguinho? 

-Ah, não! Ah, não, Isabela! Você quer me enganar ou você quer se enganar falando que tá "gostando do Carter"? 

-Eu não disse que to gostando dele. Ele só não faz parte desse joguinho. Carter é...diferente. - Ela desviou o olhar ao falar dele. 

-Eu realmente espero que isso seja verdade, porque a gente tem só um mês juntos, não vai ser bom estragar isso com brigas. 

-Relaxa, Grace! Não vai acontecer nada demais. - Ela revirou os olhos - Vamos mudar de assunto. As meninas já começaram a botar os planos em pratica, né? 

-Eu vi a Ana conversando com os Jacks, provavelmente falando para o JJ ter atitude. Sophi e Nash vieram dividindo o fone na viagem. Acho que a Mel tá evitando Matt e Aaron, porque pelo que eu vi, ela veio com o Shawn na viagem. Então, acho que nem um plano tá indo 100% bem. - Eu sei de ombros.

-E você é Taylor? Como estão? 

Essa é uma boa pergunta. 

-Indo. Eu acho. 

A verdade é que eu não sei. Quer dizer, a gente se beijou primeiro por causa de um jogo. E agora eu não sei como que fica. Eu odeio não saber, porque isso geralmente significa fazer mais papel de trouxa, e eu não quero mais isso. 


Notas Finais


Assistam "About Time"!!! É sério! E se vocês quiserem ouçam "Never Shout Never" também! ❤️ Comentem coisas que vocês quiserem!!

Bjbjbjbj


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...