História Life Gives Just Another Chance - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 1
Palavras 745
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Oi, a música de hoje é Flaws do Bastille.


enjoy

Capítulo 5 - Flaws


(3 anos depois)

POV CHRIS

- Está pronto? – Lisa entrou no meu quarto. – Deixe-me arrumar essa camisa, não precisa da gravata.

- Ainda não sei porque concordei com tudo isso. – revirei os olhos enquanto ela abotoava minha camisa e ajeitava a gola.

- Você não teve uma escolha. – ela deu de ombros. – Pelo menos está em casa.

- Verdade. – bufei. – Os convidados já começaram a chegar?

- Já, não muitos, por isso vim te apressar. – ela me deu um selinho.

Peguei a mão dela e descemos para o hall da casa. Meus pais estavam dando uma festa em comemoração à minha formatura, eu não tive muita escolha, só concordei para não me estressar. Eu já estava trabalhando no hospital dos Lewis desde os estágios da faculdade e também já tinha sido apresentado a inúmeros médicos que comandavam hospitais pelo mundo todo, tudo isso graças ao meu pai e ao senhor Lewis. Por mais que eu não gostasse de ter que sustentar meu sobrenome, ele tinha um impacto e eu realmente tinha que agir de acordo com o que esperavam de mim. Mesmo sendo recém-formado eu estava ganhando um salário ótimo e até o fim do ano tinha planos de me mudar para um apartamento no centro da cidade. Lisa e eu já estávamos pensando em noivar e usarmos essa desculpa para nos livrarmos de nossos pais.

- Aí está ele. – minha mãe veio na minha direção. – Venha, precisa recepcionar seus convidados.

- Seus convidados, não meus. – bufei.

- Chris, por favor, até suas irmãs são mais maduras que você para isso. Vamos logo. – ela me puxou para os jardins onde haviam feito um espaço adaptado para o evento.

Fiquei cerca de uma hora na volta da minha mãe cumprimentando os convidados, por sorte eles haviam convidado menos pessoas do que eu imaginei. Me afastei assim que pude e fui buscar algo para beber.

- Olha aí se não é o orgulho do papai. – alguém disse, eu sabia que era Andrew.

- Andrew. – virei para cumprimenta-lo. Ele riu e me deu um abraço.

- E aí, cara. Como estão as coisas?

- Tudo tranquilo, por enquanto só planejando comprar um apartamento no centro da cidade. E talvez noivar com Lisa. – dei de ombros.

- Talvez? – ele ergueu a sobrancelha. Eu sabia que ele estava procurando por algum sinal na minha expressão, eu não amava mais Lisa como antes, eu estava me esforçando o máximo para faze-la feliz, aparentemente ela não havia notado nada, mas eu ainda pensava em Anne...

- Se tudo der certo, primeiro preciso do apartamento. – ri.

- Sei. Olha cara, não deixe isso ir longe demais se não é o que quer. – ele passou o braço pelos meus ombros.

- Andrew Lewis, o especialista. – revirei os olhos. – E você, como estão as coisas com Pauline?

- Tudo maravilhoso, estamos pensando em ter um filho. – ele disse. – Eu ainda gostaria de esperar mais um pouco, Pauline também, então vamos tentar mesmo ano que vem.

- Filho?! Que responsabilidade. – ri. – Vou adorar ver você tentando trocar uma fralda.

- Uma hora temos que assumir novas responsabilidades, não é? – ele sorriu.

- É. – concordei. – E sua irmã? Não a vi hoje, mas também não esperava que estivesse aqui. – joguei verde.

- Ela ainda está com Louis no Canadá, se não me engano pediu para minha mãe lhe transmitir os parabéns. Acho que só aparecerão no aniversário do meu pai, Anne não faz questão nenhuma de voltar, se quisermos vê-la, nós temos que nos deslocar até o Canadá. – ele revirou os olhos. – Garota mimada.

- E quem iria querer voltar depois de se livrar de pais como os nossos? – ri e ele também. – Ela parece bem com Louis...

- Uma das escolhas mais certas que Anne fez na vida dela. – ele disse. – Você queria falar com ela, posso lhe dar o número dela...

É claro que eu queria o número dela, mas não ia pedir obviamente.

- Não, não. Só fiquei curioso, já faz um tempo que não a vejo.

- Quando eu falar com ela, digo que mandou lembranças.

- Chris. – Lisa chegou. – Oi Andrew.

- Lisa.

- O que foi? – perguntei.

- Credo, nem falei nada e você já está todo grosso. – Lisa fez uma careta. – Seu pai está te chamando para o brinde. – ela me deu as costas.

- Lisa. – segurei-a pela mão. – Desculpe.

- É bom mesmo que esteja se desculpando Christopher Johnson. – ela me encarou séria e saiu.

- Mulheres... – Andrew riu.


Notas Finais


é curtinho mesmo, mas se preparem porque as coisas vão começar a mudar


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...