História Life In Rec - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol
Tags Chanbaek, Exo, Fluffy
Visualizações 24
Palavras 1.085
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Fluffy, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


non-betado

Capítulo 1 - Take 1


A escola de artes de Seoul era uma das mais cobiçadas, abriam-se vagas apenas uma vez no ano e para no mínimo 95 alunos. As bolsas de estudo chegavam a 100%, já que o diretor acreditava no potencial dos alunos e não os segregava por terem ou não dinheiro o suficiente para entrar na escola.

Porém a prova não era fácil, noventa questões para serem resolvidas em seis horas. Vinte de matemática e vinte de português, dez de ciências e dez de história, as outras trintas eram divididas em: artes, música e charadas. Além de uma redação sobre a carreira que você desejava seguir.

Chanyeol passou entre os trinta primeiros, trazendo orgulho a família que não tinha uma renda tão alta para realizar o sonho do filho, mas que por insistência e bastante estudo havia conseguido sua tão sonhada bolsa em cinematografia.  

Não sabia dizer de onde aquela vontade absurda de produzir filmes para Hollywood havia saído. Porém, se vira um dia com o celular do pai na mão e os bonecos em ação. Enquanto todos o apoiavam naquele sonho, sua vida seguia segura e certa de uma futuro brilhante.

Era um aluno brilhante na escola, mesmo que tenha recebido uma ‘trollagem’ no primeiro dia de aula. Porém medir a quadra com um palito de dente não lhe assustara ou fizera desistir(e a quadra era grande, imensa!)

Tinha bons colegas na sua sala, almejando a mesmíssima coisa que si, até planejara fazer um filme sobre a terceira guerra mundial junto do chinês bolsista. Yifan adorava filmes de guerra e Chanyeol amava uma boa ficção e um universo distopico, foi juntar o útil ao agradável e eles já imaginavam seu filme no telão. Ano D, o Futuro Depois da Terceira Guerra Mundial.

Aquele último semestre estava sendo um pouco apertado, visto que o professor havia sido trocado por um americano que não acreditava no potencial de ninguém ali. Sua proposta fora: Um filme, curta-metragem, sobre a vida de um amigo. Chanyeol faria sobre Yifan e Yifan sobre Chanyeol, resolvido. Porém o professor tão sabido como era, resolveu que seria mais interessante descrever a vida de um outro colega, que você talvez não conhecesse e nunca tivesse tido a ideia de conhecer. Os amigos ficaram decepcionados mas se conformaram e aceitaram o desafio de criar um filme sobre alguém que não conheciam.

Seria piada dizer que Chanyeol não conhecia Byun Baekhyun, o seu vizinho da casa na frente, que era bolsista e não conversava com ninguém que não fossem os amigos(um total de três pessoas). O Byun era um aluno brilhante de artes plásticas, diziam que ele era um adolescente depressivo cujo a alma pertencia ao próprio Da Vinci. Chanyeol não estava tão feliz com o trabalho, mas encarava aquilo como um teste para os estúdios de Hollywood, então não arretaria o pé.

Era engraçado pensar que ainda era seu primeiro ano na escola, enquanto o do tal Byun era o último, tão requisitado por ateliers e até mesmo por alguns pintores famosos da Coreia, todos queriam o Byun como discípulo. Enquanto este parecia ocupado demais com o lápis gasto e o caderno com orelhas.

Chanyeol havia criado uma grade de horários do Byun. Nas segundas ele chegava mais cedo para arrumar a sala, seu cavalete o seguia pelos corredores enquanto as bochechas ficavam sujas de tinta por ser desatento com o pincel e sempre prende-lo na boca. O cabelo jogado para qualquer direção e a roupa, por mais que passada e justa em seu corpo, ainda sim parecia grande demais e... desconfortável demais.

O trabalho era para o final do semestre, ou seja, dezembro eles deveriam entregar aquele filme e passa-lo no telão da escola. Porém Chanyeol era o único que não tinha ideia nenhuma, e ao menos havia falado com Baekhyun e perguntado a ele o que achava de ser filmado todo dia durante seis meses. Todos os seus colegados já haviam até mesmo começado a filmar, assim como Yifan, que passava por ele na cantina filmando Oh Sehun, o prodígio musical da escola.

Sua cadeira vermelha se mexia para frente e para trás arranhando o chão da cantina, a sua frente estava o Byun, concentrado no caça palavras enquanto ao lado os quatro amigos conversavam. Chanyeol estava em um dilema de vai ou não vai. Toda vez que ameaçava levantar e por um fim naquela dúvida ou começar a implorar, desistia após arrastar a cadeira. Quando os amigos de Baekhyun sairiam ele permaneceu sentado, bufando para alguma pergunta difícil. Chanyeol por fim se levantou, com tanta força que fez a cadeira cair e todos o olharem com um grande ponto de interrogação na cabeça. Levantou-a e caminhou timidamente até o garoto dono dos fios acastanhados mais bonitos que já vira.

– B-Baekhyun sunbae... – chamou baixinho, mordendo o lábio inferior enquanto o garoto o fitava confuso.

– Sim?      

–  E-eu... eu sou Park Chanyeol, do primeiro ano. – Baekhyun permaneceu impassível – Enfim, eu estou na classe cinematográfica, eu vou fazer filmes quando me formar – mostrou a câmera que nunca o abandonava e sorriu – Para esse semestre eu preciso fazer um filme sobre a vida de alguém, e o professor achou que fosse legal fazer um filme sobre a vida das celebridades do colégio. – Baekhyun finalmente franziu o cenho, apoiando o queixo na mão se perguntado o quanto aquilo demoraria – Enfim, eu peguei você. Na verdade, eu queria saber... posso filma-lo? Por favor Baekhyun sunbae, esse trabalho vale a minha nota no semestre, eu preciso dele para passar!

Chanyeol fechou os olhos e cruzou as mãos na frente do rosto, era patético, estavam olhando, alguns riam acreditando que Chanyeol era mais um dos garotos e garotas que imploravam um minuto do tempo de Baekhyun. Estando este pensativo com os olhos no jornal.

– Pode me responder uma coisa, Chan... Percebi que gosta de filmes. – Chanyeol assentiu freneticamente. – Tem uma aqui que eu não consigo fazer, essa pergunta é bem difícil. Você sabe qual foi o animal que virou príncipe?

Chanyeol leu a pergunta indicada e pensou pouco antes de responder – Sapo.

– Ah, claro. – Baekhyun praguejou, escrevendo sapo nos quadrados e dando por encerrado aquela cruzadinha. – Eu estava pensando em algo como a Fera, mas, sei lá, é o contrário a história não? Bom, Chanyeol, como você me ajudou, pode ser que eu te ajude. Mas é só um talvez, eu não aceitei. Ok? Agora eu preciso ir, até.

Chanyeol agarrou o jornal que Baekhyun o arremessara e acompanhou este sumir entre as portas da cantina. Estava confuso, havia conseguido ou não? 


Notas Finais


;)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...