História Life just got better after I met you. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias RWBY
Tags Iceflower, Rwby, Weiss, Whiterose
Exibições 22
Palavras 997
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fluffy, Shoujo-Ai, Yuri
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem da fic ^^ É o meu primeiro yuri então não sei se ficará tão bom.
Rwby não me pertence, a capa achei no google :v
Boa leitura <3

Capítulo 1 - Capítulo Único


Espelho, diga-me uma coisa

Quem é a maios solitária de todas?

 ''Todas as vezes que eu me olhava no espelho, eu não conseguia ver o meu reflexo, apenas a imagem de uma pessoa contida e vazia que sempre foi obrigada a viver de uma perfeição que nunca alcançou...''

Sempre tive que ser a melhor de todas! A garota perfeita que meu pai sempre desejou. A filha perfeita, a aluna perfeita, a cantora perfeita, a caçadora perfeita... Era como se eu não tivesse desejos e nem escolhas, só servia para servir. Sempre fui tão focada em ser perfeita que quando eu mais achava que estava perto, mais longe de ser eu ficava. Eu invejava aqueles que podiam fazer oque queriam, seguir seus próprios caminhos sem alguém para escolher por eles... Me forçavam a ser algo que eu não era, e de tanto o fazer... Eu passei a acreditar que realmente poderia ser perfeita. E por conta disso, passei a parar de me importar com aqueles que queriam meu bem, tratava-os como seres inferiores, descontava todas as minhas frustrações neles e desejava que todos eles desaparecessem. Eu gostava tanto de maltrata-los que nem percebi o tipo de pessoa horrível que eu estava me tornado. 

Houve um momento em que eu estava com tanta raiva de mim mesma que quase matei um de nossos empregados... Winter me impediu de cometer uma atrocidade, nunca vou esquecer do tapa que ela deu em meu rosto, ele doeu muito, mas suas palavras foram piores... ''Oque foi que aconteceu com você? Você não é a Weiss que eu conheço! Esse monstro não é a minha irmã!!! Me diga, quem é você?'' Essas palavras foram tão duras de ouvir... Eu merecia passar por aquilo, eu realmente merecia aquele tapa, merecia ouvir cada palavra. Pois ela não estava errada, eu havia me tornado um monstro! 

-Quem é você?... Eu não soube como responder a essa pergunta na época e ainda não sei responder. Quem sou eu? Weiss Schnee? A segunda a herdar a empresa da família? Aquela que deveria ser amada e admirada por todos e trazer orgulho a família? 

O que realmente significava ser amada? Essa palavra é tão ridícula, amor, pra que serve isso?! Não existe esse sentimento chamado amor! Isso é apenas uma forma de enganar os mais ingênuos. Interesse, o amor se resumia apenas em interesse mutuo, junto a uma relação repleta de falsidade e mentiras. Não, eu nunca amei ninguém, mas eu via como era a relação de meus pais, via como eram aqueles rapazes falsos e aquelas moças interesseiras tentado tirar algum proveito do dinheiro deles, no final tudo se resumia apenas em quem sabia fingir mais. Eu estava cansada de tudo, não queria ser dependente de mais ninguém, não queria mais tentar ser o orgulho da família! Por isso enfrentei o meu pai e saí de casa. Não foi tão difícil sair como eu pensava, achei que seria uma choradeira e que iriam me impedir de ir embora, mas as únicas coisas que ouvi foram -''Você não vai durar um dia lá fora!'' ''Você não vai sobreviver sem o meu dinheiro e as mordomias que eu lhe proporciono'' ''Como eu pude ter uma filha tão ingrata''- Não era como se eu não esperasse ouvir aquelas palavras, eu já estava acostumada com aquele tipo de tratamento, quando você não era mais útil, você automaticamente deixava de ser importante pra eles, foi assim que aconteceu com Winter, não seria diferente comigo!

Foi complicado me acostumar a morar em um lugar diferente, Beacon era totalmente diferente da escola que meu pai queria me colocar, existia todo o tipo de pessoa lá... Era tão estranho... Só que eu não iria me enganar! Não iria me deixar levar pelas aparências, não iria confiar em ninguém. E era isso que eu esperava até conhecer ela. Ruby Rose, a garota mais estranha, infantil e incrível que eu já conheci.
 Ela era diferente de tudo que eu já vi, ela conseguia ver a pessoa que estava dentro de mim... Ela, de todas as pessoas, fora a primeira a me mostrar que a vida não era tão ruim como eu pensava, que eu poderia confiar nas pessoa, ela abriu as portas a um mundo totalmente desconhecido e novo pra mim. Com Ruby eu me sentia feliz, me sentia liberta, não me sentia mais solitária. Vou admitir que no começo eu não gostava dela, o brilho que ela emanava era demais pra eu aguentar... mas por algum motivo ela ela veio até mim e viu dentro de mim algo que nem eu mesma conseguia ver.

E o que eu achava que seria apenas amizade virou um grande carinho e quando menos esperava se transformou em amor. Exatamente o tão temido ''amor''... Eu fiquei tão assustada no começo, como eu? logo eu, poderia estar amando? e ainda alguém que era praticamente o meu oposto. Foi complicado me acostumar a amar alguém, era tudo tão novo, tão estranho, tão incrível.

Se eu pudesse voltar no tempo não iria mudar nada, pois foram por essas coisas acontecerem que eu tive a oportunidade de conhecer Ruby, de me apaixonar por ela e a amar profundamente, de dar valor a cada momento que estou ao lado dela. Só em pensar em Ruby, eu vejo que valeu a pena passar por tudo aquilo, e passaria muito mais se for pra ficar ao lado dela. Eu quero ser a única pra ela assim como ela é pra mim, quero viver pra sempre ao lado dela. Quero poder formar uma família que eu nunca tive, e eu não me importo de não termos filhos, pois apenas ela já conseguia ter tudo que uma família pode proporcionar. 

''Toda a vez que eu me olho no espelho, agora, eu vejo uma pessoa livre e preenchida, que pode ser ela mesma, ao lado de alguém que não deseja a sua perfeição, mas que consegue vaze-la sentir-se perfeita.''

Espelho, espelho

Vou te contar uma coisa

Eu acho que consigo mudar afinal 


Notas Finais


Ficou simples, mas foi de coração <3 obrigada por lerem até aqui.
Comentem por favor para eu ver se não fui tão ruim ^^''
Até uma próxima o/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...