História Life of the Party - Shawn Mendes and Jade Picon - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Shawn Mendes
Personagens Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Canadá, Clichê, Drama, Jade Picon, Magcon, Opostos, Romance, Shawn Mendes, Youtuber
Visualizações 55
Palavras 7.725
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Demorei, mas cheguei, espero que gostem, acho que ficou um pouco mais longo que o normal, mas acho que tudo bem.

ATENÇÃO! ATENÇÃO! ATENÇÃO!!
Lembra que eu falei que deixaria uma música para cada capítulo ou mais de uma para escutarem durante a leitura?
E que nem sempre teria relação com o capítulo ou seria do Shawn? Então, a partir de agora, todos os capítulos terão pelo menos uma música, irei avisar se tem relação e o motivo.
Hoje por exemplo só tem uma música que "A Little Too Much" do Shawn, tem sim a ver com o capítulo, mas é apenas com a última parte, nas notas finais tem o link da música original e outro com a tradução completa da música, antes de ler, dê o play!

Capítulo 5 - Three: A Little Too Much


Fanfic / Fanfiction Life of the Party - Shawn Mendes and Jade Picon - Capítulo 5 - Three: A Little Too Much

P.D.V de Jade:

 - Jade! - gritou minha mãe dirigindo para casa - Eu não acredito no que você fez!

 Depois daquela foto que tiraram de mim e do Shawn, achamos melhor voltar para o estúdio.

 Ele pagou a conta (íamos dividir, mas ele se ofereceu para pagar tudo e eu não hesitei em aceitar), nos despedimos de Mike e voltamos discretamente para não chamar a atenção de nenhum cidadão, esteja ele com câmera ou não.

 Emma e minha mãe acharam que o pior estava acontecendo com a gente, já estavam ligando para a polícia, informando nosso desaparecimento.Isso porque nós ficamos duas horas fora, em um lugar a poucas quadras dali, imagina se fosse algo sério!

 Minha mãe parecia uma fera quando cheguei lá e contei a história, estava roxa de raiva e disse: "Eu não acredito no que você fez!" uma 74910152440 vezes.

 Ela falou por alguns minutos com Emma e praticamente me arrastou até o carro para me levar para a casa que ela comprou, que eu me recuso a chamar de casa.

 Coisa que pra mim não foi ruim, mesmo querendo estar no Brasil, mesmo não reconhecendo a casa de três andares aqui em Toronto como meu lar, mesmo odiando cada segundo a mais nesse país, mesmo com tudo isso não foi ruim. Afinal, se eu ficasse no trabalho dela, eu ficaria sem nada para fazer..

 Ela permaneceu emburrada até chegarmos em casa, onde me arrastou para entrar.

 - Vá para o seu quarto! - disse ela brava.

 Fui desviando das caixas de mudança no chão e entrei no meu quarto, que não estava muito diferente que o resto da casa, com coisas espalhadas e caixas de diversas coisas do chão quase até o teto.

 Deitei na minha cama, alguns minutos depois ouvi ela conversando com alguém no telefone, parecia magoada.Após ela desligar a ligação, ligou para Emma e depois foi para o meu quarto, sentei na cama assim que a vi entrando.

 - Preciso voltar ao trabalho - disse ela séria e um tanto magoada - Quando eu voltar a gente conversa.

 Merda...

 Ela saiu, fechou a porta e eu deitei na cama de novo.

 Será que eu vou ficar de castigo?

 Pra quem ela ligou antes de ligar para Emma?

 Será que eu tenho chances de voltar para o Brasil?

 Fechei os olhos e respirei fundo, tentando afastar tantos pensamentos da minha mente e relaxar.

 Não demorou muito para o sono vir.Não quero pensar no amanhã, não quero me preocupar com nada...

 Apenas adormeci.

 

 P.D.V de Shawn:

 

 Assim que Jade foi embora, Emma vaio conversar comigo.

 Ela não estava brava, a expressão em seu rosto era outra, estava triste, preocupada, diria até decepcionada.

 - Shawn, eu te conheço desde o berço, sou amiga da sua mãe e com essa loucura toda de você querer ser cantor, eu te acompanhei até aqui - disse ela evidentemente emocionada - Prometi a sua mãe que cuidaria de você, cuidaria como se fosse meu. Você é um menino especial, tem carisma, talento natural e o mais importante: Você tem um coração gigante, você é um menino bom.

 Engoli um seco, estava esperando uma bronca dela, Emma é uma mulher rígida e exigente, não chegava a ser chata, mas sabia cobrar obrigações como ninguém. Com certeza eu estava esperando outro tipo de reação da minha "segunda mãe", não sabia ao certo onde ela queria chegar, mas esperei ela continuar para dizer alguma coisa.

 - Você sempe foi um menino quieto, nunca fez nada sério, nem deu trabalho, agora você já é grande, ainda é jovem, mas já é grande o suficiente para fazer escolhas. Muitos jovens que ganham fama cedo, em algum momento se rebelam, passam a ser..Delinquentes. Por favor, não faça isso, eu procuro dar a você todo o apoio do mundo, seja para a sua carreira ou para a sua vida, se quiser parar com tudo isso e seguir uma vida "comum", vou te apoiar, te entender, paramos na mesma hora, ou se quiser apenas conversar, seja lá o que for, me procure. Mas me procure de todo modo, para eu te aconselhar, te ajudar ou apenas ouvir. Eu me preocupo com você, Shawn, se precisar, estarei aqui - finalizou ela, mantendo a calma e me deixando com o coração na mão.

 Emma realmente é uma pessoa incrível, era bom saber que apesar de tudo, ela se preocupava comigo.

 Não acho que algum dia serei um desses selinquentes juvenis que Emma citou, mas foi bom ouvir tudo o que ela disse, foi preciso.

 - Obrigado - eu disse baixinho - Acho que precisava ouvir isso.

 Foi só o que consegui dizer.

 Me levantei para dar-lhe um abraço e a abracei forte.

 Então imaginei meus pais sabendo que fugi do estúdio sem rumo com uma menina que mal conheço.

 - A..Minha mãe.. - eu comecei a dizer - Meu..pai...

 Ela pareceu entender exatamente o que eu quis dizer.

 - Não se preocupe, seus pais não vão saber disso, acho que só vai deixá-los mais preocupados - disse ela séria - Mas saiba que se você der uma de "rebeldinho" de novo ou acontecer qualquer outra coisa, não vou hesitar em comunicar sua família imediatamente - concluiu em um tom mais ameaçador.

 - Pode deixar - eu assenti.

 Ela sorriu pra mim, um sorriso sincero.

 - Agora vamos ao trabalho, ainda precisamos fazer muitas coisas hoje!

 Saí da sala e dei de cara com Louise, que cuidava da minha agenda, das minhas redes sociais, da minha vida na mídia em geral, resumindo...Lou é minha assistente.

 - Mendes, amanhã você tem uma reunião geral, sobre sua imagem na mídia e tals - disse Louise com a mesma mania de me chamar pelo sobrenome que o tio, Mike, o dono da melhor lanchonete do mundo - Vai ser amanhã as 9h00, não se atrase.

 Lou sempre foi séria e proficional no trabalho, mas fora do ambiente de trabalho ela era.. Igual, Louise é séria vinte e quatro horas por dia, mas mesmo assim é minha melhor amiga.

 - Já me atrasei alguma vez? - perguntei ciente do meu histórico de "zero atrasos".

 - Não, mas tudo tem uma primeira vez - disse Louise dizendo seu mantra, a frase que sempre foi sua marca.

 Ela saiu para continuar seu trabalho e eu segui para o meu.

 

P.D.V de Jade:

 

Acordei com o meu celular tocando:

 - Alô? - atendi sem ver quem era do outro lado da linha.

 - Oi, Jade - disse uma voz familiar.

 Quando ouvi aquela voz masculina meu coração bateu mais feliz, um sorriso enorme tomou conta de meu rosto.

  - Oi pai - eu disse feliz com a ligação dele.

 - Como estão as coisas aí? - perguntou ele normalmente - Já fez amigos? Quando começam suas aulas?

 - Tudo bem, mas estaria melhor se eu tivesse aí no Brasil...

 - Eu sei, também gostaria que estivesse aqui.. - disse ele com um tom triste.

 Ficamos em silêncio por alguns segundos, até que resolvi quebrar o silêncio:

 - Aqui as aulas só começam na terceira semana de agosto, falta mais de um mês - eu disse respondendo sua pergunta - Aqui eles ainda estão nas férias de verão...Ainda não conheci ninguém interessante, o mais próximo de amigas que eu consegui fazer, são Olivia e Sophia que são as filhas pequenas de Emma Brown, a empresária do Shawn e uma das chefes da minha mãe..

 - É aí que eu queria chegar, ainda bem que você tocou no assunto.

 - Da Sophia e da Liv? - perguntei confusa.

 - Não, desse menino que canta - disse meu pai de um jeito engraçado.

 - O Shawn? Shawn Mendes?

 - Esse mesmo - disse ele sério - Saiu muita notícia da "briga" de vocês, cuidado, Jade, quando você estava aqui já era um problema lidar com notícias indesejadas, aí vai ser pior, além de estar em um lugar desconhecido, você vai passar a conviver com outro artista, isso é como doce para criança, para o jornalistas.

 Ele tinha razão, eu preciso tomar o dobro de cuidado aqui. Até o triplo.

 - Eu entendi, obrigada - eu disse.

 - Não precisa me agradecer, sou seu pai seu pai, me preocupo com você. Estou cuidando de você, filha..

 - Eu sei, obrigada,, - eu estava falando quando minha mãe chegou do trabalho, seria agora a tal conversa - Pai, preciso desligar, minha mãe chegou. Tchau.

 - Tchau, se cuida. Te amo.

 - Também te amo - eu disse encerrando a ligação.

 Guardei o celular no bolso e fui para a sala, onde encontrei minha mãe com uma sacola de mercado.

 - Ah, querida, que bom que está acordada, me ajude com as compras, por vafor - disse ela naturalmente.

 A ajudei a guardar as verduras, as frutas e o..sorvete de creme?

 - Porque você comprou sorvete de creme? - creme é o meu sabor favorito de sorvete e ela sabia disso.

 - Por que eu sei que você gosta, a gente pode tomar assistindo a um filminho mais tarde - disse minha mãe sorrindo.

 Esperei, esperei e esperei. Nada de bronca, nenhum "Está de castigo, mocinha" e nenhum outro "Eu não acredito no que você fez", não me chamou para conversar.. Nada.

- Mãe, você não ia conversar comigo? - perguntei quando ela estava assistindo TV no sofá.

 - Pedi pro seu pai falar com você sobre aquilo, ele não ligou? - respondeu minha progenitora sem tirar os olhos do noticiário.

Meu sangue ferveu.

Meus pais estavam tão preocupados em eu não surtar e ter um ataque de rebeldia que acharam que era só fazer as coisas que eu gosto e me mimar que eu vou esquecer que estou no Canadá!

Naquele momento eu percebi que estava sozinha no mundo, ninguém se preocupa comigo, ninguém quer me entender, nem mesmo meus pais!

 Fui pro meu quarto marchando e mandei mensagem para o Luca.

 Jade: EU QUERO MATAR UM! AHHHHHHH!!!

Luca: O que foi moça? Quebrou a unha foi? kk.

Luca é meu melhor amigo no Brasil, seu nome é Luís Carneiro, mas todos o chamam pelo apelido, que é as primeiras silabas do seu nome e do sobrenome. Eu o conheço a anos, sempre fomos grudados, Luca é gay assumido, de longe dá pra ver que ele é, ele é todo afeminado, adora uma roupa colorida, é escandaloso, engraçado, fofoqueiro, animado, alegre, energético, sincero, grosso, doido e ainda assim é o melhor amigo do mundo.

Jade: Tô na bad qro voltar pro Brasil.

Luca: Tô na bad tbm, qro uma ferrari.

Jade: Para de zoar tô falando sério!

Luca: Jade, eu te amo, por isso q tô falando..CALA A BOCA E NÃO RECLAMA SUA IMUNDA!!

Jade: Pq? Tenho muitos motivos para reclamar.

Luca: Sua imunda vc tá em Toronto, tá de férias, tá podendo conviver com o Shawn Mendes e ainda tem a audácia de reclamar! CALA A BOCA!

Jade: Nem é tudo isso...

Ele visualizou, mas não houve resposta. Poucos minutos depois, ele me liga pelo Whatsapp.

 - Estão falando em todos os lugares aqui que você tretou com ele..Conta tudo, sua imunda! - Luca e sua mania de me chamar de imunda.. Nunca entendi o motivo, eu sou tão limpinha..

 Contei a ele cada detalhe, desde a live, até nossa fuga para a lanchonete.

 - Miga, sua louca, metade da população mundial quer dar umas escapadas dessas com o Bolinho Shawn, você tem e ainda bota defeito!

 - Não é assim também, ele é um idiota - eu disse me defendendo.

 - E daí? Você também é idiota - disse ele - E vai ser mais idiota ainda se continuar com esse mimimi, não precisa casar com o menino, mas tente ao menos uma amizade, para de cu doce e vá ver o que está perdendo, se ele for mesmo tudo isso que você fala, aí desiste, paciência, pelo menos você vai ter tentado. Mas não julgue um livro pela capa, ainda mais se essa capa for um rostinho lindo daqueles!

 Sábio Luca, ele realmente é o melhor. Depois de longos minutos de conversa, ele precisou desligar, mas continuei pensando em suas palavras.

 Como ainda cedo para dormir, liguei o computador, coloquei na Netflix e coloquei Orange is the New Black. Deitei na cama e relaxei.

 Nem percebi quando dormi, mas acordei com a minha mãe me chamando pela manhã.

 - Jade, acorda, você vai comigo para o trabalho.

 - Por que eu preciso ir todo dia para o seu trabalho? - perguntei sonolenta.

 - Porque acabamos de nos mudar e não quero você sozinha em casa em uma cidade estranha.

 Não dei ouvidos a ela e voltei a dormir.

 - Vai logo Jade, não quero me atrasar, teremos um longo dia - disse ela abrindo a janela para a luz da manhã entrar no quarto. 

 Longo dia.. Sei...

 

P.D.V de Shawn: 

Ainda no hotel, pude ver que muita gente iria participar da reunião. Praticamente minha equipe toda vai estar lá, gente que cuida dos meus lançamentos, shows, da minha imagem...

 Eu estava no carro de Emma indo para o estúdio, com a emburrada da Liv e a fofa da Sophia, que estava ouvindo a mesma musiquinha infantil a meia hora, eu estava quase tomando o celular da mão dela e jogando pela janela, quando Liv se adiantou.

 - Para de colocar replay nessa merda, Sophia, meus tímpanos já estão cansados dessa música! - disse Olivia me representando.

 - Olivia, não fale assim com a sua irmã - advertiu Emma.

 Sophia então apertou mais uma vez o replay, fazendo a música tocar pela décima quarta vez consecutiva.

 "A vaca faz mumu, a galinha faz cocoricó, o porquinho faz oinque oinque, o cachorrinho faz auau, o gatinho faz miau.."

 - Mãe, pelo amor de Deus, faz ela parar de tocar essa música, antes que minha cabeça exploda! - disse Liv como se estivesse realmente prestes a morrer.

 Emma pediu para a caçula desligar a música e assim foi, mas a música sobre os sons dos animais já estava na minha cabeça.

 Chegamos na escola de verão das meninas, deixamos as duas lá e partimos rumo ao estúdio.

 - Já sabe o que vai ser tratado na reunião? - perguntou Emma enquanto dirigia.

 - Acho que de tudo um pouco...

 - Sim e garanto que vai ser longa.

 Eu já estava com sono só de imaginar um monte de gente debatendo sobre a minha carreira e eu ali, sobrando, sem direito a opiniões, eu sou apenas o rosto e a voz, esses caras cuidavam de todo o resto. Me sentia um boneco.

 Quando chegamos, ainda faltava duas horas para a reunião começar. Enquanto Emma foi para sua sala trabalhar, eu fui para a minha, peguei meu celular, coloquei na Netflix e assisti mais um episódio de Friends.

 Adoro Friends, é engraçado e eu nunca enjoo. Já estava indo para o próximo episódio quando ouvi alguém bater na minha porta, pausei a série e abri a porta.

 - Preciso de uma caneta - disse Jade entrando na minha sala sem a menor cerimônia.

 - Uma caneta? - perguntei confuso.

 Pra que ela queria uma caneta  e porque veio pedir justo pra mim?

 

P.D.V de Jade:

 

 - Eu disse "caneta" não disse? - perguntei sarcástica - Então eu quero uma caneta.

 - Pra que você quer uma caneta? - perguntou Shawn evidentemente confuso.

 - Para escrever, seu idiota! - respondi irritada.

 -  E por que veio pedir pra mim?

 A verdadeira resposta é que ainda pela manhã eu conversei com Luca, ele de todos o jeitos tentou me convencer a conhecer melhor o Shawn, para "não julgar um livro pela capa", como ele mesmo disse. Meu melhor amigo disse para eu procurar Shawn, me desculpar por meu comportamento pré-julgador, puxar assunto e ver se nasce uma amizade.

 Eu óbviamente sou orgulhosa demais para começar me desculpando. Então resolvi bater na porta dele e começar já puxando assunto.

 E cá estou eu, mas na hora de alguma coisa, não consegui pensar em outra coisa que não fosse "Preciso de uma caneta". Mas ele teve a idiotice de perguntar o porque de eu querer um caneta, eu não quero uma caneta agora, mas se quisesse, qual seria a finalidade dela a não ser escrever?

 Se eu fui grossa? Sim, mas quem mandou ele ser burro?

- Porque você tem cara de quem tem uma caneta - respondi séria, porém contendo o riso.

 - E qual seria a cara de quem tem uma caneta? - perguntou ele confuso.

 - Eu sei lá - eu disse soltando o riso.

 Ele também riu.

 - Na verdade estou aqui porque acho que não começamos direito - eu disse quando recuperei o fôlego e parei de rir - Podemos esquecer tudo o que rolou e começar outra vez? Dessa vez melhor?

 

P.D.V  de Shawn:

 

Pra mim nós já tinhamos deixado tudo para trás desde a ida a lanchonete do Mike, mas parece que ela não teve a mesma conclusão..

 - Sim, nós podemos começar de novo - eu disse sorrindo.

 Jade assentiu com a cabeça, saiu, fechou a porta e bateu nela novamente.

 - Oi, meu nome é Jade Picon - disse assim que eu abri a porta - Qual o seu nome?

 Então eu entendi o que ela estava fazendo e entrei na brincadeira.

- Sou Shawn Mendes, muito praz.. - eu iria concluir a frase, quando me toquei que em uma situação assim, ela muito provavelmente já saberia meu nome - Espera, mas já não era para você saber meu nome?

- Nossa, verdade.. - ela ponderou - Outra coisa, como devo te cumprimentar? Como no Brasil, com um abraço e um beijo ou devo ser mais formal?

 Ficamos discutindo outros detalhes, ensaiando e repetindo a cena diversas vezes, como se fosse para algum tipo de filme, foi engraçado, "nos conhecemos" de várias formas diferentes, imaginamos diversos espaços e de fato, fomos crianças outra vez, brincando de nos conhecer de muitas formas diferentes. Até personagens encarnamos, como quando fingi estar entregando pizza na casa dela, quando ela fingiu ser uma fã desesperada ou quando eu encarnei um homem de negócios e nós estávamos em uma entrevista de emprego.

 Brincar daquele "faz de conta" me  fe\ despertar o garoto dentro de mim, aquele garoto de anos atrás que sonhava em ser cantor, que jamais imaginou chegar onde estou, o simples garoto que com o seu violão gravava covers para postar na internet.

 Quando percebemos, Mônica e Emma estavam nos observando incrédulas, pareciam se divertir.

 - A quanto tempo estão aí? - perguntei.

 - Tempo suficiente para perceber que vocês dois são malucos - riu Emma.

 - E que já se entenderam - acrescentou Mônica sorrindo.

 - Infelizmente precisamos atrapalhar a brincadeira - disse Emma - Shawn, está na hora da reunião.

 Então me despedi de Jade e parti rumo a reunião mais chata da história.

 

P.DV de Jade:

 

 Assim que Shawn saiu eu voltei para a sala da minha mãe, que estava vazia, já que ela estava na tal reunião.

 Ao final de tudo, Luca estava certo, foi bom conhecer um pouquinho mais o menino que era um estranho pra mim. Quer dizer, continua um estranho, mas agora é diferente.

 Ele continua sendo um idiota? Sim, mas é um idiota divertido, legal e engraçado. 

 Além disso quem não é idiota? Todos somos cuzões em algum momento da vida.

 "Nunca julgue um livro pela capa".

 Essa frase realmente é incrível. Uma verdadeira lição de vida.

 Ninguém jamais deveria julgar um livro pela capa, afinal não podemos ler mente, ou o passado das pessoas, nunca sabemos o que as levou a escolher A e não B.

 Se o livro se chamar Shawn Mendes, aí que você realmente não deve julgar pela capa de "artista jovem, mimado e imbecil". As palavras desse livro ainda não estão tão claras para mim, mas o pouco que pude ler, gostei. Mad a capa.. Ah, a capa é bonita também, com um sorriso encantador.

 Opa..

 Livros? Capas? Sorriso encantador?

 Jade, de onde você tirou essas coisas? Onde eu ando com a cabeça?

 Peguei meu celular e fui dar uma olhada no Twitter, quando você está sem nada para fazer, o Twitter é a melhor saída.

 Dei uma olhada nos memes, nas últimas notícias e claro, no que estavam falando sobre a minha "treta" com o Shawn, além de seguir ele. Praticamente no minuto seguinte em que passei a segui-lo, ele me seguiu de volta, o que é estranho, sabendo que ele está em uma reunião super importante, provavelmente não foi ele e sim alguém que cuida de suas redes sociais.

 Continuei a ver meu feed, quando vi que fui marcada em um tweet dele.

 "Sou Shawn Mendes, prazer em conhece-la! @jadepicon" 

 Um sorriso se abriu em meu rosto.

 Sua referência a nossa brincadeira não deixou dúvidas que é ele mesmo.

 Parece que ele não está prestando tanta atenção na reunião...

 Respondi seu tweet.

 "O prazer é todo meu, senhor Mendes!! =D @shawnmendes"

 Logo vieram comentários dos nossos seguidores, sem entender nada, eles comentavam feito loucos, mas não me importei e continuei com a brincadeira.

 "A propósito, sou Jade Picon @shawnmendes"

 "Eu sei quem você é, seu rosto é famoso...Como esqueceria um rosto tão bonito? @jadepicon"

 Caí na gargalhada com a resposta dele e entrei na dança:

 "Rosto bonito? Obrigada, o senhor é muito gentil, mas bonito mesmo é você e..Não é apenas de rosto! @shawnmendes"

 Esperei alguns minutos pela resposta, mas ela não veio...

 

P.D.V de Shawn:

 

 Fiquei sem saber como responder ao tweet de Jade, ela estava apenas brincando não é mesmo?

 Então porque aquilo me deixara tão vermelho, com as mãos suando e o coração acelerado?

 - Algum problema, Shawn? - perguntou Emma fazendo todos da reunião se voltarem pra mim.

 Ela provavelmente sabia que eu estou entediado e por isso estou mexendo no celular, pois sua expressão era de quem queria me dar um soco, bem forte.

 - Não há problema algum - digo dando um sorriso amarelo.

 - Podemos seguir com a reunião? - perguntou ela com os olhos raivosos.

 - Sim - eu disse engolindo um seco.

 A reunião seguiu e entramos no assunto "relação artista-fã".

 Estavam discutindo sobre o que faríamos, então eu perguntei:

 - Porque não fazemos um encontrinho como fazemos em todos os meses? 

Louise cochichou alguma coisa para Emma que assentiu logo em seguida.

 - Eu estou com um projeto em mente, algo como "Passe um dia com Shawn Mendes!, mas ainda estou preparando, logo irei apresentar o projeto - disse Lou animada.

 "Passe um dia com Shawn Mendes"??

 Que coisa mais brega, eu não sou um bichinho de pelúcia para as pessoas me levarem pra casa como algum prêmio que teriam ganhado no parque de diversões!!

 Emma estava coordenando a reunião, apresentando pautas e slides.

 Então ela mostrou o slide da próxima pauta a ser discutida.

 "Boatos com Jade Picon".

 Sério mesmo? Iríamos discutir aquilo mesmo?

 Todos naquela sala sabiam o que realmente tinha acontecido, as notícias que saíram da "treta" e todos os outros detalhes.

 Mas nada disso impediu Emma de contar toda a história de novo, com direito a todos os detalhes possíveis, o que me deixou um pouco constrangido.

 - Precisamos mostrar para as pessoas que a briga não foi séria, que Jade Picon e Shawn Mendes são bons amigos - disse Lou mostrando alguns comentários de internautas citando o ódio entre mim e Jade.

 Eu e Jade bons amigos? Ela é legal e tudo, mas..Não faz nem cinco dias que eu a conheço, talvez esteja sim começando a brotar uma amizade entre nós, mas não usaria "bons amigos" para descrever a gente, estamos mais para "conhecidos que tentam ser simáticos e brincam de se conhecer".

 Louise passou a comandar os slides e mostrou alguns posts meus com amigos que também são celebridades, como Camila Cabello, Nick Jonas e Taylor Swift.

 - Não devemos nos mostrar preocupados e nem fazer declarações dizendo que Shawn e Jade estão em paz, isso só vai causar mais fofocas - continuou Lou - Creio que não a ninguém melhor para mostrar que eles estão bem do que eles mesmos.

 Agora vou precisar fingir ser amigo de décadas da Jade no Instagram? Aff..

 Lou pareceu ler meus pensamentos e completou:

 - Mas nada forçado é claro, precisa ser natural, não queremos obrigá-los a nada, só lembrar que não precisam hesitar em tirar uma selfie com o outro passando no fundo ou gravar um vídeo no Snapchat rindo com o outro - ela disse sorrindo pra mim.

 Eu entendi que Louise queria me reconfortar com suas palavras, mas o que ela disse ficou mais como "Sem querer te obrigar a fazer isso, mas já obrigando..".

 A reunião continuou, e acredite, é fácil ficar entediado em uma reunião sobre você mesmo, o que come, como dorme, o que posta.. Não é fácil ver minha vida sendo controlada por um monte de gente, mas esse é o preço do meu sonho..

 Depois de longas (e insuportáveis) três horas, a reunião finalmente acabou e eu fui para a minha hora do almoço. Como em toda quinta-feira, eu vou com Emma buscar Liv e Sophia na escola (ou escola de verão, já que as duas estavam de férias escolares), e nós vamos almoçar no Échelle, um restaurante francês.

 Antes de falar com Emma, peguei meu celular e finalmente respondi ao tweet de Jade:

 "Obrigado senhorita, creio que seus eloios são apenas parte de sua simpatia e gentileza. Mas não duvide dos meus, de fato quero mergulhar em seus olhos azuis, morena.. @jadepicon".

 Nem eu sei se ainda era uma brincadeira ou se realmente era uma cantada...

 Na hora me arrependi e pensei em apagar, mas já era..

 

 P.D.V de Jade:

A reunião durou pelo o que pareceu uma eternidade. Poucos minutos depois que Shawn me deixou no vácuo no Twitter, meu celular descarregou. O que me fez entrar no mais profundo tédio.

 Com o tempo fiquei com fome também, já passou da uma da tarde e nem sinal da minha mãe. Ela acha o que? Que eu vivo de água e luz? Não faço fotossíntese, tô precisando é de um X-Burguer duplo! E pra ontem!!

 Porque eu me defino com uma frase: A cara é de mocinha, mas a fome é de pedreiro.

 Quando o relógio bateu 13h13 minha mãe finalmente apareceu e disse a frase mais bonita que eu já ouvi:

 - Vem Jade, vamos comer.

 Enquanto íamos até a saída, minha mãe me contou que iríamos com Emma, Olivia e Sophia em um restaurante francês. Além disso ela me contou um pouco sobre a reunião, me explicou que eu deveria ficar mais próxima do Shawn nas redes sociais. O que não me agradou, mas não questionei nada, não quero mais brigar com a minha mãe e fazendo ela se sentir culpada por me trazer para o Canadá, não quero ser esse tipo de filha.

 Estávamos na entrada do estúdio esperando Emma, quando encontramos Shawn, que também parecia esperar alguém.

 Ficamos naquele silêncio constrangedor por um tempo, até que minha mãe resolveu quebrar o silêncio.

 - Você está esperando alguém? - disse ela perguntando o óbvio.

 - Sim, estou esperando Emma, vamos almoçar com as meninas - respondeu ele calmo e paciente, mas olhando para os lados pra ver se Emma chegava.

  Até onde eu sei não existe duas Emmas no estúdio.

 - Ah, você também vem com a gente? - perguntou minha mãe sorrindo.

 Shawn pareceu confuso.

 - Como assim "ir com vocês"? - perguntou ele.

 Sua pergunta deixou a mim e a minha mãe confusas. Será que Emma Brown tinha organizado dois compromissos na mesma hora?

 Eis que surge uma loira sorridente na porta do estúdio. Emma viu nossas caras confusas e seu sorriso passou para uma expressão que dizia "Opa, fiz merda".

 - Acho que esqueci de avisar que vamos todos juntos - disse ela com um sorriso amarelo.

 - Tudo bem - disse minha mãe com um sorriso ainda maior - Quanto mais gente melhor.

 Entramos no carro de Emma, que obviamente foi no motorista, minha mãe foi no banco do passageiro e eu e Shawn ficamos atrás, nas pontas, com um lugar no meio entre nós.

 Não nos falamos e ele nem procurou contato visual, na verdade, toda vez que eu olhava pra ele, Shawn desviava o olhar nervoso.

 Não olhou pra mim, não mexeu comigo, tampouco puxou assunto..

 Será que eu tinha feito algo errado? Mas a gente já não estava bem?

 Acho que aconteceu alguma coisa..

 Por impulso, já ia pegar meu celular, para contar para Luca e ouvir seus conselhos. Mas então, me lembrei que meu celular está sem bateria.

 Por que caralhas os celulares não tem bateria infinita?

 Paramos em frente a um prédio colorido, de onde saíam muitas crianças, parecia uma escola, mas não estão todos de férias?

 Então li o letreiro acima: "Escola de Verão Anne Adams".

 Deus me livre ficar de férias para frequentar uma escola de verão.. Os canadenses são doidos..

 Emma desceu do carro e voltou pouco tempo depois com Liv e Sophia.

 Quando Olivia foi se sentar no banco de trás percebeu que faltaria um lugar.

 - É..mãe.. - disse ela olhando para Emma que já tinha entrado no carro de novo.

 - Alguém vai ter que ir no colo - disse Emma - Decidem aí quem vai ser.

 - Pois é né.. - disse Liv olhando para Shawn e em seguida pousando os olhos verdes em mim com um riso malicioso - Alguém vai ter que ir no colo!

 Eu sabia exatamente no que ela tinha pensado, de jeito nenhum eu vou sentar no Shawn, quer dizer.. No colo dele..

 O suor já estava brotando em minha testa e minhas mãos queriam muito abraçar o pescoço de Liv até ela ficar roxa!

 - Eu vou! - disse Sophia animada sorrindo para o meu alívio.

 Sophia passou por cima de Shawn e se sentou no meu colo em uma rapidez que só uma criança de 8 anos tem, Shawn passou para o lado, e Liv entrou, sentando na ponta e fechando a porta.

 - Estão todos de cinto? - perguntou Emma.

 - Sim - dissemos em coro.

 Ela então ligou o carro e partiu rumo ao restaurante.

 Sophia não parava quieta no meu colo, olhava pela janela, falava com Shawn, mexia no meu cabelo..

 - Eu queria ter cabelo escuro que nem você - disse ela analisando uma mexa do meu cabelo.

 - Por que? Seu cabelo é lindo - eu disse.

 - Mas acho mais bonito o escuro - disse ela - Você é muito bonita Jade, muito mesmo. Não é Shawn?

 Sophia e eu olhamos para Shawn, que estava ao lado, ele encarava os próprios pés, estava todo vermelho, parecia querer se enfiar em um buraco.

 - Shawn? - perguntou Sophia novamente - A Jade não é bonita?

 - É Shawn, fala o quanto a Jade é bonita - disse Liv brotando no assunto - Ou você quer que eu fale com ela sobre o..

 - NÃO OUSE DIZER UMA PALAVRA SOBRE AQUILO OLIVIA!! - gritou Shawn olhando pra Olivia meio desesperado.

 

 Eu estava perdida.. Dizer uma palavra sobre o que????

 - Tá bom, relaxa - disse Liv rindo - Não está mais aqui quem falou...

 Ficamos naquele silêncio constrangedor por um tempo, até chegarmos no restaurante.

 Saímos do carro e Emma deixou a chave com o manobrista.

 Li o letreiro do restaurante "Échelle - Cuisine Tradiotionnelle Française".

 Um restaurante francês. Estávamos indo a um restaurante francês. No Brasil, eu diria que isso é chique, mas sei que o Canadá tem grande influencia francesa, até na língua, já que é um país com duas línguas oficiais, acho que almoçar em um restaurante francês não é considerado chique por aqui..

 Entramos e fomos recebidos por uma moça sorridente que vestia um uniforme azul e cinza.

 - Salut, d´accord? - disse ela em.. Francês - Table pour six personnes?

Eu não sei nada de francês, não entendi uma palavra do que ela disse, fiquei ali com cara de tacho sem entender nada, mas minha cara de desespero deve ter ficado clara, porque Emma traduziu:

 - Ela perguntou se a mesa vai ser pra seis pessoas - ela estava rindo - Tudo bem, muitos canadenses não sabem falar francês também, o Shawn mesmo, ele não sabe nem o básico de francês.

 - Sei sim! - ele se defendeu - Eu sei que "Je t´aime" significa "Eu te amo", é um grande avanço!

 - Uau - riu Olivia - Já dá pra falar que é fluente!

 Ficamos conversando, comendo e conversando. Eu pedi um Ratatouille, que é um treco de legumes, eu sempre quis provar por causa do filme da Disney, e é realmente bom!

 Foi um almoço divertido, Olivia e Shawn nos faziam rir toda hora, com o tempo, Shawn pareceu esquecer o quer que tivesse acontecido pra ele ter ficado introvertido comigo antes...

 

P.D.V de Shawn:

 

Eu precisava falar com Olivia sobre aquilo o mais rápido possível..

 - Preciso ir no banheiro - eu disse olhando para Liv pra ver se ela entendia meu sinal - Já volto.

 Me levantei da mesa e fui em direção ao banheiro.

 Esperei por ela na porta do banheiro por alguns minutos, quando ela finalmente apareceu.

 - O que foi? - ela perguntou como se já não soubesse.

 - O print, Olivia - eu disse sério - Você apagou? 

 - Apaguei - disse ela.

 - Mostra que apagou - eu disse cruzando os braços.

 Ela bufou, mas tirou o celular do bolso e me mostrou as últimas fotos da galeria.

 - Viu? - disse ela calma - Eu apaguei, relaxa.

 - Tá.. - eu disse baixinho - Eu só não quero que ela veja isso..

 - Eu entendo, mas acho que você está dando importância demais pra isso.. - ela disse sorrindo - Porque está dando importância demais pra isso?

 - Não é isso, só não quero que ela pense que eu sou esses meninos que só ligam para a aparência..

 Olivia abriu mais o sorriso:

 - Hum.. - Liv parecia o gato de Alice no País das Maravilhas de tanto que sorria - Porque se importa tanto com o que Jade pensa de você, Shawn?

 - Eu..sei lá - eu disse - Acho que já podemos voltar pra mesa.

 - Pode mudar de assunto - disse ela já indo em direção a mesa - Mas você vai me responder isso mais tarde ein?

 Suspirei fundo, Olivia podia ser bem insistente quando queria..

 

 Flashback on:

 

Estávamos no hotel, aguardando Emma terminar de arrumar Sophia para a escola de verão. Olivia e eu ficamos no hall conversando.

 Quando ela começa a ver algumas fotos no Instagram e pergunta:

 - Shawn, o que você acha dessa menina aqui? - ela pergunta praticamente esfregando o celular na minha cara.

 - Eu tô com sono ainda - eu disse - Nem vou conseguir ver direito a foto..

 - Vai - disse Liv insistente - Dê uma nota pra ela!

 Peguei o celular pra ela parar de me encher o saco e vi a foto de uma menina morena na praia, sentada na areia de biquini.

 Ela tinha o corpo com lindas curvas, parecia muito, muito bonita.

 - Nossa.. - eu disse analisando - Muito gostosa.

 - Pegava? - perguntou ela.

 Emma chegou com Sophia e ouviu a fala de Olivia.

 - "Pegava"? - perguntou ela - Pegava quem? Está tentando achar namorada pro Shawn de novo Olivia?

 - Eu não - riu Liv.

 Quando Emma deu as costas Olivia me olhou esperando a resposta.

 Peguei meu celular e mandei uma mensagem pra ela.

 Shawn: Se eu pegava? Com esse corpo aí até casava kkk.

 Olivia: Huuuuum, tá interessadinho?

 Shawn: Só pra dar uns beijo kkkk.

 Olivia: Vc viu quem era na foto né? 

 Shawn: Não, eu conheço?

 Olivia: É a Jade seu mané

 Eita, espera, calma, muita calma nessa hora..

 Shawn: COMO ASSIM É A JADE???

 Olivia me enviou a foto.

Olivia: Viu? É a Jade.

 Shawn: E vc nem pra me avisar???

 Olivia: E você nem pra ver a cara dela? Só viu o corpo hehe.

 Shawn: Foi o sono tá?

 Olivia: Aham, segundo a fonte chamada prints, eu tenho a prova de que você acha a Jade gostosa.

 Shawn: APAGA ISSO AGORA!!

 Olivia: Hehehe.

 

P.D.V de Jade:

 

Depois do almoço pedi pra minha mãe para ir pra casa, queria gravar vídeos para o canal.

 Nenhuma novidade que ela não deixou..

 "Não quero você sozinha em casa", disse ela.

 Então passei mais um dia sem nada para fazer na sala dela.

 Na verdade, mais tempo do que deveria, pois ela trabalhou um pouco mais, avaliando os próximos lançamentos de Shawn.

 Mais de três horas depois do devido, finalmente partimos para casa.

 Ela estava abrindo a porta para entrarmos quando disse:

 - Jade.. Estou ficando louca ou você também está sentindo esse cheiro de gás?

 - Gás? Eu não.

 Então ela abriu a porta e um cheiro horrível de gás invadiu minhas narinas.

 Não demorou nem dez minutos pra ela descobrir que estava vazando gás, o que é muito perigoso, não podia nem acender uma luz que a casa poderia explodir.

 - Jade, pega uma muda de roupas e o que você mais usa - disse ela preocupada - Não podemos ficar aqui com esse vazamento, vamos passar a noite em um hotel.

 Fiz uma mochila com o essencial e saímos da casa.

 Ela ligou para Emma (as duas pareciam ter virado melhores amigas), para avisar que não poderia trabalhar no dia seguinte por que precisava ver esse problema do vazamento. Emma ficou toda preocupada e disse que poderíamos ficar no hotel em que ela estava hospedada junto com as filhas, Shawn e todas as pessoas da equipe que não tinham casa em Toronto.

 Já era quase oito da noite quando chegamos no hotel, que parecia lotado. 

 - Desculpe senhora - disse uma funcionária do Hotel Towns - Estamos sem quartos disponíveis hoje..

 Que coisa maravilhosa, hotel lotado..

 Minha mãe começou a procurar outros hotéis na região pelo navegador quando Emma teve a pior, a mais idiota e a mais terrivel das ideias:

 - A gente pode encaixar vocês nos quartos que estão reservados.

 Pior que a ideia de Emma foi a resposta da minha mãe:

 - Sério? - ela disse sorrindo - Nossa Emma, se você conseguisse isso ficaria muito agradecida, está ficando tarde para ficar procurando outros hotéis..

 - Sem problemas, mas não sei se você e Jade vão conseguir ficar no mesmo quarto, tem problema?

 - Eu prefiriria sim que ficássemos juntas, mas se não der, sem problemas!

 - Está bem, vou dar uma olhada nos quartos que tem uma cama sobrando.

 Eu certamente não quero dividir quarto com um estranho, mesmo que esse estranho trabalhe no estúdio.. E se eu ter que dividir quarto com um velho tarado? Credo!!

 Depois de uma meia hora Emma voltou sorrindo.

 - Encontrei - disse ela com duas chaves na mão - Mônica, o seu é o número 345, vai dividir com a Willa, tudo bem?

 - A Willa que toca baixo? - disse minha mãe - Tudo bem sim!

 Emma entregou uma chave para a minha mãe e se direcionou a mim:

 - Jade, o seu é o 297 - ela me entregou a chave sem me dizer quem seria meu colega de quarto.

 Mas não faria muita diferença se ela dissesse, só conheço alguns no estúdio.

 Subi o elevador para o meu quarto, era um corredor longo e quase me perdi.

 O hotel é todo decorado com dourado, vermelho e branco, todo elegante, deixando claro que as cinco estrelas na entrada não estavam ali a toa.

 Cheguei na porta do quarto, alguém cantava lá dentro, também tinha uma plaquinha na maçaneta "Não perturbe".

 Abri a porta e dei de cara com Shawn Mendes cantando:

 - A vaca faz mumu, a galinha faz cocoricó, o porquinho faz..

 - Música madura - eu ri - Vai estar no próximo álbum? 

 - Não, mas ela ficou na minha cabeça - ele disse tímido - Então.. vamos dividir quarto..

 Então a ficha caiu, Shawn estava no quarto porque é com ele que eu iria dividir o quarto..

Sentei na cama vazia emburrada com a vida..

 Ele viu que eu não queria conversar e saiu do quarto me deixando sozinha.

 De um maravilhoso apartamento em São Paulo, para uma casa que eu odeio em Toronto e agora, um quarto de hotel que eu odeio em Toronto. Minha qualidade em moradia estava apenas decaindo..

 O problema não era bem o Shawn, ele é legal, mas foi ali naquele momento, sentada na cama encarando a parede branca, que eu me toquei.

 Estou em Toronto, estou morando aqui, não vou voltar para o Brasil tão cedo..

 A vida que eu conhecia foi embora sem se despedir, estou em um país estranho, onde a única pessoa que confio é minha mãe.

 Coloquei o celular para carregar e vi que recebi uma mensagem do meu irmão, com uma foto.

 Abri a foto e lá estava ele no aniversário de Henrique, um amigo nosso, na foto estava Henrique, Leo, Luca e muitos outros amigos meus em frente ao bolo de aniversário, estavam rindo, felizes e animados.

 Vi Larissa, minha vizinha e melhor amiga, Aline, uma menina que nem gosto tanto assim e João, um dos peguetes de Luca.

 Leo: Só faltava você aqui!

 Aquilo só fez o buraco que eu tinha no coração se multiplicar por mil, eu estava em cacos..

 Todos que eu amo estão no Brasil, tudo estava lá, eu não posso construir uma nova vida aqui, como minha mãe disse, porque eu já tenho uma muito boa lá.

 Meu olho ficou embaçado, mas eu segurei as lágrimas.

 Achei que era forte o suficiente, não sabia o quanto estava mal até ver a foto, até ver que meus amigos e minha família estavam todos lá, felizes, sem sentir muito a minha falta. Percebi que tinha colocado um escudo para as emoções, não querendo enxergar que não vou voltar tão cedo para a minha cidade natal, menti pra mim mesma dizendo que era só questão de tempo até meus pais voltarem e minha família estar reunida novamente. "É só questão de tempo", eu pensei.

 Não, não é questão de tempo, nunca foi.

 Me senti pesada, como se me puxassem para baixo e meus pulmões fossem feitos de ferro.

 Quando percebi, já estava chorando, as lágrimas quentes caindo sobre a minha bochecha. 

 

P.D.V de Shawn:

 

Depois de checar que horas serviriam o jantar, resolvi voltar para o quarto.

 Quando abri a porta me deparei com uma cena bizarra: Jade estava sentada na cama, exatamente na mesma posição de quando eu saí, ela encarava o nada e estava chorando, com uma expressão vazia no rosto.

 Não perguntei se estava tudo bem porque claramente não estava, não perguntei o que tinha acontecido pra não parecer invasivo, mas sentei ao seu lado e fiquei em silêncio.

 Só então, ela percebeu minha presença, pousou os olhos azuis em mim, mas não disse nada.

 Vi que provavelmente ela queria ficar sozinha e eu estava atrapalhando:

 - Eu vou deixar você sozinha - eu disse me levantando, mas ela me puxou, fazendo eu cair sentado na cama de novo.

 - Não, fica, por favor - ela implorou - Já estou me senti sozinha demais hoje..

 - Tudo bem - eu disse - Quer conversar?

 - Não, eu estou bem - ela sorriu triste, fungando e limpando as lágrimas - Só estou com TPM..

 Algo me disse que o motivo do seu choro não era TPM, mas fiquei quieto.

 - Tem algo que eu posso fazer pra você se sentir melhor? - perguntei preocupado.

 - Não sei.. - ela disse baixo.

 Ficamos em silêncio, sem saber o que falar.

 Lembrei de quando Aaliyah era mais nova e chorava por alguma coisa, eu cantava alguma coisa para ela se sentir melhor e sempre funcionava.

 - Sabe.. Eu costumava cantar para a minha irmã quando ela ficava triste.. - eu disse.

 - Cantar? - perguntou Jade - Sua voz é algum tipo de calmante para a alma?

 - Talvez - eu sorri.

 - Que convencido - brincou Jade revirando os olhos.

 Ficamos mais uns instantes em silêncio de novo.

 Então me levantei, peguei meu violão e comecei a tocar qualquer coisa.

 Jade sorriu e eu comecei a cantar:

 - She would not show that she was afraid, but being and feeling alone was too much to face..

*Ela não mostrava que estava com medo, mas ficar sozinha era demais para suportar.

 - Though everyone said that she was so strong - eu cantei os primeiros versos de uma música que tinha lançado a pouco mais de um ano, A Little Too Much.

*Mesmo que todos dissessem que ela era forte, ela mal sabia continuar.

 Jade sorria triste pra mim, eu cantei a música e ela parecia ser perfeita para o momento, pouco antes do refrão ela deixou outras lágrimas rolarem, mas continuei a cantar.

 Quando acabei, ela se levantou e me abraçou>

 - Obrigada - ela disse ainda me abraçando - Muito obrigada.

 Eu passei meus braços envolta de sua cintura, abraçando ela de volta.

 - Parece que sua voz é mesmo um calmante para a alma - riu Jade.

 - Calmante da alma? - eu perguntei sorrindo - Que profundo.

 Ela me soltou e olhou nos meus olhos, seus olhos azuis brilhavam.

 Jade me deu um selinho rápido, que não durou nem um segundo.

 - Muito obrigada - disse dando um meio sorriso.

 Eu me assustei com o selinho e fui pra trás.

 - Ah, me desculpa.. - ela disse ruborizando.

 - Tudo bem.. - eu disse provavelmente mais vermelho que ela.

 - Estou meio sensível hoje..  - disse Jade - Foi só o calor do momento...

 Eu ia responder quando alguém bateu na porta.

 - Shawn? Jade? - disse Emma do outro lado da porta - Está na hora do jantar, vamos descer todos juntos?

 - Sim - eu gritei pra ela ouvir - Estamos indo!!

 Jade foi para o banheiro para limpar o rosto, eu guardei o violão e coloquei uma blusa de frio.

 Emma abriu a porta, entrando no quarto:

 - Vamos logo, Olivia está morrendo de fome!

 Eu, Emma e Jade saímos do quarto, onde estavam Sophia e Olivia esperando no corredor.

 Hora do jantar...

 

 


Notas Finais


IMPORTANTE: Leia o capítulo Blablabla, é importante demais!

Link da tradução da música:
https://www.youtube.com/watch?v=nIIPkmXcTgU

Link do audio original:
https://www.youtube.com/watch?v=tnrJL-FSkVo

Gostou do capítulo? O que achou desse final? Gostou da introdução da música no capítulo?
Comenta aí em baixo, por favor, a opinião de vocês conta muito!
Espero que não tenha ficado uma leitura cansativa, mas sim divertida, como propuz..
Kissuss de Nutella, até o próximo cap!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...