História Life of the party - Capítulo 50


Escrita por: ~

Postado
Categorias Magcon, Matthew Espinosa, Nash Grier, Shawn Mendes
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Christian Collins, Crawford Collins, Hayes Grier, Jack and Jack, Jack Gilinsky, Jack Johnson, Jacob Whitesides, Mahogany LOX, Matthew Espinosa, Nash Grier, Personagens Originais, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Tags Cameron Dallas, Life Of The Party, Magcon, Matthew Espinosa, Nash Grier, Shawn Mendes
Visualizações 95
Palavras 615
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eai gente!

Desculpa a demora, agora que as aulas voltaram eu tenho estado bem sobrecarregada. Não sei se vocês viram, mas eu dei uma revisada nos primeiros caps da fanfic e acrescentei alguns detalhes a mais e tirei o que eu achei desnecessário.

Eu queria avisar que: Eu estou em dúvida em fazer essa fic em duas temporadas, ou só em uma (essa) e continuar postando nesse mesmo livro. Quero saber a opinião de vocês.

Aliás, vocês estão gostando? Comentem para eu saber o que estão achando e me dêem ideias para os próximos caps <3

Um beijo para quem quiser!

Capítulo 50 - Karma


Fanfic / Fanfiction Life of the party - Capítulo 50 - Karma

— Eu juro que eu ia falar para você! — me defendi, olhando para minha pizza.

— Falamos sobre isso depois.

Sim, ele disse apenas isso durante o almoço todo. Eu não sabia se ficava com raiva de mim ou frustrada.

Shawn ficou com uma carranca inabalável. Já conversamos sobre esse mesmo assunto, antes. Shawn Mendes não quer fazer faculdade, e eu entendo. Se eu também tivesse um contrato com uma gravadora maravilhosa e uma voz de ouro, também não faria.

Porém, essa não é a minha situação. Eu tenho 80% de certeza que quero ir para NYU, fazer o curso de Música.

Mas, as coisas mudam.

Chegando em casa, nos despedimos só com um “Tchau” e eu subi as escadas ainda meio revoltada. Tudo bem, eu deveria ter contado antes, mas para quê fazer esse estardalhaço todo?

Se eu mereço o troféu de Drama Queen, Shawn merece o de Drama King.

Fiquei deitada na minha cama, repensando as minhas atitudes. Depois, cheguei a conclusão de esperar até amanhã para conversar com ele direito. Era o melhor a se fazer.

Isso não aconteceu.

Shawn continuou me ignorando na semana seguinte. Eu tentava falar com ele, o mesmo dava uma desculpa.

Sem aguentar mais esperar, puxei ele pela orelha ( o que foi complicado, já que eu bato em seu peito) até uma sala desocupada e encarei Shawn com o meu melhor olhar sarcástico.

— Já está na hora de crescer, não acha? — Falei, observando suas sobrancelhas se unirem e seus olhos revirarem.

— Me poupe, Clara. Eu amo muito você, mas se tem um defeito que eu não aguento é essa sua mania de me esconder coisas importantes. — Shawn desabafou.

— Eu também te amo, mas você tem que se lembrar que eu sou esquecida. Estou tentando me esforçar de verdade esse ano, então acabo esquecendo o resto.

Sentei em uma cadeira, colocando meu rosto entre minhas mãos.

— Sabe, é assustador se parar para pensar. Há um ano atrás eu era apenas a Clara de dezesseis anos, descobrindo um novo país. Agora eu estou aqui, no último ano, brigando com o meu namorado.

Shawn suspirou.

— Bebê, eu te entendo. Você acha que eu não me assusto com o rumo que minha vida levou? Eu era apenas um garoto que fazia covers no YouTube.

Levantei meu rosto e o encarei.

— Eu entendo que você não quer fazer faculdade. Porém, eu tenho que ter alguma segurança do meu futuro. — Opinei.

— Sim, eu entendo.

— Ótimo. Agora vamos comer, eu estou com fome.

[...]

Essa conversa até que nos fez bem. Shawn voltou ao normal, mas não estava muito feliz de eu ir para NY.

O resto da semana foi bem calma, mas na sexta-feira tudo começou errado.

No instante que acordei, senti que ia acontecer algo. Fui tomar café com um aperto no peito. Ignorei até chegar á escola e andei até minha sala tranquilamente. Sentei na cadeira de frente para o professor ( A aula era de espanhol).

Prestei atenção em algumas coisas, porém a maioria do tempo ficava desenhando aleatóriamente no meu caderno.

Uma variada ouvida e eu nem fiz questão de me virar para ver quem era.

— Atrasado para seu primeiro dia? — O professor disse, com sua carranca. Eu ainda não havia olhado para frente.

— Me desculpe, ainda estou conhecendo esse bairro.

Na hora que eu ouvi essa voz, eu senti vontade de chorar. Isso só pode ser carma mesmo. Dirigi minha cabeça devagarinho para a frente, só para avistar o primeiro garoto que eu amei.

 — Muito bem senhor... — o professor procurou seu nome numa prancheta — Felipe Albuquerque. Que isso não se repita.


Notas Finais


And the Treta begins


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...