História Life of The Party- Imagine Min Yoongi- BTS - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 315
Palavras 2.873
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Festa, Hentai
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Essa é a minha primeira fic
Espero que gostem
Comentem, plis

Capítulo 1 - Capítulo único


Fanfic / Fanfiction Life of The Party- Imagine Min Yoongi- BTS - Capítulo 1 - Capítulo único

  Naquela noite, a minha casa estava cheia. Cheia de gente que eu via todos os dias mas não conhecia. Ou, até mesmo de alguns que eu nunca tinha chegado a ver. Mas, ninguém rejeita uma boa festa, não é mesmo?

  Nesse exato momento eu não me sinto a vontade pra falar com nenhuma dessas pessoas. Não tem ninguém que gostaria de falar comigo também. Eu não sou antissocial, tenho alguns amigos com quem eu gostaria falar agora, mas não posso. Eles estão ocupados. Meu irmão, Jimin, resolveu dar uma festa na nossa casa assim que nossos pais avisaram que iam viajar nesse fim de semana para uma "segunda lua de mel". Não consigo imaginar o que eles fariam numa segunda lua de mel. Não consigo imaginar meus pais fazendo esse tipo de coisa. Eca. Por cima do barulho das conversas e da música que está tocando ouço o barulho de algo se quebrando. Eu espero que tenham sido os ossos de alguém porque se não for os meus é que vão ser quebrados quando minha mãe descobrir. Por um segundo me pergunto se eu não estou exagerando, se eu não devia relaxar, curtir a festa e se algo der errado, jogar a culpa no Jimin. Mas, não consigo. Por falar no Jimin... Cadê ele?  Olho em volta, procurando meu irmão. Na mesa de comidas, ele não está, mas, Namjoon e Jin estão lá acabando com a comida. No meio da sala onde fica a "pista de dança" ele também não está. Isso é estranho. Meu irmão adora dançar e sensualisar na night. Principalmente sabendo que Jungkook está na festa. Mas, ao invés dele, é V quem está roubando os olhares de todos. Ele está rebolando até o chão e todos em volta estão adorando seu showzinho. Principalmente o Hobi. Começo a procurar por Jungkook, afinal, é bem provável que ele e meu irmão estejam juntos, mas eu o vejo no meio do grupinho que se formou em volta de Taehyung. Ele está rindo com um copo na mão. Ele percebe que estou olhando pra ele e acena pra mim, me pedindo pra me aproximar mas eu nego com a cabeça. Meu olhar se volta novamente para V. Ele até que está dançando bem, é uma pena que não vai se lembrar de nada disso amanhã. Mas Hoseok com certeza vai. E ele vai se aproveitar disso. Volto a tentar achar meu irmão mas não consigo e desisto da tarefa. 

-Se é ele que você está procurando, Jimin está na cozinha.- diz uma voz grossa e rouca vinda do outro sofá. A voz que martela na minha cabeça durante o dia e assombra meus sonhos durante a noite. É Yoongi. 

 -Obrigada.- agradeço, elevando a voz pra que ele me ouça sobre o barulho ensurdecedor da festa. Ele apenas ascente toma um gole de sua bebida e volta a olhar pro vazio como faz sempre.  

 Suspiro. 

 Jimin sai da cozinha, com uma cara nada boa e se joga no sofá ao meu lado. 

 -Me diz por que diabos eu inventei de fazer essa festa estúpida? Por que você não me impediu? Que ódio!- ele diz socando o braço do sofá.

  -Isso tudo é ciúme do Jungkook?- pergunta Jin sentando ao meu lado, sorridente. Sorridente até demais. 

 -Eu não tenho ciúme do Jungkook! 

 -Pffff, tá bom.- digo. 

 -Você não tem ciúme do Jungkook e Jin não está todo feliz assim só porque estava com o Namjoom. E a lua é roxa, o céu é verde...- diz Yoongi, rindo. Não consigo deixar de sorrir vendo o sorriso dele. Merda. Como ele pode não perceber? 

 -Pode ir parando aí, eu não gosto do Namjoon desse jeito. - diz Jin se defendendo 

 -E por que essa felicidade toda, hein?- diz meu irmão apontando pro mesmo que ainda está com um sorriso de orelha a orelha. O sorriso radiante e alegre dá lugar a um outro, tímido e envergonhado acompanhado pelas bochechas coradas. 

 -É...- ele diz, desviando o olhar e tentando arranjar uma desculpa.-Porque...

  -Porque...?- eu, Suga e Jimin perguntamos ao mesmo tempo.

 -Porque eu estava comendo. Comida me faz feliz.- ele diz. Parece mais que está tentando convencer mais a si mesmo do que a nós. 

 -O Namjoon também.- digo. Jin é muito tranquilo mas ele sempre parece mais feliz ao lado de Namjoon, com ou sem comida.  

 -Namjoon não é de comer.- ele rebate 

 -Você pode comer ele também se quiser.- Suga diz dando um sorriso malicioso. 

 -Ele está na sua mão.- Jimin afirma.   

 -É, mas quando eu canso de comer a mesma coisa é só sair e comprar algo diferente. 

 Resolvo tentar convencer Jin tocando em seu ponto fraco:

 -Não pode casar com a comida.

  Jimin concorda e completa: 

 -Não pode beijar a comida. 

 Então é a vez do Yoongi. 

 -Não pode foder com a comida.

  -Chega! Eu não gosto do Namjoon, inferno! Parem de insistir! 

 O jeito como ele fica nervoso só prova que gosta mas não quer assumir, mas, resolvo deixá-lo em paz. Por enquanto. Com o fim da conversa, volto a olhar pra V. A situação fica cada vez melhor. De repente, a música acaba mas a que vem em seguida é tão boa quanto. Com a batida forte, é perfeita pra sensualisar. Dessa vez Taehyung resolve dividir os holofotes com outros dois garotos que começam a dançar ao lado dele. Jungkook e Namjoom. 

 -Eu não acredito!- Jimin diz logo ficando vermelho de raiva. 

 -Filho da puta...- Jin murmura.  No sofá próximo ao nosso, Suga se mexe incomodado.

 -Será que dá pra vocês dois largarem de cú doce e irem atrás deles?- ele pergunta com raiva. Apesar do tom que usou pra falar ainda está com a sua típica cara de "queria esta morta". E eu odeio adimitir, mas ele fica lindo assim. 

 -E como você espera que eu faça isso?- Jimin responde no mesmo tom.

   -A casa é sua, puxa ele pra dentro de um quarto ou um armário sei lá.- Yoongi responde como se fosse óbvio. Como se alguém tivesse uma perguntado qual era a cor do céu. 

  -E se ele me rejeitar? 

 -Você pode dar uma de Hoseok e embebedar ele.- Suga aconselha. Ele aponta pra Taehyung e Hoseok agora dançando juntos. 

 -Hope e V se pegam há meses.- Jin responde

 -Vocês poderiam dizer o mesmo sobre eles se tentassem.- Yoongi responde. Jimin e Jin olham pra ele depois pra mim e caem na risada. 

  -Olha só quem fala!- diz Jin

 -Não sei por que eu escuto teus concelhos.-Jimin diz, recuperando o fôlego. 

Yoongi não é de ficar com vergonha, e, até mesmo quando fica faz de tudo pra esconder isso, mas dessa vez ele cora. Forte. Chega até a gaguejar quando nega:

 -Não sei do que vocês estão falando. 

 Jin semicerra os olhos e se vira pra ele 

 -Sabe sim! 

 -Quer que eu conte tudo pra (S/N)?- diz Jimin. 

Não é necessário dizer que eu estou boiando nessa conversa. Yoongi arregala os olhos e chega até a ficar meio pálido mas logo ele toma o controle da situação.

 -Só se você quiser que eu conte tudo pro Kook.  

 Isso foi o bastante pra calar Jimin. Jin parece não estar afim de ser chantageado por causa de Namjoon, então ele se mantém calado também. A música chega no ápice com Namjoon, Kook e Tae dançando juntos e rindo. Eles até cantam alguns pedaços. Jin se vira pra mim e meu irmão e pergunta: 

-Tem alguma arma na casa vocês por acaso?  

 Como tenho imaginação fértil, imagino Jin chegando no meio da pista com uma metralhadora, mas, ao invés de balas a arma está carregada com uma mistura muito doida de doces, gliter, barbies e restos de fantasias das princesas da Disney. É claro que ele estaria usando um traje a altura: uma camisa rosa bebê com uma coroa estampada escrito logo embaixo "princess" em um rosa cheguei decorado com pedras de strass.

  Me seguro pra não rir.

  -Eu desisto de vocês dois.- Suga diz suspirando, frustrado.  

 -Sabe o que você devia fazer?- digo pra Jimin que se vira pra me escutar melhor.- Você devia ir até lá, rebolar essa sua bunda gigante até o chão e mostrar como se faz. 

 -Não sei não...- ele diz 

 -Ah, qual é? Vai lá! Você também, Jin.

 -Acho melhor não... Vai que a comida acaba... 

 Os meninos dançam ainda mais próximos uns dos outros, rindo. Jungkook chega até a dar um sorriso e uma piscadinha na direção de Jimin. Meu irmão se levanta, gritando.

  -Agora já chega! 

 Jin se levanta também e acompanha ele.  

 -Aonde vai?- pergunto.

 -Eu vou rebolar minha bunda até o chão!- ele responde, me fazendo rir. Olho pra Yoongi. Ele estava se segurando, mas, quando me vê rir não aguenta e acaba rindo também. É bom ouvir o som de nossas risadas se misturando por cima do barulho da música e das outras conversas. Assim que volto a olhar pros meninos, a raiva de Jin já se derreteu e ele já está todo sorridente de novo dançando com Rap Mon. Mas, Jimin não. Ele é vingativo. Está dançando com Hope de costas pra Jungkook. Começo a sentir a sensação estranha de estar sendo observada. Me viro e vejo Yoongi me encarando. Espero pra ver se ele vai dizer alguma coisa, mas ele não diz nada. Só fica lá, me olhando. Não consigo sustentar seu olhar e desvio o meu, corada. Ele só fez olhar pra mim e meu coração já parece uma escola de samba em plena avenida. Quando tomo coragem pra olhá-lo novamente ele ainda está me encarando. Dessa vez, ele sorri. Me pergunto como alguém pode ver aquele sorriso lindo e não sorrir de volta.

  Como?

 Pra minha infelicidade, ele se levanta.  

 No começo penso que ele já vai embora e depois cogito a possibilidade de estar indo dançar com os meninos, mas ele me surpreende sentando ao meu lado, bem próximo de mim. 

Tão próximo que a minha coxa roça na dele. 

Consigo sentir seu cheiro invadindo minhas narinas e chego a me perguntar se ele consegue ouvir minha pulsação acelerada. 

Ele passa uma das mãos eu volta dos meus ombros e consigo sentir sua respiração próxima do meu pescoço quando ele pergunta: 

 -Quanto tempo acha que vai demorar até o Kook ficar com ciúme também?  

 Preciso de alguns segundos para me recompor e conseguir responder.

  -Hmmm...- digo olhando pros meninos. Jungkook dança com V olhando pra Jimin por cima do ombro. Suas expressões, o jeito como dança, o sorriso tão forçado que os cantos da boca se curvam pra baixo, tudo nele praticamente grita, ele já está com ciúme.  

 -Eu aposto que até o fim do dia eles dois vão estar transando.- Suga diz. Dessa vez, olho pra Jimin. O jeito como sorri, dança, as mesmas coisas que entregam Jungkook entregam ele também: hoje ele está afim de provocar.

  -Acho que vai demorar mais um pouco.- digo.  

 -Fechado?- ele diz me oferecendo a mão. Eu aperto ela e sinto a eletricidade correndo entre nós mesmo com este simples toque o que me deixa meio desnorteada mas consigo me obrigar a dizer algo. 

 -Fechado.- infelizmente, ele solta minha mão e eu fico encarando a mesma pensando em como ela parece muito melhor entrelaçada com a dele até que a minha ficha cai.- Espera!- ele se vira pra mim e percebo só agora que estamos muito próximos.- E-Estamos apostando oque exatamente?- digo gagejando.

 Ele para pra pensar por um segundo.

  -Não sei. Mas vou pensar em alguma coisa.- ele diz piscando pra mim e logo depois abre um sorriso malicioso.  


   [...]  


 Depois de horas arrumando, finalmente pego a última latinha do chão e jogo dentro do saco de lixo.

  -Valeu por me ajudar já que aquele idiota do meu irmão resolveu sumir.- digo pra Suga e (N/A). Ela sorri e dá de ombros como se dissesse que tudo bem e ele murmura um "de nada" . Levo o saco até a lixeira do lado de fora da casa. Graças a Deus ninguém jogou nada no jardim. 

-Antes que eu esqueça,- diz (N/A) enquanto eu fecho a lixeira.- preciso falar com você. A sós.  Antes que eu possa dizer qualquer coisa, ela segura meu braço e me puxa até dentro de casa. Sinto uma pontada de dor e reclamo, peço pra ela parar mas ela apenas me ignora e só dirige a palavra a mim quando já estamos no meu quarto. Ela fecha a porta enquanto eu reclamo e depois pega um dos meus travesseiros e começa a me bater com ele. 

 -Qual é o seu problema?- ela diz enquanto me bate.  

-Ai! Do que você tá falando?- eu digo e logo arranco o travesseiro de sua mão. 

 -Yoongi tá na sua!

 - Oque? Não!  

 -Larga de ser trouxa! Ele ficou te secando na festa o tempo todo. 

Tudo bem que eu flagrei ele me olhando algumas vezes, mas, isso já é exagero.  

 -Vai ver tinha alguma coisa no meu cabelo, sei lá. 

-Tá bom. Vamos supor que isso seja verdade. Você conhece ele, sabe que ele é 8 ou 80. Ou ele viria pra festa pra beber e ia dançar até o chão com os outros ou ia ficar em casa dormindo. Mas ele veio, e ficou sentado olhando pra você o tempo todo. E ele ainda ficou pra te ajudar a arrumar tudo! - ela vai até a porta e antes de sair, completa.- Pensa nisso. Fui!  

 Assim que ela vai embora, eu cogito a possibilidade de talvez, quem sabe, ele gostar de mim também.  

 (N/A) já me disse várias vezes que ele me olha/me trata de um jeito diferente mas nunca dei ouvidos a ela. 

 Yoongi me enxerga como uma amiga, e só isso.  

 Resolvo deixar pra pensar nisso só amanhã, agora eu vou tomar um banho, relaxar e dormir. 

Tento não pensar em nada enquanto tomo um banho quente e relaxante. Hoje foi um dia cheio. Visto uma camisola bem fina e transparente e me deito pra dormir. Assim que minha cabeça encosta no travesseiro, relembro tudo o que aconteceu no dia de hoje. Jimin convidando todos da escola pra festa apesar de eu dizer que é uma péssima ideia, alguns momentos da festa como os meninos dançando todos juntos, a teimosia de Jin e Jimin. Mas, a maior parte dos momentos envolve Yoongi. Ele sorrindo pra mim durante a festa, o momento em que ele sentou ao meu lado, o breve momento em que apertamos as mãos, isso sem falar de quando estávamos limpando tudo e acabamos pegando a mesma latinha, ao mesmo tempo. Merda. Não consigo tirar esse garoto da cabeça.

  Sou tirada de meus pensamentos pelo barulho da porta do meu quarto sendo aberta e fechada novamente logo em seguida. 

E depois o barulho da tranca sendo seguido pelo barulho de passos. Sinto o colchão afundar sob o peso de alguém. 

Antes mesmo de me virar pra ver, já sei quem é. 

Esse cheiro é inconfundível. 

 -Suga?- pergunto apesar de já saber que é ele. 

 -Oi...- ele responde e ouço o sorriso em sua voz. 

 É uma das coisas que a (N/A) usa pra tentar me convencer de que ele gosta de mim: ele sempre fica bravo quando alguém o chama assim, menos eu. 

Ele adora que eu o chame assim. Me viro, ficando de frente pra ele. 

 -Oque está fazendo aqui?

 -Vim pra ver o resultado da nossa aposta. 

 -Como assim?- pergunto. 

 -Você vai ver. Ou melhor, ouvir. 

 Ouço um barulho vindo do andar de cima mais especificamente do quarto do Jimin. 

É como o som se molas rangendo. Então, paro pra prestar atenção e ouço uma voz. Não consigo entender de primeira mas logo a voz fica mais alta e entendo claramente o que ela diz.  

-Awwwwh... Kookie... Mais rápido...  

 É Jimin!!!! 

 -Jimin-ssi...  

 Agora o Jungkook.

 Meu Deus!  

 -Que horror!- digo.

  Ele ri da minha reação e comemora. 

-Eu ganhei!- ele diz ainda rindo da minha cara.  

 -Tá, chega!- eu digo e ele ri mais então sou obrigada a batê-lo, mas não adianta porque ele ri mais ainda. Quando ele finalmente para de rir eu pergunto - Oque vai querer como prêmio?  Ele se aproxima mais de mim.

  -Hmmm, eu já tenho uma ideia do que vou querer...  

 -O que? Ele se aproxima mais ainda e sussurra.  

 -Você. 

 -Como?- pergunto e só então com ele tão perto assim, começo a juntar as peças. A não ser pelo casal lá em cima, estamos sozinhos em casa, e eu estou literalmente só de camisola trancada no quarto com Yoongi. 

-O meu prêmio, por ganhar a aposta vai ser poder fazer que eu quiser com você essa noite.- ele diz, beijando meu pescoço.- Pode reclamar o quanto quiser mas essa noite você é minha. Não aceito não como resposta. 

 Ele puxa a alça da minha camisola e eu me arrepio com seu toque.   

 -O que pretende fazer comigo?- pergunto. 

 Ouço o baque do som da cabeceira da cama de Jimin batendo contra a parede misturado com o som da cama rangendo e dos gemidos. Yoongi termina de tirar minha camisola e desce os olhos pelo meu corpo agora nú. 

 -Algo bem próximo disso.- ele diz descendo as mãos pelas minhas costas e apertando minha bunda. Então, ele sussurra no meu ouvido.- Ou talvez, melhor.   



Notas Finais


E aí meu povo???
Gostaram???
Eu espero que sim!
😘😘😘😘😘😘😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...