História Lifeguard - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Híbrido, Park Jimin
Visualizações 149
Palavras 950
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Festa, Ficção, Romance e Novela, Sobrenatural
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


• É isso mesmo pessoal, mais um capítulo para vocês, haha :)
• Tenham uma boa leitura!

Capítulo 7 - Heartbroken.


Fanfic / Fanfiction Lifeguard - Capítulo 7 - Heartbroken.

 

''Eu ainda me pergunto por que você saiu com ela e me deixou para trás.''

Love - Daughter.

 

Desde o sumiço de Aurora no dia anterior que Jimin não havia a visto, e de fato, aquilo havia o preocupado, costumeiro, ele se sentia assim em relação a Aurora, quando ela passava tempo demais longe dele, algo dentro de si apertava, Jimin desconfiava que fosse seu coração.

Desde que Aurora começou a ‘’ ler ‘’ sobre o que verdadeiramente ela é, e o que poderia fazer, que ela se distanciou dele, e Jimin sentiu da pior forma. Quando ele estava respondendo suas lições de casa, ele sentia falta dela o atrapalhando, falando coisas desnecessárias, tirando sua atenção dos cálculos, ele sentia falta principalmente de seu riso, que o levava a rir junto.

Contudo, ele sentia falta de Aurora por completo, mesmo não querendo sentir.

– Eu estou de volta Jiminie!

Jimin odiava tal apelido, mas por ter sentido tamanha falta de Aurora resolveu relevar, dessa vez.

– Onde estava? Eu já estava de saída para a festa.

– Eu sei que não iria sem mim.

‘’ É, você está certa.’’ O loiro pensou.

– Vai sonhando que não.

Jimin deu uma última olhada no espelho, vendo-o se ele estava devidamente vestido para tal ocasião. Jimin usava uma calça jeans clara apertada em seu corpo bastante malhado, marcando bem seu belo par de pernas torneadas, juntamente com uma camisa de gola alta e mangas cumpridas na cor preta, que realçava seu tênis da mesma cor.

– Está razoavelmente atraente.

Jimin virou-se para trás, vendo-o Aurora completamente diferente. Seu cabelo estava com ondulações e um tanto bagunçado, seu copo estava coberto apenas por um vestido curto na cor preta em couro que marcava bem suas curvas, em seus pés ela usava saltos altos também preto. Aurora não estava flutuando como era de costume, ela estava em pé sobre o chão, como uma pessoa normal. Ela estava maravilhosa.

– Eu sei que ninguém irá me ver, mas eu quis... Mudar.

– Você está linda!

Jimin apressou-se a dizer. E de fato, ela realmente estava. Jimin não sabia se Aurora era tão bonita assim antes de morrer, ou se ela era assim por ter se tornado o que é agora, um anjo. Sua aparência fazia jus a um anjo, assim como ela agora era. O seu anjo da guarda.

– Obrigada.

Murmurou baixando sua cabeça. O elogio do loiro havia a deixado desconfortável, mas em um bom sentido.

– Podemos ir?

Aurora balançou sua cabeça em concordância, acompanhando o loiro em seguida.

O caminho poderia ter sido em completo silêncio por parte de Aurora, mas Jimin possuía muitas perguntas e nenhuma resposta.

– Como conseguiu fazer isso?

Referiu-se a mudança de roupa, cabelo, e até mesmo a maquiagem que a mesma usava.

– Eu disse que poderia me vestir com qualquer coisa, basta apenas eu ver e pensar bastante no que eu quero.

– Foi assim que conseguiu ficar sentada no banco?

Jimin a olhou por alguns segundos, apenas para ver mais uma vez aqueles olhos hipnotizantes.

Aurora concordou olhando para o outro lado, admirando as luzes da cidade que passavam rapidamente por conta da velocidade que se encontrava no carro.

– Quer dizer que, se você quiser muito tocar uma pessoa... Você consegue?

Aurora baixou seu olhar, admirando o esmalte preto em suas unhas. Ela não sabia como havia tocado em Jimin naquele dia, ela só sabia que havia desejado muito realizar tal ato, mas ela tentou outras vezes enquanto ele dormia, mas todas haviam sido falhas, o que a levou a frustação.

– Eu não acho que sirva para esse tipo de coisa. – Murmurou.

– Oh, claro, tudo bem.

Aurora poderia jurar que a frase de Jimin, seguida por um suspiro, havia soado com um certo descontentamento, mas devido a sua longa convivência com o loiro ela sabia que isso era algo impossível, que sua imaginação mais uma vez, estava a pregando uma peça.

O restante do caminho havia sido em silêncio por parte ambos até a chegada da festa, onde do fim da rua, já se podia escutar o som alto.

– Anh, eu, anh...

Jimin coçou sua nuca. Ele não sabia o que dizer para Aurora, mas ele não queria que ela andasse junto dele, mesmo sabendo que as pessoas não poderiam vê-la, e esse era o principal motivo, na escola, ele já estava começando a ser chamado de louco por alguns alunos que haviam o encontrado discutindo sozinho, mas ele não estava sozinho de verdade, ele discutia com o seu anjo da guarda, mas quem diabos iria acreditar nisso?! Então ele apenas resolveu evitar Aurora em público.

– Tudo bem Jimin, pode ir se divertir.

Aurora disse, encorajando-o. O loiro sorriu largo, fechando-o seus olhos, e em seguida, andou por entre as pessoas, o que logo a fez o perder de vista.

Já havia passado bastante tempo desde a chegada de ambos naquela festa, e Aurora se deu conta de que ali não era o lugar dela, ela não poderia tocar em ninguém, muito menos, alguém poderia vê-la, então, qual o sentido dela estar ali?

Ela tentou encontrar Jimin, mas ele parecia ter sumido daquele pequeno espaço entre aquela grande multidão, então ela tentou do jeito mais difícil, a qual ela não sabia se funcionaria, mas mesmo assim, tentou.

Ela queria encontrá-lo para avisar que voltaria para o quarto. Aurora fechou seus olhos e visualizou a figura de Jimin por completo, pensou nele, e o ansiou encontrar, quando abriu seus olhos, desejou nunca ter feito tal ato.

Jimin estava deitado na cama com o corpo de Yuna sobre o seu, ambos estavam sem roupas e pareciam demasiadamente felizes.

Naquele momento, Aurora havia sentido algo se despedaçar dentro de si, algo que ela achava não possuir. Um coração.


Notas Finais


• Coitada da nossa Aurora...
• Até o próximo ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...