História Ligadas por acaso! - Capítulo 27


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 8
Palavras 1.553
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Tentar demonstrar o amor com ações,muito eu!.

Capítulo 27 - Madeleine.


Fanfic / Fanfiction Ligadas por acaso! - Capítulo 27 - Madeleine.

Meu celular toca Id:Amor.
" - Oi Amor!. Atendo no segundo Toque.
- Oi minha linda pode vir dormir aqui hoje?. Ela pergunta.
- Amor vamos para Boston amanhã cedo lembra. Ela suspira.
- Vamos juntas esqueceu,podemos ir daqui de casa,por favor princesa faz uma semana que não nos vemos.
- A gente se viu ontem Karen.
- Duas horas não mata saudade de ninguém Madeleine. Eu solto uma risada,Eu sou uma idiota mesmo.
- Está bem chego aí em meia hora.
- Ouvi dez minutos. Ela brinca, soltando aquela risada perfeita dela.
- Eu ainda tenho que me arrumar e ajeitar algumas coisas na mala amor,Te vejo em meia hora.
- Está bem você sempre me convence que seu jeito e o melhor,Te espero. Estou me acostumando a não falar tchau.
- Eu irei estar ai logo meu amor. Então ela desliga." Eram nove horas por que ela ligou só agora,algo de errado não estava certo acho que é essa frase coisas de Bruna,sorriu de meus pensamentos bobos.

Estaciono na frente da casa da Karen ia dar dez horas,dei uma pequena atrasada.
- Vamos,Tia?. Pergunta Bruna do Banco de trás.
- Claro docinho. Fomos caminhando até a casa da Karen e toco a campanhia,sendo atendida por uma Cecília toda arrumada.
- Posso saber aonde está indo,Lua?. Ela sorri e sela seus lábios aos de minha subrinha.
- Nós iremos jantar na casa da vovó hoje monstrinho. Como assim?.
- Por que,amor?. Pergunta Bruna claramente fazendo manha,ela não gostou muito da minha sogra por causa da tal pesquisa sobre nós.
- Cadê sua mãe,querida?. Ela me da um beijo na bochecha e sorrir,Ai como amo essa menina.
- Está na sala com o Tio Fábio.
- O idiota esta ai é?. Bruna diz com tédio,outro Carrilho que ela não suporta mas a Lúcia ela tolera.
- Está e ele vai nos levar na casa da vovó então se comporte Bruna Reis. Ela assente com uma cara de espanto e eu sorriu.
Logo vejo a minha linda namorada se aproximar com aqueles olhos lindos e únicos,ela se aconchega ao meu corpo e eu direciono meus braços em volta de seu pescoço ganhando um selinho.
- Que saudades do seu cheiro minha princesa. Ela sussurra em meu ouvido me causando um arrepio e uma risada rouca dela logo em seguida me causando coisas que eu nem te contar senhor aqui está meio quente não.
- Ei casal já estamos indo,hoje irei sair com a Vivian e já estou atrasado. Minha subrinha estava certa não vale nada mesmo.
- Está bem maninho juízo e cuide da minha filha até chegar na casa da mamãe por favor. Ele sorri e assente. - Espera a minha Vivian. Opa não gostei desse minha ai não.
- Concerteza,aquela bunda acompanhado daquele sorriso me deixa louco maninha você me entende. Ele sorri malicioso.
- Não entendo nada,ela é apenas minha secretaria,não reparo em seu sorriso e ainda mais em sua bunda seu tarado. Eu sorriu internamente com a sua resposta.
- Eu volto mamãe e Te amo muito.
- Cuide do que eu amo pequeno anjo.
- Sempre terá a mim como reforço sogra. Cecília beija a bochecha da mãe e depois a minha e minha subrinha faz o mesmo.
- Paciência Meu docinho. Ela bufa irritada e Karen rir mais uma vez,me fazendo querer mais e mais aquele som maravilhoso.
Eles foram embora no carro de Fábio e ficamos sozinhas,sim eu estava achando tudo muito estranho,a Karen jamais deixaria a Cecília sair uma hora dessas mesmo que fosse pra casa da vó.
- Vamos pro meu quarto?. Ela perguntou com um sorriso bobo.
- O que está aprontando Karen Carrilho Vives?. Pergunto mais que desconfiada e ela sorrir grande.
- Vem comigo e descobri princesa. Dou de ombros e vou caminhando até seu quarto,ela me abraça por trás distribuindo beijos na minha nuca e ombros,será que....?
Abro a porta de seu quarto devagar, abrindo a boca com o que estava vendo,seu quarto estava decorado românticamente e fiquei impresinada com tudo,me virando e encontrando seu olhar de expectativa.
- Uau!. Apenas disse isso.
- Você gostou?. Assente timidamente. - Calma não fica assim prometo que se você não quizer eu destruo tudo isso agora mesmo. Tampo sua boca com a minha mão e sorriu largo.
- Eu amei tudo isso mas por que?.
- Bom eu não sou muito de falar mas eu gosto de demostrar o que eu sinto e resolvi transformar nossa primeira vez numa noite especial pra você e nada melhor que ser um pouco romântica não é. Sorriu e ela me dá um selinho.
- Você é incrível sabia e Eu amo você muito Karen. Ela me beija delicada e meio que andamos até a cama,sinto minhas costas baterem suavemente em seu colchão macio.
Seus beijos descem por meu pescoço senti uma mordida no local e gemi baixinho sentindo ela sorrir contra meu pescoço,travei um pouco quando suas mãos pararam na barra da minha blusa.
- Tudo bem se não quiser,eu só pensei que você queria,esses dias você estava tão...
- Eu quero sim Karen só espera um pouquinho esta bem?. Ela assente ainda com a cara assustada eu apenas sorriu pra lhe acalmar,suas mãos foram saindo de onde está e eu segurei elas no lugar,puxando elas pra cima como se concentise e vi seus olhos vidrados no meu quando ela subiu a blusa até sair de meu corpo,ela suspira me olhando e eu coro levemente.
- Uau,você é linda. Ela afirma sorrindo e eu apenas coro mais ainda.
Ela começa me beijar denovo e crio coragem pra tentar tirar sua blusa,ela se afasta e me ajuda a tirar e nossa como ela é linda.
Sinto os seus beijos na minha clavícula e descendo pros meus peitos que ainda estavam cobertos pelo sutiã,espera eu falei ainda?.
Sem me dar conta meu sutiã é retirado do meu corpo e ai que eu fiquei com mais vergonha ainda.
- Pare de olhar Karen. Falei e ela deu a sua risada rouca me fazendo estremecer,mulher dos infernos.
- Por que não fizemos isso antes mesmo?,Eu deveria estar maluca e não tenha vergonha por favor você é um espetáculo de mulher. Escondo meu rosto em seu pescoço e sinto mais beijos na curva de meu pescoço e descerem pros meus seios,senti sua língua rodear devagar me trazendo novos prazeres,sua língua quente sugo o bico pra dentro de sua boca e eu geme mais alto dessa vez,minhas mãos foram pra seus cabelos e forcei ela pra sentir mais um pouco daquela sensação maravilhosa,olho pra ela e seus olhos estão me devorando aos poucos meu deus minha calcinha estava encharcada e se ela demorar mais ali eu gozo com toda certeza.
- Ka por favor. Ela sorri e ataca meus lábios em um beijo diferente de todos que ela me deu até hoje,esse tinha presa,paixão,desejo e como tinha desejo.
Sua mão foi até meu short abrindo os botões,ela para o beijo e coloca sua boca em meu ouvido.
- Levanta um pouquinho amor?. Ela pede com aquela voz rouca ainda mais rouca me tirando um gemido baixo e sentindo meu short sair de meu corpo. -Você tem certeza que quer?. Ela pergunta de última hora.
- Me faça sua Karen. Suplico
- Não meu amor,vamos fazer amor agora,gosto mais desse termo pois você não é propriedade pra ser de alguém. Sorriu mas fico brava.
- Não é hora de você ser fofa Karen. Escuto sua risada.
- Ser fofa faz parte do fazer amor Mad. Ia protesta mas sua mão foi parar na minha ah vocês sabem e me fez ter vários e vários gemidos hora baixo hora alto,oh céus que talento e esse.
- Oh céus.... Mais Ka. Ela aumenta sua massagem maravilhosa no meu clitóris,desce os dedos até minha entrada e sinto um entrar devagar.
- Deus do céu o que é isso. Que sensação maravilhosa.
- Não é deus princesa sou só eu. Ela pisca na maior cara sinica.
Seus movimentos começaram lentos demais pro meu gosto mais foram aumentando e eu fechei meus olhos pra sentir o prazer de suas estocadas fortes mas carinhosas.
Ela adiciona mais um dedo e eu estava sentindo que eu ia chegar lá.
- Ka... Eu.... não consigo completar uma frase por causa de meus gemidos que estavam cada cada vez mais alto.
- Eu sei amor,estou pronta vem pra mim. Ela sussurra em meu ouvido e com a aquela voz e aquele pedido eu não aguentei explodi em orgamos maravilhosos e que já mais tinha sentido antes.
- Você foi incrível. Digo a ela no fio de voz que nem sei de onde tirei.
- Só porque foi com você Mad,por que yo te quero princesa. Eu sorriu e ela se deita ao meu lado.
- Vamos tomar banho,Ka?. Ganho um selinho rapido e sinto seu corpo relaxar ao meu lado.
- Daqui a pouco vamos curtir isso aqui só mais um pouquinho esta bem?. Assente e coloquei meu corpo sobre o seu,ela põe sua mão em minha cintura e a outra acaricia meus cabelos.
- Assim eu vou dormir amor.
- Durma que depois lhe acordo pro nosso banho. Suspiro e fecho meus olhos,me sentindo protegida do mundo naqueles braços quentes e macios vou direto pro mundo dos sonhos em alguns segundos.


Notas Finais


As primeiras vezes são sempre inesquecíveis temos que fazer de tudo pra que seja um inesquecível bom.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...