História Ligados pela maldição - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chiyo, Fugaku Uchiha, Itachi Uchiha, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Orochimaru, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Sasusaku
Exibições 271
Palavras 1.391
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Drama (Tragédia), Fantasia, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá a todos 😍 eu tomei vergonha e venho me arriscar a escrever está fic, espero que gostem. Antes alguns avisos :

-Os personagens desta história não me pertencem, mas a história é de minha autoria, plágio é crime.

-Eu faço curso, estudo e trabalho então minha vida é bem corrida, mas tentarei postar no mínimo um capítulo por semana e não se preocupem vou aumentar as palavras.

-Eu não tenho computador e faço a fic pelo celular então qualquer coisa me desculpem.

E vou aproveitar e deixar meu imenso agradecimento a minha querida Michele Silva que fez essa capa maravilhosa pra minha fanfic, obrigado sua linda❤❤
-Eu iria escrever uns 5 capítulos para começar postar e iria esperar as férias mais não aguentei e estou aqui.

O resto a gente vê no decorrer disso tudo, obrigado e boa leitura.

Obs: perdoem qualquer erro.

Capítulo 1 - O começo


Fanfic / Fanfiction Ligados pela maldição - Capítulo 1 - O começo

    Corria desesperada, era de madrugada e ninguem se encontrava na rua, a chuva caia molhando o pequeno e frágil corpo da mulher que estava toda machucado e ferida. O bebê em seu colo não parava de chorar, como ela queria dizer que estava tudo bem, mais não dava tempo ela sentia os passos precisos atrás de si, correu desesperada e chegou ao seu destino.

   -Seja feliz minha princesa, sobreviva.- colocou  a bebê no chão de frente para o enorme portão de ferro. Apertou o botão do lado e escutou o barulho.- Eu te amo.- colocou a carta suja de seu sangue junto a criança e partiu, mal conseguindo ficar de pé.

   Não demorou para um dos funcionários do orfanato de Konoha sair pela porta.

-Céus, uma criança.-disse abismada.

    Infelizmente a mãe da criança não sobreviverá, foi encontrada morta em um beco, o coração havia sido arrancado brutalmente.

         Na mesma noite:

    Seu coração doía, estava acelerado e sua respiração ofegante.

  -Ela está em perigo.-  A criança de 5 anos repetia para si enquanto se sentava no chão.

-Sasuke, tenho que ir atrás do nosso pai.-Estava tão desnorteado que nem percebeu quando seu irmão saiu pela porta com sua espada em mãos.- Sobreviva Sasuke, ela precisa de você.

  Foi a última coisa que ouviu antes de cair em uma escuridão total.

          Na floresta :

       Fugaku lutava ferozmente, estava disposto  a matar o causador de toda aquela desgraça. Mais sentiu uma forte dor em seu coração e em segundos seu corpo estava morto ao chão.

     -Ira pagar por isso! - Itachi gritou ao ver o corpo de seu pai jogado ao chão sem vida, lágrimas escorriam de seus olhos e logo após seus olhos viraram um vermelho sangue.

      -Eu não o matei, ela  o matou.- uma risada medonha escapou de seus lábios.-A maldição o matou.

        Itachi deu passos para trás, não sabia o que fazer. Vê seu pai morto e agora descobre que sua mãe  também morreu, ele pega sua espada e sem pensar duas vezes enterra ela no peito do homem à sua frente em uma velocidade incrível.

-Isso não irá me matar e nem irá me impedir de matar ela.- O homem vira cinzas e se espalha pelo ar.

-Pai, mãe.-Itachi cai no chão sem reação.

     Volta para casa um tempo depois, como contaria para o seu irmão? Ao chegar lá ele vê Sasuke jogado ao chão, corre desesperado para perto do irmão com medo dele estar morto também.

-Vivo.- suspirou de alívio ao perceber que seu irmão só dormia, isso significava que ele e ela estavam bem.

     Pegou ele e levou até seu quarto, ficou sentado em uma cadeira do lado da cama, esperaria ele acordar, precisavam conversar sobre a situação.

         Orfanato de Konoha :

-Ela estava lá na frente senhora, sozinha e no meio da chuva.

-Chame a médica Chyo.- Disse Tsunade a diretora daquele lugar.

- Ela está bem,  não está abaixo do peso e parece estar saudável mas está com muita fome.- disse a senhora já de idade.

    Tsunade olhou para a funcionária que encontrou a menina.

-Ela veio com está carta.-entregou a carta suja de sangue e molhada pela chuva para Tsunade.

     Tsunade olhou a carta e a única coisa legível lá era a frase " Ela se chama Sakura."

-A mãe dela está  machucada ? - perguntou para si mesma.

        Itachi on:

    Esperei ele acordar e a imagem do nosso pai morto me atingiu mais uma vez, não consegui me controlar e lágrimas saiam sem permissão. Eu preciso ser forte, preciso ser forte pelo Sasuke e pela Sakura, só sobrará eles agora.

-Itachi ?- Sasuke acordou.-Onde eles estão?  Porque ela está tão agitada?

-Sasuke preciso que seja forte para o que vou lhe contar...

  5 anos depois; Orfanato de Konoha :

      Sakura cresceu e a cada dia mais chamava a atenção, ela era uma criança especial e isso todos logo notaram, ela tinha os cabelos róseos e olhos esmeraldas. Tsunade a levou  em alguns médicos, ela tinha uma condição rara disso todos sabiam e isso chamava a atenção de todos e principalmente dos médicos que não sabiam explicar como ou o que aconteceu para ela ter os cabelos rosados.

      Sakura por várias vezes ficava sozinha e solitária, as outras crianças a achavam "esquisita" e simplesmente excluía a rosada dos grupos.
Ela era uma criança dócil, gentil mais muito fechada as vezes. Tsunade já pegou a pequena garota várias vezes  em situações nada comuns para a idade dela, a garota tinha pesadelos e as vezes se fechava,  já pegará ela falando sozinha várias Vezes e esse tipo de comportamento acabava por dificultar na adoção da garota.

       Na floresta :

   Sasuke agora com seus 10 anos de idade vivia uma vida solitária e sozinha, tinha seu irmão mais nada tirava o vazio de seu peito.

-Não deveria se ariscar assim.- disse Itachi ao pular em uma árvore e ficar de frente para Sasuke que estava de cabeça para baixo em outra árvore à sua frente.- Você tem treinado muito, sabe que isso afeta ela também.

      Sasuke desceu ao chão e fechou os olhos, a lembrança dela o machucava.

-Isso não importa, quando a acharmos irei ter que proteger ela, como farei isso se for um fraco?- falou irritado para o irmão.

-Eu sei Sasuke, mais tome cuidado você sabe  mais do que ninguém o que comportamentos assim podem levar, se você se esforçar de mais irá deixar ela esgotada e cansada, ela ainda é uma criança e não sabemos mais da sua situação.- Itachi se vira e antes de sair fala.- Este ódio todo deve estar deixando ela confusa Sasuke, você está prejudicando ela dessa forma. Sabemos que ela está viva e isso é o que importa agora.

     Orfanato de Konoha :

-Tsunade-sama ela está o fazendo de novo...- entrou correndo shizune no escritório da Diretora.

- Onde ela está? - perguntou a diretora já se levantando.

-No jardim, já tirei as crianças que estavam perto.

      Tsunade quando chegar ao jardim encontra Sakura de joelhos na grama, seus longos cabelos levitando e seus olhos verdes estavam em um tom rosa escuro.

-O que está fazendo querida?- Tsunade pergunta se aproximando devagar, sabia muito bem o que uma aproximação muito rápida poderia fazer,  lhe custou um belo de um arranhão no rosto da última vez.

       Sakura se acalma ao escutar a voz de sua amiga, olha  para a qual considera uma mãe e lhe mostra o passarinho em suas mãos, ela solta e ele voa livremente pelo céu.

-O passarinho não cantava Tsunade.- a menininha de 5 anos falava docemente da forma mais natural que havia, olhava para sua única amiga naquele local, porque ela estava olhando assim para ela?  Não gostava de pássaros?

     Shizune coloca a mão na boca para evitar um grito de pavor.

- Ele estava mor... morto Tsunade-sama, estava todo aos pedaços.- A mulher não escondia seu espanto.

-shizune mande  preparar um quarto só para Sakura, leve as coisas dela para lá, pode ser o quarto do lado do meu.- Tsunade estava aflita, como resolveria esse problema?  O que faria ?

      A garota seria uma bruxa ? O que deveria fazer com ela ? A mulher já com certa idade mais com aparência bem mais jovial não desgrudava os olhos da pequena que já se sentava por conta do cansaço. Ela é apenas uma  criança não tem culpa de nada, não podia contar para ninguém sobre ela, poderiam fazer-lhe algum mal e quem sabe até a matar por acharem que seja uma bruxa.

-Está brava comigo ? - a garotinha pergunta com a voz trêmula e chorosa.

-Não meu amor, apenas irá ter um quarto só seu.- A rosada sorri de felicidade ao saber que terá um quarto só seu, não gostava das implicâncias das outras garotas em cima de si.

-Tia Tsunade estou cansada...- a garotinha fecha os olhos e se entrega ao mundo dos sonhos.

-Deve lhe cansar usar estes dons, isso você é igual as outras crianças só possui dons especiais.- Tsunade suspira, pega Sakura no colo e a leva para descansar.

     Na floresta:

-Sasuke?  Onde está?-Itachi entra  em casa perguntando pelo irmão.

-Já chegou Itachi? - Sasuke aparece descendo as enormes escadas daquela mansão.-Encontrou algo desta vez ?


Notas Finais


E aí? Tá curtinho mesmo mais vou aumentar eles eu prometo, foi pequeno só pra dar uma introdução.❤ podem comentar gente eu não mordo☺ sugestões e críticas são aceitas de bom grado, espero que tenham gostado do primeiro capítulo, mais uma vez desculpe por qualquer erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...