História Ligados pela maldição - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chiyo, Fugaku Uchiha, Itachi Uchiha, Mikoto Uchiha, Naruto Uzumaki, Orochimaru, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Sasusaku
Exibições 70
Palavras 980
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Drama (Tragédia), Fantasia, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá, gente me perdoem qualquer coisa... depois irei explicar tudo.

Capítulo 14 - Voltando pra casa


Fanfic / Fanfiction Ligados pela maldição - Capítulo 14 - Voltando pra casa

-Você não merece ter esse desgraçado como pai.-Dessa vez foi Sasuke que se levantou.

-Não fale assim dele!-Fui em sua direção batendo em seu peito com força.-Indra cuidou de mim! Deu sua vida me protegendo.

-Ele lhe colocou naquela situação.-Itachi apareceu na frente do irmão que estava em choque.-Ele não é quem pensa Sakura.

-Então quem é ele Itachi?-Perguntei olhando fundo em seus olhos.

-Ele era o noivo de Mebuki, eles viviam juntos. Mais sua mãe conheceu Fugaku nosso pai, foi então que eles descobriram que eram destinados, que ela era sua belowe. Sakura sua mãe largou de Indra porque amava nosso pai, e veio viver com ele, não demorou muito e ela descobriu que estava grávida de Indra. Não tinha problemas, Fugaku amava sua mãe de mais e iria cuidar da criança como se fosse dele.-Ele deu uma pausa antes de recomeçar.-Mais Indra não aceitou o término, ele tentou reconquistar sua mãe várias vezes e nenhuma deu certo. Uma noite quando estava bêbado em um bar acabou caindo na armadilha de um youkai, ele acabou soltando onde Mebuki estava e assim que eles nos acharam Sakura.

-Então foi por isso que…-Deixei a frase morta no ar enquanto chorava mais e mais não conseguindo imaginar Indra daquela forma, a pessoa que cuidou de mim todo esse tempo.

-Sim, eles nos pegaram de surpresa.-Itachi fechou os olhos, as lembranças pareciam ser dolorosas para si e aquilo apertou meu coração.-Eles conseguiram matar Mebuki para arrancar seu coração e assim nosso pai acabou morrendo.

-Porque ele morreu?-Perguntei confusa.-Se foi minha mãe que morreu… O que ele tem haver ?

-Quando sua belowe morre, você também morre.-Sasuke pareceu estar mais tranquilo e tomou a frente.-Estão ligados.

-Então se você morrer eu vou…-Olhei para ele.

-Não, não.-Ele riu balançando as mãos.-Se eu morrer você continuará viva, isso só servi para mim.-Ele voltou a ficar sério.

Um silêncio incômodo se instalou no ambiente me tirado o fôlego, minha cabeça doía e latejava parecia querer sair voando pelos céus.

-Vamos pra casa?-Sasuke disse e quando me dei conta Itachi já não estava mais lá, apenas eu e ele. Sasuke era meu belowe… então todas essas sensações são verdadeiras, achei que fosse outra coisa, eu sempre fui mais sensível com ele mais nunca quis aceitar. Isso quer dizer que uma paixão por ele seria inevitável?

-Sei que pedir isso não é fácil neste momento.-Sua voz rouca me tirou dos meus pensamentos.-Mais poderia por favor controlar seus sentimentos? Está confusa de mais… estas ondas chegam a embrulhar o estômago.-Eeh ele parecia realmente imcomodado.

-Desculpe-me.-Disse-lhe enquanto tentava me acalmar, ele podia sentir meus sentimentos? Isso é assustador. O pior é que nem olhar no seu rosto estou conseguindo.-Sasuke?-Chamei ao ver ele saindo da casa.

-Hum?-Ele se virou para mim.

-Irei voltar apenas para buscar minhas coisas.-Falei decidida.

-O que quer dizer com isso?

-Eu irei voltar pra minha casa.-Falei passando por ele, não queria ver seu rosto e a decepção estampada nele.

-Sua casa é aqui Sakura.-Ele agarrou meus pulsos fortemente e ao mesmo tempo delicadamente esperando que eu o encarasse e foi o que eu fiz.-Não permitirei que saia daqui.

-Não pode me obrigar!-Tentei me soltar dele mas estava difícil .-Eu não quero ficar aqui.

-Tudo bem.-Ele me soltou e logo após saiu andando calmamente.

O segui meio desconfiada, ele havia aceitado do nada ? Algo está errado nisso. Estávamos demorando para chegar e eu me encostei em uma árvore respirando fundo. Sasuke parou de andar e olhou para trás, chegou mais perto e me deu uma garrafinha.

-O que é isso?-Perguntei.

-Água.-Ele me olhou como se eu tivesse feito a pergunta mais idiota do mundo, olhei para o recipiente meio receosa.-Não tema, não é como se eu quisesse te matar Sakura.

-Ohh claro.-Sorri.

Chegamos na casa e eu fui para meu quarto, comecei a arrumar minha bolsa.

-Está querendo mesmo ir embora?-Escutei a voz de Sasuke no quarto e não evitei fechar os olhos, eu não iria mudar de opinião.

-Sim eu irei.-Terminei ali e me virei.-O que significa isso? -Perguntei séria ao ver em suas mãos uma mala negra.

-Eu irei com você.-Ele disse simplesmente e saiu do quarto, peguei minha mala e o segui.

-Como assim irá comigo?-Cheguei na sala e Itachi também carregava uma mala consigo.-Não me diga que você também está com isso na cabeça Itachi?

-Sakura não terá como nos impedir.-Itachi disse.

No final não teve jeito,eles insistiram muito e disseram me seguir se não fosse por bem. logo depois estávamos todos saindo da casa em direção a minha antiga moradia.

-Bem vinda de novo Sakura.-Falei para mim mesma enquanto deixava minhas malas em um quanto da sala, respirei fundo e olhei para os dois que estavam atrás de mim.-Vou ir pra cima descansar e tomar um banho, não vou aparecer aqui hoje, mais tem enlatados no armário e podem escolher qualquer quarto menos o do corredor direito depois da escada.

Subi antes que falassem algo, eu só queria ficar sozinha agora, tomar uma ducha e chorar em paz.

Entrei no meu quarto e ele estava igual, exatamente como o deixei. Após um longo banho me vesti com um pijama roxo bebê com flores de cerejeira, me deitei na cama e encarei o teto por um longo tempo, não pensei em nada e deixei minha mente neutra sem pensamentos.

-Sakura? -Escutei batidas na porta e fui até ela abrindo.

-Oi?-Perguntei colocando minha cabeça para fora.

-Não vai comer nada?-Sasuke perguntou meio emburrado.

-Obrigado, mas não estou com fome.-Disse fechando a porta.

Me deitei novamente na cama e meu corpo estava tenso, fiquei pensando... pensei em muitas coisas, pensei em tudo o que estava acontecendo, pensei nas coisas que ouvi.

Passou o tempo e eu olhei no relógio da escrivaninha e lá marcava às 3 da manhã, me levantei meio cambaleante e fui em direção ao corredor. Entrei pela porta e encostei a mesma logo depois, me aproximei e deitei na cama macia, peguei o retrato que ficava na mesinha e me abracei com ele. Ele poderia ter feito o que fosse, mais ainda era meu pai, ele era meu pai…



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...