História Ligados pelos Sentimentos - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Original, Yaoi
Visualizações 191
Palavras 1.024
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Shounen, Slash, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa madrugada, amores!
Muito obrigada a todos que leem.
Boa leitura!

Capítulo 6 - Ligados pela Noite


Ter as mãos neles era a melhor coisa que eu podia sentir e ainda melhor, era sentir as dele, assim como a sua boca e todo o seu corpo ligado ao meu. Nosso beijo só esquentou tudo e antes que percebesse, estávamos indo para o sofá, enquanto ainda nos beijávamos.

O desejo que surgiu em naquele momento foi algo que fazia um bom tempo que não me lembrava de ter. Nós íamos até o sofá, mas eu, sem resistir, acabei insistindo para que fôssemos pra o quarto. Eu queria muito que o momento fosse especial, quis muito que se tornasse especial e por isto, acabei por insistir em ir para o quarto. Nó fomos e quando chegamos lá, o momento foi ficando um pouco mais lento, e por fim, mais romântico. Ele fechou a porta e nos separamos o beijo.

-Faz muito tempo que eu não... Bem...  — Quase sorri quando vi o seu belo sorriso, e o seu rosto corar ao tentar me explicar o tempo em que ele não deve ter tido relações íntimas.

-Não precisamos dar este passo hoje. — Digo eu, tranquilo. — Não estamos saindo a tanto tempo assim.

-Não, podemos continuar. — Mason diz com a voz rouca. Ainda com os olhos colados nos meus, tirou o casaco que usava e também os sapatos e meias. Querendo que tudo fosse um pouco mais romântico para nós dois, fui até ele e toquei seus ombros. Delicadamente o empurrei até a cama, o deitando nesta.

Tirei eu mesmo meus sapatos e meias, além da minha camisa. Fiquei só com a cueca e com a calça, como ele. Lentamente subi em seu corpo. Me inclinei e depositei um beijo na sua bochecha, do lado direito. Em seguida, desci com os beijos por seu pescoço, do mesmo lado. Nem tínhamos acendido a luz, mas ainda podia ver quase tudo pela luz da rua e também da lua que vinha pela janela aberta, acima da cama.

Toquei seu mamilo com a ponto dos dedos e desci a boca até o mesmo. Lambi a área e também o seu peito. Continue lambendo o seu peito até chegar no seu umbigo. Mason estremeceu de prazer com meu toque, gemendo um bocado. Apertou os lençóis com certo afinco e me sentia muito bem por ver o quanto ele se sentia bem por mais meus toques.

Tocando um pouco mais, levantei e tirei a sua calça, a puxando para baixo. Ele colaborou e mexeu as pernas para facilitar a retirada da peça. Também desço a sua cueca. Paro por um segundo para observar o seu falo, mediano, limpo de pelos e bem rosado. Adorei ter aquela visão e não resisti a me abaixar e abocanhar o seu membro pulsante.

-Mn... Aaah... — Ele gemeu alto, se remexendo quando toquei a glande com a boca. Lambi toda a base e também a uretra várias vezes. Mason estremeceu sob meu toque e totalmente entregue ao prazer que dava ele até que chegou ao ápice, mais rápido do que eu esperava, também me sentia duro e pronto para dar um pouco mais a ele e para ter um pouco mais.

Tirei a boca do seu membro e olhei firme em seus olhos. Os olhos de Mason estavam brilhosos e cheios de desejos lascivos e malícia. Adorei ver aquela cena, e o seu peito subindo e descendo pelo recente orgasmo. Sorri para ele, sorrindo, me sentindo bem como nunca.

-Podemos continuar?

-Sim. — Respondeu. — Tenho camisinha no armário ao seu lado.

Tateei cegamente com o braço até achar um pequeno armário perto da cama. Puxei a porta e enfie a mão dentro do mesmo e não sei como, mas consegui achar uma pequena caixa. Imaginei que seria ali que a camisinha deveria estar. Pesquei a caixinha e fechei a porta do armário que nem via como era, rapidamente. Deixei a caixinha em cima da cama, a abro com apenas uma mão. Acertei em cheio, e peguei uma das camisinhas que estava lá.

Abri um pacotinho e me sentei na cama. Abri a calça e a tirei, fiquei só com a cueca que abaixei e pus a camisinha. Logo me voltei a ele de novo. Toquei a sua coxa direita, a puxando levemente. Espalhei o gel da camisinha ao redor do seu ânus e coloquei um dedo para dentro. O preparei por um tempo, com ele se remexendo e gemendo. Fui adicionando outros dedos até que ele estivesse totalmente pronto para mim.

-Vamos lá, Jake. Continue.

Ele abriu um pouco mais as pernas, me ajoelhei entre elas. Peguei seus quadris, e com gentileza o puxei para cima. Posicionei o meu membro no ânus dele. Com auxílio da minha mãe, empurrei o membro para dentro dele. A sensação de ter meu membro engolido por seu corpo foi incrível, tão boa que nem poderia descrever.

-Está doendo?

Mason negou com a cabeça ao invés de me responder, mas como ele parecia um tanto desconfortável, resolvi esperar um pouco e para ser um pouco mais gentil, o abracei, fazendo com que nós dois sentássemos. Estiquei as pernas e o encaixei bem dentro de mim.

Mason gemeu quando o fiz. Esperei um pouco mais e comecei a me mover calmamente, tendo cuidado com ele. Mason se agarrou a mim e quando nos acostumamos, nos dóis conseguimos chegar a um ritmo maravilhoso, que fez com que nossos corpos entrássemos em sincronia.

Nos beijamos enquanto nos movíamos para cima e para baixo, aumentando o nosso prazer. Continuamos jogando nossos corpos um contra o outro, e suamos, gememos juntos, nos beijamos por minutos, até que finalmente chegamos a nosso orgasmo.

-Ahh... Tão incrível, Jack. — Ele elogiou, com o rosto corado e um belo sorriso no rosto. Toquei seu rosto, tirando o cabelo que estava grudado no seu rosto, tendo a visão mais bela e mais amada da minha vida.

-Você nem imagina o quanto.

O corpo dele e o meu se interligou perfeitamente durante este ato e percebi quando deitamos um ao lado do outro, que eu estou loucamente apaixonado por ele e o quero muito na minha vida, não só por esta noite, mas por muito mais tempo na minha vida, nos meus braços.


Notas Finais


Até o Próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...