História Like That - Capítulo 26


Escrita por: ~

Postado
Categorias Nate Maloley
Personagens Nate Maloley, Personagens Originais
Tags Like That, Magcon, Nate
Exibições 126
Palavras 2.886
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Festa, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi pessoal, estou aqui postando mais um capítulo, como eu disse postaria no máximo até sexta, bjs galera. Boa leitura e espero que gostem😘📖 AVISO: LIKE THAT VAI TER SEGUNDA TEMPORADA, já pensei em tudo, vai ser babado.

Capítulo 26 - Sofrimento


Fanfic / Fanfiction Like That - Capítulo 26 - Sofrimento

Acordei e olhei pro lado vendo Nate dormindo em uma calmaria inexplicável, olhei pra sua mão vendo o anel e sorri olhando pra minha que também tinha um anel, bom, eu lembro que casamos e de não como isso foi parar aqui, dei de ombros e levantei, tomando um banho e colocando a roupa em que eu fui para Las Vegas e desci indo na cozinha encontrando a Tessa preparando comida pra um batalhão.
- Bom dia, amiga.- diaFalei e lhe dei um beijo na bochecha e sentei em uma cadeira perto dela e ela olhou pra minha mão.
-Eu ainda não acredito que você casou.- Falou surpresa e sentou ao terminar de fazer o comer.
-Eu também não, foi na hora, estavamos andado até a garagem e ele me pediu do nada e eu aceitei, ai nós fomos pra Vegas, fumamos e bebemos e depois casamos.- falei sorrindo e ela riu.
- Vocês são dois loucos.- Falou e eu ri.
-Tessa, você viu a Wellen ou o Johnson?- Perguntei quando lembrei que eles não estavam ontem quando cheguei.
-Desde ontem a noite que eu não vejo eles.- Falou e fui lá em cima pegar meu celular e desci ligando para o Johnson, que no segundo toque atendeu.
-Blu, você ta com a Wellen?-Perguntei sem comprimentar mesmo.
-Estou.- Falou e eu notei sua voz estranha, como se estivesse chorado.
-Aconteceu alguma coisa Johnson?- Perguntei sentindo o choro querendo chegar.
-É... Madson- Falou e me desisperei quando escutei seus soluços.
- Fala logo Johnson.- Falei já com lágrimas nos olhos e a Tessa veio até mim.
-A Wellen, ela... ela foi estuprada ontem a noite.-Falou chorando e eu arregalei os olhos deixando as lágrimas cairem junto com meu celular, eu estava estática.
- Mad, o que tá acontecendo?-Tessa falou e eu enchuguei minhas lágrimas mais foi em vão já que outras cairam.
-A Wellen foi estuprada Tessa.- Falei e ela colocou a mão na boca e suspirou passando a mão no cabelo e tentando se recompor, a Tessa sempre foi mais forte do que eu, e isso ajuda muito.
Ela pegou meu celular do chão e ligou novamente pro Johnson perguntando em que hospital eles estavam e anotando em um papel.
- Ok, ela já acordou J?- Perguntou.- ainda não, ta tchau, nós vamos nos arrumar e vamos.-falou e eu peguei o celular da mão da Tessa.
-J, o Gilinsk sabe disso?- perguntei.
-Ontem ele não tava tão bêbado e eu contei pra ele, que a Wellen tinha ligado chorando desesperada, só que ele disse que queria ficar com uma menina.-Falou e acho que ele estava no corredor do hospital.
-Ah, então ele sabe? FILHO DA PUTA.-Grite e desliguei o telefone jogando o mesmo no sofá e subindo as escadas furiosa, fui até a porta dele e abri a mesma vendo ele e a vadia dormindo.
- GILINSK.-Gritei acordando os dois assustados e eu recolhi as roupas da mulher e joguei em sua cara.- Saia daqui antes que sobre pra você.-Falei com raiva e ela pegou suas coisa e saiu, fui em sua direção com raiva e dei um tapa forte e estalado em seu rosto, fazendo minha mão doer.
-Por que você fez isso?- Perguntou e eu tentei me controlar, juro que tentei.
- VOCÊ SABIA QUE ENQUANTO VOCÊ ESTAVA COMENDO ESSA VADIA A WELLEN ESTAVA SENDO ESTUPRADA SEU BABACA DE MERDA.- Gritei em sua cara e ele arregalou os olhos.
-Então foi por isso que o Johnson me falou aquilo ontem a noite.-Falou pra si mesmo.
-É, FOI POR ISSO, ENTÃO TRATA DE TOMAR UM BANHO, RÁPIDO, E NOS LEVAR PRA VER ELA.- gritei e sai do quarto indo pra sala onde Tessa tinha chegado com nossas roupas, peguei minha roupa e fui para o quarto do Nate, tomei um banho rápido, troquei de roupa e fiz um rabo de cavalo em meu cabelo e sai do banheiro vendo o Nate acordado.
- Você ta indo pra onde amor?- Perguntou sorrindo.
-Eu vou no hospital, a Wellen foi estuprada ontem a noite.-Falei e ele arregalou os olhos.
- Nossa, me espera eu vou com você.-Levantou rápido e pegou sua toalha indo rápido até o banheiro antes passando por mim e me dando um selinho.
- Ta, estamos te esperando lá embaixo.- falei alto pra ele escutar e desci vendo os meninos que estavam ontem, todos na sala.
-Bom dia.- Falei e todos deram um nom dia também desanimados, provavelmente já sabiam.
- Tessa eu estou só esperando o Nate descer e já vamos ok?-falei e ela ascentiu.
- Poxa, por isso que ela não estava aqui ontem.- Tez falou cabisbaixo e o pessoal concordou.
-Pessoal eu sei que é difícil, mas eu acho melhor nós nos animarmos, nos mostrarmos fortes pra quando ela chegar.-Falei e eles assentiram.
-Vamos, bom dia galera.- Nate falou descendo a escada e nós assentimos.
-Bom dia.-Responderam e nós saimos.
Eu, Nate, Gilinsk e a Tessa, Gilinsk foi sozinho em seu carro e eu fui com a Tessa e o Nate no carro do mesmo.
-Eu vou ficar com ela caso ela não acordar hoje para o Blu voltar pra casa.-Falei e eles concordaram.
-Bom, eu sei que isso tudo aconteceu mais não vamos esquecer de que vocês casaraaam!!- Tessa falou animada e eu e o Nate riu de sua cara.
-Eu to com medo de contar pro sogrão.-Nate falou e nós rimos.
-É capaz de ele dar em você, se souber que eu fumei e bebi antes de casar.-falei e ele riu.
-Tessa, a Madson chamou um bêbado vestido de cupido pra levar ela até o altar.- Falou e Tessa gagralhou.
-Você é louca.-Falou e eu me encolhi.
-Ele gravou o casamento.-Nate falou e eu arregalei os olhos.-ta no seu celular.-Falou e eu peguei o mesmo rápido indo até a galeria vendo as fotos junto com a Tessa e rindo, e abri 9 vídeo, após alguns minutos eu chorei.
-Ah, eu não acredito que você ta chorandom como alguém chora vendo um vídeo desse, você tava quase caindo dos degraus de tão bêbada.-Falou e e8bri enxugando as lágrimas.
-E você tava dançando com a cabeça, como se o que o Elvis falava era uma música de Rap.-Falei ele riu ascentindo.
- eae, teve lua de mel?-Tessa perguntou e eu corei.
-Ainda não, mas nunca sabemos o que pode acontecer hoje à noite não é? Ela não sabe o que lhe espera.-Nate falou malicioso e eu corei mas ainda fazendo a Tessa rir.
- Ui amiga, a noite hoje promete hein, espero que durma a tarde porque a boite você não vai durmir de jeito nenhum.-Falou e eu lhe estapeei com dificuldade e o Nate gargalhou.
-Você combina direitinho com o Sammy, dois ninfomaníacos.-Nate falou e eu ri enquanto a Tessa deu um tapa em sua cabeça.
-Chegamos.- Nate falou e nós respiramos fundo e saímos do carro.
Já estavamos na sala de eapera quando o Johnson saiu do quarto.
- Ela quer falar com você Madson.- Falou e eu o abraçei e entrei no quarto, vendo uma pessoa habitando o corpo da minha amiga, com certeza, não tinha mais o sorriso lindo no rosto, não tinha mais o brilho no olhar, não tinha mas a felicidade que morava sempre no seu rosto, aquela não era a Wellen que eu conhecia, ela me olhou com seus olhos, exalando tristeza e um vazio misturado com sofrimento, fui até a mesma e a abraçei forte tentando lhe fornecer segurança e logo ouvi seus soluços.
-Já está tudo bem agora Wellen, estamos aqui com você, nada vai lhe acontecer.- Falei a abraçando mais forte e afagando em seus cabelos.
- Madson, por favor, não deixa o Gilinsk entrar.-Falou em meio aos soluços e eu suspirei e assenti.
- Ta certo, ele não vai entrar Wellen.-Falei e me separei do abraço enxugando seu rosto e ela se afastou um pouco pro lado me fazendo sentar ao seu lado.
- Você, ta preparada pra me contar?-Pergunto após um silêncio e olhei pra seu rosto vendo ela assenti.- Se quiser parar pela metade, não tem problema, é difícil mesmo.
- Ok, depois que eu briguei com... ele, eu pedi pra que fosse embora e fui para frente do shopping pegar um táxi, mas todos estavam vagos e eu não tinha baixado o aplicativo de táxi, então eu fui andando, a rua estava escura mas eu tinha que passar por ali pra pegar o táxi eu tava andando quando...- Ela já chorava e meus olhos começavam a lacrimejar.-Um homem me chamou, eu olhei por cima do ombro e vi um gordo com bigode e outro cara forte de cabelo grande e acelerei o passo, mas eles conseguiram me pegar e falou que era pra eu ficar de olhos fechados e se eu fosse gostosa eles não iriam me matar...- Agora nós duas já soluçavamos.- então eles me puxaram pra um beco, tiraram minha roupa e colocaram os dois de uma vez em mim de uma vez só, depois sairam me deixando pelada, no beco.- Falou e eu enxuguei minhas lágrimas horrorisada e a abraçei o mais forte que pude.
-Por favor amiga, não fica assim, olha eu vou tentar de tudo pra te ver melhor, você vai esquecer esse dia, ao menos vai pensar, eu juro que vou tentar.- Falei chorando e ela também.
-calma, ainda tem essa parte que me destruiu mas ainda- falou e eu afastei do abraço e olhei pra ela.-Eu liguei pra ele.-Percebi que ela evitava chamar o nome do G.- só que ele não atendeu e aí eu liguei pra o Johnson desisperada, ele se assutou mais disse que iria vir, ele pensou ter desligado mas ele colocou no viva-voz, tenho certeza que não foi de propósito, porque ei já fiz isso várias vezes, mas continuando, eu ouvi quando ele falou pra o Gilinsk.-Sua voz falhou ao falar o nome dele.-E eu ouvi ele dizer que não se importava, porque queria curtir com uma tal de Katrina.-Ela falou e desabou a chorar, a abraçei novamente.
Gilinsk é o meu melhor amigo de infância mais ele errou feio, e a Wellen também é amiga.
- Você quer falar com a Tessa, ela ficou preocupada com você também.-Falei e ela assentiu após enxugar as lágrimas, dei um último abraço e sai chamando a Tessa, e a mesma entrou no quarto.
-Gilinsk, ela não quer falar com você.-Falei pra ele que se encontrava chorando sentado no chão e ele me encarou.
-Mas eu preciso vê-la Madson, por favor, fala com ela.-Falou chorando e eu suspirei e sentei ao seu lado colocando sua cabeça em meu colo e afagando os seus cabelos.
-Ela não quer G, ela ouviu você falando que não se importava e que queria ficar com aquela garota, o Johnson pensou ter desligado mas colocou mo viva-voz.-Falou e ele cobriu o rosto com as mãos, puxando os fios do cabelo com frustração.
-Eu vou matar o Johnson.- Falou e eu revirei os olhos.
-Você não vai matar ninguém Gilinsk, eu estou lhe consolando mas você está errado, e se ela não estivesse escutado iria fazer alguma diferença? Ela iria sofrer do mesmo jeito quando descobrisse, você iria mentir pra ela.-Falei e ele suspirou deixando cair mais algumas lágrimas.
-Deculpe, tem razão.-Falou e sai do meu colo sentando novamente e deitando a cabeça em meu ombro.
-Eu... eu vou embora.- Falou fungando e soluçando e eu mordi meus lábios com pena.
-Pedi pra alguém fazer uma mala com roupas pra ela passar um tempo lá em casa, vai ser melhor, pra todos G, eu falarei com ela, não agora, mas eu falarei, Te amo.-Falei e o abraçei lhe reconfortando, mesmo ele estando errado ele está sofrendo demais, e não deixa de ser meu melhor amigo.
Ele beijou minha testa então saiu enxugando as lágrimas.
-Ei Baby, ele está bem?-Nate perguntou e eu suspirei e neguei desabando a chorar e ele me acolheu em seus braços.-Oh minha pequena, não fica assim.- Falou e alisando meu braço e eu o abraçei forte.
-Aquela garota que ta ali não é a Wellen, é só alguém parecido com ela mas ela por dentro concerteza não é Nate, foram dois, dois caras de uma só vez.-Falei chorando e vi quando sua expressão se tornou de raiva.
-Eu queria arrancar as bolas desses filho da puta.- falou e eu funguei.-Porque fazer isso, será que eles dormem sem ter um mínimo de peso na consciência? Como a pessoa consegue durmir sabendo que desgraçou a vida de uma mulher, que deixou um trauma nela, eles deviam ir para o inferno, todos eles.-Falou e pela primeira vez vi o Nate transtornado desse jeito.
-Calma meu amor, eu também sinto isso, mas não adianta, eles sempre vão fazer.-Falei e abraçei sua cintura, já que ele é grande demais pra mim e ele afagou meus cabelos depositando um beijo em minha testa.
- Vem, vamo ficar ali com o Johnson.-Falou e nós fomos de mãos dadas até o Johnson que dormia na cadeira todo tort mais acordou ao ouvir o doutor o chamar.
- Rapaz, a moça já pode ser liberada, só iremos chamar a ginecologista para ver se esta tudo ok e ela já pose ir, peço que deem todo a força a ela, estejam sempre tentando anima-la porque ela pode entrar em uma depressão rápido, então fiquem ligados.-O Médico nos avisou e nós assentimos e vimos ele sair pelo corredor.
30 minutos depois estavamos em casa.
Wellen foi pegar a sua mala e ver os meninos que lhe abraçavam e faziam palhaçadas mais o máximo que eles conseguiam era um sorriso forçado de lado, o G não estava na sala, vi quando ele chegou no começo da escada e como a Wellen estava entretida olhando para o chão ele se escondeu e ficou a olhando de cima e sorriu, sorri e ela pareceu sentir sua presença, olhou todos os cantos mais não o viu e voltou seu olhar para o chão.
(...)

Estavamos em casa Wellen foi tormar um banho e o J ficou assitindo TV conosco.
-Eu ainda não acreditobque vocês transaram aqui.-Falou pensativo e nós rimos.
- Nós não transamos aqui Blu, nós só nos pegamos aqui.-Falei e Nate me olhou com uma careta maliciosa me fazendo rir.
-Ainda não entendi essa das alianças nos dedos de vocês.-Falou e eu e Nate sorrimos.
-Eu e o Nate nos casamos.-Falei e os olhos do Blu parecia que ia pular pra fora e nós rimos.
-Onde? Quando? Não acredito que não me convidaram.-Falou ofendido e nós rimos.
- Foi ontem, em Vegas, não foi ninguém Johnson, só um cupido velho e bêbado.-Nate falou e o Johnson riu.
- Nossa cara, eu sempre quis casar em Vegas, deve ser louco.- Falou animado e nós rimos.
- É verdade.-Falei e nós sorrimos e voltamos a ver o filme.
-Blu, você ta falando com o G?- perguntei e olhei pra ele que suspirou.
-Ele foi um cuzão né, mas continua sendo meu amigo de infância, e a gente achandobou não, ele ama muito a Wellen, eu nunca vi ele chorar tanto, nem quando a Madson terminou com ele.-Falou e eu vi a Wellen se aproximar, acho que ela não ouviu, e sentou entre Johnson e eu.
- Olha, com isso tudo que aconteceu eu nem te contei que casamos.-Falei e o Nate, parecemis que ensaiamos e levantamos o dedo juntos e a Wellen pela primeira vez sorriu sincera.
-Sério? meu Deus que ótimo.- Falou e eu sorri assentindo por ver ela tão "animada".
-Bom, eu e o Nate vamos durmir, tchau.-Dei um beijo na bochcha de cada um e fomos para o quarto.
Deitamos na cama só de rouoas íntimas e eu coloquei minha coxa no meio da perna do Nate, segundos depois senti o Nate susprirando e uma coisa crescendo perto da minha coxa, olhei por baixo do cobertor e vi o volume que estava wm sua cueca, sorri maliciosa e apertei fazendo ele soltar um gemido abafado, olhei pra ele e vi ele me encarando com luxúria, subi wm cima dele e gemi ao sentir nossos intimidades se chocarem e começei um beijo quente e feroz, suas mãos agora já estavam em minha bunda apertando com força me fazendo solta um gemido gostoso e ele me virou ficando por cima, aprofundou ainda mais o beijo fazendo uma quentura inexplicável subi por cada canto do meu corpo, principalmente na parte baixa que já latejava preocurando por atenção, separamos o beijo por fauta de ar e o Nate atacou a região do meu pescoço me fazendo arrepiar e segurar seus cabelos macios.
-Oh, me faça sua Nate, agora.-Falei desisperada e o Nate soltou uma risada sexy me fazendo morder o lábio inferior.
Estava sedenta ao prazer e o Nate sabe disso, só queria senti-lo dentro de mim.
-Agora não Baby, não to com pressa, é a nossa lua de mel.-Falou em meu ouvido e eu soltei um gemido baixo.
Enfim, a noite acabou em um sexo maravilhoso.

*5:45
Acordamos com gritos vindo do quarto de hóspedes, e suspirei sabendo que era a Wellen, o Johnson já estava com ela.
-Volte a dormir Babe, eu sei que lhe cansei.- Nate falou e eu revireibos olhos rindo e ele me deu um selinho e eu ne acincheguei ainda mais escondendo meu rosto em seu pescoço e voltando a adormeçer.


Notas Finais


Gente o final não ficou tão legal, pois eu teria que postar hoje de todo o jeito já que amanhã e domingo eu vou estar ocupada e sem internet, desculpem não concluí o hot, mas é que eu realmente não sei fazer, quem quiser se candidatar pra escrever é só falar comigo pelo bate-papo, bjs, o próximo capítulo vai ter: se passado uma semana, Wellen querendo voltar para o Brasil, Johnson se aproximando cada vez mais dela, Natal, Omaha, familia da Madson, espero vcs no próximo. Comentem lindooos e lindaas.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...