História Lilith -Drarry - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Potter, Astoria Greengrass, Barão Sangrento, Blásio Zabini, Dino Thomas, Dominique Weasley, Draco Malfoy, Gina Weasley, Harry Potter, Hermione Granger, Hugo Weasley, Lílian L. Potter, Lorcan Scamander, Louis Weasley, Luna Lovegood, Lysander Scamander, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Molly Weasley II, Narcissa Black Malfoy, Neville Longbottom, Poppy Pomfrey (Madame Pomfrey), Rita Skeeter, Ronald Weasley, Rose Weasley, Rúbeo Hagrid, Scorpius Malfoy, Simas Finnigan, Ted Lupin, Tiago S. Potter, Victoire Weasley
Tags Drama, Drarry, Harry Potter, Larry, Romance, Suspense
Visualizações 451
Palavras 1.395
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drabs, Drama (Tragédia), Escolar, Fantasia, Festa, Ficção Científica, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Quem gosta de Larry? Você? Minha Fanfiction de My Dear Boss agora está aqui nesta plataforma. Entrem no meu perfil ou procure pelo nome "My Dear Boss". Beijinhos!

Capítulo 14 - Êstase


A notícia correu rápido sobre o ocorrido na ala hospitalar. No dia seguinte, os alunos receberam de suas corujas, suas cartas como normalmente e seus jornais, cujo o qual a matéria principal falava sobre os acontecimentos "inapropriados" que ocorre em Hogwarts, contando sobre detalhes de assuntos nadas agradáveis envolvendo Harry Potter e Draco Malfoy, havia até mesmo depoimentos de dois alunos, e uma enorme foto se movendo, estampada logo abaixo do título extravagante. Já os colegas dos rapazes não gostaram de um dos comentários de um aluno, e muito menos da matéria ridícula, que foi feita por um mestiço que estava no seu auge de jornalismo, tanto no mundo bruxo como no trouxa, algo recentemente aceito na sociedade bruxa, trabalhar em dois empregos em sociedades diferentes, porém o indivíduo deveria se responsabilizar em manter os dois sem haver confusões, o homem responsável pela matéria foi quem dirigiu os direitos para este recurso de trabalho, Louis Tomlinson. 

A matéria dizia:

O ROMANCE MAIS QUENTE DO SÉCULO, HARRY POTTER E DRACO MALFOY!

Acontecimentos estranhamente estranhos ocorrem em Hogwarts, envolvendo Harry Potter, o salvador, e um dos seus rivais, ou poderíamos dizer amante? No primeiro dia de aula, houve a chegada de uma criança cujo o nome não foi nos dito, a mesma estava com um objeto de voltar no tempo, ela alegou ser filha dos rapazes, o ministério tentou manter isto abafado, sem sucesso, jornalistas estavam invadindo os terrenos de Hogwarts em busca de aprofundar sobre estes acontecimentos. Ao que parece, em um futuro distante, ou nem tanto, Potter e Malfoy irão se casar e provavelmente adotar aquela doce criança, e em algum momento ela esteve com aquele objeto em mãos a trazendo para nosso presente, algo estranho, sendo que todos os vira-tempos foram destruídos na batalha do departamento de ministérios. A nova diretora que assumiu o cargo de Severo Snap, Minerva McGonagall, não quis declarar nada sobre isto, alguns alunos comentaram sobre. "Um absurdo este tipo de acontecimento, além de a manterem aqui, eles foram mandados para uma comunal especial , onde estão vivendo com ela como se fossem uma família feliz." um estudante disse, que preferiu não se identificar. Já a senhorita Camila Salmon, disse: "Por Merlin, o que aconteceu é trágico, não saber como mandar ela de volta para o futuro é até aceitável, mas ter de manter eles juntos por não terem tempo de resolver isto? É um absurdo! Eles não deveriam passar por isto por falta de tempo do ministério."

Ao que parece, vivem como se fosse uma bela família. Malfoy não quis ser entrevistado e apenas disse que isto é ridículo e que logo estará resolvendo tudo para seu filho. Mesmo depois que a garota foi mandada de volta, mas ninguém sabe como isto ocorreu. Estes foram os acontecimentos mais quentes sobre tal assunto, vejam a foto achada por um estudante anônimo que nós entregou, uma foto que Harry Potter e Draco Malfoy estão a ter um momento, digamos que fofo? Pelo pelo modo que se beijam é completamente fofo. A fotografia estava rasgada mas conseguimos a restaurar, veja a mesma e julgue você mesmo. Poderíamos dizer que eles fariam um belo casal... ou não. 

Os amogos de Harry o encaravam surpreso, com seus jornais abertos, ele nem mesmo abriu o seu.

—O que foi? -Harry perguntou incrédulo ao ver todos seus amigos segurando seus jornais e o olharem com dúvida e surpresa.

—Ah... Harry, eu tenho uma péssima notícia! -Hermione murmurou.

Ele olhou em volta tendo quase todos os olhares nele e Malfoy, que está distraído pegando as coisas que recebeu e desenrolando lentamente o jornal. Voltou a encarar Hermione levemente vermelho.

—Ah... meio que você deveria ver isto... -ela entregou o jornal dobrado para ele.

Abriu rapidamente o jornal e mal notou que ele e Malfoy falaram juntos:

—O QUE? -disserem em uníssono ao verem a imagem se movendo, seus olhares se cruzaram de forma raivosa, Harry desviou o olhar de Draco e encarou Hermione com o rosto vermelho.

—E-Eu... -tentou se explicar aos colegas mas foi interrompido.

—Ao invés de sair correndo deveria ter jogado fora. -o salão ficou em silêncio após o que Malfoy disse, encarando a nuca de Potter, já que ele está de costas a mesa da Slytherin.

—Vai se foder, Malfoy!

—Ironia, não é mesmo? Eu devo mencionar que quem beijou primeiro foi você? Não quero sair como o garoto apaixonado por Harry Potter.

Harry sentiu cada vez mais seu rosto ficar vermelho. 

—Você é estupido! Cale a boca!

—Engraçado, por que não faz isto por mim? -Draco disse irônico e viu as esmeraldas o encarar com raiva, apenas riu pelo nariz. –Algum problema, Potter? 

—Eu odeio você.

Estas palavras saíram tão frias e lentas que Malfoy sentiu seu corpo se arrepiar. Apenas deu de ombros e focou em suas coisas. O sinal bateu e os alunos surpresos pelo ocorrido se levantam. Harry podia jurar que viu Gina arrancar do jornal a foto em que ele beijava Draco e guardar no bolso, mas ignorou isto, apenas pegando sua mochila e indo o mais rápido possível para sua aula, que graças a Merlin é com a Ravenclaw.

Harry está sentando ao lado de Ronny, perdido em devaneios,  tentou lembrar onde poderia está sua blusa favorita. Lembra de ter pegado tudo quando foi no salão comunal onde ficou com Lilith e Malfoy. Talvez ela apenas estivesse perdida entre suas meias.  

***

—Incomoda todos saberem do beijo?

A pergunta que Harry mais ouviu estes últimos dois dias, até mesmo Draco ouvirá isso. Ambos não admitem para si próprios a falta que estão sentido, Harry sentia falta das piadas, as vezes sem graças e as vezes incrivelmente picantes, lhe fazendo ruborizar. Draco sentia falta das conversas empolgantes de Harry sobre qualquer assunto, ele parece ser bom mantendo uma boa conversa, embora seu jeito tímido lhe atrapalha quando se trata de assuntos mais fortes, sua timidez, tão ingênua e... Adorável. Draco sentia falta de o fazer ruborizar várias vezes ao dia e bagunçar teus cabelos já antes bagunçados. 

Oh, sim... 

Eles não podem se conterem em pensar no beijo. O beijo! Aquele beijo que lhes tirou o fôlego, os deixaram ardendo de rubor e nas poucas noites confortáveis em suas camas que tiveram, deixando outra coisa arder, pedindo por toque. Draco não iria ceder a uma ereção inapropriada, não mesmo, não sabendo que Harry era o causador dela.  

Já Harry... Nem sequer pensou em relutar ou achou algum tipo de covardia ir para ao banheiro e se livrar daquilo, tentando focar nos seios de Gina, ou nos olhos inocentes e sedutores de Luna e até mesmo tentou pensar nas pernas de Hermione, uma mancada com o querido amigo, apenas para não pensar em um certo loiro pervertido, o causador deste probleminha às 2:33 da madrugada.

"Não é errado."

Pensou Harry, após se sentir culpado em ter pensado na namorada do amigo, Hermione.

Sempre é assim, após a vontade enlouquecida de prazer, acabamos se tocando por necessidade, pensando em todos os tipos de fantasias eróticas que sentimos confortáveis em desejar, fazendo nós levar ao céu por alguns segundos. Logo após, a vergonha. Vergonha do que fez, de pensar que apenas ele ou ela é o único adolescente impróprio que faz coisas ordinárias do tipo, mas nunca é, inclusive pode até mesmo ter alguém ao mesmo momento que você, chegando ao êxtase junto a você, não vejamos motivos para a vergonha.

Então convenhamos que a vergonha pode vir também do que pensamos no momento, Harry pensou em suas amigas, lhe fazendo se sentir envergonhado, ainda mais que justamente no momento mais maravilhoso, não gemeu nenhum dos nomes femininos, e sim, o nome do causador de sua euforia está noite. 

Ooh, Draco... 

Após isto, o único barulho era as gotas caindo sobre o chão, em menos de 20 segundos, Harry já estava a ruborizar consigo mesmo, os 10 primeiros segundos era a deliciosa sensação, logo a respiração estava a regular e seu rosto arder de vergonha.

Convenhamos que sentiríamos envergonhados também, pobre Harry, seu pensamento está em saber se seus colegas ouviram, pelo barulho do ronco de Ronny, provavelmente não. Ele se levantou e respirou fundo, se limpou, vestiu-se e limpou o chão, lavou as mãos, lavou o rosto, respirou fundo e saiu. Deitou-se na cama fofa e confortável, tentando dormi, seu corpo pedia por sono após este incrível, porém vergonhoso, êxtase.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...