História Limitation. - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Inuyasha
Personagens Inuyasha, Izayoi, Kagome Higurashi, Kikyou, Miroku, Personagens Originais, Rin, Sango, Sesshoumaru, Souta Higurashi
Tags Família, Limites, Luta, Policial, Romance
Exibições 41
Palavras 830
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Ohayo, aqui vai um novo capítulo.
Espero que gostem.
Boa leitura.

Capítulo 7 - Capítulo VII


*KAGOME*
-Souta, avise a polícia, diga para rastrearem meu celular! -disse saindo de lá.
-Espera onde você vai? -ele perguntou.
-Não se preocupe, faça oque eu disse! -disse enquanto corria a procura daquele garoto.
Esse Inuyasha é muito cabeça dura, oque faz ele pensar que pode enfrentar sequestradores sozinho? Eu entendo que ele quer salvar a mãe mas ele está arriscando a própria vida.
Avistei ele dobrando a esquina e corri mais rápido, vou tentar segui-lo sem que ele saiba, se ele me ver concerteza vai dizer que eu devo voltar.
*RIN*
Estava na sala do "chefinho" quando aquele menino chegou desesperado.
-Minha irmã...vocês tem que encontrar ela. -disse quase chorando.
-Oque aconteceu? -perguntou me abaixando em frente a ele.
-Ela foi atrás do Inuyasha e disse para rastrearem o celular dela.
-Deixaram eles sozinhos? -Sesshoumaru perguntou irritado, já que esse fato muda todos os planos.
-Sango! -olhei para ela.
-Nem vem, eu não estava responsável por ele! -disse levantando os braços.
-Façam logo oque o menino disse! -disse Sesshoumaru enquanto sentava bruscamente na poltrona.
Revirei os olhos e liguei o computador, o menino deu os detalhes sobre o celular da irmã e logo encontrei, ela já tinha se afastado bastante.
-Encontrei. -disse simplesmente.
-Ótimo, fique de olho que vou mandar algumas viaturas! -Sesshoumaru disse enquanto ligava para o puxa saco do Jaken.
...
*INUYASHA*
Já estava perto da casa da senhora Kikyou, espero que aquele maldito não tenha mentido...agora tenho um problema, como vou entrar?
Parei próximo a imensa mansão e passei um tempo pensando, não faço ideia..pular o muro não, é alto demais e tem cercas elétricas.
Tocar a campainha...definitivamente não, sería idiotice.
Esperar alguém sair e entrar de fininho pelo portão...não, esse lugar está cheio de câmeras.
Me sentei na calçada e suspirei, que grande gênio eu sou, deveria ter vindo aqui com a polícia.
*KAGOME*
Depois de um tempo seguindo o Inuyasha ele finalmente parou, ficou um tempo observando uma mansão...espera, eu conheço esse lugar, é onde a Kikyou mora, ela é uma grande amiga da minha mãe e ela sempre vai nos visitar.
Passei um tempo escondida o observando, ele parecia chateado, ele foi até a calçada e se sentou, decidi me aproximar mesmo sabendo que ele me daria uma bronca.
-Inuyasha? -chamei e ele me olhou surpreso.
-Você? Oque faz aqui?
-Eu segui você, por que estava olhando para essa mansão? -perguntei sentando ao lado dele.
-Minha mãe está aí.
-Oque? -perguntei sem acreditar. -Tem certeza?
-Sim, por quê?
-Essa é a casa da Kikyou, não pode ser. -disse ainda sem acreditar.
-Ah, então você conhece a víbora?
-Não fale assim, ela é amiga da minha família! -disse irritada e ele sorriu irônico.
-Amiga? Sei, tão amiga que foi a mandante do seu sequestro!
-Oque...? -disse sem acreditar.
-Isso mesmo, foi a Kikyou que mandou te sequestrar, e é essa maldita que está com a minha mãe!
Continuei perplexa, eu não acredito, por que? Por que ela faria uma coisa dessas? Ela sempre foi tão boa para nós...
Estava tão surpresa que nem prestei atenção quando o Inuyasha disse alguma coisa, ele pegou meu braço e me arrastou para atrás de uma árvore, ia gritar com o susto mas ele cobriu minha boca.
-Shh, estão saindo! -cochichou enquanto via um carro sair da garagem, eu conheço esse carro, é da Kikyou.
Depois que o carro virou a esquina ele me soltou.
-Temos que chamar a polícia. -eu disse enquanto pegava meu celular.
-É melhor fazer isso e depois ir pra casa menina, isso é perigoso! -ele disse sério.
-Não fale como se eu fosse uma criança! -disse irritada e ele revirou os olhos. -Droga, sem sinal!
Ele revirou os olhos e foi olhar para o outro lado mas alguém o atingiu com uma pancada e ele caiu desacordado.
-INUYASHA...Ei me larga! -disse me debatendo quando senti alguém me segurar.
-Olha só, quem diria que a nervosinha estaria aqui! -disse um homem de capuz.
-E o traidor também! -disse um do cabelo castanho enquanto chutava Inuyasha que estava desmaiado.
-PARE COM ISSO SEU COVARDE! -gritei ainda me debatendo.
-Uhu, ela tá bravinha, vai fazer oque princesinha? -disse um dos idiotas. -Você até que é bonita sabia?! -disse levantando a mão para acariciar meu rosto mas cuspi em cima dele.
-Não ouse tocar em mim! -disse irritada.
-Garota difícil. -disse sorrindo de canto. -Estou gostando cada vez mais de você.
-Vamos perguntar pra madame se podemos nos divertir com ela. -disse outro sorrindo malicioso.
-Calado, eu dou as ordens aqui, entendeu? -aquele idiota que tentou me tocar disse.
-S-sim senhor Houjo. -ah, então esse é o nome do imbecil.
Eles levaram o Inuyasha para uma caminhonete e me jogaram lá também, colocaram uma lona por cima de nós e me deixaram com os pés amarrados.
-Inuyasha, Inuyasha? -disse enquanto sacudia ele mas ele não acordou, vi que tinha um corte na cabeça e estava sangrando muito.
Droga, tenho que fazer alguma coisa ou vamos morrer.
CONTINUA...

Notas Finais


Até o próximo, kissus


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...