História Limite || [Namjin] - Capítulo 33


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Fanfic, Hoseok, Jhope, Jungkook, Lemon, Namjin, Namjoon, Park Jimin, Seokjin, Suga, Taehyung, Vizinhos, Yaoi
Exibições 297
Palavras 971
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Annygasheio!
~perdõe algum erro.
Boa leitura!

Capítulo 33 - Pink está no Black


Tres semanas. Tres semanas que eu dormia e passava minhas tardes na casa de Namjoon, devo admitir que me sinto um incômodo, só dou gastos por alí, e foi por esse motivo que arranjei um trabalho de meio-período como garçom em uma lanchonete perto do colégio. Joonie quase me estrangulou, mas entendeu como me sentia. Estávamos bem um com o outro, um entendia o outro, respeitávamos oque cada um achava. Acho que, confiança e respeito são as palavras-chave para qualquer relacionamento, seja homossexual ou Heterossexual, amor também, é claro, e isso era oque não faltava com nós dois. Depois da escola, eu ia direto para a lanchonete, Joonie me acompanhava as vezes, e até comia algo por alí, uma vez chegou a ficar a tarde inteira junto a mim – eram nos primeiros dias de trabalho –, na cabeca de que eu poderia me machucar com alguma coisa. Dois dias depois ele parou com essa paranóia. Normalmente, eu saía da lanchonete três ou quatro horas, indo diretamente para casa de Joonie. Ainda é confuso chamar de "minha casa", sinto como se eu não fizesse parte daquele lugar. 

O tempo se passa muito rápido, é verdade. As provas finais acabaram hoje de manhã, Taehyung e Yoongi saíram berrando pelo corredor, jogando folhas de seus cadernos pelos ares, acabando por ficar na escola meia hora a mais para recolher os papéis. Jimin riu da situação, e ficamos os esperando na frente do colégio.

— Taehyung caiu. — Anunciou Yoongi, em quanto saíam.

— Bocudo.

— Oque? — Jimin desperta. — Você está bem?

— Eu estou, Jiminie.

— Seu queixo... — Park se aproxima de Tae, colocando uma das mãos sobre o rosto do machucado, observando a área avermelhada. — Posso fazer um curativo quando chegarmos em casa.

— Não seja tão exagerado. 

— Não estou sendo.

— Está.

— Não estou.

— Vamos sair hoje? — Yoongi se intromete, acabando com a discussão infantil dos dois. — Comemorar o fim, afinal, em menos de um mês vamos nos separar.

Não havia parado para pensar nisso.

— Já?! — Tae pareceu desapontado.

— Sim... As aulas vão acabar então não nos veremos mais, pelo menos não eu. — Ele encolhe os ombros. — Passei na faculdade. 

— Parabéns Yoongi. — Disse Namjoon com um sorriso no rosto.

— Obrigado. 

— Concordo com Min, devíamos sair hoje. — Continuou Joonie.

— Não sei...

— Não sabe oque? Qual foi a ultima vez que foi a uma balada ou algo assim?

— Eu nunca fui. – Instantaneamente, todos viram o rosto para mim, com uma expressão incrédula. — Oque foi?

— Você nunca foi pra uma boate? — Jimin proferiu espantado.

— Nunca...

— Santo deus... Certo, vamos mesmo a uma balada. Ouvi que a Dream vai estar aberta hoje.

— Dream?

— Uma balada neon.

— Neon?

— Fica quieto. Estejam prontos, hoje ás dez horas.

— Oque é neon? — Continuo perdido, e Yoongi rola os olhos.

— Você verá quando chegarmos lá. Agora, se me dêem licença, tenho que lavar o carro do meu pai.

Assim, Yoongi se afastou, seguido de Jimin e Taehyung. Os dois riam e empurravam um ao outro em quanto andavam, acabando por; Jimin montado nas costas de Taehyung, com o queixo apoiado sobre o ombro do mais alto.

— Eles ficam bem juntos. 

— Vão acabar juntos. — Joonie concordou, e sorri.

— Me diga que Neon não envolve pessoas nuas e de baixo calão.

Ele solta uma risada alta.

— Não, não envolve. Fique tranquilo, não te levaria a um lugar como esse.

Hoje eu estava de folga, não precisava ir á lanchonete, oque me deixou tranquilizado. Durante a tarde, fiquei lendo no sofá alguns dos livros que achei em baixo da cama de Namjoon, eram realmente interessantes, um pouco antigos, mas ainda sim bons. Joonie preparou salgados no fim da tarde, e ficamos fazendo gracinhas em quanto comíamos.

Em quanto tomava banho, fiquei me perguntando se permitiam a entrada de menores de idade em baladas, meu conhecimento sobre esse assunto era curto. Namjoon me emprestou uma roupa, que consistia em uma calça preta rasgada aos joelhos, uma camiseta grande e larga um pouco desfiada na barra, intencionalmente mostrando seu estado de velhice. Por cima, joguei o casaco escuro de Namjoon, e nos pés calcei um tênis preto informal. 

Antes de sair do banheiro, vasculhei as gavetas do banheiro, sorrindo ao encontrar novas tintas de cabelo. Não eram rosa, mas pelo menos meu cabelo não iria ficar parecendo um papel crepom. O resultado foi interessante, meus fios estavam escuros, um castanho bonito.

— Entalou no vaso? — Disse Namjoon, dando dois toques na porta do banheiro. Pelo espelho, me observei por alguns segundos, até cair para fora. — Eita...

Ele ficou em silêncio por um tempo, baixando os olhos intimidantes por meu corpo. Á tempo, observei suas vestes. Uma calça jeans escura cobria suas pernas, junto com uma camisa sem estampa escura por baixo do casaco amarronzado. Seu cabelo estava dividido, na cor escura, que parecia quase a mesma que eu havia pintado o meu. Seus olhos param sobre meu rosto, com um sorriso largo presente.

— Pare de me olhar assim... Me intimida...

— Você ficou diferente. — Joonie parece contente. — Está bonito, muito bonito.

Coro violentamente.

— Joonie, só vamos para a balada.

Ele ri, assentindo ao segurar minha mão; me puxando até a sala da casa. Yoongi já nos esperava na frente da casa, dentro do seu carro. Sim, ele havia tirado sua carteira de motorista. Devo confessar que estava com medo de ser passageiro desse sem noção, mas era oque tínhamos para hoje.

— Hoje a pink tá de black? — Jimin fez piada, em quanto arrumava o boné branco sobre o cabelo. Não havia reparado, mas seus fios estavam tingidos de loiro.

— Estou. — Dou um sorriso de canto, passando o cinto por cima de meu corpo.

— E o moreno está de loiro. — Taehyung o provocou, dando um de seus típicos sorrisos. 

— E você está sem cinto.

Todos rimos, exceto Taehyung.


Notas Finais


Se eu to inspirada? Maagina.
Possível ultimo capitulo dessa madrugada, mas ainda estou pensando seriamente em escrever mais um PARA AINDA HOJE. E um aviso: será narrado pelo Jimin ou Taehyung, então já preparem porque vêm uns kisses. -q


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...