História Limón y Sal - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias MasterChef Brasil
Personagens Ana Paula Padrão, Erick Jacquin, Henrique Fogaça, Paola Carosella
Tags Farosella, Fogasella, Masterchef Brasil
Visualizações 199
Palavras 936
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Cap suave de hoje

Capítulo 22 - Família


PAOLA.
Estava ali, quietinha junto de Henrique esperando que eles trouxessem nossa filha, já fazia quase uma hora que estávamos aproveitando o som do silêncio, um abraçado no outro mimando com carinhos e uns beijinhos melados às vezes
-Meu amor? Como vamos fazer com você lá na Califórnia?
Falo deixando escapar um medo em minha voz, eu não queria deixar ele nunca mais
-E quem disse que vou ficar lá? 
-Não vai?
-Não meu amor, só vou para terminar o curso, mas vocês duas vão comigo
-Ah vamos? Quem disse?
-Eu disse! 
Eu dei uma gargalhada e o abracei beijando com vontade
-Já que insiste tanto...Acho que da pra ir e...Tá ouvindo isso?
-Isso?
-Sim Fogaça! O choro da nossa filha
-Paola é uma maternidade, tem noção do tanto de crianças que têm aqui? Qualquer uma delas pode estar chorando e...
Somos interrompidos por umas batidas na porta e a enfermeira entra com a Fran chorando mimada no colo Dela
-O que disse querido?
Pergunto olhando para ele com um olhar de "eu te avisei"
-Nada, nadinha!
-O doutor examinou ela e já vai vir falar com vocês, mas está tudo bem
-Aí que bom
Pego ela sem demoras dos braços da enfermeira e abraço com amor a acalmando
-Se acalme mi amor, mama está aqui com você 

HENRIQUE
Foi incrível, a manhosinha estava chorando como se apanhasse até a Paola pegar ela, e aí ela parou como se tivesse ganhado o melhor presente do mundo, mas também né, quem não quer o colo daquela mulher?
Eu estou tão feliz que não consigo nem descrever tudo que sinto, só consigo pensar em como essas duas são minha vida, eu já estava em pé e encarava com carinho a Paola amamentando nossa pequena 
-Que peitão em amor
-Fogaça! Olha a menina aqui!
Ela me repreende mas sei que está doida para sorrir e me beijar 
-O que? Ele tá grande mesmo pô
-Está sim, mas é tudo Dela
-Tudo nada, eu tenho parte nisso aí 
-Não sei onde
-Ahh eu sei, e sei também que já tá contando os dias pra sair do resguardo pra matar a saudade dele
Ela solta uma risada e Francesca solta o peito procurando o som 
-Olha o que está fazendo, pare quieto e deixe ela mamar
-Tá bom! Tá bom! Está com fome?
-Aí eu tô! Mas não consigo comer essa comida não, ela é muito sem salsa e cebolinha
-Olha so, eu vou para casa pegar roupas para vocês duas e ai já faço uma comidinha bem gostosa pra você tá?
-Por favor Mi amor, que a mama aqui tá com fome
Eu vou até ela beijando sua testa e me abaixo brincando com a pequena
-Papai já volta
Pego minha carteira e vou para casa resolver tudo.

PAOLA
Dios mio! Tudo está tão lindo que não sei nem o que pensar, estou agora deitada em um quarto cheio de lirios e minha bebe mamando em mim com uma mãozinha apoiada em meu peito como se fosse a bonequinha mais delicada do mundo
-Usted é a menininha mais linda do mundo mi hija! A vovó e o vovô iriam amar te conhecer sabia?
Não consigo segurar as lágrimas ao pensar neles e abraço Ainda mais minha filha como se tudo de ruim não fosse passar por ela
-Mas eu prometo que você vai ser a criança mais feliz desse mundo! E que a mama nunca vai colocar o trabalho à frente de você está bem? E o papai também não vai!
Se passam umas horas e o Fogaça entra com duas malas e uma Bolsa térmica
-Caramba!
-Trouxe tudo que você tinha arrumado amor
-Eu não lembrava que era tanta coisa assim não 
Soltei um sorriso e o chamei com o dedo
-Vem cá me dar beijo vem, Yo já estoy com saudade
-Nossa que manhosa que você tá em 
Ele vem e me beija com amor
-É impressão minha ou ela tá aí pendurada no peito desde que sai?
-Aí deixa ela, quer ficar pertinho da mama 
-Vai acostumando ela assim que vai ver só
-Com ela não terão essas regras ridículas Fogaça, não vamos deixar ela chorar para aprender a dormir no berço, e se quiser colo vamos dar o tempo que ela quiser, e se quiser me fazer de chupeta também vai fazer
-Nossa que mae mais protetora 
Ele coloca as malas no lugar e vem para nosso lado com a bolsa térmica
-Me diz que fez farofa vai
-Tá maluca? Não pode comer isso Ainda maluquinha
-Ahh mas yo queria mucho
-Em casa faço, mas aqui vai se contentar com uma saladinha bem gostosa e filé grelhado tá?
-Hmmm só pelo cheiro já me aumentou a fome
-Então me dá a Fogacinha aqui e come amor
-Ahhh
-Ei, ela também é minha sabia?
Ele já pega ela sorrindo e aninha em seus braços fortes, ela nem reclama 
-Viu só? Já até sabe o cheiro do papai
-E tem como não saber?
Eu começo a comer e não evito um suspiro e um sorriso
-Ahhh isso é muito bom  
-Claro! Eu que fiz né 
-Aí, convencido 
-Aprendi com uma argentina marrenta que  foi minha chef
-Ah é? 
-Sim, pensa em uma argentina deliciosa
Eu solto uma risada gostosa e olho para ele
-Respeita nossa filha aí ou
-Ela nem entende isso Ainda amor
-Ah mas um dia vai entender
-Cê tá louca Paola? Ela vai ser um anjinho
-Claro que vai, mas isso não impede que namore e ame um dia
-Impede sim! Ela é minha, só do papai, pra sempre!
-Ah tá...Vamos ver por quanto tempo...


Notas Finais


Comentem!
Besos
😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...