História Linha Tênue - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Once Upon a Time
Tags Swanqueen
Exibições 254
Palavras 5.043
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Mistério, Policial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa noite e boa leitura !

Capítulo 9 - Cap 9


Fanfic / Fanfiction Linha Tênue - Capítulo 9 - Cap 9


Ao passo que ela ia subindo seus beijos eu sabia que era a hora de me livrar daquele travesseiro e por mais que eu estivesse com receio em olha-la nos olhos; naquele momento eu precisava disso... não foi preciso que eu me movimenta-se ao sentir seus beijos agora em meus seios ela mesma tirou o travesseiro e calmamente o jogou ao meu lado, ela havia se colocado sobre mim novamente, seu sexo de encontro com minha coxa e suas mãos espalmadas ao lado do meu corpo enquanto sua boca calmamente desbravava cada centímetro de minha pele.  Nossos olhos não demoraram  a se chocar e nenhuma palavra foi necessária naquele momento... Eu apenas... apenas agi ! 
Minha mão subiu delicadamente por seu braço enquanto nossos olhos se prendiam um ao outro, buscando entendimento, respostas, sentimentos.... não sei ao certo e talvez eu nunca descubra, mas eles estavam ali fixos um no outro e mais nada ! 


Segui com a ponta de meus dedos até seus lábios e tentava delicadamente tirar o restante do batom borrado do entorno de sua boca, meus dedos ficaram longos segundo ali, e só nesse momento ousei desviar o meu olhar do dela, acariciei seu lábios enquanto eu os olhava e sentia todo o meu corpo formigando... detive meus dedo delicadamente sobre sua cicatriz, ela sempre me atraiu de uma maneira quase indescritível, era um ponto marcante e notável em toda a beleza de Regina e poder toca-la ali me fazia sentir intima o suficiente pra poder toca-la de todas as formas possíveis.... 


Minha mão seguiu sem pressa para a sua nuca e lentamente eu a puxei em minha direção, trocamos um beijo calmo, profundo, diferente de todos os outros, sem pressa ou raiva... eu acho... Calmamente... eu não tinha porque correr naquele momento, de tudo o que já havíamos feito até aquele momento a unica coisa que eu não queria era continuar a fazer as coisas com pressa, sem poder aprecia-las em sua totalidade... 
Trocamos de posição e logo eu estava sobre o corpo lindo de Regina, nossa pele arrepiada dava indícios de que ainda não tínhamos terminado... meus seios roçavam nos dela enquanto eu a beijava. Com uma das mãos eu a posicionava melhor junto ao meu corpo, acariciando toda a lateral de seu corpo até chegar em sua coxa, puxando-a para cima do meu quadril, abrindo dessa forma suas pernas o suficiente pra que nossos sexos voltassem a ter o tão necessário contato que tinham a minutos atras, sua respiração começava a mudar a medida que meus toques e beijos se tornavam mais intensos e pretensiosos. 
Nossos seios se acariciando, eu adorava aquela sensação, sua pele macia de encontro a minha, seus mamilos endurecendo em contato com os meus, ver cada poro do seu corpo se arrepiando a medida que minha língua lambia os seus pontos mais sensíveis. 
Nossos olhos se buscaram novamente enquanto eu parava por um momento para olha-la 


- Você é tão linda... e tão deliciosa... 
- Acho melhor você não se apaixonar Swan... 
- Você disse que eu iria me arrepender, talvez seja disso que estava falando porque de resto eu repetiria cada um desses momentos com você todos os dias... 


As palavras... os beijos.... as sensações... ela era minha, ao menos naqueles pequenos momentos de loucura ela era minha ! E eu não iria me arrepender disso nunca ! 
Aproveitando a posição em que estávamos desci minha mão pro meio de suas pernas e gentilmente eu a toquei, entrei calmamente em seu corpo, uma, duas, três vezes, seus olhos se fecharam enquanto eu a penetrava e meu sorriso se fez quase que automaticamente ao vê-la ali tão entregue. A medida que meus movimentos iam ficando mais rápidos todo seu corpo refletia seu estado de excitação, um vai e vem frenético se iniciava e juntamente com meus dedos os delas buscaram abrigo dentro do meu sexo, nós nos penetrávamos mutuamente, os olhos fixos umas na outra, as bocas coladas e sem ar.... 
Eu mordia seu lábios, abrigava sua língua doce entre meus lábios, e tudo passou a tomar novamente o rumo do desespero a medida que nossos corpos chegavam mais próximos do gozo, os movimentos mais fortes e profundos, as mãos de Regina puxando meus cabelos, sua boca mordendo meu ombro enquanto suas unhas corriam por toda a minha costas trazendo um misto de prazer e dor indescritível. 


- Emma..... 


Uma unica palavra foi ouvida.... uma unica palavra além dos gemidos e dos movimentos dos nossos corpos tremendo juntos enquanto gozávamos mais uma vez uma sobre a outra... 


----------------------

 
- Se veste a gente precisa descer.... 
- Eu só preciso de um minuto ok ?
- Eu também preciso, mas acho que não temos tempo pra isso... 
- Ok Regina ! 


------------------------

 
- Acho melhor você ir na frente, afinal a casa é sua, vê se o caminho esta livre e eu vou atras de você. 
- Ok, vem o corredor esta livre. Estiquei minha cabeça pra fora do quarto e não vi nada e nem ninguém, com certeza todos estariam lá embaixo, mas não tenho ideia de quanto tempo ficamos aqui em cima então todo cuidado era pouco. 
- Só uma coisa ! Eu a puxei rapidamente pra trás e coloquei minha mão sobre a porta, colei meu lábios rapidamente nos dela tão rápido quanto o beijo eu tomei a frente e sai corredor a fora. 
- Retoque o batom antes de descer, até parece que estava beijando alguém até agora! Dei uma piscadela travessa e tomei meu rumo escada a baixo. Graças a Deus não tinha ninguém no caminho, mas eu não tinha ideia do que iria dizer caso me perguntassem onde eu estava, acho que devia ter combinado alguma desculpa com Regina ! 
- Menina insolente, como se atreve... Nossa eu realmente preciso retocar o batom. 


------------------------


- Onde é que você estava até agora ?? Rachel me puxou pelo braço assim que sai pela porta da cozinha e me levou pra um canto mais afastado no jardim. 
- Eu demorei muito ? 
- Não sei ao certo, uns 30 ou 40 minutos... 
- E alguém perguntou de mim ? 
- Na verdade não, estão todos bem entretidos com suas conversas, mas aparentemente seu filho também teve a brilhante ideia de sumir com a namorada ! Tal mãe tal filho kkkk 
- Hey eu não sumi com nenhuma namorada ok !! Que isso fique bem claro ! 
- Mas com certeza você sumiu com Regina, por que aquele sorriso ali de um metro não deve ter aparecido do nada ! Parece até que ela voltou mais alegre e bonita do que antes, tenho certeza que foi obra desses seu dedinhos Emma kkkkkk 
- Serio para com isso !! Não foi nada disso, nós só estávamos conversando, sobre o Henry, coisa de mães, nada além disso !! 
- Se você pretende mesmo contar essa historia pra mais alguém e espera que acreditem deveria limpar as marcas de batom no seu decote ! kkkk 
- Puta merda !!! 
- Toma, pega esse guardanapo ! 
- Eu realmente não consigo esconder nada de você !! 
- Você esta seguindo por um caminho muito perigoso Emma, não acho que o intuito de vocês seja de serem descobertas, então eu te aconselho a tomar mais cuidado da próxima vez... 
- E quem disse que vai ter próxima vez ? 
- Emma !! kkkkk para de ser sonsa ! Regina estava se mordendo de ciume desde a hora que me viu entrar aqui com você, não demorou nem uma hora direito pra que ela te arrasta-se pro quarto, acha mesmo que foi a ultima vez ? Acha mesmo que não tem nada acontecendo entre vocês ? 
- Eu acho que.... que... não sei ! Não sei o que eu acho ! Não sei o que eu quero !! Quer dizer o que eu quero eu até sei, só não sei se ela quer a mesma coisa ! 
- Emms eu sei que pra você isso é tudo muito novo e confuso, mas se ela não quisesse não teria acontecido, não novamente, se ela não quisesse nem o segundo beijo teria acontecido, acho que ela esta tão confusa e com tanto medo quanto você ! E o pior junta tudo isso com a raiva de um relacionamento desfeito por conta de você ! Coloca nessa conta o fato de que provavelmente ela não tem ninguém pra conversar sobre isso ! Dai você vai ter uma explosão de sentimentos, de desejos confusos, de raiva e de paixão misturados. Você vai precisar ter muita calma com tudo isso... vai precisar ter paciência e sangue frio se pretende conquistar essa mulher !
- Quem disse que eu quero conquistar Regina !! 
- Não precisa dizer querida kkkkk Eu vou te ajudar em tudo o que eu puder e mesmo quando eu voltar pra Boston você sabe que pode me ligar e ouvir um bom conselho, afinal de mulheres eu entendo e muito kkkk 
- Cara eu não to acreditando para de ser convencida !! E desculpe.... 
- Desculpa por ? 
- Por ter te deixado tanto tempo aqui sozinha, deslocada... 
- kkk Quanto a isso você pode ficar extremamente tranquila, seus pais fizeram as honras de me apresentar pra quase todo mundo... e bom...  a Ruby chegou e pudemos ter um bom tempo conversando a sós, o que foi ótimo !! 
- Como assim ?? 
- Digamos que eu tenho um compromisso pra essa noite e que não será com você ! Nossa conversa vai definitivamente ter que ficar pra amanhã ! 
- Caramba você é rápida mesmo !! 
- Mãeee !!! Onde você se meteu ?!
- Onde você se meteu moleque ?!
- Eu... é... eu estava te procurando... 
- Claro, claro... Tudo bem Violet ?
- Tudo ótimo Sra Swan !! 
- Pelo amor de Deus menina não me chame assim, guarde essa formalidade pra falar com Regina, a mim você pode chamar de Emma ok ? Pisquei pra ela tentando passar segurança pra menina tímida que se colocava a minha frente. 
- Obrigada, Emma ! 


-------------------------------------


Algumas horas se passaram e a noite começava a chegar, todos felizes, rindo e aproveitando a festa, realmente Regina havia tido uma súbita mudança de humor, seu sorriso saia muito mais fácil, ela se enturmava com cada uma das mesas, e até mesmo com Violet ela parecia simpática e receptiva, acho realmente que ela já havia percebido tudo e aparentemente estava lidando muito bem com toda a situação. 
Todos satisfeitos e felizes com a festa, acho que nossos momentos a sós acabaram fazendo bem a todos ao nosso redor, apenas a nossa interação não havia mudado muito, nada além de algumas palavras quando conversando com as mesmas pessoas, nada além de alguns olhares e sorrisos que eu insistia em dar mas ela discretamente recusava sempre mudando de assunto ou partindo pra outro lugar. 


- Acho que já é hora do parabéns não acha ? Pela primeira vez depois de longas horas ela finalmente se dirigia diretamente a mim com seu sorriso sacana pendurado nos lindos lábios carmim. 
- Acho que sim Regina, precisa de ajuda pra trazer o bolo ?
- Apenas arrume espaço na mesa que eu me encarrego de pegar o bolo. 
- Ok. 


------------------


Parabéns pra você
Nesta data querida
Muitas felicidades
Muitos anos de vida
É pique, é pique
É pique, é pique, é pique, é pique
É hora, é hora
É hora, é hora, é hora
Ra-ti-bum
HENRY HENRY HENRY 
--------------------- 


- Essa parte sempre me deixa constrangido ! 
- Vai lá querido ta na hora de você cortar o bolo e ser o centro das atenções ! 
- Violet ! kkkk você me deixa com mais vergonha
DISCURSO 
DISCURSO 
DISCURSO 
- OK pessoal eu vou falar algumas palavras sim, não precisam nem insistir ! 


A felicidade era clara no rosto de todos e pela primeira vez no dia apos o que havia acontecido no quarto os olhos castanhos se entregavam a ternura das esmeraldas de Emma Swan numa cumplicidade unica, numa felicidade unica propiciada por ver o seu menino se tornar um homem, por ver o quão feliz ele estava e o quão bem elas estavam fazendo seu papel em criar um menino incrível ! 


- Bom antes de mais nada eu quero agradecer minha incrível família, mães será que vocês podem vir passar essa vergonha comigo ? 
As duas mulheres se colocaram ao lado de Henry, uma de cada lado atras da mesa do bolo, sorrindo gigantescamente e olhando carinhosamente para seu filho. 


- Eu tenho a sorte de ter nascido de uma mulher incrível e posteriormente ser criado por outra mulher tão maravilhosa como você Regina ! Minhas queridas mães eu sei que a vida não foi fácil pra com vocês mas hoje eu chego a conclusão de que tudo se deu como precisava, por que era nosso destino ficar juntos ! Era o meu destino fazer vocês duas mais felizes  e unir essa maravilhosa família !! - todos riam da forma imodesta como Henry falava e ambas perdiam pouco a pouco sua armadura ao passo que seus olhos se enchiam de lágrimas ao ouvi-lo. 
Eu sei que nossa família já passou e vai acabar passando por muitas turbulências mas eu tenho certeza que todo o amor envolvido em cada um de nós sempre será mais que o suficiente pra nós fazer ficar juntos e apoiando uns aos outros. Eu tenho apenas o que agradecer a vocês, por esse dia, por essa festa e por cada momento maravilhoso que eu posso compartilhar com vocês ! Obrigado a todos os amigos aqui presentes eu amo vocês também kkkk e bom acho que esta na hora de comer o bolo certo !?
Acompanhado de um SIM em uníssono de todos os convidados, Henry iniciou o corte do primeiro pedaço dividindo-o em dois pratos, se posicionou novamente no meio das duas e entregou um prato para cada ! 
- Vocês duas sempre serão as primeiras em tudo na minha vida ! 


Uma explosão de palmas e assovios foi ouvida e todos sorriam, muitos emocionados com tudo o que o garoto dizia ! 


- Se juntem mais vamos tirar uma foto ! Grita Mary no meio dos convidados e dai são varias e varias câmeras apontadas para o trio. 
Regina e Emma automaticamente lançaram seus braços entorno da cintura de Henry enquanto erguiam seus pratos de bolo, os três sorriam genuinamente felizes com aquele momento. 
Delicadamente os braços se tocavam atrás das costas de seu filho e um olhar cúmplice foi trocado entre elas no mesmo momento em que flashes e mais flashes eram disparados na direção dos três. 
- Mais poses ! Novamente a voz estridente de Snow soava em meio a todos ali. 
As duas se lançaram a beijar as bochechas de Henry, uma de cada lado, enquanto isso Emma deslizava delicadamente seu dedão ao longo do braço de Regina... 
Ela não fez esforço algum para evitar o contato, talvez pela situação, talvez porque estivesse realmente gostando daquela sensação, da sensação de família feliz, da sensação de normalidade e alegria passada pelo sorriso gigantesco de Emma Swan que lhe olhava profundamente enquanto beijavam o rosto de seu filho. Aquele com certeza não era o momento pra entendimento e sim para sensações e apenas isso.... 

----------------------------

A festa se estendeu por mais uma hora mais ou menos até que as pessoas começaram a tomar o rumo de casa, todos felizes e satisfeitos agradecendo a anfitriã por sua hospitalidade e pelas deliciosas comidas e bebidas servidas. 
Logo os que restavam era apenas os mais achegados da família, Rach já havia saído a um tempo acompanhada de Ruby o que não passou desapercebido pelo olhar de Regina quando a mesma veio se despedir dela fazendo um tremendo esforço pra ficar bem claro que não possuía nada com Emma. 
- Regina muito obrigada por tudo, me sinto meio que uma intrusa afinal nem nos conhecemos e eu apareci na sua casa, mas Emma e eu fomos criadas juntas somos como irmãs e fazia muito tempo que eu não a via. Espero realmente não ter te incomodado com minha presença sem aviso prévio !
- Irmãs ? Essa é uma novidade pra mim... 
- Sim ! Nós fomos criadas juntas de orfanato em orfanato, sabe como é você se apega aqueles que tem por perto e foi assim que nós tornamos tão amigas, como família... 
- Não se preocupe não foi incomodo nenhum, sinta-se a vontade pra voltar ano que vem pra uma próxima comemoração do aniversario do Henry, acho que gostei da ideia de fazer aqui em casa. Um sorriso inexplicável se estendeu por todo meu rosto ao ouvir sua explicação sobre sua ligação com Emma, e tal alivio pareceu tirar um peso que eu nem sabia estar carregando durante toda a tarde. 
- Vamos Rach ? 
- Claro, bom Regina obrigada por tudo, tenha uma boa noite. 
- Boa noite pra vocês também, obrigada por virem! 
- Boa noite Regina ! 
- Tchau Ruby ! 
- Parece que elas vão ter uma longa noite.... 
- O que ? 
- As duas formam um belo casal não acha ? 
- Do que você esta falando Jones ? 
- Das duas que acabaram de sair Rachel e Ruby ! Vai me dizer que não percebeu o clima entre as duas ? Eu até pedi algumas dicas pra Swan pra conquistar a sua amiga mas ela disse que eu não teria chance kkkk acho que Ruby se deu muito melhor do que eu kkkk 
- Dispenso os seus comentários sórdidos Killian ! 
- Sorry Love foi só uma brincadeira, de qualquer forma eu já vou indo também, a festa foi ótima Regina, tenha uma boa noite.... 


Os pensamentos de Regina agora eram um misto de insegurança e confusão, não sabia ao certo o que pensar, afinal hoje adultas se considerarem como irmãs mas, talvez.... talvez não tivesse impedido que em algum momento da adolescência tivesse avido algum tipo de envolvimento amoroso entre Rachel e Emma... A tranquilidade anterior de Regina havia sido arrebatada antes mesmo que ela pudesse aproveitar da mesma.... 


- Mãe eu vou levar a Violet em casa tudo bem ? 
- Claro... só não demore muito.... 
- Ta bom. Você esta bem ? Estou sim, só um pouco cansada. 
- Eu volto logo então pra poder te ajudar 
 - Não se preocupe com isso querido, vou dar uma ajeitada no básico por hoje e amanha vem alguém pra limpar o resto, já tenho tudo acertado. 
- OK, to indo então.... 
- Henry, espera só um minuto ! Por mais que você ache eu não iria te matar e nem nada do tipo se eu fosse devidamente apresentada a sua namorada ok ?! 
- Você sabia não é ?
- O tempo todo !! Então mocinho acho que você pode ficar tranquilo quanto a minha reação, só quero que você tenha juízo.... e ... avise a sua namorada que eu vou providenciar um almoço pra que possamos nos conhecer melhor em outra oportunidade. 
- Certo mãe !! Obrigada ! Se abraçaram enquanto o menino sorria satisfeito com o desfecho de seu aniversario. 
- Regina estamos indo você vai precisar de ajuda pra arrumar isso tudo ? Por que se for estamos a disposição ! 
- Imagina David eu já organizei tudo, vou apenas guardar as comidas e amanhã vem uma equipe de limpeza pra limpar o resto. 
- Certo, qualquer coisa.... 
- Fiquem tranquilos ! Esta tudo sob controle. David falou tomando o seu rumo e aguardando Snow dentro do carro enquanto ela se despedia de Regina. 
- Emma não vai com vocês ?
- Não, ela foi ao banheiro mas disse que esta de carro e que não precisamos esperar, por que vocês não tentam conversar um pouco ?
- Conversar sobre o que ? Acho que temos tudo sobre o controle.... 
- Acho que vocês poderiam se tornar excelentes amigas Regina, de uma oportunidade a vocês, vai te fazer bem se aproximar de alguém nesse momento, eu sei que não é fácil terminar um relacionamento.... 
- Mary eu agradeço a sua preocupação mas estou bem, pode ficar tranquila. 
- Bom... você que sabe.... tenha uma boa noite Regina e obrigada por tudo o que você tem feito por meu neto, por nossa família, é muito bom ter você como parte dela e mesmo que você não saiba eu te estimo e muito minha querida. Mary se despediu com um beijo terno sendo depositado sob as mãos de Regina antes de se dirigir para o carro e ir embora. 


Agora apenas Emma se encontrava na residencia, mais uma vez as duas sozinhas na casa..... Regina foi para a cozinha e começou a organizar as coisas enquanto Emma não aparecia, tomada por um certa inquietude Regina ficou no máximo silêncio possível esperando pra ver se ouvia alguma pista do que Emma estava fazendo. Ela estava de costas guardando algumas coisas na geladeira e pra sua surpresa deu de cara com Emma quando fechou a porta da mesma e se virou... 


- Vai ficar me espionando agora Swan ?
- Espionando não, só não queria interromper a concentração que você estava ao guardar o bolo... 
- Sempre tão cheia de graça !! Já foram todos embora, inclusive sua amiguinha, acho que você também já pode ir.... 
- Eu achei que você iria apreciar mais uma mão pra te ajudar a guardar as coisas. 
- Não é necessário, eu me viro. 


Ignorando as palavras de Regina Emma juntava os pratos sujos esvaziando-os no lixo e colocando na maquina de lavar louça. 


- Porque é tão dificil pra você abaixar a guarda ao menos uma vez na vida ?
- Acho que essa era ultima coisa que eu iria ouvir de você... afinal eu já... como eu posso dizer ? Eu já abri muitas concessões pra você hoje Swan... 
- kkk abriu muito mais do que isso não é mesmo ?
- Ao menos nisso nos concordamos ! Não acha que já foi o suficiente Emma ?


Meu nome saiu deslizando por seu lábios, pela primeira vez ela dizia meu nome em alto e bom som, como que saboreando cada letra, e sua voz aveludada dizendo meu nome me levou pro mesmo lugar de antes enquanto ela dizia meu nome gozando.... meu corpo todo respondeu aquela simples frase, entre minhas pernas meu sexo se tornava molhado e pulsante novamente. 


- Não... eu com certeza não acho que foi o suficiente ! Coloquei um ultimo prato dentro da lavadoura e a fechei, a porta da mesma era a unica coisa que nos separava, não existia mais barreira... me aproximei dela fitando seus lindos olhos enquanto carregava o máximo possível na sensualidade em nossa troca de palavras. 
- Sinto muito mas não posso te ajudar com mais nada... acho que já passou da hora de você entender ! Me afastei dela, alguns passos para trás enquanto tudo o que meu corpo desejava era me aproximar e me apoderar do corpo daquela mulher novamente. 
- Sabe Regina as vezes você realmente me deixa confusa sabia ?
- Confusa ?! Eu acho que já deixei tudo muito claro pra você hoje a tarde ! 


Eu me aproximava vagarosamente ao mesmo passo em que ela se afastava, um passo meu a frente, um passo dela atrás.... 
- Sabe, eu realmente achei que o meu maior erro foi ter te dado aquele beijo no seu escritório, mas ai... você foi até a minha casa e retribuiu na mesma moeda... Eu diria que de uma forma até muito melhor do que o que eu havia feito com você. 
- Aquilo não passou de uma provocação e achei que você soubesse disso... Em breve eu não teria mais espaço pra recuar. 
- E aquela noite na sua casa, foi uma provocação também ?  A noite em que seu namorado colocou a nossa segurança em risco, a noite em que eu me arrisquei pra te defender e bem... acabamos juntas na sua cama... 
- Não passou de um erro ! De um momento... de um erro... 
Não tinha mais espaço, Regina estava encostada contra a parede e Emma avançava em sua direção sem a menor intenção de parar antes de obter o que queria... 
- E hoje foi apenas mais um erro certo ? 
Os braços de Regina se apoiaram firmemente contra os ombros de Emma afim de impedir que sua aproximação avançasse, ela sabia que seria impossível de conter caso elas se tocassem novamente. 
- Sim ! Foi apenas mais um erro ! 
- Então me responde uma coisa, me responde apenas isso e eu vou embora e não volto a investir mais um segundo se quer da minha vida nesse assunto. 
- Ta.... pergunte. 
- O que motivou o seu erro ? O que fez você errar tantas vezes seguidas ? O que fez você se entregar tão plenamente a alguém que você despreza ?
- Você disse uma pergunta e me fez três... A sedução voltava vagarosamente a voz de Regina ao passo que a mesma pensava na reposta daquelas perguntas, não havia uma resposta... não uma que a pudesse defender e justificar. 
- Então escolha qual você prefere responder. Seus braços antes totalmente esticados impedindo a aproximação de Emma agora se flexionavam, se retraiam a medida que a proximidade entre as duas só aumentava. 
- Eu não te desprezo... 
- Ah não ? Isso já é um avanço então... o que mais ? Agora os lábios de Emma se encontravam a centímetros da boca de Regina, suas mãos haviam escorregado para a nuca de Emma e ela segurava firmemente com as duas mãos envolta do pescoço da mesma. 
- Eu... eu não sei... eu só me deixei levar... 
- Se deixou levar pelo que ? O nariz de Emma passava levemente pelo de Regina que manteve seus olhos fechados enquanto a outra lhe provocava, com perguntas, com toques... As mãos de Emma entraram delicadamente pela blusa de Regina, seus dedos esguios trilhavam pequenas caricias em sua cintura, e calmamente seguiu seu caminho subindo em direção aos seios de Regina, sem pressa, sem medo, ela se sentia segura em provocar o corpo de Regina depois de tudo o que havia acontecido entre as duas. 
- Pelas sensações... Regina foi quem deu o próximo passo puxando o rosto de Emma contra o seu e selando seus lábios em um beijo. O beijo foi calmo mas nem por isso menos carregado de desejos e emoções. Suas línguas dançavam numa sincronia mágica, ambas saboreando uma a outra, as mãos traçando caminhos até então já conhecidos, mas com uma diferença gigantesca de contexto... 
Os braços de Regina enlaçaram o corpo de Emma a trazendo o máximo possível pra si, as mãos de Emma não se fizeram de rogadas, uma apertava o seio de Regina enquanto a outra descia e subia por toda a lateral de seu corpo até se encaminhar pra seu bumbum e aperta-lo com vontade. O beijo delas voltava a tomar um caminho quente e sem volta, Emma desceu as duas mãos pelo corpo de Regina e a suspendeu no ar, suas pernas se entrelaçando ao quadril de Emma, seus gemidos começando a se fazer ouvir... 


- Emma o Henry vai chegar a qualquer momento ! Precisamos parar ! As palavras saiam com uma dificuldade imensa, em meio aos beijos e tomadas de folego. 
- Eu sei.... mas eu não consigo.... Emma sorriu junto aos lábios de Regina. Ela havia sido posta sobre a bancada por Emma e por mais que tentassem se controlar ou parar aquilo parecia impossível.... 
- Por favor... eu não quero que ele nos veja assim... 
- Nem eu... Emma se afastou dos lábios de Regina mantendo suas testas coladas e seus olhos fixos um no outro. 
- Por favor... Regina deslizou delicadamente seus dedos pelo rosto de Emma enquanto a olhava com uma ternura nunca vista antes... 
Emma a colocou novamente no chão e segurou firmemente seu rosto com uma de suas mãos entre o pescoço e o maxilar. 
- Me promete que isso vai voltar a acontecer ?
- Emma.... acho que eu não preciso te prometer isso... Os olhos de Regina se abaixaram, aparentavam certa vergonha
- Eu preciso ouvir ! Eu preciso ouvir da sua boca que essa não será a ultima vez ! Emma havia puxado o rosto de Regina pra cima reconectando os seus olhares 
- Eu... eu prometo... 
Novamente seus lábios se encontraram, em um beijo demorado e profundo, ambas puxavam o ar fundo e com dificuldade enquanto se afastavam lentamente uma da outra. Regina levou as mãos aos cabelos e colocou os fios soltos no lugar, abaixou suas mãos e começou a ajeitar sua roupa sob o olhar encantado de Emma. 
- Será que você pode parar de me olhar assim ? 
- Desculpa... kkk Será que eu ainda posso te ajudar a arrumar tudo isso pelo menos... 
- Acho melhor você ir embora Emma... 
- Ual você quer mesmo se livrar de mim não é ? Tudo bem... eu vou indo... 
Tomei meu caminho rumo a saída e quando já segurava a maçaneta com a intenção de abrir a porta senti a presença de Regina colando seu corpo ao meu. 
- Eu não quero me livrar de você... sua mão circulou por minha cintura me fazendo virar de frente pra ela novamente. Eu só não sei o que fazer com tudo isso, entende ? 
- Com tudo isso ? 
- Com tudo isso que você desperta em mim ! Com essas sensações e essas vontades que surgem quando você esta perto de mim ! Você queria que eu baixa-se a guarda certo ? Pois então aproveite porque essa será uma das poucas ou quem sabe a unica vez que vai me ouvir dizer isso... 
- Talvez seja o suficiente Regina, talvez eu não precise de suas palavras, talvez só suas atitudes, e seus beijos sejam o suficiente pra mim... 
A beijei novamente antes de tomar meu rumo pra casa, eu não conseguia acreditar no que acabara de acontecer ! Ela havia dito, ela havia agido, ela havia feito tudo o que eu queria, tudo o que eu precisava pra ter um pouco de esperança ou segurança. 
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...