História Linha Tênue (Fillie) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Stranger Things
Personagens Dustin Henderson, Eleven (Onze), Lucas Sinclair, Mike Wheeler, Will Byers
Tags Fillie, Romance, Stranger Things
Visualizações 275
Palavras 1.462
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mais um capítulo feito especialmente para vocês! Espero que gostem, me diverti muito escrevendo-o!
Obrigada pelo carinho, e continuem me dizendo o que vocês gostaram!
xoxo

Capítulo 4 - Bravery


Fanfic / Fanfiction Linha Tênue (Fillie) - Capítulo 4 - Bravery

Dormir em quarto de hotéis era quase que uma rotina para Brown, ela vivia tanto tempo viajando que as vezes esquecia como era seu próprio quarto, por isso ela sempre dava um jeito de deixar o ambiente o mais aconchegante possível, dessa forma, sempre carregava consigo algumas fotos de momentos e pessoas especiais e algumas velas aromáticas.

Arrumou as poucas mudas de roupas que trouxera, sempre nesses eventos ela usava peças de alguma grife famosa, escolhidas antecipadamente por ela e toda a equipe de figurino, deixando separado apenas o conjunto usado na noite passada emprestado pelo seu melhor amigo.

Amanhã terei que providenciar alguns pijamas. – pensou.

Andou calmamente até a porta próxima ao guarda-roupa, despiu-se. Tateou o celular por alguns segundos até finalmente achar a playlist que ela precisava para aquele momento e entrou no box. A água morna que caia, molhou seus cabelos. Ela amava aquela sensação de tomar um banho depois de um dia cansativo, era praticamente como renovar suas energias.

Assim que terminou o demorado banho, apressou-se para se arrumar. Certamente seus dois hospedes chegariam, e ela sabia como Sadie odiava esperar.

Vestiu o moletom preto estampado com um desenho do Darth Vader. Lembrando-se do comentário que fizera na noite passada “dos meninos sempre são mais legais”. E sorriu ao lembrar de como foi bom está perto dele daquela forma.

O som de batidas fortes e gritinhos a fez despertar da sua particular bolha Wolfhard. Correu até a porta já sabendo quem encontraria a analisar pela maneira “delicada” e “paciente” de chama-la.

- JÁ VAI, CABEÇA DE ABÓBORA! – gritou dirigindo-se a porta.

Sadie estava tentando segurar duas caixas enormes, e resmungou algo que Brown não entendeu, mas certamente não seriam elogios. 

- ME AJUDA LOGO, ANTA!! – a ruiva falou bufando.

A morena reconheceu as caixas nas mãos da amiga e rapidamente segurou uma delas, abrindo um sorrido de orelha a orelha.

- EU TE AMO, SABIA? Não acredito que você trouxe Dunots! – falou abrindo caixa depositada em sua mão esquerda,  e fazendo uma cara de fome.

- Eu sei que sou a melhor amiga que existe. – colocando a outra caixa em cima da mesinha localizada no canto do quarto. – Schnapp já está subindo, ele foi pagar o entregador de pizza.

Millie bateu as mãos com animação. Pizza é a sua comida favorita, não existe nada nesse mundo que um belo pedaço de pizza não resolva. E antes que pudesse responder a amiga, Noah abriu a porta carregando as caixas de pizza.

- Eu já disse como amo vocês? – ela sorriu.

- Já! –  Os dois responderam simultaneamente.

Era muito bom ter momentos assim com Noah e Sadie, e eles eram tão raros de acontecer por conta de suas agendas lotadas que ela gosta de aproveitar cada segundo ao lado deles, por isso, mesmo sabendo que todos ali estavam morrendo de curiosidade para saber as novidades da operação cara de sapo, sabiam que aproveitar a companhia um do outro era a prioridade.

Sentaram-se no chão, abrindo a caixa de pizza, cada um tirando um pedaço. Ligaram a tv, e escolheram o filme tradicional de toda reunião entre eles: Dirty Dancing. Millie tinha verdadeira adoração pelo Patrick Swayze. Era uma das suas inspirações de ídolos.

Desde que começou a fazer a preparação para fazer Eleven, ela tentou ao máximo se aprofundar sobre os costumes da década de 80, e tornou-se uma verdadeira viciada em filmes dessa época. Noah e Sadie só acompanhavam a loucura da amiga.

Sad amava o filme tanto quanto Millie. Todo aquele romance e dança enxia o coração dela de romantismo. Por mais que ela tentasse esconder dos outros, ela no fundo era uma autêntica romântica e sonhadora.

E bem, Noah era minoria, só restava aceitar. Não que ele não gostasse do filme, mas depois da quinta vez revendo, ele sinceramente preferia assistir outra coisa, mas sabia que essa guerra já era vencida. E no fundo, ele sabia que aquilo já era praticamente uma tradição.

Ele divertia-se vendo como suas amigas não perdiam nenhuma cena, parecendo ser um filme inédito. E obviamente, elas choraram, e repetiram as falas juntamente com os personagens, suspirando.

Meninas. – pensou.

Estar entre Sadie e Millie era como viver no meio de um vulcão prestes a entrar em erupção. As duas eram fogo, cheias de energia e animadas com tudo, e ele, era o oposto daquilo tudo: tímido e calmo. Mas de certa forma, isso equilibrava o conjunto.

O filme estava quase terminando, a cena mais esperada pelas duas garotas estavam chegando: Johnny e Frances dançariam na frente de todos, incluindo dos seus pais aristocratas preconceituosos, mostrando como eram apaixonados. Ambas olhavam pra tv, eufóricas e emitindo gritinhos com a dança.

Quando o filme terminou, Millie pegou o celular com um risinho camuflado, e colocou para tocar a música Time Of My Life, trilha sonora do filme. A música em que o casal principal dançava nos últimos minutos da trama. Olhou pra Sad, e ela sorria em cumplicidade.

Levantou-se estendendo a mão para a amiga. Ambas riam. Noah sabia exatamente o que iria começar alí e já estava dando gargalhadas.

A música começou, e Brown começou a dublar a voz masculina dramaticamente.

“Now I've had the time of my life”

Em seguida, Sad aproximando-se da amiga, em um jeito “sedutor”, dublou a voz feminina:

“No I never felt this way before “

E as duas começaram a imitar os passos de dança do casal apaixonado do filme, de um jeito muito mais desengonçado e engraçado, obviamente. Enquanto isso, Noah filmava tudo para o seus stores, certamente aquilo iria enlouquecer os fãs.

Entre gargalhadas e passos desengonçados, elas gritavam durante o refrão:

BECAUSE,CAUSE I HAD THE TIME OF MY LIFE!

NO I'VE NEVER FELT THIS WAY BEFORE

YES I SWEAR IT'S THE TRUTH

AND I OWE IT ALL TO YOU!!

 

A música chegava ao fim, e elas sabiam que a o passo mais apreensivo da dança estava chegando.

No filme, a mocinha sai correndo, dando um pulo, onde seu par a levanta no ar. Sadie, maluca como era, tentou imitar, mas terminou caindo junto com a amiga na cama, localizada no centro do quarto. A barriga delas doía de tanto rirem.

Noah, pra finalizar, terminou se jogando em cima das amigas. E instantaneamente uma guerra de travesseiros foi formada.

Penas voavam por todo o quarto. De manhã certamente ela levaria uma bronca de alguém da produção, mas naquele momento, a única coisa que importava era ser uma garota normal, com as duas pessoas que proporcionavam isso.

Cansados, depois de uma longa “batalha”, os adolescentes deitaram na cama gigante do quarto ainda rindo de toda a situação.

- Agora conta como foi – Noah disse ainda tentando recuperar o fôlego.

Nesse momento, todos olhos daquele lugar estavam direcionados a morena. Ela ajeitou-se ligeiramente entre os dois amigos, tentando deixar as coisas o mais confortável possível. A conversa seria longa, e ela não queria que nada a interrompesse.

- Bem, ontem eu tive insônia, para variar. – Ela falou calmamente- Decidi ir pra o terraço, porque vocês sabem como eu amo observar essa cidade durante a noite, e terminei me surpreendendo com a presença do Finn. Levei um pequeno susto quando o vi, fiquei até receosa em me aproximar, mas nós estávamos tão bem que achei que não teria problema nenhum. Passamos a madrugada inteira conversando. Ele me contou tantas coisas, sabe? Foi muito bom conhece-lo um pouquinho mais profundamente. – Ela pausou um pouco tomando um gole de refrigerante- Falamos sobre o futuro, sobre o passado. Rimos de algumas situações. Ele me disse como queria se dedicar um pouco mais a carreira musical, e eu falei que queria um dia estrelar um musical, ou coisa do tipo. Foi incrível. – falou olhando a reação dos amigos, que a encaravam. – Mais do que nunca eu tenho certeza do que sinto por ele e..

- Conta para ele – Sad interrompeu, falando com a maior naturalidade do mundo.

- Você tá louca? Isso é muito arriscado, pode ter muitas consequências! – rebateu a morena.

- Fodam-se as consequências Millie! Você precisa ter coragem para enfrentar esses seus sentimentos, precisa seguir seu coração. Até quando você vai viver assim? Se tem certeza, tem que ao menos tentar. É melhor se arrepender por ter arriscado, do que passar uma vida inteira cheia de “e se?”. – a ruiva segurou a mão da amiga- Tudo que a gente precisa é de dez segundos de coragem.

- A Sad tem razão, Mih. Vocês dois vão saber lidar com essa situação, independente do rumo que a conversa tomar, tenho certeza.

Millie enfiou a cara no meio do travesseiro, e soltou um grito abafado.  Ela odiava admitir aquilo, mas os seus amigos tinham razão.

- Amanhã, depois da pré estreia, eu vou falar pra ele! – disse tentando parecer o mais confiante possível.


Notas Finais


Chegamos ao fim de mais um capítulo meninas, e ai? Gostaram?
O que vocês acham que vai rolar nessa pré-estreia, ein?

ps: Quem aí já assistiu dirty dancing?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...