História Linhas Cruzadas - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Jeon Wonwoo, Junghan "Jeonghan", Kim Mingyu, Lee Chan "Dino", Lee Jihun "Woozi", Lee Seokmin "DK", Personagens Originais, Seungcheol "S.Coups", Soonyoung "Hoshi", Wen Junhui "JUN", Xu Ming Hao "THE8"
Tags Jun8, Junhao, Seventeen
Exibições 30
Palavras 933
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Fluffy, Lemon, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Hello~
Ahn... Minha primeira fanfic do Seventeen, então tô um pouco nervosa hahaha xD
Essa fic me surgiu em um momento de tédio no trabalho e meio que foi inspirado em partes no anime Yu Yu Hakusho <3 E há uma fanfic linda e diva que me deu altas inspirações. Se tu, que está passando aqui, não leu Fantasmorado, o que você está esperando pra ir correndo ler? É da diva ~AsuaMai, então, bora lá ler!
Estou aqui, participando dessa luta pra povoar o spirit fanfic com histórias JunHao. Gente, bora escrever também, por favor ;-;
Enfim, os capítulos não serão muito grandes e a fic também não vai ser muito grande, mas se você está aqui, eu agradeço desde já e espero que goste. E que se interesse pela continuação também! Eu sou meio louca, porque tenho outras fics pra terminar e ainda assim tô aqui, firme e forte postando mais uma e.e
Fanfic não betada, com possível erros.
Chega de blá blá blá e boa leitura!

Capítulo 1 - Capítulo 01


Como em um piscar de olhos, tudo mudou.

De uma manhã ensolarada para um pôr do sol deslumbrante. Sentia-se leve como uma pluma e sabia que havia alguma coisa de errada. O que, exatamente, não fazia ideia; talvez o fato de se lembrar perfeitamente de ter saído de casa há alguns instantes, assim que o relógio marcou oito horas da manhã, e o céu ter escurecido do nada. Um eclipse solar? Encarou a abóbada celeste avermelhada devido ao sol que se ia no horizonte e percebeu que, de fato, estava anoitecendo. Franziu o cenho. O que estava acontecendo?

— Oh, isso é terrível! — Wen JunHui deu um pulo quando a voz desconhecida soou perto de seu ouvido.

Jun encarou o jovem vestido no uniforme escolar composto por uma calça cinza, camisa pólo branca e gravata azul escura que formava uma laço grande e perfeito ao redor de seu pescoço. Os cabelos tinham um tom avermelhado, com um corte curto e fios lisos, contrastando com o rosto redondo e fofo. Seus traços faciais indicavam preocupação enquanto lia o livro extremamente grosso com páginas amareladas e capa de couro negro.

— Você definitivamente não está na lista — o suspeito estudante fechou o livro e encarou Jun com pesar.

— O que você quer dizer com isso? — o confuso rapaz de fios negros se manteve alarmado.

— Que seu nome não está na lista.

Jun fechou as pálpebras por um instante, respirando fundo e se segurando para não mandar o garoto ir pastar. Aquilo era um sonho? Pois era confuso e sem sentido como um. Sem contar que realmente estava se sentindo fora da realidade.

— E o que meu nome não estar na lista significa? — JunHui fitou novamente o garoto fofo, que suspirou.

— Isso quer dizer que essa não é a sua hora, mas infelizmente você conseguiu a proeza de morrer antes do tempo.

"Espera... Morrer? O quê?".

— Eu morri? — seu tom saiu estridente, carregado de incredulidade.

— Sim, não se lembra? — pensando a respeito, esforçou-se para se recordar de algo, mas foi em vão. — Tudo bem, isso é normal. Logo você se lembra, mas a questão é: você não deveria ter morrido.

Em um instante, JunHui se recordou de tudo. De estar caminhando pela calçada, de salvar um garotinho, impedindo-o de ser atropelado, de ser atingido, da dor e da escuridão.

"Ah, então eu morri salvando uma criança?".

Jun encarou o garoto, que o encarava de volta reflexivo.

— E quem é você?

— Ah, eu? — o estudante apontou para si mesmo antes de sorrir amigavelmente; o livro não estava mais lá e nem em lugar algum. — Pode me chamar de Boo, eu sou um ceifador.

— Ceifador?

— Shinigami, ceifador, Deus da Morte, o que for. É tudo a mesma coisa. Meu trabalho é encaminhar as almas para o céu ou para o inferno, mas o ponto não é esse, e sim o que vou fazer com você — aquilo tudo estava deixando JunHui zonzo. Com certeza era um sonho. — Sabe, em todos os meus anos de existência, nunca passei por uma situação igual a essa. Já ouvi falar a respeito, mas nunca tinha presenciado pessoalmente.

Ok, aquele ceifador falava demais e estava conseguindo dar um nó em sua mente.

— Espera, do que você está falando?

— Sobre alguém morrer sem ser sua hora, eu nunca atendi uma alma nessa situação. É um tanto raro, entende? — Jun acenou positivamente, mesmo que não entendesse realmente o que aquilo significava. — Vejamos bem, você salvou um garotinho e morreu, mas sua morte foi em vão.

— Como assim? Eu salvei aquele menino, então não morri à toa.

— Claro que sim, porque o garotinho não iria morrer. No máximo, sair com alguns arranhões, então sua morte foi inútil. E como não era para isso ter acontecido agora, não há lugar para você nem no céu e nem no inferno. Sua alma vai ficar vagando eternamente entre os vivos.

Aquelas informações deixaram Jun desesperado. Como assim tinha morrido por nada? Agora seria mesmo obrigado a ficar vagando entre o mundo dos vivos e dos mortos? Ver as pessoas que amava sofrerem pela sua morte e vivendo suas vidas sem ele soava um absurdo! Era impossível viver sem Wen JunHui. Que pesadelo terrível estava sendo aquele!

— Bem — Boo chamou sua atenção, incerto —, na verdade, há uma possibilidade, um jeito de você voltar à vida e segui-la até a sua verdadeira hora.

— E qual seria? — indagou mais por curiosidade, afinal, sabia que aquilo era só um sonho. Logo iria acordar, pensar naquele pesadelo e achá-lo estranho, só.

— Uma transferência de energia, mas não é só isso. Também é preciso uma selagem da alma ao corpo. Isto é, alguém vivo precisa lhe passar alguma energia, mas não pode ser qualquer um, e sim sua alma gêmea.

Alma gêmea?

— Oh, então eu desisto disso.

— O quê? — Boo soou indignado e chocado. — Mas é a sua única chance!

Jun bufou. Onde iria encontrar sua alma gêmea? Sempre foi um desastre amoroso, todos os seus relacionamentos foram um fiasco e se havia encontrado sua alma gêmea, bom, ela tinha passado super despercebido.

— Você tem apenas essa chance e se concordar, eu vou te ajudar o máximo que eu puder — Boo insistiu. — Você não tem muito tempo.

— Eu não vou fazer isso, já disse.

Como imaginado, era complicado convencer Wen JunHui. Por fim, Boo suspirou com pesar.

— Vou te dar um tempo para pensar melhor a respeito. Dê uma volta, visite sua família e amigos, e só então tome uma decisão, tudo bem? — Jun acenou, ainda certo do que tinha escolhido.

E então, mais uma vez, num piscar de olhos, Boo sumiu como se nunca tivesse existido.
 


Notas Finais


Se chegou até aqui, muito obrigada! De verdade <3
Se achou uma perca de tempo, sorry, mas espero que tenha gostado hahaha
Eu tava muito dorgada quando decidi escrever isso kkkkkkkkkk É meio bizarro, mas ne... Fazer o quê? É a vida.
Hum, é só isso por enquanto, então nos vemos logo o/
Kissus :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...