História Linhas do Tempo - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Jikook, Namjin, Taegi
Exibições 154
Palavras 3.792
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OLHA QUEM VOLTOU DPS DE MUITO TEMPO
Eu mesma Mello
Essa demora aconteceu por causa de um fodendo bloqueio (reescrevi esse cap 3 vezes)
E se eu demorasse a postar vcs me matariam
Principalmente a Bryna :V

MAS ENFIM VORTEI
Como sempre n revisei :v desculpem os erros e boa leitura. Eu love vcs <3 (Sem uma capa nesse cap pq n achei nada)

Capítulo 24 - Pirralho


Havia se passado uma após o ocorrido, e o cachorrinho que tanto seguia o casal, já tinha sumido em um dos cantos da cidade. Ok... Aquilo não era um assunto de grande importância, mas Jimin havia se apegado ao Pu​ de tanto tinha o visto.

Sim... O nome do animalzinho era Pu. Não era criativo, nem tinha um significado profundo, mas Jimin aderiu aquilo como um nome e verbo. Contou para o maknae, que se tivesse a cautela e paciência de escrever seu próprio dicionário, Pu seria descrito como" o ato de beijar quem você ama", e em bônus um som fofinho no final.                          

E sobre Hea, Jungkook já se preparava para o dia seguinte, no qual faria o teste de dna. Estava nervoso e preocupado por não saber bem o que seu hyung sentia realmente sobre tudo aquilo.

_ Está nervoso?_ Jimin perguntou com um sorriso no rosto enquanto arrumava a cama para os dois se deitarem.

_ Muito! O pior é que uma das médicas responsáveis por isso é a Mi-Cha. Quando ela souber que estou envolvido nisso, ela arranca minha cabeça do corpo!

_ Claro que não Kookie_ Jimin negou_ Ela sabe ser profissional_ Jungkook suspirou aliviado_ Mas quando tudo acabar tem uma grande porcentagem dela fazer isso com você.

_ Como sempre me apoiando e diminuindo meu nervosismo_ Falou sardônico e se deitou na cama ao lado de seu namorado_ Eu estou louco pra ouvir mais isso de você amanhã.

_ Desculpa, desculpa! _Riu_ Eu realmente não sei o que dizer nesse caso. 

_..._ Jungkook suspirou_ Nem eu saberia.

               

                                                                                                          ...

Jungkook vestira um agasalho, enquanto Jimin ainda lhe observava da cama curioso. O mais novo não queria deixar o outro sozinho, pois o mesmo havia ficado gripado por conta dos milhares de sorvetes que tomara naquela semana. Ele queria estar lá para dizer "Eu te avisei" diversas vezes e cuidar do menor.

_ Você vai ficar bem mesmo sozinho?_ Dirigiu-se até Jimin e levantou sua blusa que descia pelo ombro.

_ Vou sim Kookie, não se preocupe_ Disse com a voz bastante nasalada e passou a manga de sua blusa no nariz_ Merda...

_ Não adianta xingar agora_ Apertou o bico que Jimin havia feito_ Eu disse para não tomar aquele monte de sorvete! Teve sorte de que não ficou com dor de barriga ou algo pior.

_ Não me arrependo de nada!_ Disse divertido, porém com um tom de teimosia. Se levantou da cama e jogou a coberta sobre si, deixando apenas seu rosto a mostra_ É mesmo... Eu posso chamar o Taehyung aqui? E provavelmente  Yoongi virá junto_ Se deitou no sofá e se encolheu.

_ Não vejo por que não_ Deu de ombros_ Mas por que o Yoongi viria?_ Perguntou curioso.

_ De acordo com o Tae, ele e Yoongi estão "se conhecendo"_ Fez aspas.

_ Nossa..._ Jungkook cruzou os braços e lhe olhou surpreso_ Mas eu sempre pensei que Yoongi não suportasse Taehyung.

_ Você anda por fora dos assuntos. Isso já está acontecendo entre os dois faz mese--_ Interrompeu sua própria fala e começou a vegetar encarando o relógio_ Já está na sua hora!_ Apontou para o objeto.

_Merda!_ Reclamou se arrumando rapidamente mais uma vez_ Eu vou tentar chegar o mais rápido possível para cuidar de você, ok?_ Jimin assentiu_ Fique bem!_ Sorriu e saiu pela porta, deixando seu hyung sozinho.

Jimin sempre ficava mais carente quando se encontrava doente, e agora que ficaria sozinho até a chegada de seus amigos, a sua única fonte de entretenimento seria se arrastar doente pelos cantos.

_ Maldito seja o sorvete!_ Se levantou com sua montanha de cobertas sobre todo seu corpo e foi em passos preguiçosos até a cozinha, com a intenção de procurar algo para comer.

                                                                                                                     ...

_ Jungkook não tem nada comestível em casa?_Yoongi perguntou impaciente chegando por trás do menor na cozinha.

_ Que susto! Não entrem na casa dos outros dessa maneira!_ Jimin colocou a mão no peito assustado.

_ Eu disse para não irmos entrando assim! Assustamos o coitado!_ Taehyung chegou no cômodo por último em passos lentos e arrastados.

_ Ele já deve estar assustado com toda essa merda que está acontecendo..._ O pálido revirou os olhos_ Como está se sentindo na verdade?

_ Não faço ideia_ Deu de ombros e saiu da cozinha acompanhado dos outros meninos_ Eu deveria me sentir mal, mas isso não conseguiu me afetar de alguma maneira.

_ Você não parece acreditar no que fala_ Taehyung se sentou no sofá junto com os outros_ Mesmo se fosse não fosse com a ex namorada do Jungkook, isso seria meio desconfortável de se aturar. Você consegue segurar bem suas emoções Jimin.

_ Mas nem sabemos se ele é o pai!_ Riu seu ânimo_ Não quero me preocupar à toa!

_ Você olha por esse lado_ Yoongi iniciou_ Mas e se ele for? Como você ficaria Jimin?

_... Mal... Eu me sentiria mal_ Os outros dois suspiraram_ Eu ficaria assustado, confuso, com medo e... Com bastante ciúme!_ Riu consigo mesmo_ Na verdade, eu ficaria assim por saber que não passaria mais tanto tempo com ele, pois ele teria uma responsabilidade bem grande agora.

_ Está melhor ao tirar tudo entalado em sua garganta?_ Taehyung terminou e o que estava entre o suposto casal assentiu_ Ótimo!_ Deu um sorriso estranho_ Eu vou no banheiro e já volto! Preparem algo para nós comermos.

Jimin observou o andar esquisito do mais novo, que parecia se esforçar até onde conseguisse apenas para caminhar até o banheiro. O pequeno riu assoprado ao ver aquela cena tanto que engraçada.

_ Do que está rindo?_ Yoongi lhe perguntou sem ao menos fazer o esforço de lhe observar.

_ Do jeito estranho que Tae está andando_ O pálido lhe olhou com um sorrisinho bobo no rosto, e Jimin levou alguns -vários- segundos para entender do que o seu hyung estava querendo dizer_ OH!_ Disse surpreso e com meio sorriso_ Você_ Apontou para o recém-loiro_ E o Taehyung_ Apontou para porta do banheiro_ Fizeram amor?

_ Fizemos amor?_ Sorriu sardônico_ Então é assim que você fala fazer sexo?_ Meio confuso o mais novo assentiu_ Então se é assim que se refere a esse ato... Nós fizemos amor a noite inteira e-_ Sorriu abertamente ao ver as bochechas coradas do outro enquanto balançava repetidamente os braços tentando não ouvir mais que o necessário.

_ Se vocês fizeram isso por tanto tempo, por que não fez uma massagem nele assim que viu como ele estava dolorido?

_ Bom.. Eu nunca pensei que isso fosse uma obrigação_ Deu de ombros_ O Jungkook faz isso com você?_ Arqueou uma sobrancelha e suspirou quando Jimin assentiu_ Nem estou surpreso vendo isso de vocês_ Cruzou os braços_ Não se incomoda de que Jungkook lhe trate mais como uma criança do que como um namorado?

_ O que quer dizer com isso?_ Pendeu a cabeça confuso com as palavras de seu hyung.

_ Ele te mima muito, não se sente desconfortável com isso?

_ Bom..._ Colocou seu indicador sobre o lábio inferior_ Eu nunca havia parado para pensar sobre como me sentia perante a isso.

_ Não acha que essa é a hora?_ Se deitou no sofá_ Veja só, ele nós chamou para ficarmos com você! Apenas para que não permanecesse nessa casa sem a sua companhia. Ele te protege muito Jimin, mas de um jeito infantil.

_ Eu não diria isso!_Taehyung saiu do banheiro, revelando que já fazia minutos que focava-se naquela conversa_ Acho realmente fofo que Jungkook se preocupe com Jimin! Tanto se ele está sentindo dor, ou se ele vai ficar sozinho em casa.

_ Eu até entenderia isso se Jimin tivesse uns onze anos! Mas ele já tem vinte e um, bem mais velho que Jungkook por sinal_ Jimin ficou com semblante sério. Aquela conversa parecia uma discussão que seus familiares tinham consigo naquele outro tempo.

Já nem considerava mais lá como casa. O apartamento alugado, de apenas cinco cômodos e menor que seu antigo quarto era seu novo lar, pois se sentia bem ali.

Aquela conversa se transformou em uma discussão. Jimin suspirou e agradeceu milhares de vezes por terem esquecido de si e não o intrometerem naquele assunto, que por mais não quisesse admitir aquilo era importante. Se levantou fugindo daquele pequeno furdúncio criado pelos outros dois.

Foi até o guarda-roupa e escolheu algumas peças para poder sair. Estava mal, e a cada passo que dava, sentia sua cabeça girar e girar... Mas queria estar com o maknae, já que o mesmo devia estar envergonhado com a presença de Hea e todos seus outros ex-namorados juntos. E se Jimin fosse, a presença da garota o faria ficar desconfortável. Mas pelo menos estaria embaraçado junto com Jungkook... Um bônus!

Após se vestir adequadamente, percebeu que os outros dois ainda brigavam para decidir qual opinião era a mais correta ali, o que era ridículo! Nem mesmo o próprio Jimin que era um dos protagonistas da "conversa" havia falado algo já que fingia não se importar.

Mas não podia evitar que pensamentos de que ele precisasse amadurecer rondassem sua mente.

Estava sendo inseguro mais uma vez! Se seus amigos descobrissem isso, criariam diversos métodos de tortura para fazê-lo perceber o quão idiota estava sendo. Mas dessa vez, Jimin sabia...

Trancou o casal na sala e bateu na porta. Quando os dois viram o menor do lado de fora, balançando a chave e sorrindo de modo provocativo, os mesmos correram para perto da porta batendo na mesma diversas vezes, pedindo para que o menor parasse de besteira e abrisse logo.

_ Divirtam-se_ Sorriu maliciosamente e deu tchauzinho antes de ir embora.

_ Porra!_ Yoongi bufou_ Nem DESSA​ criança nós conseguimos cuidar!

_ Pare de chamá-lo de criança!_ Deu um tapa no ombro do mais baixo.

 

                                                                                           ...

Jimin estava quase meia hora andando até o hospital em que o teste seria realizado. Claro que ele dava passos rápidos, mas aquele lugar era tão longe, que se fosse normalmente até lá, morreria.

Colocou a mão no peito e agarrou o pedaço do tecido da blusa naquela mesma área. Fungou outra vez e revirou os olhos, pensando no que deu na sua cabeça em sair de casa naquele estado. Mas soltou um sorriso assoprado quando viu-se frente ao prédio e sem mais delongas, entrou.

A recepcionista emburrada já lhe conhecia, então não foi necessário muita coisa para que sua passagem fosse liberada. Não tinha ideia de onde seu namorado e os outros poderiam estar, por isso, dava voltas e voltas pelos corredores tentando ao menos achar a tão conhecia cabeleira morena do mais novo.

Por  conta de estar distraído, trombou com uma mulher no meio do caminho. A mesma segurava um copo de água, e um pouco daquele líquido esparramou-se pelo chão.

_ Ah droga!_ Jimin praguejou_ Me descul-_Levantou seu olhar e a garota era Hea, que lhe encarava indiferente_ É..._ Pode sentir sua voz falhar e começou a brincar com os dedos nervoso sem ao menos saber o que dizer para a mulher.

_ Não precisa agir estranho_ Deu de ombros, tomou a água restante em um só gole e jogou a água fora_ Está procurando Jungkook?_ Jimin assentiu_ Eles ainda não foram chamados_ Se referia ao maknae e a todos os seus outros ex-namorados_ Se está aqui para acompanha-lo é só me seguir_ Começou a andar pelo corredor novamente, mas agora, com a companhia do outro.

_ Eles? Tem cadeira suficiente para todos?_ Jimin murmurou em um tom de deboche, mas não imaginava que a garota fosse ouvir.

_ Você é um idiota_ Ela tapou sua boca enquanto ria.

Jimin agora estava MUITO, MAIS MUITO CONFUSO! Não sabia se a morena apenas estava sendo falsa, ou se ela realmente tinha amadurecido do jeito que Jungkook lhe falara. Se não visse isso com seus próprios olhos, jamais acreditaria nas palavras do maknae.

Permaneceram calados por todo o breve percurso, e não demorou até encontrar Jungkook sentado entre dois homens, todos eles bastante desconfortáveis em estar perto um do outro. Jimin sentiu pena de todos eles. Quando o maknae lhe percebeu ali, todos os outros dois lhe olharam assustados, pensando que ele fosse mais um possível pai da criança. Mas um movimento negativo vindo de seu indicador e um sorriso ladino desmentiram isso.

_ O que faz aqui?_ Jungkook perguntou levando o menor um pouco longe dos outros_ Não estava doente?_ Colocou sua mão em sua testa, e percebeu que o outro ardia de febre_ Como andou por ai sem tropeçar no ar? Disse que estava tonto!_ Soou preocupado.

_ Eu já melhorei_ Forçou um sorriso e retirou a mão do maior de seu rosto.

_ Mas isso não responde o que faz aqui_ Jimin revirou os olhos com um pequeno sorriso no rosto.

_ Eu senti empatia_ Disse simplista, mas aquilo só fez o maior ficar ainda mais confuso_ Eu imaginei o quão constrangido você devia estar com os ex-_ Deu uma olhada discreta para os outros_ Rapazes!

_ Imaginou certo..._ Riu aliviado_ Logo nós vamos entrar, espere comigo_ Os dois se sentaram juntos dos outros três novamente e suspiraram.

Todos ali morriam de desconforto, mas pelo menos estavam juntos...

                                                                                                    ...

_ Ok..._ Mi-Cha olhou para a prancheta e começou a ler os nomes dos envolvidos em voz alta_ Jung- Jungkook?_ Olhou assustada para o citado que engoliu seco_ Tudo bem... _ Forçou um sorriso_ Os que chamei podem entrar.

_ Ela te conhece?_Hea pegou na manga de Jungkook o impedindo de andar e fez a pergunta.

_ Sim, somos todos bons amigos!_ Forçou um sorriso e puxou a mão do mais novo dali.

Sentiu suas bochechas queimarem de vergonha. Ele só era rude daquele jeito quando estava bastante nervoso, e tinha total certeza de que não era isso que estava sentindo naquele momento.

Os homens entraram dentro do consultório deixando Jimin e Hea sozinhos sentados nas poltronas do corredor. Jimin focou seus olhos nas unhas completamente enfeitadas da garota que apertavam nervosamente o couro do móvel.

_ Está tão nervosa assim?

_ Hã?_ Surpreendeu-se do outro ter lhe dirigido a palavra_ Sim... Não quero que nenhum deles perca grande parte do seu tempo comigo_ Suspirou coçando as pálpebras_ Mas é exatamente isso que vai acontecer!_ Riu de si mesma colocando a mão direita sobre abarriga_ Como se sente sobre tudo isso afinal? Jungkook me contou que vocês são um casal agora então..._ Não soube mais o que dizer.

_ Sim nós somos!_ Afirmou com segurança_ E eu me sinto relaxado com isso _

Mentiu_ Entendo a gravidade do assunto mas não teria motivo eu ficar bravo com todos, não acha?_ Hea lhe olhava surpresa pelas respostas do de cabelos negros_ E se Jungkook for o pai..._ Suspirou_ Vou entender que ele precisa assumir as responsabilidades, e não vou me intrometer nisso.

_ Então se Jungkook precisasse passar mais tempo comigo não seria um problema?_ Jimin negou_ Uau! Você é realmente adulto_ Do nada começou a sorrir.

Pelo menos uma que pensava daquela maneira...

 

                                                                                                 . . .

Assim que os testes foram feitos todos foram liberados, menos Jungkook, pois Mi-Cha queria conversar com ele. Jimin entendeu e disse que esperaria do lado de fora do consultório.

_ Você pode me explicar no que você se meteu?!_ A mulher apertou o espaço entre suas sobrancelhas nervosa.

_..._ Deu de ombros e forçou um sorriso.

_ Você sabe que a porcentagem é grande de VOCÊ ser o pai daquela criança?!

_ S-Sim eu sei_ Estava um pouco assustado por fora. Mas por dentro, tinha uma imensa vontade de rir, pois Mi-Cha parecia uma mãe lhe dando bronca. Ela e Jin se dariam bem...

_ Eu não quero que todas as vezes que você faz bosta, eu fique forçando Jimin como a vítima de tudo isso! Porque nesse caso ele é uma delas. Mas você tem noção de como ele deve estar?

_ Nós conversamos e ele disse que tudo estava bem_ Disse simplista.

_ Você conhece ele a tempo suficiente para perceber que ele esconde seus sentimentos, e sabe por quê?

_ Ele é inseguro_ Suspirou profundamente.

_Exato!_ Apontou a caneta que estava em suas mãos para Jungkook e em seguida começou a mordê-la_ Eu sei que também está preocupado... Mas todos esses médicos são profissionais, confiáveis e são meus amigos. Além de que vou acompanhar tudo, então é bem provável que o resultado seja verdadeiro.

_ Obrigado Noona_ Sorriu abertamente_ Eu tenho que cuidar de Jimin agora.

_ O quê? Por quê?_ Pendeu a cabeça confusa.

_ Ele está gripado... Sorvete demais.

_ Aquele pirralho..._ Riu consigo mesma. Sempre que podia, fazia piadinhas sobre como ela era bem mais alta que Jimin,e o mesmo não gostava. Para continuar com as piadas sem o mesmo perceber, começou a chamá-lo de pirralho_ Eu posso receitar um remédio para ele?

 

                                                                                                ...

_ Sério, isso tem cara de ser muito ruim!_ Jimin disse examinando a embalagem do produto.

_ Não reclame! Isso vai te fazer melhorar_ O menor suspirou pensando em tudo que acontecera hoje.

_ Ei, você acha que me trata como criança?_ Parou o mais novo  e o impediu de continuar a andar.

_ Do que está falando?_ O olhou confuso.

_ Você me acha muito infantil e por isso me trata como criança?

_ Nem lhe dei os remédios ainda mas acho que eles estão afetando seu cérebro_ Falou num tom divertido_ Mas sério, eu não estou entendo... Eu te tratei diferente esses dias?

Jungkook já havia se acostumado em tratar Jimin daquela maneira, mas assim como ele, nunca vira esse tipo de tratamento de um jeito infantil. Via de um jeito especial de tratar a pessoa que amava, e fazia isso apenas com ela. Sabia que o menor era manhoso, gostava de carinhos e ficar grudado grande partes das vezes, e o maknae via isso como um incômodo antigamente. Mas com a vinda do outro, começou a querer tudo aquilo também. Ambos davam, ambos recebiam.

 

No caminho de volta para casa, Jimin precisou subir nas costas do mais alto, pois estava começando a se sentir tonto outra vez. Jungkook conseguia sentir suas costas queimarem pelo calor vindo de seu hyung, e sabia que sua doença estava para piorar.

Entraram em casa e Jungkook deitou o mais velho no sofá e se sentou ao seu lado.

_ Eu ainda acho esse remédio uma péssima ideia_ Se encolheu por sentir frio.

_ Vamos fazer assim então, se achar algo melhor que o remédio, eu faço.

_ E como eu vou achar isso? Não sou médico_ O mais novo revirou os olhos e sorriu.

_ Internet_ Procurou seu celular no bolso e quando encontrou, entregou para seu hyung_ Eu vou tomar banho. Assim que tiver uma solução me avise.

_ Ok..._ Observou o mais novo entrar no banheiro, e com o celular em mãos, vegetou olhando para a porta por alguns minutos.

 

Como Yoongi e Taehyung saíram de sua casa??

 

                                                                                                ...

_ E então achou algum remédio bom?_ Perguntou provocando e se sentou no canto do sofá.

Jimin olhou mais uma vez para o celular e mordeu o lábio inferior. Jungkook notou que as bochechas do menor aderiram um tom avermelhado. O mesmo ficou sobre si, e foi um movimento tão rápido que nem conseguiu se mover, ficando preso sob o mais velho.

_ Ei, o que está faze-_ Soltou um riso que foi abafado ao morder seu lábio inferior ao sentir os lábios quentes -agora devido a febre- do outro_ O que está fazendo hyung?_ Pendeu a cabeça confuso e o outro nem ligou para suas palavras.

Pegou as mãos do maknae e as colocou em suas coxas, enquanto continuava dando mordidas no pescoço do mesmo. Jungkook riu e o afastou levemente sorrindo.

_Você... Você não quer?

_ Não é isso_ Jungkook balançou a cabeça sorrindo_ Você está doente, duvido que aguente um orgasmo desse jeito_ Segurou seus ombros_ Mas eu admito que gostei... Sua boca está mais quente que o normal, com certeza eu iria querer_ Beijou o pescoço do menor_ Mas quando você estiver melhor, ok?

_ Mas eu não entendo_ Fez bico pegando o celular_ Aqui está escrito que "O sexo nos faz sentir melhores".

_Hum..._ Pegou o celular da mão de seu hyung_ Jimin_ Começou a rir_ Não te faz se sentir bem "desse jeito". Você se sente mais feliz após o sex- Fazer amor_ Jimin sorriu_ Mas sua saúde não melhora apenas por fazer isso... Eu acho.

_Então quando eu melhorar nós vamos poder... Fazer?

_Não acho que é necessário pedir_ Acariciou o cabelo do menor_ Assim que melhorar!

_ Se eu usar o remédio eu melhoro?

_ Isso!

_ Quantos eu preciso tomar por dia??

 

                                                                                                          ...

 

Um mês após o teste havia se passado, e Mi-Cha ligou para Jungkook avisando que os resultados já tinham saído. Estava nervoso e até considerando que estava a passar mal. Jimin dessa vez decidiu ficar em casa. E como um pedido seu, quis ficar sozinho dessa vez. Depois de uma conversa como ambos se sentiam e como eram tratados, Jungkook entendeu e não demorou até se despedir do menor e sair de casa.

Qualquer pessoa que o visse na rua naquele momento, mesmo se fosse um desconhecido conseguiria perceber como o garoto estava apreensivo e nervoso. Mas qualquer um teria os mesmos sentimentos que ele se estivesse na situação que estava!

Mesmo dando passos lentos tentando evitar chegar cedo em seu destino, viu-se frente dele. Mas podemos dizer que estava um pouco atrasado, pois dos outros dois ex-namorados de Hea saíram cada um com um envelope na mão. A expressão de ambos era neutra, não estavam tristes, felizes ou até mesmo sérios.

_Porra..._ O moreno praguejou entrando no prédio. Recebeu um olhar feio da recepcionista emburrada pelo seu palavreado e apenas lhe lançou um olhar de desculpas.

Foi até o corredor que dava na sala de Mi-Cha. E após girar em torno de si mesmo, se enchendo de perguntas e fazendo uma pequena contagem para receber a coragem precisa, bateu na porta.

Foi atendido pela mesma, e como os outros dois que encontrara a pouco, sua expressão era neutra também. Ela pediu que o mesmo entrasse e assim o fez. Meio receoso do que poderia vir a seguir, sentou-se na cadeira frente a mesa da mais velha que se sentou com um sorriso ladino.

_ Como está se sentindo?_ Perguntou tentando confortá-lo.

_ Ansioso... Com medo... Me sinto mal.

_Eu entendo..._ Pegou o envelope e o colocou sobre a mesa. Jungkook encarou o papel e engoliu seco, voltando a olhar para ela_ Você chegou mais tarde, então todos os outros já pegaram o resultado.

_ Então todos eles já sabem?_ A ruiva assentiu_ Ok..._ Suspirou e estendeu a mão para que os papéis lhe fossem entregues.

_ Você prefere saber o resultado agora?

 

 

 

 

                                                                                               



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...