História Linhas do Tempo - Capítulo 25


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Jikook, Namjin, Taegi
Exibições 113
Palavras 3.616
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Adivinha quem não revisou de novo? :V
Eu garrei no final, e por isso demorou um pouquinho :v mas já tá aqui

E antes que eu me esqueça:
Obg pelos favoritos e comentários <3 eu love vcs

Desculpem os erros e uma boa leitura <3

Capítulo 25 - Xingos, deboches e leve agressão


Mi-Cha observava o mais novo com uma sobrancelha arqueada e para descontar seu nervosismo, mordia suas unhas, acabando com a pouca base do esmalte que ainda tinha. Tinha vontade de gritar para que o mais novo fosse mais rápido com a organização dos papéis, mas não podia pressioná-lo. Já estava sobre bastante raiva, e qualquer provocação o faria pirar.

Apoiou seu cotovelo sobre a mesa e usou sua mão como suporte para o seu queixo. Podia ver os olhos do maknae se moverem enquanto lia o documento da maneira mais lenta possível. Sabia que ele não entendia metade do que estava ali, mas o resultado final seria bem óbvio. A mulher ainda não sabia como Jungkook reagiria, e como ela se comportaria diante disso.

_ E-Eu..._Apontou para si mesmo com os dedos trêmulos_Pff_ Riu assoprado_ Ok Noona, pode me dar o resultado verdadeiro agora!_ Colocou os papéis sobre a mesa.

_ Jungkook..._ A mais velha disse receosa_ Estes exames são completamente verdadeiros_ O moreno engoliu seco_​Você é o pai dessa criança.

_...

_..._ Mi-Cha mordeu os lábios esperando alguma ação vinda do outro, que parecia estar congelado.

_ Merda...Merda! Eu fudi com tudo Mi-Cha! Eu só tenho 19 anos! Não estou pronto para ser pai de um bebê! Não tomo conta nem de mim mesmo!_ Suspirou tentando manter a calma, sem sucesso_ ...Jimin!

_ O que tem ele?

_ O que ele deve estar pensando de mim agora?!_ Se levantou bruscamente da cadeira colocando as mãos sobre o rosto_ Ele não vai me querer mais..._ Sua voz saiu falha.

_ Você está chorando Jungkook?_ Olhou a mais velha com os olhos vermelhos e tapou sua boca.

_ Não_ Disse rapidamente.

_Ah..._ Suspirou se levantando de sua cadeira. Colocou sua mão sobre o ombro do mais alto_ Vai ficar tudo bem... Jimin não vai te deixar, acredite em mim_ Os olhos do mais novo ficaram marejados, e Mi-Cha se surpreendeu ao ter sido abraçada pelo mesmo_ O-Oh!_ Riu assoprado_ Você está mais fragilizado que os outros meses_ Sorriu_ Não se preocupe, vai ficar tudo bem...

_ Esse resultado é realmente verdadeiro?

_..._ Suspirou_ Sim Jungkook_ Assentiu.

Sentiu o mais novo ficar com a respiração mais pesada, então fez o favor de acalmá-lo ela mesma, para que nada de ruim acontecesse com o maknae.

_ Eu já estou melhor noona_ Tossiu_ Eu só não tenho ideia como dar essa notícia a ele...

_ Fale com sua família primeiro_ Sorriu_ Por serem seus parentes, a aceitação é mais previsível. Assim você irá ficar confiante em contar para Jimin.

_ Tudo bem.._ Suspirou acalmando-se_ Obrigado_ Sorriu.

_ Boa sorte Jungkook_ Despediu-se do mais novo, que fez o mesmo.

Ao sair da sala da mais velha, bufou mordendo seu lábio inferior e apoiando-se na parede. Se nem tinha ideia de como dar essa notícia a sua família, nem queria imaginar como seria com Jimin. Nem mesmo sabia como iria agir com Hea depois de tudo aquilo...

Com o envelope em mãos, saiu do hospital, e ainda tentava tomar coragem em pegar o celular e ligar para os seus pais. Sentou-se em uma das cadeiras que ficava fora de uma lanchonete não tão longe do hospital, e discou o número de sua mãe. Batia os pés na calçada e os dedos na mesa, enquanto ouvia os toques.

Estava bravo por sua mãe demorar respondê-lo, mas aquilo lhe daria tempo para pensar no que dizer. Poderia jogar na lata, e dizer tudo rapidamente e esperar a reação da mais velha. Ou então, poderia enrolar ao ponto de sua mãe perder a paciência.

_ Jungkook?_ Tremeu ao ouvir a voz dela do outro lado da linha_ Que saudades querido!

_ Também estou mãe_ Um sorriso saiu de seus lábios, e o mesmo se surpreendeu por não ter sido um sorriso forçado. Estava óbvio que sua mãe sempre conseguia lhe animar.

_ Agora eu estou me recordando o por que de você ter me ligado!_ Disse animada_ Já saiu o resultado do teste de DNA?

Jungkook estava surpreso de como sua mãe conseguia falar de assuntos assim com tanta calma e naturalidade. Enquanto ele mesmo ficava cada vez mais nervoso quando começava a falar sobre isso.

_ Sim... Eu acabei de pegar com a Mi-Cha.

_ Isso é bom! Na verdade... Não é não_ Jungkook riu com a indecisão de sua mãe_ Você está indiferente, aconteceu algo de ruim?

_ Eu não posso dizer que é algo ruim mas... Eu li o resultado no hospital mesmo e..._ Suspirou diversas vezes. Podia sentir sua mãe tensa do outro lado da linha, e todas as palavras que ensaiara já haviam se perdido_ Eu sou o pai do bebê_ Reprimiu os lábios e seu pé começou a bater ainda mais frequentemente no chão.

_Oh..._ Ouviu a voz da mais velha em um tom estranho, sentiu-se ainda mais apreensivo_ É menino ou menina?

_... O quê? Você prestou a atenção no que eu disse?_ Perguntou extremamente confuso.

_ Claro que prestei!_ Fingiu estar ofendida_ Mas eu sei que você fará o certo meu bem... Então não há motivo para lhe encher de perguntas_ Riu_ Eu confio em você...

_ Obrigado mãe_ Mordeu o lábio inferior e sorriu, se sentindo menos inseguro.

_ Jimin e seus outros amigos já sabem?

_ Não_ Negou_ Eu nem tenho ideia de como começar... Tenho medo de que ele me deixe ou algo do tipo.

_ Jungkook-ah..._ Conseguiu ouvir a outra suspirar_ Jimin ama você, tem vezes que se esquece disso. Lembra de quando brigaram aqui?

_ Sim...

_ Ele deixou você?

_... Não_ Riu assoprado.

_ Você está pensando demais! Ele vai apoiar você, mas no máximo ele pode ficar com ciúmes_ Riu_ Isso sim é inevitável.

_ Isso ai não tem problema, eu gosto de vê-lo com ciúmes_ Aquilo realmente era verdade_ Ele fica fofo assim. 

 

                                                                                                    ...

Mesmo depois de toda aquela conversa com sua mãe, ainda se sentia inseguro em contar tudo para Jimin. Mas teria o dia todo para pegar coragem o suficiente, pois estava indo em direção ao trabalho naquele momento. Tentaria não ficar muito aéreo no ambiente, pois não estava em bom humor para levar bronca de seus superiores.

Assim que chegou e se identificou, sentou-se no lugar de sempre e começou a arrumar as coisas para começar a trabalhar. Sentiu um olhar sobre si, vindo da direita especificamente, e pelo canto do olho, olhou quem estava a lhe observar.

O olhar indiferente de Yoongi quase fritava seu corpo, e isso só piorou quando o pálido arrastou a cadeira até ficar bem próximo de si. Não precisava ser um adivinho para perceber como ele estava curioso... Como todos os outros também deveriam estar também.

_ E então cara?_ Sussurrou.

_E então o quê?

_ Não se faça de sonso, sabe que eu detesto isso! Mas caso não esteja se lembrando, você iria pegar os resultados do exame hoje_ Apontou para o maknae_ O que isso deu?

_ Eu não faço ideia_ Deu de ombros_ Eu ainda não peguei o resultado_ Mentiu.

_ É mesmo é?_ Cruzou os braços e o olhou desconfiado_ Você ainda tem faculdade pra ir, vai adiar até quando?

_ Não estou adiando_ Revirou os olhos tentando se concentrar no que fazia_ Apenas não tenho tempo de ir lá buscar.

_Está falando sério?_ Perguntou agora mais compreensivo.

_ Até quando vai me encher de perguntas? Isso é irritante sabia?_ Parou de digitar encarando o mais velho.

_ Porra... Você está mesmo estressado_ Bufou_ E isso está errado_ Apontou para a tela do computador antes de voltar ao seu lugar com um sorriso provocador.

Jungkook coçou a  bochecha nervosamente antes de voltar ao trabalho -e consertar o erro que Yoongi lhe mostrara- mas isso não estava funcionando muito bem. Por conta de seu humor, sempre errava qualquer coisinha, e isso o irritava mais ainda. Aquilo estava mexendo no seu consciente! Nunca havia estado tão fragilizado emocionalmente, e isso não era nem um pouco bom.

Se sentiu ainda mais apreensivo quando Hyun entrou no cômodo. A mesma ficava cada vez mais exigente com o passar dos dias, e qualquer erro era motivo de ouvir um sermão seu. Mas ela também estava sendo muito pressionada por Kang-Dae e todos os seus outros superiores desde o segundo teste. As vezes Jungkook pensava que merda tudo aquilo havia dado..

 

 

Havia se passado algumas horas, e todos os trabalhadores do seu setor iam ao intervalo agora. Todas as vezes que essa hora chegava, Jungkook e Yoongi não deixavam de sorrir, pois seus namorados sempre faziam comidas para os dois. Eles se sentiam em animes e doramas onde isso sempre acontecia.

Vários de seus colegas sempre comentavam o quão sortudos eles eram por terem "namoradas" que cozinhassem para eles todos os dias. Já os mesmos nem imaginavam o que era necessário que Jungkook e Yoongi fizessem para receberem aquilo...

Fazerem os outros dois sentirem prazer.

 

Jungkook se distraiu enquanto conversava  com seus outros amigos, e por isso, nem viu um sinal de Yoongi. Foi até o banheiro com a intenção de achá-lo já que o mesmo sempre se encontrava lá namorando com Taehyung no telefone. Mas nem ali, o loiro estava.

Foi quando se lembrou do envelope guardado em sua bolsa, em outro cômodo e onde provavelmente o mais velho estaria.

_ Merda!_ Praguejou acelerando seu passo em direção a sala novamente. Se sentia meio constrangido por ter olhar de várias pessoas sobre si tentando adivinhar o por que dele correr tanto. Mas nem queria imaginar o que aconteceria se Yoongi encontrasse e começasse a ler os papéis... Não queria uma bronca naquele momento.

Abriu a porta de supetão, assustando as poucas pessoas que estavam a trabalhar lá e claro, Yoongi xeretando em sua bolsa. Sentiu seu coração ficar preso na garganta ao pálido balançar o envelope com a intenção de provocá-lo. Se estava assim apenas por Yoongi ter achado isso, nem queria imaginar quando fosse a vez de Jimin.

Sabia que se desse mais passos em direção ao seu hyung, o mesmo não hesitaria em abrir ali mesmo. Mas não foi necessário Jungkook fazer algo para que Yoongi começasse a ler.

Cruzou os braços e tentou se manter sério diante de tudo aquilo, mas só de encarar o loiro lendo os papéis, sentia seu estômago embrulhar e dar várias voltas. Foi quando seus olhos pararam de se mover e abaixou o papel, revelando seu rosto chocado. Yoongi não sabia se falava algo ou apenas encarava o maknae até que o mesmo tivesse coragem para dizer... Ambas as opções eram desconfortáveis.

_ Jungkook...Isso é sério?_ Um sorriso meio desconfiado surgira dos seus lábios, Jungkook não o culpava... Ninguém acreditaria naquilo de primeira.

O maior apenas suspirou e confirmou assentindo lentamente. Mordeu o lábio inferior tentando se concentrar na dor, e não no sentimento de vergonha que se apoderava do seu corpo. Mas isso não iria adiantar por muito tempo, já que antes mesmo que percebesse, o menor estava na sua frente segurando seus ombros.

_... Você está feliz com isso?_ Os olhos de Jungkook se arregalaram.

Esperava um xingo, deboche ou até mesmo uma "leve" agressão vinda de Yoongi, mas ao invés de tudo isso, essa pergunta lhe foi dirigida.

_ O quê?!

_ Ok... Foi uma pergunta meio idiota!_ Riu levemente_ Mas claro que deve estar preocupado e coisas assim... Mas não se sente feliz em saber que vai ser pai?

_... Não sei se ainda tenho total conhecimento sobre o que sinto agora_ Pendeu a cabeça.

_ Entendo que esteja confuso, e vou respeitar isso.

_ Nossa! Obrigado hyu-

_ Mas isso não muda o fato de você ser um irresponsável de merda!_ Deu tapas nos ombros do mais novo a cada palavra dita_ Tem noção do que está escrito naquilo ali?!_ Ele nem se importava com as poucas pessoas presentes ali.

_ Que eu sou o pai do bebê...?_ Tentou dizer da maneira mais baixa possível.

_ Exatamente Jungkook... Exatamente_ Suspirou_ Eu poderia te bater mais, mas Jimin vai dar conta do recado_ Riu fazendo Jungkook revirar os olhos.

E ai estavam os xingos, deboches e a leve agressão.

 

Mas depois de tudo isso, Jungkook seria um ingrato se dissesse que Yoongi não aceitara aquilo bem. Ele até lhe deu alguns conselhos bons, mas nada muito haver sobre paternidade, já que de acordo com o loiro "Ele não entendia porra nenhuma disso".

Depois de passar mais tempo no trabalho aguentando as provocações do outro, estava na faculdade e em poucas horas terminaria o seu dia cansativo. Sabia que Yoongi podia ser compreensivo, mas também era boca grande quando queria... Já havia recebido ligações de Taehyung e Hoseok quase o dia todo. Teve sorte de que Hoseok nem aparecera lá, e apenas havia encontrado Jin nos corredores. Mas era bem provável que o mesmo já sabia, pois queria conversar com o maknae após as aulas.

Pela primeira vez em meses, Jungkook não queria que as aulas acabassem... Estava tão cansado de ver\ ouvir as mesmas reações e perguntas! Era de conselhos que precisava, e sabia que com Jin conseguiria isso.

Suspirou profundamente e colocou o lápis na boca, o mordendo nervosamente enquanto encarava o relógio. A aula acabaria em alguns minutos, e não pôde deixar de suspirar em desconforto. Até mesmo os professores notaram sua mudança repentina de comportamento, já que o mesmo que antes era participativo estava tão quieto... Mas decidiram respeitar isso.

O sinal tocou avisando ao fim da aula, e Jungkook arrumou rapidamente suas coisas para encontrar Jin. Mas se surpreendeu ao encontrar o mesmo na porta de sua sala com um sorriso acolhedor...

_ Ah Jin...

 

                                                                                                        ...

_ Porra!_ O mais velho exclamou ao ouvir toda história. Jungkook o olhou com um sorriso surpreso e os olhos arregalados.

_ Eu quase nunca te vejo falando um palavrão_ Riu consigo mesmo.

_ Desculpe_ Colocou sua mão sobre sua boca_ Mas... Isso é sério Jungkook. Ter um bebê custa tempo, atenção e... Dinheiro. E também afeto... Não pôde ter ódio dele.

_ Eu não tenho ódio dele!_ Defendeu-se_ Mas eu estou confuso hyung... Eu não me sinto preparado para isso... Eu queria mais tempo.

_ E você tem..._ Contou nos dedos_ Ainda tem quatro meses para se sentir um pai de verdade!

_ Eu estou com medo_ Jin o encarou por ter sido tão direto_ Eu já fiz uma besteira... Posso fazer uma maior ainda!

_ Pense positivo_ O mais velho sorriu_ Pode sair uma criaturinha linda dessa "besteira". Agora eu tenho que ir... Você sabe... Trabalhar_ Apontou para o restaurante.

_ Mas hoje não é seu dia de folga?_ Sorriu ladino e o outro corou.

_ N-Não é-é que_ Suspirou_ Eu tenho que ir ver o Namjoon agora_ Sorriu fraco.

_ Agora sim a verdade_ Jungkook sorriu  outra vez_ Divirta-se_ Provocou antes de seguir seu próprio caminho.

Jungkook depois dos diversos conselhos que ganhara no mesmo dia e de tantas pessoas, se sentia mas seguro em contar para seu namorado tudo o que havia acontecido consigo hoje... Mas não podia negar que ainda estava apreensivo.

O maknae chegara em casa, e suspirou diversas vezes antes de abrir a porta. Sorriu quando viu o mais velho sentado no chão da sala desenhando algo, estava tão concentrado que nem lhe notou ali. Percebeu as pernas abertas de Jimin e no espaço entre elas, diversos materiais que estava a usar.

_ Nunca percebi o quão você é flexível_ Cruzou os braços.

_ Oh! Você chegou_Jimin sorriu_ Achei que tivesse percebido minha flexibilidade ontem_ Provocou.

_ Engraçadinho!_ Riu se sentando atrás de seu hyung e passando seus braços ao redor de sua cintura, e encostando seu rosto em suas costas_ E como foi o seu dia?

_ Bom... Hoje no curso usamos uma máquina fotográfica antiga!_ Disse animado_ Nós revelamos as fotos e tudo mais... Eu me senti no passado_ Riu com a sua piada.

_... Sente saudade de casa?

_ Como assim? Eu continuo morando aqui_ Sorriu ao ouvir a risada do mais novo_ Deixa de ser bobo! Eu quero ficar aqui!_ Falou manhoso e apontou para o seu pescoço.

_ O que tem ai no seu pescoço?

_ Sabe o que não tem aqui? Um beijo_ Choramingou.

Jungkook revirou os olhos e encostou seus lábios contra a pele branquinha do mais velho. O mesmo soltou uma risadinha e tremeu um pouquinho, mas também suspirou. Sempre gostou de receber beijos ali.

_ Jungkook_ Virou-se para o mais novo.

_ Huh?

_ Qual foi o resultado do teste?_ Sentiu o maknae suspirar_ Não quero ser inconveniente... Só quero saber.

_ Não, não_ negou_ Você tem todo o direito de saber sobre isso. Mas... Eu não sei por onde começar_ Fez um esforço para pegar sua bolsa no sofá e recuou antes de pegar o documento_ Aqui_ Entregou para o mais velho.

_ Obrigado_ Jimin também estava tenso, assim como Jungkook. No fundo, o mais baixo já sabia.

Ficou lendo por um tempo do jeito mais lento que conseguisse, pois sentia medo de olhar o resultado. Mas não pôde evitar por muito tempo... Fechou os olhos e prendeu a respiração ao ler tudo que estava ali.

_Jungkook-ah... Como se sente?

_ Confuso_ Apertou mais sua cintura_ Mas e você? Como ​você se sente?

_ Com ciúmes da atenção que vou deixar de receber_ Falou em um tom divertido, mas com um pingo de sinceridade_ Vai ter outra criança agora_ Sorriu fraco.

_ Jimin, não..._ Abraçou o mais velho beijando o topo de sua cabeça_ Você é uma criança diferente_ Apertou a ponta do seu nariz_ Eu poderia falar todos os seus adjetivos, mas seria estranho com a "criança" na frase.

_ Sim, seria mesmo!_ Riu_ Você vai ser um bom pai... Conseguiu cuidar dessa criança aqui_ Apontou para si mesmo_ Mas como se sente agora?

_Ansioso_ Ambos sorriram_ Mas também com medo.

_ Eu entendo..._Jimin assentiu_ Se eu usar aquele vestido de novo, você fica mais feliz?

_ Eu não iria reclamar...

 

 

 

​                                 Um mês depois...

​_ Ei, não fique emburrada! Não precisa comer apenas coisas saudáveis... Mas é o melhor_ Mi-Cha deu de ombros e Jungkook e Hea riram_ Eu tenho um truque que eu gostaria de mostrar pra você_ Apontou para a mais nova.

Deu algumas voltinhas pelo seu consultório e encontrou um pacote de batatas chips já na metade. Sorriu com o seu achado e caminhou até a morena, colocando o pacote sobre sua barriga.

_ Quer que eu use o bebê como uma bandeja?

_ O bebê não!_ Negou com seu indicador_ Sua barriga_ Sorriu_ Não precisa segurar o pacote mais.

_ Eu admito que é bem útil_ Jungkook colocou a mão sobre  a boca e riu pegando um pouco da comida.

_ Mas sabem de uma coisa?_ Mi-Cha falou se sentando novamente_ O bebê já está com seus seis meses... Vocês poderiam tentar não descobrir o sexo toda vez que vocês vem aqui, por favor? Eu não vou conseguir segurar isso por muito tempo_ Choramingou.

_ Jimin me disse que você era profissional_ Jungkook fingiu-se de sério e a mesma bufou_ Mas eu admito que também estou impaciente para saber logo_ Disse animado_ Mas Hea quer que seja uma surpresa...

_ Eu prefiro assim_ Deu de ombros_ Desse jeito, as coisas ficam mais emocionantes_ Ela tinha um jeito estranho de pensar sobre tudo isso.

_ Volte semana que vem para vermos o bebê novamente_ Mi-Cha despediu-se.

_ Jungkook, você não vem?_ A morena perguntou perto da porta.

_ Eu apenas preciso conversar com Mi-Cha um pouco. Pode me esperar se quiser.

_ Por que ela deveria esperar?_ A mais velha perguntou desconfiada assim que a outra saiu.

_ Nós vamos comprar roupas... Fraldas... Essas coisas.

_ Ah sim..._ A ruiva assentiu.

 

Hea saiu de dentro do consultório e surpreendeu-se ao ver Hoseok sentado em uma das poltronas do corredor. Ela sentiu uma vontade imensa de dizer algo ao moreno mas desistiu e sentou-se ao seu lado na outra poltrona. Olhou o mais velho pelo canto do olho e o mesmo parecia pensar sobre o que deveria dizerr.

_ E então..._ O outro começou a falar_ Está tudo bem com o bebê?

_ Sim_ Assentiu com um sorriso no rosto_ A noona verificou tudo e ainda me deu umas dicas. Você está doente ou algo assim?

_ Eu?_ Apontou para si mesmo_ Não, não... Eu vim aqui apenas para conversar um pouco com ela.

_ Parece que todos vocês são muito amigos dela...

_ Somos próximos_ Hoseok sorriu_ É fácil fazer uma amizade com Mi-Cha. Deveria tentar depois...

_ Eu concordo! Ela é muito legal_ Riu ao lembrar-se do conselho da "bandeja" que a outra havia lhe dado_ Ela me mostrou algo que de acordo com ela, é bastante útil... Tem alguma comida ai?

_ Você acha que o hospital é lugar de trazer essas coisas?_ Hea meio surpreendida negou_ Bom, se é eu fiz merda, porque eu trouxe um salgadinho pra cá_ Lhe entregou o pacote e a morena riu.

_ Bom... Não é algo impressionante_ Colocou o pacote sobre a barriga_ É mais como uma-

_Uma bandeja?_ Disse meio risonho.

_ Isso mesmo!_ Riu e confirmou_ É estranho, mas vai ser útil para mim.

_ Eu não preciso estar grávido para fazer isso_ Riu e pegou uma almofada, colocando debaixo da blusa e pegou o salgadinho de novo_ Viu?_ Os dois riram_ Mas tem algo que lhe incomoda nessa situação de agora?

_ Minhas emoções estão tão instáveis! Eu falo ou faço qualquer coisa sem pensar, e isso pode dar problemas um dia.

_ Eu não acho que vá..._ A porta do consultório abriu, e Jungkook saiu dali. Encarou aquela situação de cima abaixo, e notou o jeito que Hoseok estava.

_... Vocês dois são estranhos!

 

 

 


Notas Finais


A gnt tá chegando na fase que eu mais gosto da fanfic <3
Se isso é bom ou ruim
Eu n sei :v

Se lembrem dessas 'emoções instáveis'.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...