História Linked [h.s] - Capítulo 40


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, One Direction
Personagens Barbara Palvin, Harry Styles, Personagens Originais
Tags Abo, Barbara Palvin, Blarry, Fanfic, Harbara, Harry Styles, Haze, Hibridos, Hot, Linked, Lobos, Sex, Wolfs
Visualizações 176
Palavras 1.800
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Fantasia, Ficção, Hentai, Luta, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


O ULTIMO....

Capítulo 40 - Epilogue


Fanfic / Fanfiction Linked [h.s] - Capítulo 40 - Epilogue


"Humm." Boo gemeu ao sentir Harry acorda-la com beijos no pescoço, acariciando sua barriga enquanto descia os dedos gentilmente.


"Você está tão quentinha." Ele murmurrou no ouvido dela e apertou sua cintura, antes de colocar seus dedos dentro da calcinha dela. "E tão molhadinha." Prosseguiu, mordendo o lobulo da orelha da ômega.


"Você parece bem animado também." Ela disse empurrando o quadril para trás e sentiu a ereção dele em sua bunda, aproveitando para se esfregar nele.


"Estou, você me deixa assim sempre que dorme com essa sua calcinha de renda, ela é tão pequena, e transparente, é impossivel não me animar." Harry justificou, se empurrando nela e a apertando mais em seus braços.


"Isso é desculpa, até por que você fica do mesmo jeito quando durmo sem ela." Boo disse provocando e Harry ronrronou no ouvido dela.


"Isso por que você dorme nua. Fica dificil resistir a tentação. Já fico duro te vendo de roupa, imagina quando você resolve dormir sem. Ainda mais que você tem essa mania de ficar roçando em mim a noite toda, me apertando, colando essa sua bocetinha gostosa em mim. Isso fode minha sanidade bebê." Ele disse virando ela para frente e Blaze sorriu docemente.


"É de proposito, gosto de te ver perder a cabeça." Afirmou segurando no cabelo dele e mordeu o lábio. "Isso me excita." Continuou e desceu sua mão, enfiando os dedos dentro da cueca dele e o pegou na mão, subindo e descendo a mesma de forma lenta.


"Isso é muito bom." Ele disse fechando os olhos e entre abriu os labios, enquanto Boo o masturbava devagar.


"Você é muito gostoso." Ela disse sorrindo e se levantou na cama, puxando o lençol para cima e se enfiando lá embaixo, deixando sua cabeça da altura do pênis bem ereto de Harry. "E tão grande." Ela murmurou antes de lamber a glande dele e sorrir ao ouvir seu suspiro.


Sem presa alguma Blaze o segurou firme, colocando até onde conseguia em sua boca, e o chupando com força e vontade, o molhando quase por inteiro.


"Porra." Harry sibilou e desceu suas mãos para debaixo da coberta, agarrando o lençol com uma e a outra colocou sobre a cabeça da pequena.


Boo continuou o chupando até sentir Harry pulsar em sua boca, gozando em seguida de forma longa e demorada.


"Você ainda me mata." O moreno reclamou sorrindo e Blaze riu ao se levantar, deixando a coberta cair para trás.


"Fracote." Zombou beliscando o mamilo dele e Harry os rodou na cama, ficando em cima dela.


"Vou te mostrar o fracote." Ele resmungou descendo sua boca a dela e a beijou, com voracia, enfiando sua lingua na boca dela sem o menor pudor.


"Quero ouvir você gemendo." Ele rosnou e a penetrou com tudo, a alargando da melhor forma, enquanto começou a fode-la, num ritmo incessante.


Blaze não demorou para ter seu primeiro orgasmo, tremendo e tendo espasmos enquanto todo seu corpo começava a relaxar, lhe deixando mole por um momento.


Harry continuo suas estocadas até ter Blaze gemendo seu nome de novo, pronta para gozar a qualquer momento.


Ele estava se segurando, o maximo que conseguia, por que queria deixar ela satisfeita e muito bem comida.


Por mais que eles não fossem mais carinhosos na cama como eram antes de Anne nascer, ele sempre sentia aquela conexão que eles tinham, o amor que esbanjavam, principalmente nesses momentos, e ele se sentia no dever de agradar Boo, apenas por que mesmo sem ela saber, ela o fazia muito feliz, como ninguem nunca foi capaz, e por isso, ela merecia tudo dele, todo amor, paixão, carinho, e orgasmos que ele poderia dar sem acordar sua filha.


"Haz." Boo gemeu baixinho sentindo todo o formigamento de seu ventre se espalhar pelo corpo, e apertando forte a bunda de Harry ela gozou de novo, ficando com a visão embaçada por um momento.


Harry gozou em seguida, se deixando levar, e permaneceu dentro dela, sem coragem para se afastar.


"Bom dia." Ele murmurou sorrindo e Blaze riu, beijando ele.


"Bom dia." Ela respondeu, olhando intensamente para ele com aqueles olhos coloridos que ele tanto amava.


[...]


Sorrindo para o teto do quarto, Blaze decidiu por fim levantar, para tomar uma ducha antes de preparar o café da manhã.


Pelo horario, Anne estaria correndo com os lobos na floresta, por algum motivo não aparente, ela adorava ficar la dentro por horas a fio.


Ela já estava tão grande, 8 anos de idade e já parecia uma adolescente, alta, encorpada e esperta demais ao ponto de vista de Harry, que vivia implicando com a pequena.


Ciumento, era assim que Blaze o chamava sempre que ele fazia birra ao ver a pequena se divertindo com os lobos.


Depois de um bom banho, Blaze andou calmamente até a cozinha e começou a preparar o café-da-manhã, com muito bacon e panquecas, por que tanto Harry como Anne adoravam aquilo e comiam como dois condenados.


"Você tem um cheiro tão bom sabia?" Harry disse abraçando Blaze por trás e a ômega sorriu, deixando que ele beijasse seu pescoço.


"Já você fede a cachorro molhado." Ela disse zombando e Harry a virou pra ele, sem perder aquele sorriso com covinhas do rosto.


"Haha. Gozar te deixa tão animadinha né?" Ele disse apertando a cintura dela e Blaze assentiu rindo, entrelaçando seus braços no pescoço dele.


"Você sempre sabe o que faz, e isso me deixa animada. Agora vá, vai procurar sua filha que o café esta pronto." Ela disse empurrando ele e Harry saiu andando de costas, ainda com um sorriso torto no rosto, enquanto a encarava.


Anne entrou correndo dentro de casa sujando todo o piso de lama, a chuva da noite passada molhou o "quintal" e ela obviamente estava rolando por ai, pois tinha terra até no rosto.


"Você não consegue ficar limpa por mais de um minuto né?" Boo reclamou fazendo careta para a filha e Anne sorriu docemente.


"Não, mas a culpa é do lobinho, ele quem me empurrou." Se defendeu e Harry a pegou no colo, a jogando no alto.


"Estou sabendo, vem, vamos tomar um banho e depois comemos." Ele disse a arrastando para o quarto dela e Anne foi toda jogada no colo do Alfa, fingindo tedio.


"Nada de guerrinha de espuma." Blaze gritou e se sentou a mesa, comendo uma maça enquanto pensava nos ultimos anos.


Eles viveram por 3 anos no Canadá, porém as pessoas começaram a suspeitar do cheiro deles e do crescimento excecisso de Anne.


Harry durante todo aquele tempo, junto de Louis, contruiu uma casinha em Michigan, em uma pequena floresta sem movimentação.


Ela só soube disso quando ele anunciou que precisariam se mudar, e que ela não precisaria se preocupar, pois ele já tinha tudo planejado.


Eles fizeram tudo as presas, sairam de seus empregos o mais rapido possivel e com a ajuda de Louis conseguiram se mudar para Michigan em apenas um dia.


Não precisaram levar moveis, apenas suas proprias coisas que cabiam facilmente nas malas, e isso facilitou todo o processo.


Desde que havia fugido para o Canada, seu contato com Louis passou a ser frequente. Ele foi o único amigo que lhe restou, e conforme os anos passaram eles se aproximaram bastante.


Quando Louis soube de tudo o que estava acontecendo, fez de tudo para encontrar Harry, e quando fez, não esperava a noticia de que eles já eram pais.


Levou segundos para ele se apaixonar pela Anne, e apradinhar a pequena, que o adorou tanto quanto adoro o "lobinho".


Sempre que possivel, Louis e Mikay, uma garota a qual ele namorou 2 anos e estava noivo a 1, iam visita-los em Michigan, para passar um fim de semana de "ferias" com eles.


Boo não tinha o que reclamar da vida. Sua estabilidade financeira estava garantida, apartir do momento que ela começou a receber pela morte de sua avó e de seu pais, assim como Harry recebia de sua mãe. Ambos ainda tinham guardado o que ganharam trabalhando no Canadá, e 7 mil dolares do dinheiro que Anabell havia lhes dado.


Os gastos eram minimos e eles conseguiam se manter sempre unidos e felizes. As dificuldades já haviam ido embora a anos, e a única coisa que eles conseguiam fazer era aproveitar o tempo se divertindo.


De quatro em quatro meses eles viajavam de carro para algum lugar, para conhecer novos ares e se divertirem.


Harry trabalhava na cidade, como emgenheiro, e por incrivel que pareça ele era muito bom no que fazia, e isso rendia a ele um salario alto o bastante para eles poderem gastar em bobagens nas viagens e ainda sobrar.


Eles tinham uma vida feliz, Blaze reconhecia isso, e a cada dia que passava, agradecia mais e mais todas as bençãos que recebia, e sempre antes de dormir conversava com sua familia, enquanto ficava deitada no balanço que tinha em sua varanda. 


"Pronto, agora sim, cheirinho de morango." Harry disse aparecendo na cozinha com Anne no colo e a pequena tinha os braços enrolados no pescoço do pai, enquanto cantarolava algo.


"Papai derrubou shampoo no meu olho." Anne disse ao descer do colo do Alfa, e Harry revirou os olhos.


"Foi sem querer. Você não parava quieta." Ele disse se sentando a mesa, e Anne deu um beijo em Blaze antes de se sentar.


"Eu estava dançando." Ela disse se justificando e Boo deu risada.


"Sem briga crianças, a panqueca de vocês está esfriando." Ela disse olhando para sua filha e a pequena assentiu, enchendo o prato até não caber mais nada nele.


"Morta de fome." Harry disse mostrando a lingua oara a filha, e encheu o prato da mesma forma, fazendo Boo revirar os olhos.


[...]


O sol estava quente, mesmo que fosse pouco, mas já era o suficiente para Anne querer correr pelo campo, que ela chamada de quintal, e ficar pulando por ai com o lobinho.


Harry e Blaze estavam sentados no balanço, apenas observando como sua filha de divertia com o pequeno animal.


Blaze e Harry 2 já estavam cansados, então apenas deitaram no tapete de bem-vindos que ficava na porta e passar a tarde ali, tomando um pouco de sol.


Nada poderia estragar aquele momento tão especial para eles. Harry não conseguia tirar o maldito sorriso do rosto, e Blaze sentia que poderia explodir de felicidade, Anne não estava se importando com nada além de se divertir com seu lobinho e isso parecia a coisa certa naquele momento.


Um barulho de motor chamou a atenção dos Linkeds e Anne foi a primeira a sair correndo para encontrar Louis e Mikay saindo do carro.


Harry se levantou e pegou Boo pela mão, puxando-a.


"Eu te amo." Ele disse a beijando de leve nos lábios e a pequena sorriu.


"Eu te amo." Respondeu sorrindo e juntos foram caminhando de encontro a seus amigos.



_______


Era suposto dar 1.800 palavras certinho, mas ne, nem me surpreendo mais. Como esse é meu ultimo preencimento queria agradecer a voces todos por estarem comigo aqui, lendo e comentando em Linked.


Voces sao quem me dão animo para continuar a escrever, então obrigada mesmo.... se nao fosse todo o incentivo, eu provavelmente ainda estaria escrevendo fanfics e apagando antes de termina-las. Eu adoro voces, thanks.




Notas Finais


E FIM.... ESPERO QUE TENHAM GOSTADO DE LER LINKED O TANTO QUE EU GOSTEI DE ESCREVER.... ESSE FOI UMA IDEIA QUE EU ADOREI FAZER E BLARRY SEMPRE VAI ESTAR NO MEU HEART, ASSIM COMO VOCES... VEJO-VOS EM OUTRAS FANFICS BABYS... ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...