História Linked Souls - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chouji Akimichi, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Kakashi Hatake, Karin, Kiba Inuzuka, Kizashi Haruno, Mebuki Haruno, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Sai, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shino Aburame, Temari, TenTen Mitsashi, Tsunade Senju
Tags Drama, Naruto, Revelaçoes, Romance, Sakura, Sasuke, Sasusaku
Exibições 23
Palavras 969
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Científica, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OIOIOI 🌙🌙

Essa é a primeira fanfic que escrevo,mas, antes eu tinha um blog e escrevia lá,não sobre animes e tal, essa é a primeira vez, algo novo que estou testando.

Os capítulos poderão a demorar a vir,por quê nesse momento estou fazendo tudo no improviso, a ideia de escrever uma fanfic agora,veio por quê fiquei inspirada pela minha amiga que também possui uma fic em andamento aqui.

Se tiver alguns erros eu estarei corrigindo para que vocês leitores possuam um leitura agradável e sem erros ortográficos, algo que não vai ocorrer com frequência, sou muito rigorosa com isso kkkk.

Então é isso, aproveitem o primeiro capítulo de Linked Souls.

Capítulo 1 - Sakura no ki


Fanfic / Fanfiction Linked Souls - Capítulo 1 - Sakura no ki

  – Por que eu não posso sair  hoje à noite? Tenho 18 anos e vocês me obrigam a ficar em casa sem motivo algum, daqui dois dias estarei indo para a universidade, vocês precisam entender que não ficarei aqui por muito tempo. – Meus pais não conseguem entender que a garotinha deles cresceu e que precisa seguir o próprio caminho com as próprias pernas. Eu entendo o lado deles mas eles estão me sufocando de um jeito que se fosse outra pessoa não aguentaria a pressão e acabaria falando coisas que não deveriam ser ditas. E a última coisa que eu quero é :

Ir para a faculdade possuindo problemas com meus pais.

– Sakura,minha querida,você precisa entender que nós sentiremos muito sua falta e queremos manter você por perto pois sabemos que daqui dois dias você não estará mais aqui, perto de mim e de seu pai. – Mamãe estava a ponto de chorar pela quinta vez consecutiva naquele dia, desde que descobriu que passei para a universidade de Konohagakure que se localizava no Japão era só isso que ela fazia todos os dias que olhava para a minha face. E sabe eu nem sou tão feia assim.

– Pai , pelo amor de Santo Cristo me dá uma mãozinha aqui, por favor? – Meu único recurso era pedir ajuda ao meu pai; ele sempre foi o mais liberal dentre eles dois, minha mãe odiava isso nele quando eu era criança,pois sempre me mimava e fazia tudo que eu queria e muito mais.

– Mebuki,querida, Saki também deve ver seus amigos pelo menos uma última vez, ela não os verá mais como sempre;no nosso caso,nós poderíamos ir visita-lá nas férias de inverno. Ela já é uma adulta.Não podemos proibir que ela saia com seus amigos.

– Mas, Kizashi,eu..nós. – Ela suspirou profundamente até pronunciar mais algumas palavras. – Tudo bem, afinal, é só hoje não é? Desculpe querida; eu não queria fazer uma cena,mas,acabei fazendo uma. Desculpe. – Mamãe dizia enquanto subia para seu quarto, agora eu é que estou ficando triste, acho que magoei a pessoa que eu menos queria  magoar,logo hoje.

– Vai ficar tudo bem Saki, você já pode ir. Eu resolvo as coisas com a sua mãe. – Meu pai dizia isso ,mas, será mesmo que ele iria resolver?

Sai de casa às pressas mesmo sendo 18:50 eu sabia que iria chegar atrasada, eu iria me encontrar com Yuki e Liz, minhas únicas amigas de longa data, nos encontraríamos numa lanchonete que era a 6 quadras da minha casa, essa lanchonete era muito famosa por ser no estilo discoteca; muitos adolescentes iam pra lá quando queriam descontrair e sair um pouco da rotina, desde que abrira lá tinha sido nosso ponto de encontro.

. . .

– Mil desculpas pelo atraso meninas, como eu tinha dito para vocês a dona Mebuki  não queria deixar que eu viesse ver vocês hoje. – Eu dizia já me acomodando na cadeira.

– Sem problemas Saki,nós meio que já sabíamos,tia Mebuki não é nada fácil – Yuki respondeu com um sorriso enorme,talvez querendo transmitir que realmente não tibha problema de eu ter me atrasado. Yuki era a pessoa mais amável que eu já conheci e muito bonita,com seus longos cabelos cor de mel e suas íris castanho-claros, conseguir garotos pra ela era coisa mais fácil que já se viu na face da Terra e não vou negar que com a cara de anjo que ela possui engana muitas pessoas e só descobrem a verdadeira Yuki depois que já foi fisgado por ela.

– Então Yuki,Liz o que vocês fizeram no final de semana de vocês? Algo espetacular que eu deva saber ? – Enquanto eu as olhava atentamente foi a vez de Liz responder.

– Nada demais,sabe,eu tive o pior encontro de toda a minha vida, o garoto era um porre, não sei porquê eu aceitei sair com ele. Será que um dia vou achar algum garoto que preste? Preciso urgentemente tirar o atraso, se é que vocês me entendem. – Liz dizia fazendo gestos exagerados com as mãos e fazendo cara de insatisfação, ela era uma pessoa totalmente oposta da Yuki, Liz é mais extrovertida mas também muito centrada e bonita,ela era ruiva e o corte de cabelo no estilo Long Bob e a cor de seus olhos era de um azul que chegava a ser mais claros que as águas do Caribe,eles mudam de tonalidade de um azul para cinza quando a mesma está em lugares de pouca iluminação.

No relógio já marcavam 22:30, eu me despedi das meninas e fui direto para casa, na volta estava começando a esfriar e quanto eu mais andava mais frio ficava e o pior era que eu estava de regata e uma calça skinny e não possuía nenhum casaco comigo. Eu já estava dobrando a esquina que daria em frente a minha casa quando bateu um vento forte em meu rosto e eu jurava que tinha ouvido alguém dizer :

 " Eu irei encontrar você.."

Olhei para os lados e não havia ninguém ali mas eu jurava para mim mesma que escutei alguém falar que iria me encontrar, não esperei pra ver o que aconteceria adiante, corri o mais rápido que pude e usei todas as minhas forças pra chegar em casa e então fingir que nada aconteceu a alguns minutos atrás. Cheguei na porta com falta de ar por conta da corrida e fui direto para o meu quarto; meus pais já estavam dormindo e tentei fazer o menor barulho possível enquanto adentrava meu quarto,mas era  algo difícil de se fazer já que minha porta rangia mais que aqueles pisos de filme de terror,agradeço aos deuses pois ninguém acordou. Me joguei na cama e fiquei olhando para o teto do meu quarto como se fosse a coisa mais incrível que já vi na minha vida,mas algo me incomodava desde aquele acontecimento de uns minutos atrás.

Quem quer me encontrar?

 

 

 

 

 


Notas Finais


Bem, esse foi o primeiro capítulo, se alguém tiver alguma observação pode falar ,aceito todas ,com isso irei corrigir os erros e melhorar .

Até o próximo capítulo. Bjaao 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...