História Little Criminal - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook, Personagens Originais
Tags Criminal, Jikook, Romance, Sadist
Exibições 17
Palavras 649
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Aqui estou eu fazendo uma fic do meu otp lindo :3
Espero que gostem meus criminosos u.u

Capítulo 1 - Capítulo Um- Conhecendo o Criminoso


Brincando em camas com luxuria Park Jimin acorda de uma noite desgastante e sensual, mesmo isso não o trazendo nenhum sentimento. Sempre criado como um boneco, as regras se repetem em sua cabeça lentamente enquanto ele encara a parede azul bebê de um quarto aleatório, tendo mãos em sua cintura o pequeno simplesmente se levanta indo pegar suas roupas para logo sair daquela casa sufocante.

- Droga... - Sussurra lentamente enquanto se veste, um tom doloroso estava contido em sua voz

Depois de vestido Jimin segue seu caminho para fora do quarto lhe mostrando um corredor também azul bebê, estava perdido em seus pensamentos então nem percebeu que já estava na entrada da casa. Seguindo as ruas gélidas enquanto as pessoas com aqueles olhares o julgando ele para em uma cafeteria para tomar um café já que era a única coisa realmente quente em sua vida, parado na cafeteria olhando o mundo a sua volta até as vezes procurando alguém que o cativasse mas nada o chamava atenção. Logo depois de tomar o seu café ele paga a conta chamando o garçom e vai embora seguindo o caminho para a sua casa. As vezes se perguntava por que ele voltava para aquele lugar, um lugar que apenas o trazia sofrimento, com esses pensamentos Jimin finalmente chega em sua casa, hesitante ele abre a porta o mostrando seus pais sentados no sofá.

- Cheguei - Totalmente calmo ele fala sabendo o que iria acontecer

Sendo recebido em um tapa em seu rosto Jimin apenas vai para o seu quarto e se tranca ali, se joga nas paredes pretas de seu quarto e se poem a chorar, fazia muito tempo que ele recebia amor, não só familiar e sim todos os tipos de amor. Tristemente o garoto vai para o seu banheiro e olha seu reflexo no espelho deixando uma lagrima solitária descer sobre seu rosto pálido.

- Feio como sempre - Sussurra para si mesmo

Ele tinha olheiras em seu rosto e seu rosto estava meio magro já que não comia a uns 2 dias, até queria comer mas tinha medo de descer e enfrentar seus pais, medo era o que ele mais sentia em casa, seus pais sentiam saudade do garoto que ele era antes e achavam que bater nele resolveria alguma coisa, Park Jimin não era mais o garoto feliz, ele parecia apenas um corpo sem alma ou um boneco sem vida, apenas movido por esforço sem um pingo de vontade de viver, essa era a sua vida miserável. 

A noite finalmente tinha chegado, Jimin já estava pronto para sair e ser morto por algum assassino ou canibal, pensamentos de arrependimento ou algo parecido não chegavam mais naquele garoto, ele estava decidido, iria morrer hoje. Em passos inaudíveis ele caminha pela casa até chegar na porta de sua casa, mas ele chamava de porta do inferno. Abrindo a porta o garoto sai de casa deixando que o vento gélido de um tapa em sua cara, já não bastando o de sua mãe, logo ele fecha a porta e começa a andar, andar pelo inferno, andar pelo local de sua morte. Vozes eram o que ele podia ouvir então silenciosamente uma mão pousa em sua cintura e outra em sua boca, eram mãos masculinas, o dono das mãos desconhecidas o leva para um beco bem escuro o prendendo na parede com um sorriso psicótico.

- O que um garoto belo como você faz em ruas como essas? -  pergunta deixando transparecer o único sentimento em seus olhos, que era luxuria 

O terror bate em sua cabeça e com olhos assustados o garoto não consegue responder, por causa do medo e da mão em sua boca. Pelo o que ele percebia iria ser uma longa noite dolorosa e ninguém poderia o ajuda-lo, Park Jimin acabou de entrar no jogo do criminoso.

Você sempre será meu...e ficará aqui para sempre Querido


Notas Finais


Tá né pelamordedeus não me batam por minhas fanfics serem tudo bad, vai ficar melhor...eu acho mas né :v querem entrar para a turma dos pequenos criminosos dão a loka? ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...