História Little Fox - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jin, V
Tags Bts, Fuffly, Híbrido, Hoseok, J-hope, Jihope, Jimin, Jin, Namjoon, Rap Monster, Seokjin, Suga, Sugamon, Taehyung, Taejin, Vjin, Yaoi, Yoongi
Exibições 92
Palavras 1.655
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Fluffy, Lemon, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


AAAAH, BROTEI!
Vim atualizar a fic tinha combinado com uma leitora que iria fazer isso, mesmo que 24 minutos atrasada e.e
Enfim, o capítulo está acho que fofo! Espero que curtam.

Boa Leitura!

Capítulo 2 - Two - Hybrid!


Fanfic / Fanfiction Little Fox - Capítulo 2 - Two - Hybrid!

Little Fox

Capítulo 02:

Two – Hybrid!

Autor Pov’s On

 

O acastanhado se remexeu incomodado em sua cama ao sentir uma claridade incomodada vir da janela. Eram 10:20am. Como ele acordou esse horário mesmo com a claridade da janela? O cansaço venceu. Ainda não querendo sair de suas acomodações, SeokJin se sentou na cama, passando a mão em seus olhos, e bocejando logo em seguida. Era um sábado, não precisava ter acordado antes do meio-dia.

 

Espreguiçou-se preguiçosamente, se levantando da cama e indo tomar um banho. Aquela manhã estava tão calma que chegava a ser estranho, mas o acastanhado resolveu deixar para lá e tomar um banho relaxante.
Após isso, foi em direção a cozinha com passos lentos enquanto colocava sua camiseta de um tom rosa bem claro. Pegou sua chaleira e a levou até a torneira enchendo-a da água para finalmente começar a fazer seu café. Se encostou no balcão enquanto encarava o chão, tinha um sensação incomoda lhe dizendo que tinha esquecido alguma coisa. Mas o quê, era a pergunta.

 

Ouviu o apito da chaleira, indicando que sua água já estava fervida, desligou o fogo enquanto foi pegar as coisas para preparar seu café. Arrumou as coisas, e levou sua mão até a alça de chaleira, soltando alguns resmungos ao se esquecer que aquilo estava extremamente quente. Mordeu o lábio inferior, enquanto continuou com o processo de fazer o café.

 

Quando tudo pronto, respirou livremente. Pegou sua xicara com o liquido dentro e levou a seus lábios, bebericando um pouco da bebida. Encarou o relógio da parede, vendo que já eram praticamente onze horas da manhã. Em um estalo lembrou do que conversou ontem com os garotos, era isso que ele tinha esquecido! Ele tinha se esquecido que seu tal híbrido chegaria hoje!

 

Mais e mais pensamentos vieram em sua cabeça. Como um híbrido agia? E afinal, híbrido do que ele era? E mais importante, como era sua aparência? Essas perguntas deixavam SeokJin mais curioso do que nunca! Conhecia pessoas que compravam híbrido para ajudar nas tarefas domesticas, mas nunca que pensou ou imaginou ter um.

 

Geralmente híbrido são como “empregados”, mas com algumas vantagens, e isso que SeokJin achava errado. Além de tudo, os híbridos tendem a ter alguns extintos animalesco de acordo com sua espécie, como quando é híbrido de um gato, ele geralmente vai ter um apego maior a coisas felinas... É basicamente isso. Só que uma parte não entrava na cabeça de SeokJin, para que “fundir” DNA humano com animal?  Isso já era estranho demais, apesar que nem tinha ideia de como o processo funcionava, só sabia que faziam experiência tanto com humano quanto com animais.

 

O loiro deixou sua xicara vazia sobre a pia, e saiu para terminar de arrumar a casa, a final vai ter que dividi-la por um mês ou mais com um completo desconhecido. Ao menos se ocuparia até meio dia...

 

(...)

 

SeokJin estava com uma lista em mãos, vendo o que precisava ir comprar supermercado, a maioria de suas coisas já estavam acabando, precisava fazer compras. Estava tão entretido com sua lista que não viu o tempo passar.

 

O som irritante de sua companhia o tirou de seus devaneios pessoais, fazendo-o automaticamente olhar para o relógio. 12:40.

 

Deixou a lista sobre a mesa enquanto foi atender a porta. Assim que abriu, passou Yoongi puxando um garoto de cabelos ruivos, e Namjoon entrou logo atrás.

 

- Você sabe que eu odeio atrasos, e demora 10 minutos para atender uma porta! Uma maldita porta! – Yoongi rosnou irritado.

 

- Eu estava ocupado arrumando as coisas na casa, Yoongi. – SeokJin explicou. – Você tem a chave reserva, era só entrar.

 

- Namjoon perdeu ela. – O menor respondeu.

 

- Eu perdi? Quem ficou brincando com a chave por causa de um chaveiro do Kumamon mesmo, Suga? – Namjoon questionou com as mãos na cintura.

 

- Conversamos em casa.

 

Namjoon apenas revirou os olhos, e encarou SeokJin, e sorriu ao mais velho.

 

- Tá, esquecendo isso, queríamos te apresentar TaeHyung, o seu híbrido. – O rosado falou encarando um garoto de cabelos ruivos.

 

SeokJin parou para encara-lo, e ele era tão fofo! Em seu pescoço tinha uma fita rosa com um laço borboleta na mesma, ele vestia um moletom grande e branco com desenhos de ursos, uma calça colada e um all-star verde em seus pés. Os olhos eram castanhos mesclados com ônix, fazendo assim uma cor bonita de se admirar. Seus olhinhos eram pequenos e brilhantes, fitavam SeokJin com curiosidade. As bochechas eram levemente gordinhas, e totalmente coradas – Talvez pela timidez. –, Já o corpo era curvilíneo e pequeno. A boca era pequena e rosada, seu lábio inferior era maltratado pelo jeito que o mordia, talvez um pouco nervoso. Mas o que mais chamava atenção com certeza eram as orelhinhas acima de seus cabelos ruivos, elas eram em um tom alaranjado com a pontinha branca, assim como sua cauda, que era peluda, totalmente laranjada com a ponta branca.

 

- Prazer, Kim TaeHyung! – O menor sorriu gentil, enquanto cumprimentava. – Q-Qual seu nome? – Perguntou curioso.

 

- Kim SeokJin... – O acastanhado respondeu ainda encantado com o menor.

 

Yoongi sorriu e negou com a cabeça.

 

- Deixo ele em suas mãos, SeokJin, cuide bem dele, eu e o Mon já vamos indo, tchau! – Yoongi despediu-se apressado.

 

Namjoon soltou murmúrios meio irritado pela forma do outro, mas o acompanhou para fora da casa.

SeokJin sorriu a TaeHyung, que ficou com as bochechas ainda mais corada. Ele tinha ficado tão adorável e apertável! O acastanhado se aproximou mais do pequeno híbrido, que ainda o encarava com curiosidade. Levou seus dedos, e com as pontas dos mesmo tocou a orelhinha direita do menor.

 

- Você é um híbrido do que, TaeHyung? – Perguntou encarando o outro nos olhos.

 

- S-sou um híbrido de raposa... – TaeHyung respondeu baixo, ligeiramente envergonhado.

 

- É um pouco diferente, mas é fofo. – SeokJin falou passando a mão pelas bochechas do menor. – Quantos anos tem?

 

- 18.

 

Assim que TaeHyung respondeu, SeokJin o encarou incrédulo. Como assim 18? Ele era muito novo! Sendo que, o loiro tem 23.

 

- Puta que pariu, eu vou matar o Yoongi. – O acastanhado resmungou irritado. – Enfim, TaeHyung você trouce roupas? – Perguntou vendo o menor assentir. – Certo, vai dormir comigo até eu terminar de arrumar seu quarto, você vir para cá me pegou desprevenido.

 

TaeHyung apenas o encarou e sorriu, o menor pegou sua mala, e se sentou no sofá, colocando-a em seu colo, enquanto encarava SeokJin, que tinha uma expressão de certa forma séria.

 

- Como eu devo te chamar? – O acastanhado perguntou.

 

- Como assim?

 

- Bem, você é meu dono... e acho que eu deveria te chamar de algo! Mestre, por exemplo... – TaeHyung respondeu calmo.

 

- Certo, mesmo que seja estranho. – SeokJin murmurou. – Não me chame de mestre, isso é estranho por demais.

 

- Daddy? O Yoongi-hyung disse que eu poderia te chamar assim, apesar que eu não entendi muito bem o significado. – O menor contou.

 

SeokJin tinha uma coloração avermelhada nas bochechas, talvez ouvir aquilo não fez bem a seus pensamentos, já que tinha imaginado mil e uma coisas com aquela palavra.

 

- Namjoon irá ficar viúvo. E não me chame de daddy, isso soa extremamente errado para mim! – O acastanhado falou ainda envergonhado. – Me chame de Jin, ou hyung, mas nem daddy e nem de mestre!

 

- Certo, Jin! – O menor respondeu sorrindo triangular.

 

O acastanhado achou aquilo extremamente fofo, além de ser um lindo sorriso. Talvez não fosse de todo o ruim morar com TaeHyung, afinal o híbrido parecia ser muito amigável, além de extremamente adorável.

 

- Tae, se quiser deixar suas coisas no meu quarto, pode deixar, é o último quarto a direita.

 

O híbrido apenas assentiu e foi em direção ao quarto que SeokJin tinha falado que era o seu. O acastanhado foi até a cozinha, e pegou a lista que tinha deixado sobre a mesa, a checando para ver se tinha tudo que necessitava para passar o mês tranquilo. Sentiu um fraco toque em seus ombros, e se virou para encarar TaeHyung.

 

- Sim?

 

- Eu posso assistir tevê? Raramente deixavam. – Contou baixo.

 

- Talvez depois, uh? Agora nós precisamos sair. – SeokJin respondeu vendo TaeHyung o encarar confuso.

 

- E para onde nós vamos? – O ruivo perguntou curioso.

 

- Nós vamos ao supermercado, preciso fazer compras, estão faltando algumas coisas aqui em casa. Eu não quero te deixar sozinho aqui, então, você vem comigo? – SeokJin questionou.

 

- Claro! – TaeHyung respondeu, sorrindo em concordância. – Eu só preciso trocar de roupa.

 

O acastanhado deu de ombros, olhando para sua própria roupa, não que se importasse com a aparência de uma maneira tão extrema, só não gostava de andar que nem um desajeitado. Foi em direção a seu quarto, e separou uma roupa para se trocar. TaeHyung provavelmente estava utilizando o banheiro. Aproveitou e se trocou ali mesmo, a única peça que faltava era a camiseta, e quando ia coloca-la, TaeHyung abriu a porta, encarando SeokJin assustado e envergonhado.

 

- Desculpe! – pediu fazendo reverência. 

 

O acastanhado riu baixo, e colocou a camiseta e saiu puxando TaeHyung do quarto.

 

- Não precisa pedir desculpas, Tae. – SeokJin falou.

 

- Certo, mas mesmo assim desculpe!

 

- Okay...

 

Ambos saíram em silêncio até o carro do acastanhado.

 

- O que nós precisamos comprar?

 

- Só algumas coisinhas, eu tenho a lista. – O mais velho respondeu. – Tae, você precisa de alguma coisa?

 

- Não, por quê?

 

- Eu não sei, eu nunca fiquei com um híbrido antes, e não sei do que eles precisam! – O acastanhado respondeu aflito.

 

- Eu sou uma pessoa normal, eu acho, meu lado “animal” não vai atrapalhar em nada, relaxe! – TaeHyung assegurou calmo.

 

SeokJin suspirou e concordou. Só tinha que seguir tudo normalmente, seria como ter mais alguém para cuidar apenas. O acastanhado estacionou o carro, descendo do mesmo, fazendo TaeHyung fazer a mesma coisa. Suspirou novamente, eles só estavam indo ao mercado, o que poderia dar de errado nisso tudo?

 

E eu te respondeu, tudo.


Notas Finais


O QUE SERÁ QUE VAI ACONTECER NESSE MERCADO, UH?
SPOILER: MUITA TRETAAAAAAA
AAAAAH, como se eu não amasse treta, né? SHAUSHAUSHAU
Espero que tenham gostado <3
Caso tiver, comente, favorite e compartilhe, se quiser!
Agora eu vou indo!
Bjss #FLW


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...