História Little Fox - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jin, V
Tags Bts, Fuffly, Híbrido, Hoseok, J-hope, Jihope, Jimin, Jin, Namjoon, Rap Monster, Seokjin, Suga, Sugamon, Taehyung, Taejin, Vjin, Yaoi, Yoongi
Exibições 97
Palavras 1.228
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Fluffy, Lemon, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Cross-dresser, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Three - Fear.


Little Fox
           Capítulo 03:
          Three – Fear.
            Autor Pov’s On

 

TaeHyung interlaçou sua mão na de SeokJin, e sorriu doce enquanto encarava o mesmo. O acastanhado suspirou, e sorriu mínimo, deixando seus dedos interlaçados-nos do outro, e saiu andando, o puxando sem brutalidade. A maioria os encaravam como se fossem de outro planeta, e alguns sorriam de forma gentil, como se aceitassem muito bem o fato... A sociedade de hoje em dia impões coisas demais, posso até arriscar dizer que se tornou pior do que a antigamente.

 

- O que devemos comprar primeiro? – TaeHyung perguntou abraçando SeokJin, enquanto olhava a lista.

 

SeokJin encarou o outro e riu baixo, passando o braço em torno da cintura do mesmo.

 

- Vamos comprar primeiro as verduras, tá? – SeokJin indagou vendo o menor assentir. – Você pode pegar um carrinho pra gente, por favor? – Pediu vendo Tae assentir e sorrir novamente.

 

O acastanhado sorriu ao outro que foi fazer o que ele tinha pedido. Encarou a lista novamente, talvez ficassem ali mais do que esperava, a lista era um pouco longa. Pegou seu celular olhando as horas, e em seguida guardando no bolso, assim que se virou para trás, viu TaeHyung com o carrinho de compras.

 

- Vamos?

 

- Vamos!

 

SeokJin deixou mais uma baixa risada escapar, e seguiu caminho com TaeHyung.

 

Ambos estavam quase no final das compras quando o acastanhado parou no meio do mercado, encarando uma simples pelúcia de uma raposa, bem famoso por sinal, era de Nick, um personagem da Disney, do filme Zootopia. SeokJin parou e encarou TaeHyung com os olhos vidrados naquela pelúcia simples.

 

- Você gostou disso? – O acastanhado perguntou.

 

- Sim, ela é bonita... Enfim, falta muito? – O menor perguntou desviando o olhar da pelúcia.

 

- Não, já pegamos quase tudo, só falta uma coisa.

 

- O quê?

 

- Faltou essa pelúcia. – SeokJin respondeu apontando para a pelúcia.

 

TaeHyung o encarou confuso, mas pegou a pelúcia, dentre todas as outras, e seguiu SeokJin, continuando olhando encantada mente para a pelúcia em seus braços. Ele parecia até uma ingênua criança...

 

Após pagarem tudo e finalmente saírem para colocar tudo no carro, TaeHyung não parava de pular e dizer o quanto tinha gostado daquela coisa fofa. SeokJin suspirou feliz ao terminar de guardar tudo no carro. Virou-se para encarar TaeHyung que jogava a pelúcia para cima e pegava-a novamente e repetia o processo múltiplas vezes.

 

- Mas olha o que nós achamos aqui, o garoto raposa defeituoso. – Uma voz grossa e desconhecida se fez presente.

 

O ruivo se assustou, dando passos para trás, apertando a pequena raposa contra si. Ele estava assustado, e isso notava-se de longe.

 

- Por favor, vá embora e me deixe em paz! – Tae pediu com certo medo na voz.

 

- Por que eu deveria, raposinha defeituosa? – Arqueou uma sobrancelha sorrindo de modo sádico.

 

SeokJin puxou Tae para si, encarando o outro de maneira fria.

 

- Suma da nossa frente e o deixe em paz agora! – SeokJin disse de maneira séria.

 

- Meu assunto não é com você, bichinha! – O de cabelos verdes disse com nojo na voz. – Meu assunto é com ele! – apontou a TaeHyung que se encolheu nos braços de SeokJin.

 

- Se mexer com ele está mexendo comigo! Eu não quero ser violento. – O acastanhado pediu sem quebrar o contato visual com o outro.

 

O esverdeado se aproximou de ambos, e pegou no pulso de TaeHyung, puxando com força, mas não foi por muito tempo já que SeokJin o empurrou e desferiu um soco em seu rosto. O esverdeado levantou com a mão em sua bochecha, onde estava marcada, e de sua boca escorria um filete de sangue.

 

- Não quero você tocando nele! – SeokJin rosnou irritado.

 

- Eu não ligo para as merdas dos seus avisos! Você ainda vai se arrepender, TaeHyung! Vai ter uma hora que você não vai estar com esse seu namoradinho, e então eu avançarei! – O outro falou apontando para o acastanhado.

 

- Tente algo com ele que eu mesmo mando seu corpo para o necrotério! – O acastanhado falou e o outro se afastou.

 

TaeHyung abaixou o olhar, um tanto triste, SeokJin notando isso o abraçou.

 

- Você...quer falar sobre isso? – Perguntou e viu o menor negar rapidamente.

 

O acastanhado suspirou e abraçou o menor mais forte, o puxando para perto da porta do passageiro.

 

- Falaremos quando você quiser. – O maior falou. – E eu vou estar sempre contigo. – Assegurou calmo.

 

TaeHyung apenas sorriu fraco cruzando os braços ficando com o olhar baixo. Por algum motivo SeokJin se sentiu mal com aquilo acontecendo, talvez ele se importasse com o jeito que o outro estava, se importava até demais...

 

O silêncio do mercado até em casa tinha sido incomodo para ambos. SeokJin queria conversar, aprender mais sobre o menor, mas esse estava com mil e um pensamentos atrapalhando quaisquer resquício de diálogo. Não estava tão acostumado com pessoas lhe chamado de defeituoso, ou coisa como experiência falhada de laboratório. Na maioria das vezes as pessoas não medem suas palavras, e não notam que uma palavra dói mais que um tiro. E bom, TaeHyung estava sempre ferido por essas palavras maldosas.

 

Assim que chegaram em casa, o silêncio continuou, não tinha uma troca de olhares certas, já que quando se encaravam por uns cinco segundos, TaeHyung desviava o olhar completamente desconfortável. Aquilo estava começando a incomodar e muito SeokJin...

 

(...)

 

Já se passavam das dez, e TaeHyung estava sentado na cama, enrolado em meio as cobertas fofinhas, só o que se via era seu rosto descoberto. SeokJin tinha acabado de deixar o menor confortável em sua cama. Admitia que o sofá não era melhor opção, mas por uma noite... que mal faria?

 

Suspirou saindo do quarto, indo em direção a porta e colocando a mão no interruptor, desligando-o. Mas antes dele conseguir sair do quarto, ouviu um chamado baixo, forçando-o a se virar e encarar o menor.

 

- Jin... Eu não quero dormir sozinho... você pode dormir comigo? Por favor? – TaeHyung pediu mordendo o lábio inferior inseguro.

 

- Tudo bem. – SeokJin respondeu, sorrindo fraco logo em seguida.

 

O acastanhado fechou a porta do quarto, e se aproximou da cama onde TaeHyung estava. O menor como o dia todo, encarava-lhe curioso, esperando ele fazer o próximo movimento. SeokJin entrou em baixo das cobertas, se ajeitando enquanto suspirava e sentia a macies do colchão contra si. Com certeza uma cama era mil vezes melhor que um sofá!

 

TaeHyung ainda um pouco inseguro se aproximou mais de SeokJin, se deitando ao lado do mesmo, e o abraçando de um jeito apertado, enquanto apoiava sua cabeça no peito do mesmo. SeokJin um pouco pela surpresa, abraçou o menor, e fez carinho em seu cabelo. Arrumou-se para ficar na frente de TaeHyung, que o encarava com as bochecha levemente coradas.

 

- Você está com medo dele aparecer?

 

- Eu não vou mentir, Jin. Eu estou morrendo de medo. – O menor disse baixo fechando os olhos com força.

 

- Hey, se acalma, tá?! Eu estou aqui, e vou te proteger. – SeokJin falou com convicção.

 

TaeHyung abriu os olhos aos poucos, e voltou a abraçar o mais velho que depositou um beijo em sua testa, e continuou a abraça-lo. Era extremamente estranho como o menor se sentia seguro perto de SeokJin... Mas ao mesmo tempo era bom... ele estava aprendendo a amar ainda mais a companhia do mais velho. Só não esperava amar até demais...

 

 


Notas Finais


#FLW <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...